Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Epidemiological study of penile cancer in Pará State, Brazil/Estudo epidemiológico do câncer de pênis no Estado do Pará, Brasil

Rev Pan-Amaz Saude; 1(2): 85 - 90, 2010. graf, tab, mapas
Artigo em Português | IEC | ID: iec-7423

OBJETIVOS:

Analisar a epidemiologia do câncer de pênis no Estado do Pará e contribuir com o estudo nacional da Sociedade Brasileira de Urologia, visando a instituição de medidas de prevenção, diagnóstico e tratamento.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Foram avaliados, retrospectivamente, 208 pacientes portadores de carcinoma epidermoide do pênis, no período entre junho de 1996 e junho de 2006, segundo a idade, origem, classe social, tempo entre o aparecimento da lesão primária e a procura de atendimento, localização, estadiamento e grau patológico da lesão. Procurou-se também determinar sua incidência total, prevalência nas diversas mesorregiões do Estado, assim como o coeficiente de prevalência da doença, na instituição onde o estudo foi realizado.

RESULTADOS:

A maior prevalência foi encontrada na faixa etária entre 41 e 70 anos de idade. As mesorregiões Metropolitana e Nordeste do Pará foram a origem da maioria dos pacientes. Quase todos provinham de classes socioeconômicas baixas, e eram, principalmente, agricultores. O intervalo médio entre o aparecimento da lesão e a procura de atendimento médico foi de 11 meses. A grande maioria das lesões estava localizadas na cavidade prepucial e eram invasivas. A incidência bruta da doença no Estado é de 5,7/100.000 habitantes/ano. Esses tumores representam 15,7 por cento dos tumores urogenitais no sexo masculino e são o segundo mais frequente no Departamento de Urologia. Não se observou nenhum caso da doença na população indígena do Estado.

CONCLUSÃO:

O câncer de pênis apresenta incidência e prevalência alarmantes no Estado do Pará. Medidas preventivas devem ser implementadas para reduzir a ocorrência da doença nos próximos anos...(AU)

OBJECTIVES:

To analyze the epidemiology of cancer of the penis in Pará and to contribute to the Sociedade Brasileira de Urologia's national study while also seeking to implement measures of prevention, diagnosis and treatment.

METHODS:

We retrospectively evaluated 208 patients with epidermoid carcinoma of the penis in the period between June 1996 and June 2006 according to age, origin, social class and time between the onset of the primary lesion and seeking treatment as well as the localization, stage and pathological grade of the lesion. We also sought to determine the overall incidence and prevalence of this cancer in various mesoregions of the State and its prevalence in the institution where the study was conducted.

RESULTS:

The highest prevalence was found in the age group between 41 and 70 years of age. The Metropolitan and Northeastern Pará mesoregions were the source of most patients. Almost all patients were from low socioeconomic classes and were mainly farmers. The average interval between the appearance of the lesion and seeking medical care was 11 months. The vast majority of the lesions were invasive and located in the preputial cavity. The crude incidence of the disease in the state is 5.7/100,000 inhabitants/year. These tumors account for 15.7 per cent of the male urogenital tumors and are the second most frequently seen in the Department of Urology. No cases of the disease were observed among the indigenous population of the state.

CONCLUSION:

The prevalence and incidence of penis cancer in the State of Pará is alarming. Preventive measures must be implemented to reduce the occurrence of the disease in coming years...(AU)
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: BR275.1