Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Efeitos da suplementação de selênio durante a gestação: uma revisão sistemática / The effects of selenium supplementation during pregnancy: a systematic review

São Paulo; s.n; 2010. [128] p. tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-575231
Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Nutrição para obtenção do grau de Mestre. Orientador: Bergamaschi, Denise Pimentel.

Resumo

A nutrição e o estado nutricional maternos na gestação relacionam-se à saúde da mãe e do recém-nascido. O selênio (Se), mineral conhecido especialmente por sua atividade antioxidante, reduz o dano oxidativo celular e tem importante papel no sistema imunológico e no metabolismo tireoidiano. Recentemente, sugeriu-se ainda sua ação como insulino-mimético. Objetivo: Avaliar os efeitos da suplementação de Se durante a gestação sobre a saúde da mulher e do recém-nascido. Métodos: Foi realizada uma revisão sistemática de literatura na qual incluíram-se estudos com qualquer tipo de desenho metodológico que avaliassem a suplementação de Se isolado em gestantes, independentemente de suas condições de saúde e nutrição, da presença de complicações ou de tratamentos medicamentosos, comparada à administração de placebo ou nenhuma intervenção. Realizou-se a avaliação da qualidade metodológica dos estudos selecionados. Os resultados dessa revisão são apresentados de forma narrativa. Resultados: Quatro estudos foram incluídos. Em três as concentrações plasmáticas ou séricas de Se foram estatisticamente maiores em gestantes suplementadas. Um estudo concluiu que gestantes suplementadas apresentaram maior atividade de glutationa peroxidase. Dois estudos referem aumento estatisticamente significante das concentrações de Se no leite materno de gestantes suplementadas e um verificou concentrações estatisticamente maiores de ácidos monoinsaturados 18:2(n-6) e 20:4(n-6) e de poliinsaturados n-6, enquanto a somatória de ácidos graxos saturados foi estatisticamente inferior. O estudo que avaliou morbidade materna, desfechos gestacionais adversos, efeitos colaterais da suplementação, peso ao nascer e escore de APGAR não encontrou efeitos estatisticamente significantes da suplementação...
Maternal nutrition and nutritional status during pregnancy are related to maternal and newborn health. Selenium (Se), a mineral well known for its antioxidant activity, reduces oxidative cell damage and plays an important role in immune system and thyroid metabolism. Moreover, an insulin-mimetic action has been recently suggested. Objective: To assess the effects of Se supplementation during pregnancy on maternal and newborn health. Methods: A systematic review of literature was carried out. Studies of any design assessing Se supplementation alone to pregnant women, regardless of their health or nutritional status, of the presence of complications or medical treatment, compared to placebo or no intervention. Methodological quality of studies was appraised. The results of this study are presented in a narrative form. Results: Four studies were included. Three of them found plasma or serum Se levels significantly higher in supplemented pregnant women. One study showed that supplemented pregnant women had significantly higher glutathione peroxidase activity. Two studies referred that Se levels in maternal milk were significantly increased in supplemented women. One study found significantly higher 18:2(n-6) and 20:4(n-6) monounsaturated and n-6 polyunsaturated fatty acid levels and significantly lower total saturated fatty acids in maternal milk. The study that assessed maternal morbidity, adverse pregnancy outcomes, side effects of the intervention birth weight and APGAR score did not find statistically significant effects of the supplementation...
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1; 641.17, 2. 52425/2010 / BR67.1; MTR, 1793. 52426/2010. CM