Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Marxismo como referencial teorico-metodologico em saude coletiva: implicacoes para a revisao sistematica e sintese de evidencias / Marxismo como referencial teorico y metodologico en la salud colectiva: implicancias para la revision sistematica y sintesis de evidencias / Marxism as a theoretical and methodological framework in collective health: implications for systematic review and synthesis of evidence

Rev Esc Enferm USP; 47(6): 1403-1409, 01/dez. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-700104
O objeto deste estudo é a incorporação em revisões sistemáticas de resultados de pesquisas desenvolvidas na vertente marxista de produção do conhecimento, como evidências em saúde. Os objetivos são: rever os pressupostos do materialismo histórico e dialético (MHD) e discutir as implicações da dialética para a revisão da literatura e síntese de evidências. O MHD constitui um referencial potente para geração de conhecimento e transformação das políticas e práticas em saúde, a partir da explicação de que as contradições sociais estão na base do processo saúde-doença, construção teórica fundamental no campo da saúde coletiva. Atualmente observa-se considerável influência do paradigma crítico, de origem marxista, na construção do conhecimento em saúde. Pesquisas no paradigma crítico apresentam métodos complexos de apreensão do objeto, inerentes às diretrizes da dialética, oferecendo resultados que constituem evidências em saúde. Revisões sistemáticas devem enfrentar a dificuldade metodológica de integrar esses resultados plenamente ao cuidado em saúde.
Biblioteca responsável: BR1.1