Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Fatores de risco para a cárie dental em crianças na primeira infância, salvador - Ba / Risk factors for dental caries in early childhood in salvador, in the brazilian state of bahia

Rev. bras. saúde matern. infant; 16(1): 57-65, Jan.-Mar. 2016. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-778392

OBJETIVOS:

identificar fatores associados a incidência de cárie na primeira infância.

MÉTODOS:

realizou-se estudo de coorte prospectivo (14 meses) com 495 crianças de 4 a 30 meses de creches públicas, privadas e filantrópicas em Salvador-BA.

RESULTADOS:

a média de dentes cariados foi de 0,18 (DP=0,75) no início do estudo e 0,55 (DP=1,40) ao final. A incidência em crianças livres de cárie foi 18,5 por cento e no grupo total 22,6 por cento. Na análise de regressão logística, consideraram-se três modelos. Com todas as crianças (N=495), prevaleceu: experiência prévia de cárie (OR=6,8; IC95 por cento= 3,0-15,1), frequentar creche pública (OR=2,9; IC95 por cento= 1,6-5,3), idade maior 24 meses. No segundo, de creches públicas (N=329): idade, aleitamento durante o sono (OR=1,9; IC95 por cento= 1,1-3,2), mancha branca (OR=3,5; IC95 por cento= 1,1-11,3), casa sem revestimento (OR=2,3; IC95 por cento= 1,2-4,1) e experiência prévia de cárie(OR=3,9; IC95 por cento= 1,5-10,6). No terceiro, com crianças sem cárie no início (N=495): frequentar creche pública, idade, cor da pele negra/ parda (OR=5,5; IC95 por cento= 1,3-23,8) e aleitamento durante o sono após um ano (OR= 1,7; IC95 por cento= 1,0-2,8).

CONCLUSÕES:

a vulnerabilidade social foi um forte fator de risco à cárie em crianças menores de dois anos e é necessária melhoria das condições de vida e ações de promoção de saúde bucal para redução da morbidade.
Biblioteca responsável: BR663.1