Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Seroepidemiology of Sarcocystis neurona, Toxoplasma gondii and Neospora spp. among horses in the south of the state of Minas Gerais, Brazil / Soroepidemiologia de Sarcocystis neurona, Toxoplasma gondii e Neospora spp. em Equinos no Sul do Estado de Minas Gerais, Brasil

Rev. bras. parasitol. vet; 25(2): 142-150, tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: lil-785162
Resumo Este estudo determinou, pela reação de imunofluorescência indireta (RIFI), a soroprevalência de Sarcocystis neurona, Toxoplasma gondii e Neospora spp., e avaliou as variáveis associadas com a infecção, em 506 equinos, aparentemente sadios, criados no Sul de Minas, Brasil. O estudo foi realizado no período de abril de 2012 a outubro de 2013. Entre equinos, a prevalência verdadeira para S. neurona foi de 26% (IC 95%= 22,0-30,4%); para T. gondii de 19,9% (IC 95%= 15,5-24,8%); e para Neospora spp. de 23,9% (IC 95%= 19,9-28,1%); e entre propriedades, 88,3% (IC 95%= 74,4-91,6%), 71,6% (IC 95% = 41-92,8%), e 85% (IC 95%= 70,7-96,1%), respectivamente. Em relação à infecção mista, 17 (3,4%) equinos foram soropositivos para S. neurona e T. gondii, 16 (3,2%) para T. gondii e Neospora spp., e 14 (2,8%) para S. neurona e Neospora spp. A associação entre soropositividade e variáveis relacionadas à estrutura da propriedade, manejo e sanidade, foi analisada, utilizando-se a análise de regressão logística estimada por Generalized Estimating Equations (GEE). Os resultados sugerem que o Sul de Minas é área enzoótica para S. neurona, T. gondii e Neospora spp. em equinos, com predomínio de infecções subclínicas ou crônicas, assintomáticas.
Biblioteca responsável: BR1.1