Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Jumping in aquatic environment after sciatic nerve compression: nociceptive evaluation and morphological characteristics of the soleus muscle of Wistar rats.

Einstein (Sao Paulo); 15(1): 77-84, 2017 Jan-Mar.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-28444094

OBJECTIVE:

To evaluate the effect of jumping in aquatic environment on nociception and in the soleus muscle of trained and not trained Wistar rats, in the treatment of compressive neuropathy of the sciatic nerve.

METHODS:

Twenty-five Wistar rats were distributed into five groups: Control, Lesion, Trained + Lesion, Lesion + Exercise, and Trained + Lesion + Exercise. The training was jumping exercise in water environment for 20 days prior to injury, and treatment after the injury. Nociception was evaluated in two occasions, before injury and seven after injury. On the last day of the experiment, the right soleus muscles were collected, processed and analyzed as to morphology and morphometry.

RESULTS:

In the assessment of nociception in the injury site, the Control Group had higher average than the rest, and the Lesion Group was larger than the Trained + Lesion and Lesion + Exercise Groups. The Control Group showed higher nociceptive threshold in paw, compared to the others. In the morphometric analysis, in relation to Control Group, all the injured groups showed decreased muscle fiber area, and in the Lesion Group was lower than in the Lesion + Exercise Group and Trained + Lesion Group. Considering the diameter of the muscle fiber, the Control Group had a higher average than the Trained + Lesion Group and the Trained + Lesion + Exercise Group; and the Lesion Group showed an average lower than the Trained + Lesion and Lesion + Exercise Groups.

CONCLUSION:

Resistance exercise produced increased nociception. When performed prior or after nerve damage, it proved effective in avoiding hypotrophy. The combination of the two protocols led to decrease in diameter and area of the muscle fiber.

OBJETIVO:

Avaliar os efeitos do salto em meio aquático, na nocicepção e no músculo sóleo, em ratos Wistar treinados e não treinados, no tratamento de neuropatia compressiva do nervo isquiático.

MÉTODOS:

Foram distribuídos em cinco grupos 25 ratos Wistar: Controle, Lesão, Treinado + Lesão, Lesão + Exercício e Treinado + Lesão + Exercício. O treino foi com exercício de salto em meio aquático durante 20 dias, prévio à lesão, e o tratamento ocorreu após a lesão. Foram realizadas avaliações da nocicepção, sendo uma pré-lesão e sete pós-lesão. No último dia de experimento, os músculos sóleos direitos foram coletados, processados e analisados por meio de morfologia e morfometria.

RESULTADOS:

Na avaliação da nocicepção no local da lesão, o Grupo Controle apresentou média maior que os demais, e o Grupo Lesão foi maior que os Grupos Treinado + Lesão e Lesão + Exercício. O Grupo Controle apresentou limiar nociceptivo na pata maior com relação aos demais. Nas análises morfométricas, em relação ao Grupo Controle, todos os grupos lesionados apresentaram diminuição da área da fibra muscular; o Grupo Lesão apresentou-se menor que os Grupos Treinado + Lesão e Lesão + Exercício. No diâmetro da fibra muscular, o Grupo Controle apresentou média maior que os Grupos Treinado + Lesão e Treinado + Lesão + Exercício, e o Grupo Lesão apresentou média menor que os Grupos Treinado + Lesão e Lesão + Exercício.

CONCLUSÃO:

O exercício físico resistido produziu aumento da nocicepção. Quando realizado previamente ou após a lesão nervosa, mostrou-se eficaz em evitar a hipotrofia. A associação dos dois protocolos levou à diminuição do diâmetro e da área da fibra muscular.