Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Mapeamento da produção científica sobre o Programa Mais Médicos (2013-2016): contribuição ao debate sobre a atenção à saúde no SUS / Mapping of scientific production on the Mais Médicos Program (2013-2016): contribution to the debate on health care in SUS

Salvador; s.n; jan. 2017. ilus, mapas, tab, graf.
Tese em Português | Coleciona SUS | ID: sus-35479
Apresentada a Universidade Federal da Bahia. Faculdade de Medicina da Bahia para obtenção do grau de Graduado. Orientador: Teixeira, Carmen Fontes de Souza.
O Programa Mais Médicos (PMM) foi instituído pela lei Nº 12.871 de 22 de outubro de 2013 e estrutura-se em três pilares (provimento emergencial de médicos, educação médica, e infra-estrutura), buscando reduzir as desigualdades regionais na área da saúde, com a finalidade de garantir um acesso igualitário e integral aos serviços de saúde. A implantação deste programa tem gerado o interesse dos pesquisadores da área de Política, Planejamento e Gestão em Saúde, em analisar o processo de formulação e implementação, bem com os resultados alcançados até o momento.

OBJETIVO:

Realizar uma revisão integrativada literatura sobre o Programa Mais Médicos, em diferentes bases de dados (Biblioteca Virtual em Saúde, Periódicos da Capes e Plataforma de Pesquisa do Programa Mais Médicos), visando identificar os seus principais temas de investigação, pesquisadores e resultados de estudos, com o intuito de discutir as possíveis contribuições do programa à mudança do modelo de atenção no SUS.

METODOLOGIA:

Foram identifica dos 137 trabalhos, publicados entre os anos de 2013 a 2016, os quais foram classificados segundo um conjunto de variáveis,a saber: a) ano de publicação; b) tipo de trabalho (artigo, dissertação, tese, outros); c) idioma; d) área do conhecimento; e) temas e sub-temas (provimento, distribuição, formação médica, qualidade da atenção e outros); f) procedência institucional dos pesquisadores, identificada a partir da informação colocada no trabalho; g) resultados empíricos apresentados.

RESULTADOS E CONCLUSÃO:

Os estudos sobre o PMM tem se concentrado na região Centro-Sul do Brasil, sendo em sua maioria pesquisas empíricas que analisam ou avaliam o programa. Verifica-se que o PMM tem reduzido a escassez de médicos em determinadas regiões do país, melhorado a relação médico/paciente, estimulado práticas interdisciplinares, e fortalecido a atenção primária no país...(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1