Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Origin, ramification, and distribution of the celiac artery in Saffron finch (Sicalis flaveola) / Origem, ramificação e distribuição da artéria celíaca em canários-da-terra (Sicalis flaveola)

Ci. Anim. bras.; 17(3): 442-448, Jul-Set. 2016. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-334267
A origem e a distribuição da artéria celíaca de trinta canários da terra (Sicalis flaveola) foram descritas por meio do preenchimento do sistema arterial com solução de látex corado e fixação em solução de formol, para posterior dissecação de seus ramos colaterais. A artéria celíaca originou-se do ramo descendente da aorta, seu primeiro ramo visceral, direcionada para o antímero direito da cavidade celomática. Após emissão das artérias proventricular dorsal e esplênica, a artéria celíaca bifurcou-se em ramos esquerdo e direito: em todos os canários dissecados, o ramo esquerdo originou a artéria proventricular ventral a partir de sua face esquerda e as artérias gastroduodenal e gástrica ventral pela sua face direita, para em seguida continuar como artéria gástrica esquerda, seu ramo terminal. Em todas as aves, a artéria hepática direita foi o primeiro colateral originado na face direita do ramo direito, para em seguida originar, na face oposta, as artérias gástrica direita e ileal, continuando-se imediatamente como pancreaticoduodenal, seu ramo terminal. A partir desse estudo, concluiu-se que o canário da terra segue o mesmo padrão proposto quanto à origem e distribuição da artéria celíaca para aves dos gêneros Gallus, Anas, Columba, Crax, Mitu e Amazona.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1