Your browser doesn't support javascript.

Repositório BVS

Documentos sobre a Biblioteca Virtual em Saúde

> Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Análise de consistência na indexação: o DeCS como instrumento de representação e recuperação da informação em Ciências da Saúde / Consistency analysis on the indexing: DeCs instrument of representation and retrieval of information in Health Sciences

Diniz, Joaquim Alves; Martins, Gracy Kelli.
Folha Rosto; 1(1): 75-89, 2015. tab, ilus, graf
Artigo em Português | Repositório BVS | ID: biblio-881689
As Linguagens Documentárias desempenham um papel fundamental nos processos de indexação e recuperação da informação. Na área de saúde, o vocabulário controlado Descritores em Ciências da Saúde (DeCS), enquanto instrumento terminológico, é determinante para a realização da indexação da informação de forma padronizada. Compreende-se neste contexto a necessidade da adoção de uma terminologia única para uma efetiva representação e recuperação da informação em Ciências da Saúde. Objetiva-se discutir a consistência na indexação livre, realizada por bibliotecários da área médica, através da aplicação do cálculo do índice de Consistência. Para discussão foram tomados os resultados realizados por Diniz (2012), que aplicou como metodologia a análise da indexação livre, com seleção de uma amostra aleatória de cinco artigos da especialidade médica de cardiologia, e solicitou-se a dois bibliotecários, de diferentes instituições da área de saúde, a indexação dos textos a partir do título e resumo, sem uso de instrumentos epadronização terminológica. Os resultados foram submetidos aos cálculos de consistência, adotando a fórmula proposta por Gil Leiva (2008) e o cruzamento dos dados entre Bibliotecário A vs. Bibliotecário B, Bibliotecário A vs. DeCS e Bibliotecário B vs. DeCS. Os resultados demonstraram grande discrepância entre os valores dos índices de consistência entre os bibliotecários, e menos de 1% de consistência entre a indexação feita pelos bibliotecários e os termos autorizados pelo DeCS. Verifica-se que a diferença entre os índices de consistência está relacionada a não adoção do vocabulário controlado DeCS para a indexação, e que elementos como experiência do indexador na área apresentam-se como elemento diferenciador. Sendo assim, sugere-se que para o processo de indexação obter melhores índices de consistência os bibliotecários devem utilizar o vocabulário controlado DeCS como instrumento único de padronização terminológica no contexto das Ciências da Saúde
Biblioteca responsável: BR1.1