Your browser doesn't support javascript.

Repositório BVS

Documentos sobre a Biblioteca Virtual em Saúde

> Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Indexing of clinical trials in LILACS: Assessment of 721 articles published in cardiology journals / Indexação de ensaios clínicos na LILACS: avaliação de 721 artigos de periódicos de cardiologia

Conceição, Maria Anália da; Silva, Maria Regina Chiquetto da; Tello, German Eduardo; Torloni, Maria Regina.
Transinformação (Online); 26(3): 311-322, set.-dez. 2017. ilus, tab
Artigo em Inglês | Repositório BVS | ID: biblio-881851

INTRODUÇÃO:

As revisões sistemáticas são consideradas o mais alto nível de evidência para a tomada de decisão em questões de cuidados de saúde. Um dos primeiros passos de uma RS envolve a identificação de todos ensaios clínicos relevantes sobre o tema de interesse. Porém, a recuperação de ensaios clínicos em uma base de dados, depende em parte da qualidade da indexação.

OBJETIVO:

O objetivo deste artigo é avaliar a adequação da indexação dos ensaios clínicos como tipo de publicação na base de dados LILACS, em uma amostra de artigos publicados em periódicos de cardiologia.

MATERIAL E MÉTODOS:

Estudo transversal de análise da indexação dos ensaios clínicos publicados entre 2008-2009 em periódicos de cardiologia na LILACS. Duas revisoras identificaram e reclassificaram, de forma independente, todos os estudos publicados nesses periódicos e compararam sua classificação tipo de publicação com a indexação LILACS. Foram incluídos 721 artigos publicados em 11 periódicos.

RESULTADOS:

Os revisores classificaram 63 artigos como ensaios clínicos; 44 desses haviam sido corretamente indexados na LILACS, enquanto 19 tinham sido indexados como outros tipos de estudos (falsos negativos). As revisoras classificaram 658 estudos como não ensaios clínicos; 651 haviam sido corretamente indexados como não ensaios clínicos na LILACS e 7 haviam sido indexados como ensaios clínicos na LILACS (falsos positivos). A sensibilidade, especificidade e a acurácia da indexação LILACS foram de 69,8%, 98,9% e 96,4% (695/721), respectivamente. Quase um terço dos ensaios clínicos em periódicos de cardiologia da LILACS não está corretamente indexado. É necessário melhorar a qualidade da indexação dos estudos publicados nesses periódicos
Biblioteca responsável: BR1.1