Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Outros personagens entraram em cena: o movimento negro e a emergência de uma "política racializada" / Other characters entered on the scene: the black movement and the emergence of a "racialized politics" / Otros personajes entraron en escena: el movimiento negro y la emergencia de una política racializada

Martins, Hildeberto Vieira.
Estud. pesqui. psicol. (Impr.); 18(4): 1393-1414, out.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Index Psi (psicologia) | ID: biblio-995166
A finalidade desse artigo é discutir a importância do movimento negro a partir da década de 1930 em decorrência do seu papel político no cenário nacional, ao denunciar a existência do preconceito racial no Brasil e a relação desigual entre brancos e negros. Definimos como pontos de referência desse movimento a criação tanto da Frente Negra Brasileira (FNB), em 1931, como do Teatro Experimental do Negro (TEN), em 1944. As duas organizações em suas análises da situação do negro expuseram essa questão frequentemente em termos marcados por conteúdo psicológico, visando explicar ou resolver sua condição de exclusão. Pretende-se discutir o papel desse movimento na difusão de uma discussão sobre a autoimagem do negro e seu papel social a partir da racialização política do lugar desse sujeito histórico no Brasil.(AU)