biblioteca virtual en salud

BVS - Literatura Cientifica y Técnica

 
Resultados  1-10 de 20
Enviar resultado
adicionar en sua lista
1.

Implementação da política nacional de atenção integral à saúde da população negra na Bahia/ Implementation of the national comprehensive health policy for the black population in Bahia

Gomes, Iracema Costa Ribeiro; Damasceno, Rudson Oliveira; Nery, Adriana Alves; Martins Filho, Ismar Eduardo; Vilela, Alba Benemérita Alves
| Idioma(s): Inglés; Portugués
Objetivo: descrever a implantação e operacionalização da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da População Negra no estado da Bahia, Brasil. Método: foram utilizados documentos oficiais elaborados pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia no período de 2007 a 2015. Resultados: com o reconhecimento da marca do racismo como um dos determinantes sociais das condições de saúde e o objetivo de promover a equidade no que diz respeito à efetivação do direito humano à saúde, a Bahia promoveu ações para a operacionalização da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra, sendo observada crescente incorporação dos objetivos da política nos planejamentos das atividades. Conclusão: foram evidentes os avanços das ações de atenção à saúde da população negra na Bahia durante o período estudado, porém o ciclo da política ainda está longe de acabar, o que exige ações que promovam maior alcance das atividades nos municípios baianos. (AU) Objective: to describe the implementation and operationalization of the National Comprehensive Health Policy for the Black Population in the state of Bahia, Brazil. Method: official documents prepared by the Health Secretariat of the State of Bahia from 2007 to 2015 were used in the study. Results: with the recognition of the impression of racism as one of the social determinants of health conditions and with the goal of promoting equity in relation to the effective human right to health, the state of Bahia has promoted actions for the operationalization of the National Comprehensive Health Policy for the Black Population, with a growing incorporation of its objectives in the planning of activities. Conclusion: the advances of health care actions for the black population in Bahia during the period studied were evident, but the policy cycle is still far from completed. Actions to promote more far-reaching activities in the municipalities of Bahia are still needed. (AU) Objetivo: describir la implantación y la operacionalización de la Política Nacional de Atención Integral a la Salud de la Población Negra en el estado de Bahía, Brasil. Método: se utilizaron documentos oficiales desarrollados por la Secretaría de Salud del Estado de Bahía en el período de 2007 a 2015. Resultados: con el reconocimiento del sello del racismo como uno de los determinantes sociales de las condiciones sanitarias y el objetivo de promover la equidad en lo que atañe al cumplimiento del derecho humano a la salud, el estado de Bahía promovió acciones para operacionalizar la Política Nacional de Salud Integral de la Población Negra, donde se observó una creciente incorporación de los objetivos de la política en las planificaciones de las actividades. Conclusión: se evidenciaron los avances de las acciones de atención a la salud de la población negra en Bahía durante el período investigado, pero el ciclo de la política aún está lejos de cerrar, lo que requiere acciones que promuevan un mayor alcance de las actividades en las ciudades de Bahía. (AU)
adicionar en sua lista
2.

A problemática da sustentabilidade da Sáude Pública em Diadema/SP 2000-2011: um retrato dos limites da construção do SUS/ The issue of sustainability of Public Health in Diadema / SP 2000 - 2011 a portrait of the limits construction of SUS

Melo, Mariana Alves
| Idioma(s): Portugués
Trata-se de um estudo de caso da gestão em saúde do município de Diadema/São Paulo, no período de 2000 a 2011. Para tanto, relaciona os principais enfrentamentos percorridos neste período no tocante à manutenção da sustentabilidade do sistema público de saúde municipal diademense. O conceito de sustentabilidade empregado abrange duas dimensões principais: a de estrutura e a de processo. Diadema constitui-se como um fiel seguidor dos princípios do SUS, aderindo desde sua implantação às políticas de gestão e assistência implementadas nestes mais de 20 anos de sua construção. Por tanto, o grande objetivo desta análise é o de ampliar a discussão acerca dos rumos trilhados pelo SUS e seu possível destino turbulento, e inferir os principais limites da construção do sistema a partir da ótica municipal. Diadema destaca-se pelos crescentes investimentos na área de saúde: desde 2000 aplica, em média, 31 por cento da sua receita de impostos (compreendidas as transferências constitucionais) em ações de saúde, segundo dados do Sistema de Orçamentos Públicos em Saúde (SIOPS). Isso representa mais do que o dobro do percentual mínimo (15 por cento) regulamentado pela Emenda Constitucional 29 e Lei Federal 141 de janeiro de 2012. Mais além, custeia hoje cerca de 70 por cento de suas despesas com saúde com recursos do orçamento próprio.(AU)
adicionar en sua lista
3.

O papel das políticas públicas municipais sobre as iniquidades socioeconômicas em saúde bucal no Brasil: um estudo multinível/ The role of Municipal Public Policies on the socioeconomic inequalities in oral health in Brazil: a multilevel study

Aguiar, Violeta Rodrigues
| Idioma(s): Portugués
Introdução: Sabe-se que as políticas públicas têm efeito contextual sobre iniquidades socioeconômicas em saúde bucal. Assim, este estudo teve como objetivo explorar os efeitos das políticas públicas municipais sobre as iniquidades socioeconômicas em saúde bucal no Brasil. Método: Estudo transversal de crianças de 12 anos de idade (n=7.328) e adolescentes de 15-19 anos de idade (n=5.445), agrupadas em 177 municípios. As informações das Políticas Públicas Municipais foram reunidas em serviços odontológicos, educação, saneamento e fluoretação da água. As variáveis de desfecho foram dicotomizadas: cárie não tratada (≥1 dente), dentes perdidos (≥1 dente) e dentes restaurados (≥1 dente). A variável de exposição principal foi a renda familiar equivalente. As análises foram realizadas por meio de regressão logística multinível com intercepto aleatório e termos de interação entre as variáveis foram testadas de renda e políticas ajustadas para variáveis de nível individual. Resultados: A prevalência de cárie dentária não tratada, dentes perdidos e restaurados foi de 49.34%, 12.69% e 37.97% respectivamente. Não houve interação significativa entre os indicadores de renda e as políticas. Cárie não tratada foi a condição mais suscetível as políticas. Indivíduos que vivem em municípios sem fluoretação tiveram um OR=1,42 (IC 95% 1,08-1,86), aqueles em municípios com piores políticas de educação um OR=1,36 (IC 95% 1,07-1,73), aqueles em municípios com piores políticas de saneamento OR=1,05 (95% CI 0,78-1,40), e aqueles em municípios com políticas de serviços de saúde piores um OR=1,36 (IC 95% 1,02-1,80). Conclusão: Os resultados mostram que a fluoretação e as demais políticas públicas tiveram efeito independente sobre a saúde bucal e beneficiaram de forma semelhante as diferentes camadas sociais.(AU) Introduction: It is known that public policies have contextual effects on socioeconomic inequalities in oral health. Thus, this study aimed to explore the effects of municipal public policies on socioeconomic inequalities in oral health in Brazil. Method: Cross-sectional study of 12 year-old children (n=7.328) and 15-19 year-old adolescents (n=5.445), clustered in 177 municipalities. Information was collated for Municipal Public Policies on dental services, education, sanitation, and water fluoridation. The dichotomous outcome variables were: untreated caries (≥1 tooth), missing teeth (≥1 tooth) and filled teeth (≥1 tooth). Main exposure variable was equivalent household income. Analyses were carried out using multilevel logistic regression with random intercept, and interaction terms were tested among income and policy variables adjusted for individual level variables. Results: Prevalence of untreated dental caries, missing teeth and filled teeth was, respectively 49.34%, 12.69% and 37.97%. There was no significant interaction among income and policy indicators. Untreated dental caries was the most susceptible outcome to policies. Individuals living in municipalities with no fluoridation had an OR=1.42(95% CI 1.08-1.86), those in municipalities with worse education policies an OR=1.36(95% CI 1.07-1.73), those in municipalities with worse sanitation policies OR=1.05(95% CI 0.78-1.40), and those in municipalities with worse health service policies an OR=1.36(95% CI 1.02-1.80). Conclusion: The results show that fluoridation and public policies had independent beneficial effect on oral health and their effect was similar across different social strata.(AU)
adicionar en sua lista
4.

Dispositivo global de aprendizaje sobre determinantes sociales de salud y formulación de políticas públicas

OPS; OMS; Chile. Ministerio de Salud; Brasil. Ministério de Saúde
| Idioma(s): Español
Curso de autoinstrucción que permite sensibilizar y ampliar las bases de reflexión sobre los Determinantes Sociales de la Salud (DSS), disminuir las inequidades en salud, impulsar la transformación de la agenda política y contribuir al mejor ejercicio de la justicia social y los derechos humanos. Dirigido al personal de la OMS/OPS a los gestores de los Ministerios de Salud de los distintos países, responsables de la formulación de políticas, planes y programas de acción sobre los DSS
adicionar en sua lista
5.

Territorialidade e promoção da saúde na Vila de Paranapiacaba, SP/ Territoriality and health promotion in Vila de Paranapiacaba, SP

Colin, Elaine Cristina da Silva
| Idioma(s): Portugués
Os processos educativos, a participação e o empoderamento são essenciais à promoção da saúde e todos envolvem pessoas que vivem num determinado espaço, que têm seus valores e que possuem uma determinada forma de agir e interagir com o mundo. Não há processo educativo ou participativo efetivo que não considere o contexto em que o sujeito está inserido. Sob este prima, deve-se refletir sobre a sua inserção no território em que vive e como isso se reflete na promoção de sua saúde. O cenário de estudo da presente pesquisa está localizado em uma das áreas de proteção ambiental do município de Santo André, a Vila de Paranapiacaba, que além de patrimônio ambiental e histórico é um local turístico, portanto, a forma pela qual a comunidade está inserida no desenvolvimento local também interfere diretamente na territorialidade, e consequentemente, na proteção da área, na saúde ambiental e humana. Esta pesquisa teve como objetivos: identificar e analisar as ações voltadas ao desenvolvimento local da Vila de Paranapiacaba e as formas pelas quais os moradores locais estiveram inseridos nestes processos verificando em que medidas essas ações colaboraram para fortalecer a territorialidade e a promoção da saúde. A partir de uma metodologia qualitativa, os instrumentos utilizados para realização desta pesquisa forma a análise documental e história oral. Os sujeitos foram adultos de ambos os sexos, residentes na Vila de Paranapiacaba, indicados pela técnica do snowball sampling. Os principais resultados obtidos mostraram que os processos educativos e de inclusão social promovidos pelo poder público, quando realizados de forma contínua e participativa favoreceram o reforço à ação comunitária, pois colaboraram com a apropriação e a criação de uma identidade local, possibilitando inclusive a participação social. Por outro lado, a descontinuidade da gestão pública gerou um enfraquecimento dessa participação e em alguns casos começou a desencadear um processo de desapropriação do espaço social, pois a comunidade ainda não conseguiu se organizar e se empoderar. Concluiu-se que os processos educativos contínuos são fundamentais na construção da territorialidade e do empoderamento, assim como o engajamento social e a negociação são essencias para o exercício da autonomia a fim de que a comunidade seja protagonista de sua própria história na construção de políticas públicas voltadas à promoção da saúde
adicionar en sua lista
6.

Midiendo la desigualdad de oportunidades en América Latina y El Caribe

Paes de Barros, Ricardo; Ferreira, Francisco H. G; Molinas Vega, Jose R; Saavedra Chanduvi, Jaime
| Idioma(s): Español
adicionar en sua lista
7.

Relação das condições socioeconômicas com as condições de saúde bucal em capitais brasileiras/ Relationship of socioeconomic status with oral health status in Brazilian capitals

Silva, Janmille Valdivino da
| Idioma(s): Portugués
Apesar da melhoria das condições de vida dos brasileiros nas últimas décadas, esta ocorreu de forma polarizada entre grupos de melhor posição social. Assim, persiste um panorama de iniquidades em saúde no Brasil que abrange, inclusive, a situação de saúde bucal. Tal panorama instigou a realização deste estudo ecológico que visou avaliar a relação das condições socioeconômicas (SE), bem como de políticas de saúde pública com as condições de saúde bucal nas capitais brasileiras. Para tanto, foram realizadas análise fatorial e de regressão linear utilizando indicadores de saúde bucal coletados do SB Brasil 2010, de condições socioeconômicas do Censo Brasileiro 2010 e relativos à fluoretação das águas de abastecimento do Sisagua. A Análise fatorial com os indicadores de condições de vida revelou dois fatores comuns; deprivação econômica e condição sócio-sanitária. Deprivação econômica apresentou correlação positiva estatisticamente significativa com o CPO-D 12 anos (p=0,03) e média de dentes perdidos (p=0,002) e correlação negativa com população livre de cárie (p=0,012). Condição sócio-sanitária mostrou correlação negativa com CPO-D (p<0,0001) e correlação positiva com população livre de cárie (p=0,002). Agua de abastecimento íluoretada teve associação significativa com CPO-D (p<0,0001), média de dentes perdidos (p<0,0001) e população livre de cárie (p<0,0001). Análise de regressão linear múltipla para o CPO-D das capitais foi estimado pelas condições sócio-sanitárias e fluoretação, ajustado pela deprivação econômica; enquanto que o modelo para a média de dentes perdidos foi estimado apenas pela fluoretação e deprivação econômica, e por fim, o modelo para a taxa da população livre de cárie nas capitais brasileiras foi estimado pela condição econômica e sócio-sanitária ajustadas pelo abastecimento de água fluoretada. Portanto, questões relativas às condições de vida e às políticas públicas estão intrinsecamente associadas à cárie dentária. Assim, é preciso desenvolver ações, para além da assistência odontológica, para impactar positivamente nas condições econômicas e sociais, sobretudo, das populações mais vulneráveis (AU) Despite the improvement of Brazilian’s living conditions in recent decades, this improvement occurred in a polarized way between groups of better social position. Then, there is still a health inequity's panorama in Brazil which encompasses the oral health state. This panorama instigated the attainment of this ecological study that aimed to evaluate the relationship of socioeconomic conditions, and public health policies with oral health status in Brazilian capitals. Thus, we performed factor analysis and linear regression using oral health indicators collected from SB Brasil 2010, of socioeconomic conditions from Brazilian Census 2010 and related to water's supply fluoridation from SISAGUA. Factor analysis with indicators of living conditions revealed two common factors, economic deprivation and socio-sanitary condition. Economic deprivation showed statistically significant positive correlation with DMFT 12 years (p= 0,03) and mean missing teeth (p = 0,002) and negative correlation with caries-free population (p=0,012). Socio-sanitary negatively correlated with DMFT (p <0,0001) and a positive correlation with caries-free population (p = 0.002). Fluoridated water had a significant association with DMFT (p <0,0001), mean missing teeth (p <0,0001) and caries free population (p <0.0001). Multiple linear regression analysis for the DMFT of capital was estimated by socio-sanitary condition and fluoridation, adjusted by economic deprivation, whereas the model for the mean missing teeth was estimated only by fluoridation and economic deprivation, and finally the model the rate for the population free of caries in Brazilian capitals was estimated by economic and socio-sanitary status adjusted fluoridated water supply. Therefore, factors related to living conditions and public policies are intrinsically linked to tooth decay issues. Thus, actions, beyond dental care assistance, must be development to impact positively in social and economic conditions, especially, between the most vulnerable populations (AU)
adicionar en sua lista
8.

Mortalidade infantil na percepção de gestores e profissionais de saúde: determinantes do seu declínio e desafios atuais em município do sul do Brasil/ Infant mortality in the perception of health managers and professionals: determinants of its decline and current challenges in a southern Brazilian town

Pizzo, Lígia Goes Pedrozo; Andrade, Selma Maffei de; Silva, Ana Maria Rigo; Melchior, Regina; González, Alberto Durán
| Idioma(s): Portugués
Este estudo objetivou analisar a percepção de gestores e profissionais da saúde sobre os determinantes para o declínio da mortalidade infantil nas últimas décadas, bem como os desafios para a continuidade da redução dos valores desse indicador em Londrina (PR). Foi realizado uma pesquisa qualitativa com análise de entrevistas de 38 gestores, profissionais de saúde e pesquisadores, selecionados pela técnica da bola de neve. Na visão dos entrevistados, os determinantes para a redução da mortalidade infantil foram melhorias das condições de vida e medidas implantadas por políticas públicas e ações setoriais e extrassetoriais. Os desafios atuais dizem respeito, principalmente, à qualificação da assistência pré-natal, à redução da gravidez na adolescência, à melhoria da atenção hospitalar ao recém-nascido prematuro, à prevenção da prematuridade e ao financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS). O aumento da proporção de mortes neonatais torna mais complexo e difícil reduzir a mortalidade infantil. Compreender as dificuldades e identificar os desafios, sob a percepção de gestores e profissionais da saúde, pode contribuir para o planejamento das ações necessárias para a melhoria da saúde das crianças menores de 1 ano e para a redução da mortalidade infantil.(AU)
adicionar en sua lista
9.

Construyendo la nueva Agenda Social desde la mirada de los determinantes sociales de la salud. Documento síntesis del ciclo de diálogos democráticos

Faúndez, Alejandra; OMS; OPS; Chile. Ministerio de Salud; FLACSO
| Idioma(s): Español
Recoge los trabajos desarrollados en el marco de ciclo de diálogos democráticos ôConstruyendo la nueva agenda socialö, cuyo propósito fue reflexionar y discutir el marco y contenido de políticas públicas efectivas para los propósitos del desarrollo, el bienestar social y la calidad de vida de la población y la reducción de la pobreza. El ciclo concluyó en el Seminario realizado el 29 de noviembre en el cual se presentaron los principales resultados de los trabajos de los grupos y contó además con la participación de destacados profesionales extranjeros
adicionar en sua lista
10.

Influência das condições de saúde bucal no desempenho das atividades diárias de adolescentes escolares/ Influence of oral health in the performance of daily activities of school adolescents

Filgueira, Ana Cristina Gondim
| Idioma(s): Portugués
Em odontologia utilizam-se instrumentos de mensuração da Qualidade de Vida Relacionada à Saúde Bucal (QVRSB) para dimensionar o quanto a condição bucal interfere nos âmbitos funcional, psicológico e social da vida das pessoas. Este estudo seccional, realizado em Natal/RN, com 215 alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), investigou a existência de associação entre o desempenho de atividades diárias e a condição de saúde bucal de adolescentes escolares de 15 a 19 anos de idade, através dos índices normativos CPO-D (dentes permanentes cariados, perdidos e obturados), CPI (índice periodontal comunitário) e DAI (índice de estética dental) e do questionário subjetivo de avaliação da qualidade de vida relacionada à saúde bucal OIDP (índice de impactos orais no desempenho diário). Também foi realizada a caracterização socioeconômica dos alunos por meio de dados do próprio IFRN. Quanto à análise dos dados, realizou-se a análise descritiva das variáveis através de suas frequências absolutas e relativas e medidas de tendência central. O teste do qui-quadrado foi utilizado para verificar a associação existente entre a variável dependente e as variáveis independentes categóricas e o teste t de Student para as quantitativas. Realizou-se ainda uma análise múltipla, pela regressão de Poisson com variância robusta, entre o desfecho “presença de impacto” e as variáveis independentes que apresentaram valor de p<0,20. Para todos os testes estatísticos foi adotado um nível de signifícância de 5%. Entre os adolescentes pesquisados, 51,16% relataram que ao menos uma atividade avaliada pelo OIDP tinha sua execução dificultada em decorrência de algum problema odontológico. As dificuldades foram mais acentuadas nas atividades de comer (31,6%), higienizar a boca (25,6%) e sorrir (25,1%). A posição dentária, seguida pela dor de dentes, foram as causas dos impactos mais relatadas pelos adolescentes. Existiu uma associação significativa entre a presença do impacto e a presença de um ou mais dentes cariados (p=0,012), a presença de sangramento gengival (p=0,012) e a necessidade de tratamento ortodôntico (p=0,003), independente das demais variáveis. Não houve associação significativa entre as condições de saúde bucal e as características socioeconômicas e demográficas dos adolescentes. Os resultados da pesquisa demonstraram que existe uma associação entre as condições de saúde bucal da população estudada e os relatos de dificuldades na realização das atividades diárias avaliadas. Quanto piores as condições de saúde bucal, maiores são os impactos dessa condição na qualidade de vida dos adolescentes (AU) Instruments are used in odontology to measure the Quality of Life Related to Oral Health (OHRQoL) to scale how the oral condition interferes with functional areas, of the people’s psychological and social life. This cross-sectional study, held in Natal/RN, with 215 students from the Federal Institute of Education, Science and Technology of Rio Grande do Norte (IFRN) has investigated the association between the performance of daily activities and oral health status of school adolescents from 15 to 19 years of age, through the normative index DMFT (permanent teeth decayed, missing and filled), CPI (Community Periodontal Index) and DAI (dental Aesthetic Index) and subjective questionnaire assessment of quality of life related oral health OIDP index (oral impacts on daily performance). It was also carried out the socioeconomic characteristics of students through IFRN own data. Concerning the analysis of data was performed a descriptive analysis of the variables by their absolute and relative frequencies and measures of central tendency. The chi-square test was used to assess the association between the dependent variable and the independent categorical variables and the Student t test for quantitative. It was also conducted a further multiple analysis out using Poisson regression with robust variance between the outcome "presence of impact" and the independent variables that showed p <0.20. It was used for all the statistical tests a significance level of 5%. Among the adolescents surveyed, 51.16% reported that at least one activity assessed by OIDP had hampered its implementation due to some dental problem. The difficulties were more pronounced in the activities of eating (31.6%), oral hygiene (25.6%) and smile (25.1%).The tooth position, followed by toothache, were the causes of the impacts reported by most teenagers. There was a significant association between the presence and impact of the presence of one or more decayed teeth (p = 0.012), the presence of gum bleeding (p = 0.012) and for orthodontic treatment (p = 0.003), independently of other variables. There was no significant association between oral health status and socioeconomic and demographic characteristics of the adolescents. The survey results showed that there is an association between oral health status of the population studied and reports of difficulties in carrying out daily activities evaluated. The worse the oral health status, the greater the impact of this condition on the adolescents’ quality of life (AU)
Resultados  1-10 de 20