biblioteca virtual en salud

BVS - Literatura Cientifica y Técnica

 

Historico de búsqueda  ()

Su selección  ()

Collapse All  Ocultar
Expand All  Mostrar
Tipo
Texto completo (7316)
Idioma
Año
Resultados  1-10 de 16.868
Enviar resultado
adicionar en sua lista
1.

Análise econômica do tratamento de tromboembolismo venoso com rivaroxabana em comparação com enoxaparina seguida de varfarina sob a perspectiva do Sistema de Saúde Suplementar brasileiro/ Economic analysis of the treatment of venous thromboembolism with rivaroxaban in comparison with enoxaparin plus warfarin under the perspective of the Brazilian Private Healthcare System

Piedade, Alexandra David; Paladini, Luciano; Kashiura, Diego; Lemmer, Teresa; Tobaruella, Flávia Sauer; Campos, Karisa Oliveira M
| Idioma(s): Portugués
Objetivo: O tromboembolismo venoso (TEV) está associado a um grande impacto em saúde. A rivaroxabana é uma das opções recomendadas para o tratamento de TEV, segundo diretrizes internacionais (American College of Chest Physicians ­ ACCP 2016) (Kearon et al., 2016). É um anticoagulante oral, inibidor direto do fator Xa, que possui a vantagem de não requerer monitoramento e ajuste de dose de acordo com parâmetros laboratoriais de coagulação. O objetivo deste estudo foi comparar os custos diretos da rivaroxabana com a combinação de enoxaparina/varfarina e estimar o impacto orçamentário de sua introdução no Sistema de Saúde Suplementar brasileiro. Métodos: Realizaram-se análises de custo-minimização e impacto orçamentário comparando os tratamentos com rivaroxabana e enoxaparina/varfarina, em um horizonte temporal de um ano, sob a perspectiva do Sistema de Saúde Suplementar brasileiro. Foram considerados custos médicos diretos durante o período de internação hospitalar (medicamentos, hospitalização, acompanhamento ambulatorial e eventos adversos). A população de pacientes elegíveis foi estimada a partir de uma abordagem epidemiológica, considerando o sistema de saúde privado como um todo e para diferentes portes de operadoras de saúde. Resultados: Estimou-se que o tratamento de TEV com rivaroxabana pode gerar R$ 1.996,99 de economia comparado ao tratamento com enoxaparina/varfarina, principalmente devido à redução do tempo de hospitalização. O impacto orçamentário da introdução da rivaroxabana no Sistema de Saúde Suplementar apresentou economia de recursos potencial em todos os cenários analisados. A robustez do modelo foi testada por análises de sensibilidade determinísticas e a economia de recursos promovida pela rivaroxabana foi mantida em todas as variações. Conclusão: A rivaroxabana é uma alternativa para o tratamento de TEV que possui o potencial de gerar economia de recursos ao Sistema de Saúde Suplementar brasileiro. Objective: Venous thromboembolism (VTE) is associated with a significant healthcare burden. Rivaroxaban is an oral anticoagulant, direct factor Xa inhibitor, that has the advantage of not requiring routine coagulation monitoring and dose adjustment according to laboratory parameters of coagulation. The objective of this study is to compare the direct costs of rivaroxaban with the combination of enoxaparin/warfarin and estimate the budget impact of the reimbursement by the Brazilian Private Healthcare System. Methods: A cost-minimization and a budget impact analysis were performed comparing rivaroxaban versus enoxaparin/warfarin, in one-year time horizon and under the perspective of the Brazilian Private Healthcare System. Medical direct costs were considered for the hospitalization period (drugs, hospitalization, outpatient care and adverse events). Eligible patients were estimated through an epidemiological approach for the healthcare system and stratified by health management organization profile. Results: Estimated total cost of VTE treatment with rivaroxaban may cause a R$ 1.996,99 economy comparing to enoxaparin/warfarin, mainly due to fewer hospitalization days. The budget impact of the reimbursement of rivaroxaban in the Brazilian Private Healthcare System presented potential resource in all scenarios evaluated. Robustness of the model was tested by deterministic sensitivity analysis in which the resource saving promoted by rivaroxaban was maintained in all variations. Conclusion: Rivaroxaban is an alternative for the treatment of VTE that has potential to promote resource for the Brazilian Private Healthcare System.
adicionar en sua lista
2.

Utilização de medicamentos isentos de prescrição e economias geradas para os sistemas de saúde: uma revisão/ The use of over-the-counter medicines and cost savings generated for health systems: a review

Rodrigues, Antonio Cesar
| Idioma(s): Portugués
Objetivo: Entender o impacto econômico que os medicamentos isentos de prescrição (MIPs) exercem nos sistemas de saúde e populações da Europa e Américas, em especial no Brasil. Métodos: Revisão bibliográfica cobrindo um período de 20 anos, com artigos identificados pelos serviços PubMed e Lilacs, contendo os termos "automedicação", "medicamentos isentos de prescrição" e "economias", e seus equivalentes na língua inglesa. Resultados: Existe carência na literatura de estudos sobre os impactos econômicos que os MIPs trazem aos países e à sociedade. Os estudos e estatísticas mais abrangentes estão compilados pelas três maiores associações de produtores de MIPs no mundo e demonstram uma aceleração das reclassificações e geração de economias relevantes. No Brasil, um estudo de 2015 utilizando hipóteses conservadoras estimou um impacto orçamentário positivo dos MIPs no Sistema Único de Saúde (SUS) de R$ 364 milhões, aproximadamente US$ 117 milhões. Esse é o único estudo identificado cujo objetivo foi fazer uma quantificação econômica no país. Conclusão: Neste momento em que a RDC nº 98/2016 dá a possibilidade para a reclassificação como MIP de um grande número de substâncias farmacêuticas, é imperativo que sejam feitos estudos robustos que estimem todos os impactos econômicos a serem esperados, que poderão servir como elementos para as análises técnicas a serem conduzidas e até mesmo para atribuir graus de prioridade a elas. Objective: To understand the economic impact of over-the-counter medicines (OTC) medications on healthcare systems and the population in Europe and the Americas, with special focus in Brazil. Methods: Bibliographic review covering a 20-year timeframe. The articles were identified through the PubMed and Lilacs services, containing the terms "self-medication", "over-the-counter" and "savings", and their equivalents in Portuguese. Results: There is lack of publications focused on the economic impact that medicines can bring to the countries and the society. The most complete studies and statistics have been compiled by the three most important OTC manufacturers associations in the world and show an acceleration in switches and significant savings generated. In Brazil, a 2015 paper using conservative assumptions estimated a positive economic impact of OTC to the Brazilian Healthcare System (SUS) of R$ 364 million, about US$ 117 million. This is the only study that had the goal of an economic impact quantification conducted in the country. Conclusion: The new regulation RDC nº 98/2016 gives the possibility for the switch of many substances from prescription to OTC and it is imperative that robust studies are conducted to uncover all the impacts that can be expected, providing inputs for technical evaluations and even to attribute priority levels to them.
adicionar en sua lista
3.

Diretriz metodológica para estudos de avaliação econômica de tecnologias em saúde no Brasil/ Methodological guidelines for economic evaluation studies of health technologies in Brazil

Ribeiro, Rodrigo Antonini; Neyeloff, Jeruza Lavanholi; Itria, Alexander; Santos, Vania Cristina Canuto; Vianna, Cid Manso de Mello; da Silva, Everton Nunes; Elias, Flávia Tavares Silva; Wichmann, Roberta Moreira; Souza, Kathiaja Miranda; Cruz, Luciane Nascimento; Azeredo-da-Silva, André Luis Ferreira
| Idioma(s): Portugués
Objetivos: Resumir os principais pontos da Diretriz de Avaliação Econômica em Saúde (AES) do Ministério da Saúde. Métodos: As diretrizes para AES no Brasil foram desenvolvidas por intermédio de múltiplas rodadas de trabalho iterativas por grupo multidisciplinar de especialistas em economia da saúde e foram submetidas à consulta pública. Resultados: O problema deve ser definido por meio de uma questão de pesquisa estruturada. O estudo pode ser baseado em dados primários ou em modelagem, em que o primeiro aumenta a validade interna dos resultados e o segundo, a capacidade de generalização do estudo. Quando o trabalho for baseado em modelagem e focado em doença crônica, o modelo de Markov pode ser usualmente empregado, quando não houver necessidades que apontem para simulação de eventos discretos (como competição dos indivíduos por recursos escassos) ou modelos de transmissão dinâmica (em vacinação e/ou doenças infecciosas com alta transmissão entre indivíduos). O horizonte temporal preferencial é o de tempo de vida, e a taxa de desconto padrão é de 5% para custo e efetividade. Os custos devem representar a perspectiva do Sistema Único de Saúde (SUS), podendo ser estimados por macrocusteio ou microcusteio. Sempre que possível, os resultados devem ser apresentados no formato de custo por ano de vida salvo ajustado para qualidade, para facilitar comparações com outros estudos. Análises de sensibilidade devem ser extensamente empregadas, de forma a avaliar o impacto da incerteza nos resultados produzidos. Conclusões: Espera-se que, com a padronização da metodologia proposta na Diretriz, a produção de AES no país tenha incremento na sua qualidade e reprodutibilidade. Objectives: To summarize the main points from the Brazilian's Ministry of Health Economic Evaluations (HEE) guideline. Methods: The guideline was developed through multiple rounds of iterative work, conducted by a multidisciplinary team of specialists in health economics, and where submitted to public consultation. Results: The decision problem should be defined through a structured research question. The study can be either primary data or model-based; in the first case, there is greater internal validity, while the second generates a superior generalizability. When the study is model-based and focused on a chronic disease, a Markov model can be usually employed, except for situations that points towards the need of a discrete event simulation (such as competition of individuals for scarce resources) or a dynamic transition model (for example, vaccination models and infectious diseases with high transmission rates between individuals). The preferred time horizon is the lifetime one, and the default discount rate is 5% for both costs and effectiveness. Costs should represent the Unified Health System (SUS) perspective and can be estimated through either gross-costing or micro-costing. Results should be presented as costs per quality adjusted life years (QALYs) whenever possible, to facilitate comparison with other studies. Sensitivity analyses should be widely employed, in order to evaluate the impact of uncertainty in the results produced by the model. Conclusions: It is expected that, with the standardization proposed in this guideline, the HEE production in Brazil has gains in quality and reproducibility.
adicionar en sua lista
4.

A efetivação do direito à saúde e sua interface com a justiça social/ Effectuation of right to health and its relationship to social justice

d'Ávila, Luciana Souza; Saliba, Graciane Rafisa
| Idioma(s): Portugués
Pensar a saúde como direito de todos é uma tarefa complexa, dadas as desigualdades de acesso a condições dignas de vida. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho é discutir a efetivação do direito à saúde tendo em vista sua centralidade na busca pela justiça social. Trata-se de uma reflexão subsidiada por uma extensa análise da literatura, a qual envolveu referências relacionadas ao direito à saúde e a diversos campos da doutrina jurídica (direitos humanos, direitos sociais, Direito Constitucional e Direito Econômico), tendo em vista sua relevância para o tema estudado. Verificou-se que, apesar dos avanços na efetivação dos direitos sociais no país, há ainda muito a se fazer ­ principalmente quando se pensa que, em tempos de crise econômica, os cortes orçamentários recaem diretamente sobre as políticas sociais, penalizando os cidadãos mais vulneráveis e em circunstâncias adversas. O direito à saúde está inteiramente interligado ao desenvolvimento das capacidades humanas e da qualidade de vida das pessoas e coletividades, sendo que o problema do descumprimento desse direito ultrapassa a implementação do Sistema Único de Saúde. Dessa forma, a efetivação do direito à saúde é um instrumento de justiça social, pois, além de possibilitar o exercício de outros direitos, exige o repensar de estruturas e comportamentos enraizados, levando ao estabelecimento de novas relações entre as instâncias de poder e promovendo a inclusão social Thinking of health as a universal right is a complex task, given the inequalities in accessing decent living conditions. In this sense, this paper aims to discuss the effectuation of right to health, since this right is central to the pursuit of social justice. This is a reflection based on an extensive review of the literature, which involved references related to the right to health and to several fields of legal doctrine (human rights, social rights, Constitutional Law and Economic Law), due to their relevance to the matter. It was shown that despite the advances in realization of social rights in Brazil, there remains much to be done, particularly in times of economic crisis, as budget cuts directly affect social policies, which penalize the most vulnerable citizens and those in the most adverse situations. The right to health is entirely connected to the human development and training and quality of life among people and communities; non-compliance of this right goes further of Brazilian National Public Health System implementation. Thus, the effectuation of the right to heath is an instrument of social justice, as it not only leads to the realization of other rights, but requires the rethinking of long-rooted structures and behaviors, leading to the establishment of new relations among powers, promoting social inclusion
adicionar en sua lista
5.

Saúde e direito à informação: o problema dos agrotóxicos nos alimentos/ Health and the right to information: the problem of pesticide presence in food

Teixeira, Tarcisio Miguel
| Idioma(s): Portugués
O artigo analisa o problema atual da presença de agrotóxicos nos alimentos sob a vertente da falta de informação a respeito dos produtos aplicados nos alimentos para sua produção. Estabelece como pressuposto a relação diretamente proporcional entre saúde e alimentação saudável e o direito fundamental de ser informado sobre a qualidade dos alimentos. Conclui com hipóteses e discussão sobre as razões da falta dessa informação nos produtos alimentícios comercializados in natura This article analyses the current problem of pesticide presence in food from a perspective of a lack of information about products used in food production. The article establishes the assumptions of a directly proportional relationship between health and healthy eating, and the basic right of being informed about the food quality. It concludes with hypothesis and discussion on the reasons for this lack of information on the preparation of in natura food products
adicionar en sua lista
6.

Ambiente, saúde e trabalho: temas geradores para ensino em saúde e segurança do trabalho no Acre, Brasil/ Ambiente, salud y trabajo: temas generadores para la enseñanza en salud y seguridad del trabajo en Acre, Brasil/ Environment, health and work: generating subjects for education in health and safety at work in Acre, Brazil

Ribeiro, Josina Maria Pontes; Araújo-Jorge, Tania Cremonini de; Bessa Neto, Vicente
| Idioma(s): Portugués
O artigo apresenta ambiente, saúde e trabalho como temas geradores necessários à construção de uma tecnologia social para educação profissional, considerando a ergologia como perspectiva de análise, e, o diálogo, como estratégia de ensino em Saúde e Segurança no Trabalho para Agentes de Combate a Endemias em Rio Branco, Acre, Brasil. A definição dos temas geradores é resultado do diálogo entre pesquisadores de diferentes áreas, trabalhadores que atuam ou atuaram no combate às endemias, bem como de discentes e docentes do Curso Técnico em Segurança do Trabalho no Instituto Federal do Acre (IFAC), mediante exercício de atividades de ensino, pesquisa e extensão. As pesquisas histórica e documental permitiram que se estabelecessem os nexos entre os projetos de desenvolvimento que impactaram significativamente o ambiente e as relações de trabalho na saúde daí resultantes. Este artículo presenta ambiente, salud y trabajo como temas generadores necesarios a la construcción de una tecnología social para la educación profesional, considerando la ergología como perspectiva de análisis y el diálogo como estrategia de enseñanza en Salud y Seguridad en el Trabajo para los Agentes de Combate a Endemias, en Rio Branco, Acre, Brasil. La definición de los temas resulta del diálogo entre investigadores de distintas áreas, trabajadores que actúan o actuaron en el combate a endemias, así como entre los discentes y docentes del Curso Técnico en Seguridad del Trabajo en el Instituto Federal de Acre (IFAC), mediante actividades de enseñanza, investigación y extensión. Las investigaciones históricas y documentales posibilitaron que se establecieran nexos entre los proyectos de desarrollo, que resultaron significativos en el ambiente y en las relaciones laborales en el área de la salud. The paper proposes that environment, health and work are generating subjects, necessary to build a social technology for professional education, considering ergology as the perspective for analysis and dialogue as a teaching strategy in Health and Safety at Work for Agents that fight endemic diseases in Rio Branco, Acre, Brazil. The definition of these main generating subjects is the result of a dialogue between researchers from different areas, workers in the fight against endemic diseases, teachers and students of the Technical Course in Occupational Safety at the Federal Institute of Acre (IFAC). The historical and documentary research allowed to establish the links between the development projects that impacted significantly with outcomes in the environment and labor relations in health.
adicionar en sua lista
7.

Caracterização de fatores sociais e de saúde de alunos da Universidade Aberta à Terceira Idade da USC-Bauru/ Characteristics of social and health factors of students at Third Age University at USC-Bauru

Costa, Fernanda Nascimento; Moreira, Vivian Frascarelli Rodrigues; Marques, Heloisa; Fantini, Gislaine Aude
| Idioma(s): Portugués
Introdução: o envelhecimento é considerado um fenômeno mundial e a Organização Mundial da Saúde aponta três pilares do envelhecimento ativo: participação, saúde e segurança. O Estatuto do Idoso Brasileiro recomenda a viabilização da participação, ocupação e convívio do idoso (DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO, 2003). Universidades abertas à terceira idade (UATIs) promovem o envelhecimento ativo e saudável, a UATI-USC possibilita a formação contínua a adultos-idosos, possibilitando a melhoria na qualidade de vida. Objetivo: caracterizar fatores sociais e de saúde de alunos matriculados no ano de 2015 na UATI-USC. Metodologia: realizou-se pesquisa longitudinal de janeiro a dezembro de 2015, com amostra 172 indivíduos regularmente matriculados. O instrumento de registro de dados continha perguntas abertas e fechadas, de caracterização, dados sociodemográficos, saúde e informações extras. Resultados e discussão: da amostra, 90 participantes responderam no primeiro e 82 no segundo semestre de 2015. Observou-se predomínio do sexo feminino (83,7%), faixa etária de 61 a 70 anos (39%), 38,4% casados e predominância de superior completo (39,5%) e pós-graduação (17,4%). Esses dados confirmam a possibilidade da UATI como local propício para melhora na qualidade de vida e serviços aos idosos no meio universitário. Conclusão: as UATIs são importantes veículos para informações nos três níveis de saúde do idoso. Essa caracterização deve ser considerada na programação de ações educativas e de saúde, não somente aos participantes, mas também a outros possíveis alunos que poderão se beneficiar de suas atividades. (AU) Introduction: aging is considered a worldwide phenomenon and the World Health Organization identifies three pillars of active aging: participation, health and safety. The Brazilian Statute of the Elderly recommends enabling participation, occupation and living of the elderly (Official Gazette, 2003). Universities open to the seniors (UOS) promote active and healthy aging, UOS-USC provides continuing education to adults-elderly, enabling improved quality of life. Objective: to characterize social and health factors of students enrolled in 2015 at UOS-USC. Methods: we conducted longitudinal research from January to December 2015, with sample 172 individuals enrolled. The data logging instrument contained open and closed questions as characterization, demographic data, health and extra information. Results and Discussion: out of the sample, 90 participants responded in the first and 82 in the second half of 2015. There was a predominance of females (83.7%), aged 61-70 years (39%), 38.4% married and the predominance of higher complete (39.5%) and graduate (17.4%). These data confirm the possibility of UOS as a place conducive to improved quality of life and services for the elderly in the university environment. Conclusion: UOS are important vehicles for information on the three levels of health of the elderly. This characterization should be considered in programmi educational activities and health, not only the participants, but also to other prospective students who may benefit from its activities. (AU)
adicionar en sua lista
8.

Aspectos dietéticos e nutricionais dos cardápios produzidos por uma unidade de alimentação hospitalar/ Dietary and nutritional aspects of menus produced by a hospital feeding unit

Melo, Martha Teresa Siqueira Marques; Carvalho, Nairany Paula Batista de; Campos, Clélia de Moura Fé; Alencar, Maria do Socorro Silva; Nunes, Ivone Freires de Oliveira Costa
| Idioma(s): Portugués
A composição adequada de cardápios é essencial para contribuir com a promoção da alimentação saudável na empresa (pública ou privada). O objetivo deste trabalho foi avaliar os cardápios de almoço produzidos por uma Unidade de Alimentação e Nutrição hospitalar servidos aos trabalhadores, considerando-se os aspectos dietéticos de sua composição, bem como os parâmetros nutricionais para a alimentação do trabalhador estabelecidos pelo PAT. Foram analisados sete cardápios oferecidos no almoço, pois eram executados de modo cíclico, com repetição semanal e planejamento anual. Os resultados mostraram ausência de sobremesa e pouca variedade de alimentos, aspectos que influenciam negativamente nas qualidades sensoriais das preparações. A comparação entre as médias dos valores de energia e nutrientes com os parâmetros do PAT evidenciou diferenças significativas, excetuando- se os valores calóricos com acréscimos (1.200 Kcal) e percentuais da proteína líquida. As inadequações dietéticas e discordâncias com o PAT, verificadas na refeição principal ofertada por essa unidade de alimentação e nutrição, sugere que os cardápios devam ser reformulados nos aspectos dietéticos e nutricionais, visando à promoção de saúde e práticas alimentares saudáveis, trazendo benefícios aos funcionários.
adicionar en sua lista
9.

Caracterização do ambiente físico e prática de atividades físicas em unidades básicas de saúde de Guarapuava, Paraná, 2011-2012/ Characterization of the physical environment and practice of physical activities in Primary Health Care Units in Guarapuava, Paraná State, Brazil, 2011-2012/ Caracterización del ambiente físico y práctica de actividades físicas en Unidades Básicas de Salud del área urbana de Guarapuava-PR, Brasil, 2011-2012

Queiroga, Marcos Roberto; Ferreira, Sandra Aires; Boneti, Marina David; Tartaruga, Marcus Peikriszwili; Coutinho, Silvano da Silva; Cavazzoto, Timothy Gustavo
| Idioma(s): Portugués
Resumo OBJETIVO: caracterizar o ambiente físico e a prática de atividades físicas (AF) em unidades básicas de saúde (UBS) da zona urbana de Guarapuava-PR, Brasil, em 2011-2012. MÉTODOS: estudo descritivo com entrevistas às coordenadoras das 27 UBS do município sobre violência, criminalidade e condições dos espaços físicos e de segurança para a prática de AF dentro e fora das UBS; as ruas ao redor do quarteirão foram percorridas para avaliação de fatores ambientais categorizados como favoráveis ou desfavoráveis à implantação/prática de AF. RESULTADOS: os locais mais comuns para AF foram gramados (n=18) e igrejas (n=24); três quintos das UBS apresentaram fatores favoráveis à implantação e prática de AF; no entorno das UBS, a ausência de calçadas (14 UBS) ou irregularidades nas existentes (13 UBS) são condições que poderiam prejudicar a prática de caminhadas. CONCLUSÃO: apesar da identificação de fatores favoráveis à prática de AF, os gestores de saúde devem-se ocupar dos fatores desfavoráveis à prática de AF nas UBS. Abstract OBJECTIVE: to characterize the physical environment and physical activity (PA) in Primary Health Care Units (PHU) in the urban area of Guarapuava-PR, Brazil, 2011-2012. METHODS: this is a descriptive study in which the coordinators of the municipality's 27 PHUs were interviewed about violence, crime and physical space and safety conditions for PAs inside and outside the PHUs; the streets surrounding the area were visited to evaluate environmental factors categorized as favorable or unfavorable to PA deployment and practice. RESULTS: the most common places for PA were grass areas (n=18) and churches (n=24); three fifths of PHUs presented factors favorable to PA deployment/practice; lack of sidewalks (14 PHUs) or uneven sidewalks (13 PHUs) surrounding the PHUs are conditions that could jeopardize the practice of walking. CONCLUSION: despite the identification of favorable factors for PA practice, at PHUs should be focused by health service managers. Resumen OBJETIVO: caracterizar el ambiente físico y la práctica de actividades físicas (AF) en Unidades Básicas de Salud (UBS) de la zona urbana de Guarapuava-PR, Brasil, 2011-2012. MÉTODOS: fueron entrevistadas coordinadoras de 27 UBS del municipio sobre violencia, criminalidad y condiciones de espacio físico y seguridad para la práctica de AF dentro y fuera de las UBS; las calles aledañas fueron recorridas para la evaluación del ambiente físico; las variables ambientales fueron categorizadas como favorables o desfavorables a la implantación/practica de AF. RESULTADOS: los locales más comunes para AF fueron áreas verdes (n=18) e iglesias (n=24), respectivamente; tres quintos de las UBS presentaron factores favorables a la implantación/practica de AF; alrededor de las UBS, la ausencia de veredas (14 UBS) o irregularidades en las existentes (13 USB) son condiciones desfavorables para la práctica de caminadas. CONCLUSIÓN: a pesar del predominio de factores favorables, los gestores en salud deben ocuparse de los factores desfavorables para la practica de AF en las UBS.
adicionar en sua lista
10.

Temporal and spatial evolution of maternal and neonatal mortality rates in Brazil, 1997-2012/ Evolução temporal e espacial das taxas de mortalidade materna e neonatal no Brasil, 1997-2012

Rodrigues, Nádia Cristina Pinheiro; Monteiro, Denise Leite Maia; Almeida, Andréa Sobral de; Barros, Mônica Barros de Lima; Pereira Neto, André; O'Dwyer, Gisele; Andrade, Mônica Kramer de Noronha; Flynn, Matthew Brian; Lino, Valéria Teresa Saraiva
| Idioma(s): Inglés
Abstract Objective: Maternal and neonatal mortality are important public health issues in low-income countries. This study evaluated spatial and temporal maternal and neonatal mortality trends in Brazil between 1997 and 2012. Methods: This study employed spatial analysis techniques using death records from the mortality information system. Maternal mortality rates per 100,000 and neonatal mortality rates (early and late) per 1000 live births were calculated by state, region, and period (1997-2000, 2001-2004, 2005-2008, and 2009-2012). Multivariate negative binomial models were used to explain the risk of death. Results: The mean Brazilian maternal mortality rate was 55.63/100,000 for the entire 1997-2012 period. The rate fell 10% from 1997-2000 (58.92/100,000) to 2001-2004 (52.77/100,000), but later increased 11% during 2009-2012 (58.69/100,000). Early and late neonatal mortality rates fell 33% (to 7.36/1000) and 21% (to 2.29/1000), respectively, during the 1997-2012 period. Every Brazilian region witnessed a drop in neonatal mortality rates. However, maternal mortality increased in the Northeast, North, and Southeast regions. Conclusion: Brazil's neonatal mortality rate has improved in recent times, but maternal mortality rates have stagnated, failing to meet the Millennium Development Goals. Public policies and intersectoral efforts may contribute to improvements in these health indicators. Resumo Objetivo: A mortalidade materna e neonatal é um importante problema de saúde pública em países de baixa renda. Este estudo avaliou as tendências de mortalidade materna e neonatal espacial e temporal no Brasil entre 1997 e 2012. Métodos: Este estudo usou técnicas de análise espacial com registros de óbito do Sistema de Informações sobre Mortalidade. As taxas de mortalidade materna a cada 100.000 e as taxas de mortalidade neonatal (precoce e tardia) a cada 1.000 nascidos vivos foram calculadas por estado, região e período (1997-2000, 2001-2004, 2005-2008 e 2009-2012). Os modelos binomiais negativos multivariados foram usados para explicar o risco de morte. Resultados: A taxa de mortalidade materna no Brasil foi 55,63/100.000 em todo o período entre 1997 e 2012. A taxa caiu 10% de 1997-2000 (58,92/100.000) a 2001-2004 (52,77/100.000), porém, mais tarde, aumentou 11% até 2009-2012 (58,69/100.000). As taxas de mortalidade neonatal precoce e tardia caíram 33% (para 7,36/1.000) e 21% (para 2.29/1.000), respectivamente, 1997-2012. Toda região brasileira testemunhou uma queda nas taxas de mortalidade neonatal. Contudo, a mortalidade materna aumentou nas regiões Nordeste, Norte e Sudeste. Conclusão: A taxa de mortalidade neonatal do Brasil melhorou nos últimos anos, porém as taxas de mortalidade materna estagnaram, deixaram de atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. As políticas públicas e os esforços intersetoriais poderão contribuir para as melhorias nesses indicadores de saúde.
Resultados  1-10 de 16.868