Your browser doesn't support javascript.

Secretaria de Estado da Saúde - BVS

Rede de Informação e Conhecimento

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Frequência de estruturas parasitárias em banheiros e salas de aula de escolas públicas de Teresina, Piauí / Frequency of parasitic structures in bathrooms and classrooms in public schools in Teresina - PI, Brazil

Albano, Fellype Antonio Pinto; Santos, Jarrel Henrique Silva dos; Santos, Jessica Pereira dos; Freire, Simone Mousinho.
Rev. patol. trop; 45(2): 192-202, jun. 2016. tab
Artigo Português | LILACS | ID: biblio-913215

Resumo

No cenário atual, as infecções por helmintos e protozoários estão entre as mais frequentes, apresentando elevadas taxas de prevalência, sobretudo em localidades onde há grande fluxo de pessoas e precárias condições sanitárias. Com base nestas informações, propôs-se a realização de um levantamento das estruturas parasitárias mais frequentes em banheiros e salas de aula de escolas públicas na cidade de Teresina-PI. As coletas foram realizadas em 24 escolas públicas de Teresina, sendo 12 escolas estaduais e 12 municipais. A técnica de swab adaptada para superfícies foi utilizada para a verificação das estruturas parasitárias dos objetos em cada escola. Nas escolas municipais, foram analisadas 105 lâminas, das quais 22 (20,9%) apresentaram algum tipo de estrutura parasitária. Nas escolas da rede estadual de educação, foram analisadas 102 lâminas e, destas, 25 (24,5%) apresentaram positividade para algum tipo de estrutura parasitária. A maior frequência foi de ovos de Ascaris sp. (88,9%), seguidos de cisto de Balantidium sp. (5,6%), ovos de Enterobius sp. (2,8%) e ovos de Taenia sp. (1,9%). Foi encontrado um total de 107 parasitos nas estruturas escolares da rede pública de educação
Biblioteca responsável: BR816.9
Selo DaSilva