Your browser doesn't support javascript.

Secretaria de Estado da Saúde - BVS

Rede de Informação e Conhecimento

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estratégias de atendimento em saúde mental nas unidades básicas de saúde / Mental health care strategies in primary health care units / Estrategias de atención a la salud mental en las Unidades Básicas de Salud

Caçapava, Juliana Reale; Colvero, Luciana de Almeida.
Rev Gaucha Enferm; 29(4): 573-580, 31 dez. 2008.
Artigo Português | LILACS | ID: lil-563248

Resumo

Este estudo pretende conhecer as estratégias de atendimento em saúde mental na Atenção Básica e a maneira como se articulam os serviços de saúde de uma determinada região do município de São Paulo, para produzirem o cuidado ao usuário em sofrimento psíquico. Realizamos entrevistas semi-estruturadas com os gerentes de cinco Unidades Básicas de Saúde. Estas entrevistas foram submetidas à análise de conteúdo do tipo temática. Os resultados mostram que as Unidades Básicas possuem estratégias semelhantes no atendimento de saúde mental à população, estruturando,a partir do acolhimento, o fluxo do usuário nos serviços. Quanto à configuração da rede assistencial, observamos dificuldades na articulação entre os serviços de saúde do território devido às barreiras de acesso à atenção especializada, o que propicia a emergência de crises psiquiátricas, a trajetória recorrente e freqüente do usuário ao serviço de emergência e uma lacuna na prestação do cuidado de saúde contínuo e global.
This study is aimed at getting to know mental health care strategies in Primary Health Care Services, and how those services are structured to provide care for users undergoing psychic suffering in a region of the state of São Paulo, Brazil. Semistructured interviews were conducted with the managers of five Primary Health care units. These interviews were classified according to thematic content analysis. The results show that Primary Health Care Units have similar strategies of providing mental health care getting and referring patients according to their flow. There are difficulties in the configuration of the network among the different health services in the region, because of barriers that have to be overcome in order to have access to specialized care. This fact leads to psychiatric episodes and oftentimes users have to be brought to emergency services creating abreech in the provision of global and permanent health care.
Este estudio apunta a conocer las estrategias de atención a la salud mental en la Atención Básica y la manera como se articulan los servicios de salud de una determinada región de la municipalidad de São Paulo, Brasil, para producir el cuidado al usuario en estado de sufrimiento psíquico. Realizamos entrevistas semi-estructuradas con los gerentes de cinco Unidades Básicas de Salud. Estas entrevistas fueron sometidas al análisis de contenido del tipo de temática. Los resultados muestran que las Unidades Básicas poseen estrategias semejantes en la atención para la salud mental de la población, estructurando, a partir de la recepciónel flujo de usuarios en los servicios. En lo tocante a la configuración de la red asistencial, observamos dificultades en la articulación entre los servicios de salud del territorio, debido a las barreras de acceso a atención especializada, lo que lleva al surgimiento de crisis psiquiátricas, la trayectoria recurrente y frecuente del usuario al servicio de emergencia y una brecha en la prestación decuidado de salud continuo y global.
Biblioteca responsável: BR546.1
Selo DaSilva