Your browser doesn't support javascript.

Secretaria de Estado da Saúde - BVS

Rede de Informação e Conhecimento

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Associação de métodos para detecção de Trypanosoma cruzi em alimentos / Association of methods for the detection of Trypanosoma cruzi in food

Mattos, Elaine Cristina.
São Paulo; s.n; 2017. 121 p. graf, tab, ilus.
Tese Português | SES SP - Centro de Documentação/CCD | ID: ses-36049

Resumo

A doença de Chagas, causada por Trypanosoma cruzi, afeta cerca de 6 a 8 milhões de pessoas no mundo. No Brasil, a transmissão oral tem se destacado, sendo que a polpa de açaí e o caldo de cana são os alimentos mais envolvidos em surtos. A dificuldade de isolamento de parasitas em alimentos não tem permitido a análise epidemiológica desses episódios. O objetivo do presente estudo foi padronizar um método laboratorial para detecção de T. cruzi em alimentos. Para atingir este objetivo estudamos as seguintes estratégias: i. padronização da PCR convencional (cPCR) e em tempo real (qPCR) para a determinação de T. cruzi em polpa de açaí e caldo de cana; ii. avaliação da semeadura de alimentos contaminados em meio de cultura LIT a fim de aumentar a carga parasitária potencializando a sua detecção na PCR; iii. análise da morfologia e mobilidade das formas tripomastigotas após contato com os alimentos; iv. simulação da contaminação dos alimentos com triatomíneos infectados a fim de testar o método padronizado; v. aplicação da técnica de pesquisa de sujidades leves para detecção de fragmentos dos triatomíneos como indicador da contaminação. Todos os ensaios foram realizados em amostras de polpa de açaí e caldo de cana contaminadas com diferentes concentrações de T. cruzi (cepa Y). Os resultados revelaram que o procedimento ideal para pesquisa de T. cruzi em polpas de açaí e caldo de cana consistiu em: i. centrifugação do alimento; ii. extração de DNA com kit comercial para matriz fezes e; iii. qPCR utilizando iniciadores específicos para T. cruzi. A cPCR se mostrou também eficiente para detecção do parasita em alimentos, sendo os limites de detecção de 1 x 101 e 1 x 102 tripomastigotas nos sedimentos de polpa de açaí e caldo de cana, respectivamente. A semeadura em meio LIT...(AU)
Biblioteca responsável: BR91.2
Localização: BR91.2; W4, M435e
Selo DaSilva