Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Nutritional and environmental risk factors for breast cancer: a case-control study / Fatores de risco nutricionais e ambientais para câncer de mama: estudo de casos e controles

Queiroz, Sandra Azevedo; Sousa, Iasmin Matias de; Silva, Fernanda Rafaella de Melo; Lyra, Clelia de Oliveira; Fayh, Ana Paula Trussardi.
Sci. med. (Porto Alegre, Online); 28(2): ID28723, abr-jun 2018.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-879286

OBJETIVOS:

Investigar associações entre o diagnóstico de câncer de mama e fatores nutricionais e ambientais em mulheres do Nordeste do Brasil.

MÉTODOS:

Um estudo caso-controle incluiu mulheres avaliadas em dois hospitais especializados em câncer. O grupo de casos foi composto por mulheres com câncer de mama cujos dados foram obtidos durante o período de internação para tratamento cirúrgico da doença. O grupo controle foi selecionado nos mesmos hospitais, excluindo as unidades de oncologia. Os seguintes fatores de risco foram investigados: saneamento básico nas moradias, história de amamentação, classe social, exposição ao tabagismo, consumo de álcool e história familiar de câncer. Um questionário de frequência alimentar foi completado pelas participantes e foi feita uma avaliação do estado nutricional antropométrico. Foram usados o teste t independente ou o teste de Mann-Whitney para comparação entre variáveis quantitativas, e o qui-quadrado ou o teste exato de Fisher para variáveis categóricas. O risco estimado associado ao consumo de nutrientes e grupos de alimentos foi avaliado por OR, com intervalo de confiança de 95%. Para avaliar o efeito de possíveis fatores de confusão, como excesso de peso ou ingestão calórica excessiva, foi realizada uma análise multivariada com as variáveis com p<0,15 na análise do consumo de alimentos. O nível de significância para todas as análises foi definido em p<0,05.

RESULTADOS:

A amostra total consistiu de 118 mulheres, 59 em cada grupo. De todos os fatores de risco ambientais investigados, um saneamento deficiente (OR [odds ratio]=3,2, IC95% 1,43-7,11) e história familiar de câncer (OR=3,11, IC95% 1,42-6,78) foram significativamente associados ao diagnóstico de câncer de mama. Em relação às avaliações antropométricas, excesso de peso ou obesidade e circunferência da cintura >88 cm foram mais prevalentes no grupo de casos (OR=2,70, IC95% 1,28-5,70 e OR=3,10, IC95% 1,46-6,56, respectivamente). O consumo regular de alimentos ultraprocessados foi identificado como um fator de risco para câncer de mama (OR ajustada=2,35, IC95% 1,08-5,12).

CONCLUSÕES:

Maior consumo de alimentos ultraprocessados, presença de excesso de peso ou obesidade, circunferência da cintura ≥88 cm, saneamento básico deficiente e história familiar de câncer foram fatores de risco para o câncer de mama nesta amostra de mulheres que vivem no estado do Rio Grande do Norte.
Biblioteca responsável: BR1813.9