Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Investigação de casos de varicela no Hospital Universitário da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (SP), 2005 / Varicella investigation in the academial hospital of São José do Rio Preto College of Medicine (SP) 2005

Pellini, Alessandra Cristina Guedes; Ciccone, Flávia Helena; Cabrera, Eliana Márcia Sotello; Salomão, Maria Lúcia Machado; Sisdeli, Rosidelma; Cury, Maria Rita de Cássia Oliveira; Ricardo, Sandra Regina; Padoveze, Maria Clara; Gobi, Adelaide Maria Baffi; Falcão, Mariana Donda; Giglio, Sandra Giolo Silvério; Rangel, Regina Mara Custódio; Catelan, Marcia Wakai; Cavalari, Sônia de F. Trinca; Lima, Jane Wildes Gardini de; Necchi, Silvia Helena.
Bepa - Boletim Epidemiológico Paulista; 2(23): 2-11, nov. 2005. tab, graf
Artigo em Português | Coleciona SUS, SESSP-CTDPROD, SES-SP, SESSP-ACVSES, SESSP-CVEPROD, SES-SP | ID: biblio-944263
A varicela é uma doença infectocontagiosa altamente transmissível causada pelo vírus varicela-zoster. Assume maior importância quando acomete imunodeprimidos e pacientes internados, que podem desenvolver doença grave ou fatal. Em agosto de 2005, um hospital universitário de grande porte de São José do Rio Preto (SP) notificou um provável surto de varicela intra-hospitalar com três óbitos. O objetivo dessa investigação foi conhecer a real magnitude da varicela nesse hospital, confirmar um possível surto intra-hospitalar e estabelecer medidas de controle. As fontes de informação foram: busca ativa de prontuários, entrevistas de funcionários, contato com pacientes após a alta e investigação das unidades de emergência por onde passaram os casos de varicela. Após extensa investigação das fontes de infecção de 31 casos no período de 2 de julho até 8 de outubro de 2005, evidenciou-se a transmissão intra-hospitalar da doença, acometendo quatro pacientes e oito funcionários. Tal fato pode ter sido um reflexo do aumento de casos da doença na comunidade, aliado a uma alta taxa de suscetíveis entre os profissionais de saúde. A partir da detecção dos primeiros casos, diversas medidas foram desencadeadas: notificação e investigação oportuna de novos casos, vacinação contra a varicela ou imunoglobulina, quando indicada, reforço às normas de isolamento, afastamento dos funcionários infectados, divulgação ampla do surto aos profissionais de saúde e integração entre as equipes hospitalares, municipais, regionais e estaduais. Tais medidas viabilizaram o controle da transmissão da varicela num hospital de referência regional.
Biblioteca responsável: BR91.2
Localização: BR91.2; P