Your browser doesn't support javascript.

Portal de Búsqueda de la BVS

Información y Conocimiento para la Salud

Home > Búsqueda > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportación:

Exportar

Email
Adicionar mas contactos
| |

A presença da ausência do pai no desenvolvimento “rumo à independência”

Iankilevich, Eneida.
Revista de Psicanálise, Porto Alegre; 27(2): 333-347, agosto 2020.
Artículo en Portugués | Bivipsil | ID: psa-1465
Uma vivência clínica remete a um conceito teórico de Winnicott que dá
significado a esta vivência e esclarece o conceito. É desta experiência que
trata o presente trabalho. O encontro analítico com pacientes homens fez
a autora pensar na importância do pai para os filhos ao longo da vida. Não
apenas o pai real, ou o pai edípico que se desdobra no pai superegóico, ou
o pai como figura de identificação, mas a relação com o pai em todas as
suas dimensões, fator de construção da identidade. Sem desconsiderar ser
esta relação essencial para filhos e filhas, a autora reflete sobre a relação
dos filhos homens com os pais, a partir do trabalho com analisandos que
não contaram com a possibilidade de crescer tendo os pais presentes.
Estas experiências psicanalíticas evidenciaram a importância de tornarse
adulto junto ao pai que envelhece. Este acompanhar-se na vida leva
a questionar o mito infantil de pai, modificando a identificação com este
mito infantil como ideal de si mesmo. A oportunidade de reconhecer o
pai como um indivíduo que constrói sua história, o reconhecimento de
estar construindo uma outra história, própria, possibilita ao filho –e ao
pai- o compartilhamento de vivências em uma relação mais realista ao
longo da vida. Isto humaniza esta relação, interna e externa, tornando
possível usufruir da amizade oriunda da rivalidade masculina, de que fala
Winnicott. A conquista da independência que possibilita esta amizade é
acontecimento de toda a vida, como ensina este autor e as reflexões a
partir das vivências clínicas aqui esboçadas

Asunto(s)

Psicoanálisis

Descriptores locales

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre; SPPA; Pai; Desenvolvimento; Construção; Identidade; Diferenciação; Winnicott.
Biblioteca responsable: UY113.1