Your browser doesn't support javascript.

Portal de Búsqueda de la BVS

Información y Conocimiento para la Salud

Home > Búsqueda > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportación:

Exportar

Email
Adicionar mas contactos
| |

Do mito ao show de realidade: Procusto e o Big Brother

Carra, Thales Andrés.
Jornal de Psicanálise; 52(96): 213-223, junho 2019.
Artículo en Portugués | Bivipsil | ID: psa-256
Este trabalho propõe um diálogo entre o mito de Procusto e o programa
Big Brother Brasil por meio do discurso psicanalítico. Observa-se que, assim
como no mito, no programa estão presentes a agressividade e a lógica de
exclusão das diferenças por meio do uso de rituais de sofrimento e de práticas
de eliminação para a obtenção de prazer sádico e afirmação de si. As longas
provas de resistência, as humilhações e os sofrimentos aos quais os participantes
do programa são submetidos, bem como os “paredões”, são práticas párias às
realizadas por Procusto em seu leito torturante e aniquilador. O reality show
mostrou-se como um meio para dar vazão às pulsões agressivas que devem ser
renunciadas para a cultura, como a crueldade e a vontade de matar. Contudo,
não de uma forma sublimada, mas como imperativo de gozo do ódio sobre corpos
reais que aparentam ser ficcionais meros jogadores de um espetáculo televisivo

Asunto(s)

Psicoanálisis

Descriptores locales

Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo; SBPSP; SADISMO; NARCISISMO; AGRESSIVIDADE.
Biblioteca responsable: UY116.1