Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros








Intervalo de ano de publicação
1.
São Paulo; s.n; 2014. [141] p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-750124

RESUMO

O relacionamento amoroso tem sido estudado pela psicologia e, para tanto, diversos questionários que analisam atitudes e qualidade do relacionamento são utilizados. O amor patológico (AP) é o comportamento repetitivo e sem controle de prestar cuidados ao parceiro, em um relacionamento amoroso. Estudos anteriores mostraram que indivíduos com AP se diferenciam de saudáveis por apresentarem impulsividade e autotranscendência elevados, relacionamento amoroso insatisfatório e compulsivo, predominância dos estilos de amor ágape e mania e tipo de apego ansioso/ambivalente. Como não existem instrumentos que mensurem especificamente este tipo de comportamento, objetivamos nesta tese desenvolver uma escala para avaliação do AP, bem como analisar as suas propriedades psicométricas. O presente estudo caso-controle foi realizado em duas partes. Na 1ª parte, foram comparados os resultados obtidos por 154 indivíduos (79 com AP e 75 saudáveis) em relação às características mencionadas, por meio da aplicação de 137 itens de questionários existentes na literatura que medem estas características isoladamente. A análise fatorial exploratória permitiu a redução dos 67 itens originais que diferenciaram as amostras para 26 itens e a estrutura fatorial primária foi composta por 5 fatores: Controle (13 itens), Insatisfação (4 itens), Impulsividade (2 itens), Abnegação (4 itens) e Idealização (3 itens). Estes itens exibiram boa consistência interna (alfa=.74; IC=.72-.76; p =<. 001), alguns foram adaptados, 4 novos foram criados e assim foi desenvolvido o modelo piloto da Escala do Amor (EA), composto por 30 itens. Na 2ª parte do estudo, 320 indivíduos (20 com AP, 28 sem AP e 272 com status desconhecido para AP) preencheram essa escala piloto e a análise fatorial foi refeita, resultando no modelo final da EA, composto por 22 itens distribuídos em 4 fatores: Controle (10 itens), Insatisfação (5 itens), Abnegação (5 itens) e Idealização (2 itens)...


Psychologists have studied love relationship using various questionnaires assessing behaviors and quality of relationship. Pathological love (PL) consists of repetitive and uncontrolled behavior of caring for the partner in a romantic relationship. Previous studies have shown that individuals with PL are different from healthy volunteers because they have high impulsivity and selftranscendence, unsatisfactory and compulsive love relationships, predominance of mania and agape love styles, and anxious-ambivalent attachment. Because there are no instruments that specifically measure this kind of behavior, the objective of the present study was to develop a scale to assess PL and to analyze its psychometric properties. This case-control study was conducted in two parts. During the 1st part, the scores of 154 patients (79 with PL and 75 healthy volunteers) were compared considering the characteristics mentioned above. These characteristics were determined based on the administration of 137 items of questionnaires used to measure each one of the characteristics alone. Exploratory factor analysis reduced the 67 original items that differentiated the samples to 26 items. Thus, the primary factor structure included 5 factors: Control (13 items), Dissatisfaction (4 items), Impulsivity (2 items), Abnegation (4 items), and Idealization (3 items). These items showed good internal consistency (alfa.74; CI=.72-.76; p =<. 001). Some items were adapted, 4 new items were created, and then the pilot model of the Love Scale (LS) was created including 30 items. In the 2nd part of the study, 320 individuals (20 with PL, 28 without PL, and 272 with unknown status for PL) completed this pilot scale. Factor analysis was used again, and the final model of the LS was built including 22 items divided into 4 factors: Control (10 items), Dissatisfaction (5 items), Abnegation (5 items), and Idealization (2 items)...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Amor , Testes Psicológicos , Psicometria , Pesos e Medidas , Estudos de Validação como Assunto
4.
Arch. Clin. Psychiatry (Impr.) ; 38(4): 135-138, 2011. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-597107

RESUMO

CONTEXTO: Diversas metodologias foram desenvolvidas para validar instrumentos psicométricos. No entanto, na literatura científica, há escassez de instrumentos para avaliar os relacionamentos amorosos. OBJETIVO: O presente trabalho tem como objetivo validar para o português o conteúdo dos instrumentos autoaplicáveis Love Attitudes Scale (Escala de Atitudes do Amor - Hendrick et al., 1998), Relationship Assessment Scale (Escala de Avaliação do Relacionamento - Hendrick, 1988) e Adult Attachment Types (Tipos de Apego do Adulto - Hazan et al., 1987), levando em consideração o contexto cultural brasileiro e, consequentemente, possibilitando que o estudo do amor patológico seja viável na população brasileira. MÉTODOS: Tal processo envolveu quatro etapas: (1) tradução para o português, (2) retrotradução, (3) apresentação da versão corrigida para profissionais de saúde mental e estudantes universitários e (4) aplicação da versão final em amostra da população-alvo utilizando uma escala analógico-visual. RESULTADOS: As escalas foram facilmente compreendidas e discriminaram significativamente indivíduos com amor patológico de voluntários saudáveis. CONCLUSÃO: Nossos resultados mostram que a versão brasileira desses instrumentos é válida e pode ser usada em investigações envolvendo relacionamentos amorosos.


BACKGROUND: Several methodologies were developed to validate psychometric instruments. However, there are, in the scientific literature, a lack of instruments to evaluate romantic relationship. OBJECTIVE: The present work aims at validating into Portuguese the content of the self-report Love Attitudes Scale (Escala de Atitudes do Amor - Hendrick et al., 1998), the Relationship Assessment Scale (Escala de Avaliação do Relacionamento - Hendrick, 1988), and the Adult Attachment Types (Tipos de Apego do Adulto - Hazan et al., 1987), taking the Brazilian cultural context into consideration, thus rendering the study of pathological love in the Brazilian population feasible. METHODS: Such process involved four stages: (1) translation into Portuguese, (2) back translation, (3) presentation of the translated version to mental health professionals and university students, and (4) application of the final version in a sample of the target population using a rating scale. RESULTS: The scales were easily understood and significantly discriminated individuals with pathological love and healthy volunteers. DISCUSSION: Our results show that the Brazilian version of these instruments is valid and may be used in investigations involving romantic relationships.


Assuntos
Amor , Comportamento Compulsivo , Pesos e Medidas , Estudos de Validação como Assunto , Traduções
5.
Rev. bras. psicoter ; 3(3): 229-243, set. 2001.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-351062

RESUMO

As autoras apresentam etapas e resultados de modelos de intervenção criados e praticados pelo Projeto Sexualidade (ProSex), os quais utilizam o psicodrama para capacitação dos profissionais e atuação deles junto à população-alvo. O Programa de Promoção de Saúde Sexual intervém no comportamento de risco e consta de aplicação de questionário, elaboração do programa, capacitação dos multiplicadores, desenvolvimento do programa, reaplicação do questionário. A comparação das respostas às duas aplicações comprovam maior conhecimento e/ou correção de conceitos equivocados (de 60.2 por cento a 85.5 por cento), adiamento da iniciação sexual (de 14.6 para 15.5 anos), aumento significativo do uso de preservativos (de 53.3 por cento para 68.5 por cento), ausência de gravidez. O Programa de Psicoterapia para Disfunções Sexuais consta de uma seqüência de jogos psicodramáticos que favorecem a caracterização das dificuldades individuais e relacionais, sendo um tema trabalhado a cada sessão. Ocorre incremento da função sexual em 70 por cento dos pacientes. O psicodrama confirmou-se excelente recurso para programas dessa natureza


Assuntos
Humanos , Adolescente , Psicodrama , Assunção de Riscos , Comportamento Sexual , Disfunções Sexuais Psicogênicas , Infecções Sexualmente Transmissíveis , Gravidez na Adolescência
6.
Rev. bras. psicoter ; 3(3): 229-243, set. 2001.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-16705

RESUMO

As autoras apresentam etapas e resultados de modelos de intervenção criados e praticados pelo Projeto Sexualidade (ProSex), os quais utilizam o psicodrama para capacitação dos profissionais e atuação deles junto à população-alvo. O Programa de Promoção de Saúde Sexual intervém no comportamento de risco e consta de aplicação de questionário, elaboração do programa, capacitação dos multiplicadores, desenvolvimento do programa, reaplicação do questionário. A comparação das respostas às duas aplicações comprovam maior conhecimento e/ou correção de conceitos equivocados (de 60.2 por cento a 85.5 por cento), adiamento da iniciação sexual (de 14.6 para 15.5 anos), aumento significativo do uso de preservativos (de 53.3 por cento para 68.5 por cento), ausência de gravidez. O Programa de Psicoterapia para Disfunções Sexuais consta de uma seqüência de jogos psicodramáticos que favorecem a caracterização das dificuldades individuais e relacionais, sendo um tema trabalhado a cada sessão. Ocorre incremento da função sexual em 70 por cento dos pacientes. O psicodrama confirmou-se excelente recurso para programas dessa natureza (AU)


Assuntos
Humanos , Adolescente , Assunção de Riscos , Comportamento Sexual , Infecções Sexualmente Transmissíveis/prevenção & controle , Disfunções Sexuais Psicogênicas/prevenção & controle , Psicodrama , Gravidez na Adolescência/prevenção & controle
7.
Rev. psicol. plur ; (15): 21-28, mar. 2001.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-28839

RESUMO

As autoras descrevem dados diagnósticos dos atendimentos realizados pelo Projeto Sexualidade (Prosex), entre 1993 e 2000. Para o sexo masculino (70,2


), o diagnóstico mais presente foi Falta de Resposta Genital (39,0


), seguido de Ejaculação Precose (26,6


). Na amostra feminina (29,8


), Falta de Desejo Sexual (30,2


) e Disfunção Orgásmica (29,8


) prevaleceram. Os transtornos da sexualidade receberam assistência através de programa baseado na promoção de saúde sexual, criado e implementado no ProSex(AU)

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA