Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Mais filtros








Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. J. Biol. ; 82: 1-6, 2022. mapas, ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-33384

RESUMO

Tapeworms of zoonotic importance have been described as a leading public health problem. Current research was aim to assess the prevalence of tapeworms among 5-12years school children residing in district Lower Dir, Pakistan from January 2019-December 2019. The wet mount preparation in saline/iodine/methods were used for stool examination. Data was analyzed using appropriate descriptive, static methods. Of the 400 children studied 71.7% were infected with one or more species of intestinal parasites. Single infection of cestode species was found in 69 individuals with 17.2% prevalence and multiple parasitic infections were identified in 19.7% (n=79/400) individuals. The multiple infection were comprised as 10% (n=40) double, 6.75% (n=27) triple and 3% (n=12) quadruple. A total of 9 species of helminths and one species of protozoan infection. Among the helminths Ascaris lumbricoides was the most prevalent 33.1% (n=95), Taenia saginata 22.6% (n=65), hookworm 19.8% (n=57), Hymenolepis nana 18.8% (n=54), Enterobius vermicularis and Hymenolepis diminuta 1.39% (n=4each), Trichuris trichura 1.04% (n=3), Toxocara spp 0.69% (n=2) and Schistosoma japonicum 0.34% (n=1) were reported. One protozoan species was Cryptosporidium spp 0.69% (n=2) in current study. In case of A.lumbricoides, hookworm, E.vermicularis, T.trichura, T.saginata, H.nana and H.diminuta the male children of below 8 years of age were highly infected. Other infections are reported in the same prevalence with slight difference if any. We conclude that there is a need for mass scale campaigns to create awareness regarding health and hygiene in children and the need for development of effective poverty control programs because deworming alone is not adequate to control parasitic infections.(AU)


As tênias de importância zoonótica têm sido descritas como um dos principais problemas de saúde pública. A pesquisa atual teve como objetivo avaliar a prevalência de tênias entre crianças em idade escolar de 5 a 12 anos que residem no distrito de Lower Dir, Paquistão, de janeiro de 2019 a dezembro de 2019. Os métodos de preparação para montagem úmida em solução salina/iodo foram usados para exame de fezes. Os dados foram analisados usando métodos descritivos e estáticos apropriados. Das 400 crianças estudadas, 71,7% estavam infectadas com uma ou mais espécies de parasitas intestinais. Infecção única de espécies de cestóides foi encontrada em 69 indivíduos com prevalência de 17,2% e infecções parasitárias múltiplas foram identificadas em 19,7% (n = 79/400) indivíduos. As infecções múltiplas foram compostas por 10% (n = 40) dupla, 6,75% (n = 27) tripla e 3% (n = 12) quádrupla. Um total de 9 espécies de helmintos e uma espécie de infecção por protozoários. Entre os helmintos, Ascaris lumbricoides foi o mais prevalente 33,1% (n = 95), Taenia saginata 22,6% (n = 65), ancilóstomo 19,8% (n = 57), Hymenolepis nana 18,8% (n = 54), Enterobius vermicularis e Hymenolepis diminuta 1,39% (n = 4cada), Trichuris trichura 1,04% (n = 3), Toxocara spp 0,69% (n = 2) e Schistosoma japonicum 0,34% (n = 1). Uma espécie de protozoário foi Cryptosporidium spp 0,69% (n = 2) no estudo atual. No caso de A. lumbricoides, ancilostomíase, E. vermicularis, T. trichura, T. saginata, H. nana e H. diminuta, as crianças do sexo masculino com menos de 8 anos de idade estavam altamente infectadas. Outras infecções são relatadas na mesma prevalência, com ligeira diferença, se houver. Concluímos que há uma necessidade de campanhas em massa para criar consciência sobre saúde e higiene em crianças e a necessidade de desenvolvimento de programas eficazes de controle da pobreza, porque a desparasitação por si só não é adequada para controlar infecções parasitárias.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Doenças Negligenciadas/epidemiologia , Enteropatias Parasitárias/epidemiologia , Helmintíase/diagnóstico
2.
Braz. j. biol ; 82: e242205, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1339332

RESUMO

Abstract Tapeworms of zoonotic importance have been described as a leading public health problem. Current research was aim to assess the prevalence of tapeworms among 5-12years school children residing in district Lower Dir, Pakistan from January 2019-December 2019. The wet mount preparation in saline/iodine/methods were used for stool examination. Data was analyzed using appropriate descriptive, static methods. Of the 400 children studied 71.7% were infected with one or more species of intestinal parasites. Single infection of cestode species was found in 69 individuals with 17.2% prevalence and multiple parasitic infections were identified in 19.7% (n=79/400) individuals. The multiple infection were comprised as 10% (n=40) double, 6.75% (n=27) triple and 3% (n=12) quadruple. A total of 9 species of helminths and one species of protozoan infection. Among the helminths Ascaris lumbricoides was the most prevalent 33.1% (n=95), Taenia saginata 22.6% (n=65), hookworm 19.8% (n=57), Hymenolepis nana 18.8% (n=54), Enterobius vermicularis and Hymenolepis diminuta 1.39% (n=4each), Trichuris trichura 1.04% (n=3), Toxocara spp 0.69% (n=2) and Schistosoma japonicum 0.34% (n=1) were reported. One protozoan species was Cryptosporidium spp 0.69% (n=2) in current study. In case of A.lumbricoides, hookworm, E.vermicularis, T.trichura, T.saginata, H.nana and H.diminuta the male children of below 8 years of age were highly infected. Other infections are reported in the same prevalence with slight difference if any. We conclude that there is a need for mass scale campaigns to create awareness regarding health and hygiene in children and the need for development of effective poverty control programs because deworming alone is not adequate to control parasitic infections.


Resumo As tênias de importância zoonótica têm sido descritas como um dos principais problemas de saúde pública. A pesquisa atual teve como objetivo avaliar a prevalência de tênias entre crianças em idade escolar de 5 a 12 anos que residem no distrito de Lower Dir, Paquistão, de janeiro de 2019 a dezembro de 2019. Os métodos de preparação para montagem úmida em solução salina/iodo foram usados ​​para exame de fezes. Os dados foram analisados ​​usando métodos descritivos e estáticos apropriados. Das 400 crianças estudadas, 71,7% estavam infectadas com uma ou mais espécies de parasitas intestinais. Infecção única de espécies de cestóides foi encontrada em 69 indivíduos com prevalência de 17,2% e infecções parasitárias múltiplas foram identificadas em 19,7% (n = 79/400) indivíduos. As infecções múltiplas foram compostas por 10% (n = 40) dupla, 6,75% (n = 27) tripla e 3% (n = 12) quádrupla. Um total de 9 espécies de helmintos e uma espécie de infecção por protozoários. Entre os helmintos, Ascaris lumbricoides foi o mais prevalente 33,1% (n = 95), Taenia saginata 22,6% (n = 65), ancilóstomo 19,8% (n = 57), Hymenolepis nana 18,8% (n = 54), Enterobius vermicularis e Hymenolepis diminuta 1,39% (n = 4cada), Trichuris trichura 1,04% (n = 3), Toxocara spp 0,69% (n = 2) e Schistosoma japonicum 0,34% (n = 1). Uma espécie de protozoário foi Cryptosporidium spp 0,69% (n = 2) no estudo atual. No caso de A.lumbricoides, ancilostomíase, E.vermicularis, T.trichura, T.saginata, H.nana e H.diminuta, as crianças do sexo masculino com menos de 8 anos de idade estavam altamente infectadas. Outras infecções são relatadas na mesma prevalência, com ligeira diferença, se houver. Concluímos que há uma necessidade de campanhas em massa para criar consciência sobre saúde e higiene em crianças e a necessidade de desenvolvimento de programas eficazes de controle da pobreza, porque a desparasitação por si só não é adequada para controlar infecções parasitárias.


Assuntos
Humanos , Masculino , Criança , Criptosporidiose , Cryptosporidium , Paquistão/epidemiologia , Instituições Acadêmicas , Prevalência , Fezes
3.
Rev. Fac. Nac. Salud Pública ; 35(3): 390-399, sep.-dic. 2017. tab
Artigo em Espanhol | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-896891

RESUMO

Resumen Objetivo: determinar la prevalencia de parasitosis intestinal, anemia y desnutrición en niños de un resguardo indígena Nasa de Caldono, en el departamento del Cauca, y su distribución según variables clínicas, sociodemográficas y de infraestructura sanitaria. Metodología: estudio transversal con fuente de información primaria. La muestra de estudio estuvo formada por 62 niños, a quienes se les hicieron evaluación parasitológica en materia fecal, mediciones antropométricas para evaluar el estado nutricional y determinar la prevalencia de diferentes tipos de desnutrición y medición de hemoglobina para establecer la anemia. La descripción del grupo se realizó con medidas de resumen para la edad y frecuencias para las demás variables, se calculó la prevalencia de los tres eventos (parasitosis, desnutrición, anemia) y se exploró su asociación con variables independientes mediante pruebas de hipótesis. Se usó el programa SPSS 22.0. Resultados: se encontró una prevalencia de parasitosis intestinal de 95,2%, anemia de 21,0% y desnutrición crónica de 35,5%. A pesar de no hallar asociación estadística con las condiciones sociodemográficas y sanitarias, se encontró elevada frecuencia de factores de riesgo para los tres eventos, como la baja escolaridad de los padres, baja disponibilidad de acueducto y alcantarillado, y una elevada morbilidad sentida. Conclusión: la comunidad indígena evaluada presentó altas prevalencias de parasitosis intestinal, anemia y desnutrición, lo que representa implicaciones prácticas para la orientación de los programas de salud indígena; la exploración de asociaciones requiere estudios con mayor tamaño de muestra que garanticen una mayor potencia estadística.


Abstract Objective: to determine the prevalence of intestinal parasitosis, anemia and malnutrition among children of a Nasa indigenous reservation from Caldono in the Colombian department of Cauca, and their distribution according to clinical, sociodemographic and healthcareinfrastructure variables. Methodology: a cross-sectional study with a primary source of information. Sixty-two children were evaluated for intestinal parasites via stool analysis. Similarly, anthropometric measurements were used to assess nutritional status and determine the prevalence of various types of malnutrition. Likewise, the presence of anemia was determined by measuring hemoglobin levels. The group was described using summary measures for age and frequency measures for the other variables. Prevalence was calculated for intestinal parasites, anemia and malnutrition, and its association with independent variables was explored using hypothesis testing. The program SPSS 22.0 was used in this study. Results: the prevalence values were: 95.2% for intestinal parasites, 21% for anemia and 35.5% for chronic malnutrition. Although there was no statistical association with sociodemographic and health conditions in the study group, a high frequency of risk factors for intestinal parasites, anemia and malnutrition was found. These factors were: parents with low schooling levels, low availability of aqueducts and sewerage and high perceived morbidity. Conclusion: The evaluated indigenous community had a high prevalence of intestinal parasites, anemia and malnutrition. This has practical implications for the direction that healthcare programs targeting indigenous populations should take. Exploring the associations requires further studies with larger sample sizes which guarantee greater statistical power.


Resumo Introdução: As parasitoses intestinais humanas são consideradas um grave problema de saúde pública em países de baixa renda; além disso, elas apresentam vínculos clínicos e epidemiológicos com anemia e desnutrição, especialmente em comunidades indígenas. Objetivo: Determinar a incidência de parasitose intestinal, anemia e desnutrição em crianças da reserva indígena de Nasa de Caldono, no Departamento de Cauca, e sua distribuição segundo variáveis clínicas, sociodemográficas e de infraestrutura sanitária. Metodologia: Estudo transversal com fonte de informação primária. A mostra de estudo esteve formada por 62 crianças, nas quais foram realizadas avaliações parasitológicas em material fecal, medições antropométricas para que se fosse avaliado o estado nutricional e determinada a incidência de diferentes tipos de desnutrição, e medição de hemoglobina para que se determinasse a anemia. A descrição do grupo realizou-se com medidas de síntese por idade e frequências; para as demais variáveis, calculou-se a incidência dos três eventos (parasitoses, desnutrição, anemia), e explorou-se sua associação com as variáveis independentes mediante verificação da hipótese. Utilizou-se o programa SPSS 22.0. Resultados: Verificou-se uma incidência de parasitose intestinal de 95,2%, anemia de 21,0% , e desnutrição crônica de 35,5%. Apesar de não ter sido comprovada uma associação estatística entre as condições sociodemográficas e sanitárias, verificou-se uma elevada frequência de fatores de risco para os três eventos, como a baixa escolaridade dos pais, baixa disponibilidade de água tratada e saneamento, assim como uma elevada morbidade manifestada. Conclusão: A comunidade indígena avaliada apresentou altas incidências de parasitose intestinal, anemia e desnutrição, o que representa implicações práticas para a orientação dos programas de saúde indígena; a exploração de associações requer estudos com maior grandeza de amostra que garantam um maior poder estatístico.

4.
Rev. para. med ; 26(2)abr.-jun. 2012. ilus
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-658443

RESUMO

Objetivo: relato de caso de um paciente correlacionando os sintomas pulmonares a parasitose intestinaltambém apresentada pelo paciente. Relato de Caso: paciente de 4 anos com quadro clínico pulmonarassociado a parasitose intestinal e eosinofilia importante. Considerações finais: a infestação parasitáriaconstitui a principal causa de Síndrome de Loeffler (pneumonia eosinofilica) e as manifestações clínicas destetipo de pneumonia são inespecíficas, sendo necessário associar anamnese detalhada aos dados clínicos elaboratoriais para o estabelecimento de um diagnóstico correto e precoce


Objective: case of a patient correlating the pulmonary symptoms the intestinal parasatism alsopresented by the patient. Case report: patient of 4 years old with pulmonary clinical associatedthe intestinal parasatism and important eosinofilia. Final considerations: the parasiticinfestation constitutes the main cause of Syndrome of Loeffler (eosinofilica pneumonia) and theclinical manifestations of this type of pneumonia is inespecíficas, being necessary to associateanamnese detailed to the clinical and laboratoriais data for the establishment of a correct andprecocious diagnosis

5.
Rev. bras. anal. clin ; 27(3): 99-101, 1995. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-539023

RESUMO

Os autores determinaram a prevalência de parasitas intestinais na população de Ouro Preto, Minas Gerais e distritos vizinhos, atendida no Laboratório Piloto de Análises Clínicas (LAPAC), da Escola de Farmácia da UFOP, através de encaminhamento médico pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Concluíram que, os parasitas intestinais de maior prevalência na região, são Ascaris lumbricoides (45,8%), Entamoeba coli (17,0%), Endolimax nana e Giardia lamblia (10,4%). Cerca de 51,2% dos pacientes examinados, num universo de 3.805, apresentavam exame parasitológico positivo, para um ou mais parasitas intestinais. Os resultados obtidos, quando comparados com outras populações do Estado, caracterizam a deficiente condição sanitária do município.


Assuntos
Humanos , Vigilância Sanitária , Enteropatias Parasitárias , Prevalência
6.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-8680

RESUMO

A parasitose intestinal se constitui em um dos principais problemas de saúde, se apresentando de forma endêmica em diversas áreas do Brasil. As crianças em idade escolar são muito susceptíveis à contaminação, principalmente as causadas por agentes parasitários. Este estudo objetivou a construção de um plano de ação para capacitar os adolescentes na prevenção de doenças parasitárias em Batingas. Para a consecução do objetivo foi utilizado o método de estimativa rápida para a identificação dos problemas com a ajuda da população. Também foi feita uma revisão da literatura que sucedeu à formulação do plano de ação. Discussões com os moradores da comunidade e com a equipe de saúde também foram realizadas. Foi feita uma revisão das fichas de atendimento do posto de saúde. Na elaboração do plano de ação foi adotada a seguinte dinâmica: descrição da etapa a ser desenvolvida, seguindo o referencial teórico discutido na disciplina Planejamento e Avaliação das Ações de Saúde, do Curso de Especialização Estratégia Saúde da Família da Universidade Federal de Minas de Gerais, e especificidades da proposta de intervenção relacionada à etapa descrita. Após revisão da literatura, ficou evidente que para prevenção de doenças parasitárias é preciso conhecer os fatores de risco que predispõem a se infestar das mesmas. O plano de ação elaborado contém identificação dos nós críticos, desenho de operações para os nós críticos do problema, identificação de recursos críticos, análise de viabilidade do plano e elaboração do plano operativo


Assuntos
Doenças Parasitárias , Helmintíase
7.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-9004

RESUMO

As parasitoses intestinais representam um problema de saúde pública no Brasil e em muitas regiões do país o seu índice é significante. As causas desse problema são diversas, dentre as quais se destacam: precárias condições socioeconômicas, consumo de água contaminada, baixo peso. A doença atinge em grande número as crianças, estando também relacionada à carência alimentares. Considerando a realidade do município de Juatuba em Minas Gerais, notadamente na área de abrangência da Unidade Básica de Saúde Braúnas este estudo tem como objetivo implementar ações de saúde direcionadas ao combate das parasitoses intestinais em crianças de 0 a 5 anos de idade. A abordagem do tema foi construída por meio de revisão bibliográfica, tendo como fonte de pesquisa artigos, livros de autores consagrados, bem como consulta da Biblioteca Virtual em saúde com o intuito de verificar dados e evidências já coletados. Algumas informações foram extraídas da Unidade de Saúde (2016). Os resultados do trabalho foram apresentados à gestão da atenção básica e espera-se que medidas sejam implantadas com a finalidade de reduzir o problema das parasitoses na comunidade estudada


Assuntos
Doenças Parasitárias , Educação em Saúde , Planejamento em Saúde
8.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-9568

RESUMO

As parasitoses intestinais são muito frequentes na infância. São consideradas problema de saúde pública, principalmente nas áreas rurais e periferias das cidades dos países chamados subdesenvolvidos, onde são mais frequentes. As parasitoses são a doença mais comum do mundo. Sua transmissão depende das condições sanitárias e de higiene das comunidades. O trabalho se justifica pela alta prevalência de parasitose intestinal provocado por Ascaris Lumbricoides, 168 pessoas da faixa etária de um a quinze anos, com 64,7%. O objetivo do trabalho foi propor um plano de intervenção baseado no conhecimento da população sobre os métodos de prevenção, assim como os métodos de eliminação do verme para diminuir a morbidade e controle dos pacientes. Além disso, muitas dessas parasitoses relacionam-se a déficit no desenvolvimento físico e cognitivo e desnutrição. O estudo foi gerado pelo Método de Estimativa Rápida para a seleção dos problemas e através do Planejamento Estratégico Situacional /PES conforme Campos, Faria, Santos (2010), além de uma revisão de literatura utilizando bases de dados da LILACSe SciELO. Utilizou-se os descritores de Ciencias da Saúde como: Parasitose Intestinal, atenção primária, estratégia saúde da familia. Foram trabalhados o estilo de vida, hábitos alimentares incorretos, assim como as condições socioeconômicas da população. Depois da implementação do plano de ação a área de abrangência apresentou uma diminuição 30% das doenças parasitárias em idade escolar, logrando-se mudanças nos estilos de vida da população, assim maior controle dos pacientes com parasitoses e uma diminuição da morbidade por esta doença


Assuntos
Doenças Parasitárias , Atenção Primária à Saúde , Estratégias de Saúde Nacionais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA