Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 303
Filtrar
1.
R. Inst. Adolfo Lutz ; 80: e37087, 1 out. 2021. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-764668

RESUMO

O Diabetes Mellitus (DM) afeta cerca de 400 milhões de pessoas em todo o mundo. É de senso comum que esses indivíduos devem priorizar o consumo de alimentos minimamente processados e in natura. No entanto, o consumo racional de alimentos processados torna-se um desafio devido ao estilo de vida ocidental e a alta oferta desses produtos, incluindo aqueles específicos para pacientes diabéticos. Esse trabalho visa verificar a adequação dos rótulos de alimentos dietéticos industrializados. Avaliou-se rótulos de biscoitos, doces e pães destinados para diabéticos, disponíveis em supermercados, lojas de produtos naturais e lojas de suplementos alimentares. Além das informações nutricionais, foi avaliada a adequação da rotulagem segundo a Portaria nº 29, de 13 de janeiro de 1998. Foram analisados 98 alimentos, sendo 57 doces, 27 biscoitos e 14 pães. Observamos que há uma grande inadequação desses produtos, bem como falta de informações acerca de importantes nutrientes. É necessária a adequação da rotulagem e a conferência de cada item, e os profissionais de saúde, principalmente os nutricionistas, devem estar atentos ao recomendar esses alimentos aos pacientes.(AU)


Diabetes Mellitus (DM) affects about 400 million people worldwide. It is common knowledge that diabetic individuals should prioritize the consumption of fresh foods or minimally processed foods. However, the rational consumption of processed foods becomes a challenge due to the western lifestyle and the high source of these products, including those specific for diabetic people. This manuscript aims to verify the label adequacy of processed dietary foods. We performed the evaluation of diabetic cookies, candy and bread labels available at supermarkets, health food stores and food supplement stores. The adequacy of the nutritional items, and the labeling was evaluated according the Brazilian current legislation. A total of 98 items were analyzed: 57 candies, 27 cookies and 14 breads. We observed that there was a great inadequacy of these products, as well as a lack of information about important nutrients. It is necessary to adapt the labeling and to perform the conference of each item, and the health professionals, especially the nutritionists, must pay close attention before recommending these foods to their patients.(AU)


Assuntos
Rotulagem de Alimentos , Alimentos Industrializados , Recomendações Nutricionais , Diabetes Mellitus/dietoterapia , Dieta para Diabéticos
2.
Recurso na Internet em Inglês, Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-48396

RESUMO

Brasil e Peru se juntaram ao número crescente de países nas Américas que tomam medidas para eliminar as gorduras trans produzidas industrialmente, que causam cerca de 160 mil mortes por doença coronariana anualmente na região


Assuntos
Brasil , Peru , América , Ácidos Graxos trans , Alimentos Industrializados
3.
Brasília; Brasil. Ministério da Saúde; 2 ago. 2021.
Não convencional em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-1343159
4.
Brasília; Conselho Nacional de Saúde; 24 ago. 2021. 3 p.
Não convencional em Português | CNS - Conselho Nacional de Saúde do Brasil | ID: biblio-1284120

RESUMO

Aos Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e da Economia (ME): I - A implementação de estratégias de preços para incentivar a disponibilidade, compra e consumo de alimentos e bebidas saudáveis, baseado naqueles in natura e minimamente processados, a fim de garantir a segurança alimentar e nutricional; e II - A definição de medidas fiscais para a garantia universal do acesso à alimentação adequada e saudável da população brasileira, que envolvam a aquisição de alimentos no âmbito do Programa de Aquisição de Alimentos, entre outras iniciativas, como a taxação de bebidas açucaradas, conforme a Recomendação CNS nº 047, de 24 de junho de 2020.


Assuntos
Humanos , Fatores Socioeconômicos , Impostos , Dieta Saudável , Abastecimento de Alimentos/legislação & jurisprudência , COVID-19 , Alimentos Industrializados
5.
São Paulo; s.n; 2021. 90 p.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-1252545

RESUMO

Introdução: A ascensão nas vendas dos alimentos ultraprocessados vem modificando gradativamente o padrão de alimentação, a incidência de doenças não transmissíveis e o ambiente alimentar ao redor do mundo. O ambiente alimentar do consumidor reflete a disponibilidade desses alimentos através do comércio varejista. O tipo do estabelecimento e sua localização no território podem estar relacionados com a qualidade dos alimentos comercializados. Fatores sociais, econômicos e demográficos também influenciam na disponibilidade dos alimentos. A alta disponibilidade de alimentos ultraprocessados favorece seu consumo e consequentemente causa impacto na saúde da população. Objetivo: Avaliar a disponibilidade de alimentos ultraprocessados e fatores associados no ambiente alimentar do consumidor de um município de médio porte do estado de SP. Metodologia: Estudo transversal observacional realizado com dados de auditoria de comércios varejistas no município de Jundiaí- SP coletados em 2017-2018. Foram analisados 649 comércios varejistas agrupados em 11 categorias de estabelecimento. Para a auditoria foi utilizado o instrumento AUDITNOVA. Dados sobre a disponibilidade de 18 tipos de alimentos ultraprocessados foram obtidos. Foi realizada uma somatória dos 18 alimentos ultraprocessados para criar um escore de disponibilidade de ultraprocessados, com variação de 0 a 100 pontos. Os alimentos ultraprocessados foram agrupados em cinco categorias, com subescore. Para caracterização do escore e dos subescore de disponibilidade de alimentos ultraprocessados segundo tipo de estabelecimento e indicadores sociodemográficos dos setores censitários (renda média mensal dos responsáveis, número de moradores no domicílio e participação de população negra, parda, amarela e indígena no total de habitantes) foi utilizada estatística descritiva, com medidas de tendência central e dispersão. As diferenças nas médias do escore segundo variáveis sociodemográficas foram avaliadas pelo Teste t-student. Mapas georreferenciados foram construídos para caracterização da distribuição da disponibilidade de alimentos ultraprocessados no território, segundo variáveis sociodemográficas. Resultado: Um total de 649 comércios varejistas foram analisados, sendo a maior parte classificados como mercados de bairro (25,4%). Supermercado foi a categoria de comércio com escore mais elevado de disponibilidade de alimentos ultraprocessados (escore total: 93), seguido dos mercados de bairro (escore total: 75). Entre os tipos de alimentos ultraprocessados analisados as balas, refrigerantes e salgadinhos estiveram disponíveis em 60% dos estabelecimentos auditados. A subcategoria bebidas açucaradas foi a mais frequente em 9 das 11 categorias de comércio. Escores mais elevados foram observados em regiões de menor renda, maior porcentagem de população preta, parda, amarela e indígena e maior número de moradores por domicílio (p<0,001). Conclusão: Foi possível mostrar por meio de um processo de auditoria que os mercados de bairro são os estabelecimentos comerciais mais predominantes no município e estão em segundo lugar na maior disponibilidade de alimentos ultraprocessados. Os bairros mais periféricos e de maior vulnerabilidade social são os mais afetados pela alta exposição aos alimentos ultraprocessados em diferentes tipos de comércios. A relação entre o escore de disponibilidade de alimentos ultraprocessados e fatores sociodemográficos da região indica desigualdade na exposição aos alimentos não saudáveis e não recomendados pelo Guia Alimentar para a População Brasileira. Nesse sentido é fundamental gerar incentivos e possibilidades para criar um ambiente alimentar do consumidor que favoreça escolhas alimentares mais saudáveis, em especial pela população mais vulnerável.


Introduction: The rise in sales of ultra-processed foods has been gradually changing the pattern of food, the incidence of non-communicable diseases, and the food environment around the world. The consumer's food environment reflects the availability of these foods through the retail trade. The type of establishment and its location in the territory may be related to the quality of the food sold. Social, economic, and demographic factors also influence the availability of food. The high availability of ultra-processed foods favors their consumption and consequently affects the population's health. Objective: To evaluate the availability of ultra-processed foods and associated factors in the consumer's food environment in a medium-sized municipality in the state of SP. Methodology: Observational cross-sectional study conducted with audit data from retail stores in the municipality of Jundiaí-SP collected in 2017-2018. 649 retail stores were analyzed, grouped into 11 establishment categories. The AUDITNOVA instrument was used for the audit. Data on the availability of 18 types of ultra-processed foods were obtained. A summation of the 18 ultra-processed foods was performed to create a score of availability of ultra-processed foods, with a range from 0 to 100 points. Ultra-processed foods were grouped into five categories, with a subscore. To characterize the score and subscore of availability of ultra-processed foods according the type of establishment and sociodemographic indicators of the census sectors (average monthly income of the heads, number of residents in the household, and participation of the black, brown, yellow, and indigenous population in the total of inhabitants) descriptive statistics were used, with measures of central tendency and dispersion. Differences in the mean scores according to sociodemographic variables were assessed using the Student's t-test. Georeferenced maps were constructed to characterize the distribution of the availability of ultra-processed foods in the territory, according to sociodemographic variables. Result: A total of 649 retail stores were analyzed, most of which were classified as neighborhood markets (25.4%). The supermarket was the trade category with the highest score for the availability of ultra-processed foods (total score: 93), followed by neighborhood markets (total score: 75). Among the types of ultra-processed foods analyzed, candies, soft drinks, and snacks were available in 60% of the audited establishments. The subcategory of sugary drinks were the most frequent in 9 of the 11 commercial categories. Higher scores were observed in regions with lower income, the higher percentage of the black, brown, yellow, and indigenous population, and a higher number of residents per household (p <0.001). Conclusion: It was possible to show through an audit process that neighborhood markets are the most prevalent commercial establishments in the municipality and are in second place in the greatest availability of ultra-processed foods. The most peripheral and most socially vulnerable neighborhoods are the most affected by the high exposure to ultraprocessed foods in different types of businesses. The relationship between the score of availability of ultra-processed foods and sociodemographic factors in the region indicates inequality in exposure to unhealthy foods and not recommended by the Food Guide for the Brazilian Population. In this sense, it is essential to generate incentives and possibilities to create a consumer food environment that favors healthier food choices, especially for the most vulnerable population.


Assuntos
Fatores Socioeconômicos , Indicadores Demográficos , Vulnerabilidade Social , Alimentos Industrializados , Ciências da Nutrição , Comércio
6.
Hig. aliment ; 34(290): 10-23, jan.-jun. 2020. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-30540

RESUMO

O objetivo deste estudo foi de avaliar as condições higiênico-sanitárias de quatro marcas de chás industrializados comercializados na cidade de Pouso Alegre - MG utilizando parâmetros de presença de matérias estranhas e análises microbiológicas. Foram coletadas no período de setembro a outubro de 2017, amostras de chás de camomila, erva-doce, hortelã e chá misto que contém em sua formulação essas mesmas ervas. Foram utilizados os métodos da Association of Official Analytical Chemists International (AOAC) de acordo com a RDC n°14 para capturar as sujidades leves e nas análises microbiológicas, foram utilizados métodos da International Organization for Standardization (ISO) de acordo com a RDC n° 12 para avaliar coliformes totais e termotolerantes, fungos e Salmonella spp. Nas pesquisas de matérias estranhas somente três marcas de camomila foram aprovadas, estando o restante dos chás em desacordo com a legislação vigente por estarem acima do limite de tolerância aceitável. Na avaliação de coliformes e Salmonella sp. todas as amostras foram aprovadas porém, houve um crescimento considerável de fungos filamentosos nestas amostras...(AU)


The aim of this study was to evaluate the hygienic-sanitary conditions of four brands of industrialized teas marketed in the city of Pouso Alegre - MG using parameters of presence of foreign matter and microbiological analyzes. Were collected in the period from September to October 2017, samples of chamomile teas, fennel, mint and mixed tea that contains in its formulation these same herbs. Were used the methods of the International Association of Analytical Chemists (AOAC) according to RDC n° 14 to capture light dirt and in the microbiological analyzes, were used the methods of the International Organization for Standardization (ISO) according to RDC nº 12 to evaluate total and thermotolerant coliforms, fungi and Salmonella spp. In the research of extraneous materials, only three brands of chamomile were approved, the rest of the teas being in disagreement with the current legislation because they are above the acceptable tolerance limit. In the evaluation of coliforms and Salmonella sp. all samples were approved, however, there was a considerable growth of filamentous fungi in these samples…(AU)


Assuntos
Chá/microbiologia , Alimentos Industrializados , Enterobacteriaceae , Vigilância Sanitária , Contaminação de Alimentos
7.
Demetra (Rio J.) ; 15(1): e39689, jan.- mar.2020. ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1097203

RESUMO

Inúmeros benefícios são atribuídos aos alimentos integrais, especialmente pela concentração de fibras nesses produtos. Sabe-se que biscoitos integrais compõem a dieta dos consumidores, sendo a rotulagem o principal meio de comunicação entre indústria produtora e consumidores, e que não existe legislação específica para essa categoria de alimentos. Assim, este trabalho objetivou verificar se as informações e/ou discursos nutricionais presentes nos rótulos de biscoitos integrais estão de acordo com a legislação geral de rotulagem, e também averiguar a percepção dos consumidores frente às alegações, bem como sua preferência e consumo desses produtos. O estudo foi realizado em três supermercados da cidade de Videira-SC e contemplou duas etapas: análise de rótulos por meio de check-list e aplicação de questionário com consumidores. Os resultados evidenciaram inadequações, destacando-se a utilização de informações não previstas em lei, que podem induzir o consumidor a erros. Quanto à percepção dos consumidores, estes majoritariamente acreditam que para um alimento ser considerado integral, deve conter no mínimo 50% dessa fonte de ingrediente, e os associam a benefícios à saúde. Verifica-se a necessidade de desenvolver ações que promovam educação nutricional, bem como rigidez, cumprimento das leis vigentes e novos planejamentos de normas técnicas específicas para alimentos integrais, a fim de estabelecer critérios quanto à determinação desse grupo de alimentos. (AU)


Countless benefits are attributed to whole grain foods, especially due to the concentration of dietary fiber in these products. It is widely known that whole grain cookies are part of the consumers' diet, that food labeling is the primary means of communication between producers and consumers, and that a relevant legislation for this class of food is required. Thus, the present study aimed to verify whether nutrition claims and/or terms displayed on the labels of whole grain cookies are in compliance with the applicable labeling legislation, and also to ascertain consumer's perception on these claims as well as their preference for and consumption of these products. The study was carried out in three supermarkets in the city of Videira-SC, split into two stages: label analysis through a checklist and administration of a questionnaire to consumers. Results showed non-compliances, especially the use of terms not foreseen by the law, which could mislead consumers. Regarding the perception of consumers, they mostly believe that a product may contain at least 50% of whole grains to be called a whole grain food, and associate them with health benefits. It is necessary to develop and promote nutrition education actions as well as constitutional rigidity and compliance with the applicable legislation, and new and relevant technical standards for whole grain foods in order to improve requirements for this class of food. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Educação Alimentar e Nutricional , Comportamento Alimentar , Rotulagem de Alimentos , Defesa do Consumidor , Alimentos Industrializados , Legislação sobre Alimentos
8.
Demetra (Rio J.) ; 15(1): e43552, jan.- mar.2020. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1099823

RESUMO

Objetivo: Verificar os padrões alimentares e os fatores associados de mulheres em idade reprodutiva. Métodos: Trata-se de estudo transversal realizado com 322 mulheres de 12 a 49 anos, residentes em Vitória de Santo Antão, Zona da Mata de Pernambuco, através de busca ativa nos domicílios. Os setores censitários foram sorteados de forma aleatória simples, abrangendo as unidades de saúde pertencentes à Estratégia de Saúde da Família. A partir do Questionário de Frequência Alimentar, identificaram-se os padrões alimentares, categorizados em baixo consumo, 1º e 2º tercil, e alto consumo, tercil superior. As variáveis independentes analisadas foram as sociodemográficas, de estilo de vida e de saúde. Resultados: Do grupo estudado, 59,3% tinham entre 20 e 39 anos e 60,9% apresentavam excesso de peso. Verificaram-se três padrões alimentares: Saudável, Comum Típico Brasileiro e Fast-food. As mulheres com idade ≥ 40 anos consumiam aproximadamente três vezes mais alimentos do padrão Saudável, quando comparadas àquelas com idade ≤ 19 anos. Em contraste, aquelas com idade ≥ 40 anos apresentaram menor probabilidade de consumir alimentos do padrão Fast-food do que as mais jovens (≤ 19 anos). Verificou-se ainda que mulheres com escolaridade superior a oito anos tinham maior probabilidade de consumir alimentos do padrão Fast-food quando comparadas aquelas com ≤ 4 anos de estudo. Conclusões: As mulheres mais jovens e as de maior escolaridade apresentaram um consumo elevado do padrão alimentar Fast-food, em comparação às mais velhas e de menor escolaridade, respectivamente. (AU)


Objective: To analyze eating patterns and associated factors in women of reproductive age. Methods: This is a cross-sectional study conducted with 322 women aged 12 to 49 years old, residing in Vitória de Santo Antão, Pernambuco's Zona da Mata, Brazil, through active household survey. Census sectors were drawn in a simple and random manner, covering the health units belonging to the Family Health Strategy. The Eating Frequency Questionnaire allowed identifying eating patterns, categorized into low consumption, 1st and 2nd terciles, and high consumption, higher tercile. The independent variables analyzed were sociodemographic, lifestyle and health. Results: Within the studied group, 59.3% of the women were aged between 20 and 39 years old, and 60.9% had excessive weight. Three eating patterns were observed: Healthy, Brazilian-Typical Common, and Fast-Food. Women aged ≥ 40 years old consumed approximately three times more food of the Healthy pattern compared to those aged ≤ 19 years old. On the other hand, those aged ≥ 40 were less likely to consume foods of the Fast-Food pattern than the younger ones were (≤ 19 years old). Moreover, women with more than eight years of education were more likely to consume foods of the Fast-Food pattern compared to those with ≤ 4 years of education. Conclusions: Younger and better educated women presented a high consumption of foods characterizing the Fast-Food eating pattern compared to older and less educated ones, respectively. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Saúde da Mulher , Comportamento Alimentar , Estado Nutricional , Alimentos Integrais , Alimentos Industrializados
9.
Ci. Rural ; 50(12): e20180931, 2020. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29595

RESUMO

Foodborne diseases are often related to consumption of contaminated food or water. Viral agents are important sources of contamination and frequently reported in food of animal origin. The goal of this study was to detect emerging enteric viruses in samples of industrialized foods of animal origin collected in establishments from southern of Brazil. In the analyzed samples, no Hepatitis E virus (HEV) genome was detected. However, 21.8% (21/96) of the samples were positive for Rotavirus (RVA) and 61.4% (59/96) for Adenovirus (AdV), including Human adenovirus-C (HAdV-C), Porcine adenovirus-3 (PAdV-3) and new type of porcine adenovirus PAdV-SVN1. In the present research, PAdV-SVN1 was detected in foods for the first time. The presence of these viruses may be related to poor hygiene in sites of food preparation, production or during handling.(AU)


As doenças transmitidas por alimentos são frequentemente descritas e relacionadas ao consumo de alimentos ou água contaminados, sendo alguns agentes virais importantes fontes de contaminação e frequentemente encontrados em alimentos de origem animal. O objetivo deste trabalho foi detectar patógenos entéricos emergentes em amostras de alimentos industrializados de origem animal coletados em estabelecimentos da região sul do Brasil. Nas amostras analisadas, não foi detectado o genoma do vírus da Hepatite E (HEV). No entanto, 21,8% (21/96) das amostras foram positivas para Rotavírus (RV) e 61,4% (59/96) para adenovírus (AdV), incluindo Adenovírus humano-C (HAdV-C), Adenovírus porcino-3 (PAdV-3) e novo tipo de suíno adenovírus PAdV-SVN1. No presente trabalho, é descrito pela primeira vez em alimentos a presença de PAdV-SVN1. A presença desses vírus pode estar relacionada à falta de higiene em locais de preparo de alimentos, manipulação de produção.(AU)


Assuntos
Animais , Carne Vermelha/análise , Doenças dos Suínos , Adenovirus Suínos , Alimentos Industrializados , Contaminação de Alimentos
10.
Rev. Nutr. (Online) ; 33: e200026, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1136695

RESUMO

ABSTRACT Objective Evaluate the effectiveness of mHealth strategy on sodium consumption markers. Methods Intervention study carried out with 175 adults (20-59 years), from an educational institution of Vitória, Espírito Santo State. Participants were made aware through posters, oral approach and electronic media. Anthropometric, hemodynamic, socioeconomic, health, and dietary practices data was collected in two stages. After the first assessment, participants were randomized into two groups: Intervention Group and Control Group. The Intervention Group included 21 electronic messages and 3 videos on healthy eating focusing on the goal to reduce sodium intake for 3 months. Behavioral changes were assessed using the Generalized Estimation Equation (p-value <0.05). Results At baseline, no significant differences in socioeconomic, anthropometric and health variables, and eating practices between groups were observed. The stock broth cube was the most used ready processed seasoning. After the intervention, a reduction in the use of stock broth was observed only in the intervention group (β=0.615; p=0.016). In addition, 73% of the intervention group participants reported that the messages were clear, 67% reported that they were useful, and 48% stated they followed the guidelines. Conclusion There was a reduction in the frequency of use of stock broth cubes, demonstrating the potential effect of the m-Health strategy on sodium consumption markers in individuals without a hypertension medical diagnosis.


RESUMO Objetivo Avaliar a efetividade da estratégia mHealth sobre marcadores do consumo de sódio. Métodos Estudo de intervenção realizado com 175 adultos (20-59 anos), vinculados a uma instituição de ensino de Vitória, no Estado do Espirito Santo. Os participantes foram contatados por através da exposição a de um pôster, de abordagem oral e mídia eletrônica. Dados antropométricos, hemodinâmicos, socioeconômicos, de saúde e práticas alimentares foram coletados em dois momentos. Os participantes foram randomizados em dois grupos: Grupo de Intervenção e Grupo de Controle. Durante a intervenção, que durou três meses, os participantes receberam 21 mensagens eletrônicas e assistiram a três vídeos sobre alimentação saudável, com foco na redução do consumo de sódio. Mudanças foram avaliadas por Equação de Estimativa Generalizada e adoção de valor de p<0,05. Resultados Na linha de base, não foram observadas diferenças significativas em relação às variáveis antropométricas, socioeconômicas, de saúde e práticas alimentares entre os grupos. Caldo pronto foi o condimento industrializado mais utilizado pelos participantes durante o estudo. Foi observada uma redução do uso de caldo pronto apenas no Grupo de Intervenção (β=0,615; p=0,016). Além disso, 73% do Gruo de Intervenção relataram que as mensagens foram claras; 67% afirmaram que as mensagens foram úteis e 48% disseram que seguiram as orientações. Conclusão Foi observada uma redução da frequência do uso de caldo pronto, demonstrando potencial da estratégia m-Health sobre marcadores do consumo de sódio em participantes sem diagnóstico de hipertensão.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Sódio , Ingestão de Alimentos , Alimentos Industrializados
11.
Rev. Nutr. (Online) ; 33: e190138, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1057194

RESUMO

ABSTRACT Objective To investigate the consumption of processed and ultra-processed foods and evaluate its relationship with the nutritional and metabolic status of hemodialysis patients in a single center in Brazil. Methods This cross-sectional study enrolled 73 individuals in hemodialysis (50 men and 23 women, 21-87 years-old). Clinical and lifestyle variables were assessed by a semi-structured questionnaire and dietary data by food frequency questionnaire. Anthropometric and metabolic data are collected from medical records. Results Processed and ultra-processed foods represented 11.0% of daily caloric intake, 53.0% of trans fatty acid, and 12.5% of salt consumed in the study sample. Individuals who had high intake of this food group (≥128.4g/day, median intake) had higher serum phosphorus and pre-dialysis urea values (p=0.038; p=0.013, respectively). Also, individual with higher consumption of processed meat, sausages and ready prepared food had higher pre-dialysis serum urea (p=0.021), while serum potassium was higher among the subjects who consumed more sauces and salt-based seasonings (p=0.002). Conclusion Higher consumption of processed and ultra-processed foods was associated with important biomarkers of metabolic control for hemodialysis subjects, probably due to non-health dietary composition. Nutritional guidelines and intervention strategies must be promoted to reduce consumption of these food-group in thisspecific population.


RESUMO Objetivo Investigar o consumo de alimentos processados e ultraprocessados e avaliar sua relação com o estado nutricional e metabólico de pacientes em hemodiálise em um único centro brasileiro. Métodos Este é um estudo transversal com 73 indivíduos em hemodiálise (50 homens e 23 mulheres, 21-87 anos de idade). As variáveis clínicas e de estilo de vida foram avaliados por um questionário semi-estruturado, bem como dados dietéticos por questionário de frequência alimentar. Dados antropométricos e metabólicos foram coletados de registros médicos. Resultados Os alimentos processados e ultraprocessados representaram 11,0% das calorias diárias, 53,0% dos ácidos graxos trans e 12,5% de sódio consumido na amostra estudada. Os indivíduos que tiveram alta ingestão deste grupo alimentar (≥128,4 g/dia, ingestão mediana) apresentaram maiores valores de fósforo sérico e uréia pré-diálise (p=0,038; p=0,013, respectivamente). Também, indivíduos com maior consumo de carne processada, embutidos e refeições prontas apresentaram maior ureia sérica pré-diálise (p=0,021), enquanto o potássio sérico foi maior entre os indivíduos que consumiram mais molhos e temperos á base de sal (p=0,002). Conclusão O maior consumo de alimentos processados e ultraprocessados foi associado a importantes biomarcadores de controle metabólico para indivíduos em hemodiálise, provavelmente devido à composição dietética não saudável. Orientações nutricionais e estratégias de intervenção devem ser promovidas para reduzir o consumo desses alimentos nessa população específica.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Insuficiência Renal Crônica , Nitrogênio da Ureia Sanguínea , Ingestão de Alimentos , Estado Nutricional , Estudos Transversais , Diálise Renal , Ácidos Graxos trans , Alimentos Industrializados , Falência Renal Crônica , Estilo de Vida
12.
Rev. Nutr. (Online) ; 33: e190138, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1092117

RESUMO

ABSTRACT Objective To investigate the consumption of processed and ultra-processed foods and evaluate its relationship with the nutritional and metabolic status of hemodialysis patients in a single center in Brazil. Methods This cross-sectional study enrolled 73 individuals in hemodialysis (50 men and 23 women, 21-87 years-old). Clinical and lifestyle variables were assessed by a semi-structured questionnaire and dietary data by food frequency questionnaire. Anthropometric and metabolic data are collected from medical records. Results Processed and ultra-processed foods represented 11.0% of daily caloric intake, 53.0% of trans fatty acid, and 12.5% of salt consumed in the study sample. Individuals who had high intake of this food group (≥128.4g/day, median intake) had higher serum phosphorus and pre-dialysis urea values (p=0.038; p=0.013, respectively). Also, individual with higher consumption of processed meat, sausages and ready prepared food had higher pre-dialysis serum urea (p=0.021), while serum potassium was higher among the subjects who consumed more sauces and salt-based seasonings (p=0.002). Conclusion Higher consumption of processed and ultra-processed foods was associated with important biomarkers of metabolic control for hemodialysis subjects, probably due to non-health dietary composition. Nutritional guidelines and intervention strategies must be promoted to reduce consumption of these food-group in thisspecific population.


RESUMO Objetivo Investigar o consumo de alimentos processados e ultraprocessados e avaliar sua relação com o estado nutricional e metabólico de pacientes em hemodiálise em um único centro brasileiro. Métodos Este é um estudo transversal com 73 indivíduos em hemodiálise (50 homens e 23 mulheres, 21-87 anos de idade). As variáveis clínicas e de estilo de vida foram avaliados por um questionário semi-estruturado, bem como dados dietéticos por questionário de frequência alimentar. Dados antropométricos e metabólicos foram coletados de registros médicos. Resultados Os alimentos processados e ultraprocessados representaram 11,0% das calorias diárias, 53,0% dos ácidos graxos trans e 12,5% de sódio consumido na amostra estudada. Os indivíduos que tiveram alta ingestão deste grupo alimentar (≥128,4 g/dia, ingestão mediana) apresentaram maiores valores de fósforo sérico e uréia pré-diálise (p=0,038; p=0,013, respectivamente). Também, indivíduos com maior consumo de carne processada, embutidos e refeições prontas apresentaram maior ureia sérica pré-diálise (p=0,021), enquanto o potássio sérico foi maior entre os indivíduos que consumiram mais molhos e temperos á base de sal (p=0,002). Conclusão O maior consumo de alimentos processados e ultraprocessados foi associado a importantes biomarcadores de controle metabólico para indivíduos em hemodiálise, provavelmente devido à composição dietética não saudável. Orientações nutricionais e estratégias de intervenção devem ser promovidas para reduzir o consumo desses alimentos nessa população específica.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Falência Renal Crônica , Nitrogênio da Ureia Sanguínea , Biomarcadores , Ingestão de Alimentos , Estado Nutricional , Estudos Transversais , Diálise Renal , Ácidos Graxos trans , Insuficiência Renal Crônica , Alimentos Industrializados , Estilo de Vida
13.
Rev. bras. cancerol ; 66(3): 1-9, 2020.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1120615

RESUMO

Introdução: A elevada prevalência de câncer de mama no Brasil em paralelo ao aumento no consumo de alimentos ultraprocessados sugere relação estreita entre esses fatores.Objetivo: Avaliar o consumo de alimentos ultraprocessados em mulheres sobreviventes do câncer de mama. Método: Estudo transversal com 100 mulheres com câncer de mama acompanhadas em centro de tratamento oncológico. Utilizando um questionário de frequência alimentar, os itens alimentares consumidos foram agrupados em in natura, processados e ultraprocessados, conforme classificação NOVA. A contribuição energética de cada grupo de alimento deu-se pela razão entre caloria proveniente do grupo e caloria total. As pacientes foram categorizadas em elevado e baixo consumo de ultraprocessados e as diferenças entre os dois grupos (variáveis categóricas) foram testadas por X2 de Pearson. A relação entre a ingestão de calorias provenientes de ultraprocessados e a ingestão de energia e de nutrientes específicos foi baseada em modelos de regressão linear brutos e ajustados por idade, escolaridade e índice de massa corporal. Resultados: Das calorias ingeridas pelas pacientes, 27,1% eram de ultraprocessados. As com alto consumo de ultraprocessados tinham menor ingestão de proteínas (p=0,0372) e fibras (p=0,0458) e maior de gordura poli-insaturada (p=0,0019) e sódio (p=0,0068). O consumo de ultraprocessados implicou em menor ingestão de in natura e maior de sódio, gordura total e de suas frações (p<0,05). Conclusão: Mulheres sobreviventes do câncer de mama têm um terço da sua alimentação composto por ultraprocessados associados à redução no consumo de in natura, proteínas e fibras.


Introduction: High prevalence of breast cancer in Brazil along with the increase in intake of ultra-processed foods suggests a narrow relation between these two factors. Objective: To evaluate the intake of ultra-processed foods in women surviving breast cancer. Method: Cross-sectional study with 100 women with breast cancer followed at an oncology treatment center. Based in a food frequency questionnaire, foods items ingested were grouped in in natura, processed and ultra-processed, according to NOVA classification. The energetic contribution of each food group was given by the ratio between calories from the group and total calory. Patients were categorized in high and low intake of ultra-processed and the differences between the two groups (categorical variables) were tested by Pearson's X2test. The relationship between calories intake from ultra-processed foods and the intake of energy and specific nutrients was based inn linear regression models adjusted per age, education and body mass index. Results: Of the calories ingested by the patients, 27.1% were ultra-processed foods. Those with high ingestion of ultra-processed foods had lower intake of protein (p=0.0372) and fibers (p=0.0458) and higher intake of polyunsaturated fat (p=0.0019) and sodium (p=0.0068). The ingestion of ultra-processed foods was related to lower intake of in natura foods and higher intake of sodium, total fat and its fractions (p<0.05). Conclusion: Women who survived breast cancer had one third of their diet formed by ultra-processed foods associated with reduced intake of in natura, proteins and fibers.


Introducción: La elevada prevalencia de cáncer de mama en Brasil ha aumentado junto con el aumento del consumo de alimentos ultraprocesados. Objetivo: Evaluar el consumo de alimentos ultraprocesados de mujeres supervivientes del cáncer de mama. Método: Estudio transversal con 100 mujeres con cáncer de mama asistidas en un centro de tratamiento oncológico. Utilizando un cuestionario de frecuencia alimentaria, se ha dividido los ítems consumidos en naturales, procesados y ultraprocesados según la clasificación NOVA. La contribución energética de cada grupo de alimento se dio por la división entre la caloría del grupo y la total. Se ha categorizado a las pacientes en alto y bajo consumo de ultraprocesados y se ha testado las diferencias entre los dos grupos mediante la prueba de chi-cuadrado. Se ha basado en modelos de regresión lineal ajustados por edad, educación e índice de masa corporal para la relación entre la ingesta de calorías de los alimentos ultraprocesados y de energía y nutrientes específicos Resultados: De las calorías ingeridas por las pacientes, 27,1% fueran de ultraprocesados. Las de alto consumo de ultraprocesados tenían menos ingesta de proteínas (p=0,0372) y fibras (p=0,0458) y mayor ingesta de grasa poli-insaturada (p=0,0019) y sodio (p=0,0068). El consumo de ultraprocesados ha llevado a menos ingesta de alimentos naturales y mayor ingesta de sodio, de grasa total y de sus fracciones (p<0,05). Conclusión:Las mujeres supervivientes del cáncer de mama tuvieron un tercio de su alimentación formado por ultraprocesados asociados a la disminución del consumo de alimentos naturales, proteínas y fibras.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Neoplasias da Mama , Ingestão de Alimentos , Alimentos Industrializados , Brasil , Qualidade dos Alimentos , Estudos Transversais , Sobrevivência
14.
Rev. Inst. Adolfo Lutz ; 78(único): 1-5, dez. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, Coleciona SUS, Sec. Est. Saúde SP, CONASS, SESSP-ACVSES, SESSP-IALPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IALACERVO | ID: biblio-1223930

RESUMO

Os embutidos cárneos estão entre os produtos mais consumidos e comercializados e podem representar uma importante fonte de contaminação por micro-organismos patogênicos ou deteriorantes decorrentes de manipulação excessiva, do aumento da superfície de contato e pela maior exposição ao oxigênio atmosférico. Este trabalho avaliou a qualidade microbiológica de mortadelas fatiadas comercializadas em Fortaleza, CE. Foram coletadas 12 amostras de mortadelas, de diferentes marcas, em supermercados de Fortaleza, CE e estas foram fatiadas e embaladas no momento da compra. As amostras foram submetidas à avaliação microbiológica quanto à presença de coliformes termotolerantes, estafilococos coagulase positiva e presença/ausência de Salmonella spp. Os resultados obtidos demonstraram que todas as amostras analisadas estavam dentro dos padrões estabelecidos pela legislação brasileira. A presença de coliformes e estafilococos coagulase positiva nos alimentos, mesmo que seja em níveis inferiores aos preconizados pela legislação vigente, pode indicar condições higienicossanitárias insatisfatórias. Neste contexto, enfatiza-se a necessidade de efetuar a adoção de boas práticas em supermercados e maior fiscalização por parte dos órgãos responsáveis, com o intuito de minimizar os possíveis problemas de saúde pública. (AU)


Meat sausages are among the mostly consumed and commercialized products, and they are the important source of contamination by pathogenic or deteriorating microorganisms due to the excessive manipulation, the increased surface contact and the considerable exposure to the atmospheric contents. The objective of this study was to evaluate the microbiological quality of sliced mortadella commercialized in Fortaleza, CE. Twelve samples of mortadella from different brands were collected in supermarkets located in Fortaleza, CE, and they were sliced and packed at the time of purchase. The samples were evaluated by the microbiological analyses for detecting the occurrence of thermotolerant coliforms, coagulase positive staphylococci and presence/absence of Salmonella spp. The results from the present study showed that all of the analyzed samples were within the standards established by the Brazilian legislation. The occurrence of coliforms and coagulase-positive staphylococci in food, even at lower levels than those recommended by current legislation, they indicate the unsatisfactory sanitary hygienic conditions. Therefore, it is emphasized the need to adopt the good practices in supermarkets and a major supervision by the responsible agencies, in order to minimize the occurrence of possible public health problems. (AU)


Assuntos
Qualidade dos Alimentos , Higiene dos Alimentos , Técnicas Microbiológicas , Alimentos Industrializados , Manipulação de Alimentos
15.
Arch. Health Sci. (Online) ; 26(2): http://www.cienciasdasaude.famerp.br/index.php/racs/article/view/1459, abri-set.2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1045940

RESUMO

Introdução: Pacientes com doença renal crônica em hemodiálise necessitam orientações adequadas quanto a escolha de uma alimentação equilibrada, pois a qualidade da dieta pode influenciar diretamente no curso da doença. Objetivo: Caracterizar e avaliar o consumo de alimentos processados e ultraprocessados, fósforo e potássio em relação às recomendações para pacientes com doença renal crônica em hemodiálise. Métodos: Estudo transversal e quantitativo, realizado em uma Clínica de Nefrologia, no Vale do Taquari/RS, Brasil. A amostra foi por conveniência, composta por 47 pacientes. Foi utilizado registro alimentar de três dias não consecutivos, sendo avaliado o consumo de carboidrato, proteína, lipídios, fósforo e potássio para posteriormente serem comparados aos valores preconizados para pacientes com doença renal crônica renal. Para avaliar o consumo de alimentos processados e ultraprocessados, foi avaliada a frequência dos alimentos correspondentes encontrados no registro alimentar, utilizando como recomendação o Guia Alimentar para a População Brasileira. Resultados: Constatou-se um consumo inferior significativamente ao recomendado para carboidrato e lipídio (p ≤ 0,01), significativamente superior (p ≤ 0,01) em relação às proteínas. A ingestão de potássio estava abaixo da recomendação e do fósforo dentro das recomendações. Para os alimentos processados e ultraprocessados, o consumo médio foi de 17,70% das calorias totais ingeridas. Conclusão: O consumo de carboidrato, proteína, lipídios e potássio foi inadequado, quando comparado às recomendações preconizadas para os pacientes com doença renal crônica em hemodiálise. Quanto aos alimentos processados e ultraprocessados, o percentual encontrado é preocupante, visto que a qualidade desses alimentos pode trazer prejuízos ao estado nutricional e consequentemente ao tratamento dos pacientes avaliados.


Introduction: Patients with chronic kidney disease undergoing hemodialysis require adequate guidelines for the choice of a balanced diet, since diet quality may directly influence the course of the disease. Objective: Tocharacterize and evaluate the consumption of processed and ultra-processed foods, phosphorus and potassium in relation to recommendations for individuals with chronic kidney disease on hemodialysis. Methods: This is a cross-sectional and quantitative study performed at a Nephrology Clinic, in a city at Vale do Taquari/RS. The convenience sampling consisted of 47 patients. The food recall of three-day non-consecutive was used and the values obtained were compared with the values recommended for patients with chronic kidney disease for carbohydrate, protein, lipids, phosphorus and potassium. To evaluate the consumption of processed and ultra-processed foods, the frequency of the corresponding foods found in the food register, we used the recommendations from the Food Guide for the Brazilian Population. Results: It was found a consumption significantly lower than the recommended for carbohydrate and lipid (p ≤ 0.01), and significantly higher for protein (p ≤ 0.01). The potassium intake was below the recommendation and the phosphorus within the recommendations. For processed and ultra-processed foods, the average consumption was 17.70% of the total calories consumed. Conclusion: The consumption of carbohydrate, protein, lipids and potassium was inadequate according to recommendations for patients with chronic kidney disease on hemodialysis. In relation to be processed and ultra-processed foods, the percentage found is worrisome, since the quality of these foods can damage the nutritional status and consequently, the treatment of the evaluated patients.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Insuficiência Renal Crônica , Fósforo , Potássio , Carboidratos , Ingestão de Alimentos , Diálise Renal , Alimentos Industrializados
16.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(3): 581-590, Jul.-Sept. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1041091

RESUMO

Abstract Objectives: to investigate the relationship of dietary patterns and degree of food processing with feelings of depression in pregnancy. Methods: cross-sectional study conducted with 784 adult pregnant women in Ribeirão Preto, SP, between 2011 and 2012. Feelings of depression were obtained through a structured questionnaire. Two 24-hour dietary recalls were obtained (24th-39th weeks of gestation) and adjusted through the Multiple Source Method. Four dietary patterns were determined: "Brazilian traditional","snacks", "coffee", and "healthy". Adjusted logistic regression models were used to assess the relationship ofthe tertiles of dietary patterns and energy contribution (% E) of foods according to the degree of industrial processing with feelings of depression (always/most of the time vs. sometimes/never). Results: 12% of the women reported feelings of depression during the pregnancy. Women with greater adherence to "Brazilian traditional"[OR= 0.54 (CI95%= 0.30-0.97)] and "healthy" patterns [0.53 (0.30-0.94)] and with higher % E from minimally processed foods [0.51 (0.28-0.93)] presented a lower chance of feelings of depression. A higher % E from ultra-processed foods [2.39 (1.29-4.41)] was directly associated with the outcome. No associations with the other patterns were found. Conclusions: greater adherence to the"Brazilian traditional" and "healthy" dietary patterns was inversely associated with feelings of depression during pregnancy, possibly mediated by the degree of industrial processing of the foods.


Resumo Objetivos: investigar a relação entre padrões alimentares e o grau de processamento de alimentos com sentimento de depressão na gestação. Métodos: estudo transversal conduzido entre 784 gestantes adultas de Ribeirão Preto, SP, em 2011-2012. O sentimento de depressão foi obtido por questionário estruturado. Dois inquéritos recordatórios de 24 horas foram obtidos (24ª- 39ª semanas de gestação) e ajustados pelo Multiple Source Method. Quatro padrões alimentares foram identificados: "tradicional brasileiro", "lanches", "café" e "saudável". Modelos de regressão logística ajustados foram empregados para investigar a relação entre os tercis dos padrões alimentares e do percentual energético (% E) de alimentos segundo o grau de processamento industrial com sentimento de depressão (sempre/a maior parte do tempo vs. às vezes/nunca). Resultados: 12% das mulheres reportaram sentimento de depressão na gestação. Mulheres com maior adesão aos padrões "tradicional brasileiro" [OR= 0,54 (IC95%= 0,30-0,97)] e "saudável" [0,53 (IC95%= 0,30-0,94)] e com maior % E de alimentos minimamente processados[0,51 (0,28-0,93)] apresentaram menor chance de sentimento de depressão. Maior % E de alimentos ultraprocessados [2,39 (1,29-4,41)] foi diretamente associado ao desfecho. Nenhuma associação com os demais padrões foi verificada. Conclusões: maior adesão aos padrões alimentares "tradicional brasileiro" e "saudável" foi inversamente associada ao sentimento de depressão na gestação, possivelmente mediado pelo grau de processamento industrial dos alimentos.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adulto , Depressão/etiologia , Alimentos Industrializados , Nutrição Pré-Natal , Comportamento Alimentar , Dieta Saudável , Brasil , Estudos Transversais , Alimentos Integrais , Manipulação de Alimentos
18.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(2): 275-283, Apr.-June 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1013141

RESUMO

Abstract Objectives: to investigate the relationship between the Diet Quality Index Adapted for Pregnant Women (IQDAG) and excess maternal body weight. Methods: a cross-sectional study was conducted with 754 adult pregnant women, in Ribeirão Preto, São Paulo, between 2011 and 2012. The criteria proposed by Atalah were used to classify the body mass index (BMI). Adjusted multinomial logistic regression models were employed to investigate the relationship between the IQDAG and being overweight and obese, estimating the odds ratio (OR) and the 95% confidence interval (CI95%). Results: the mean (SD) age of women was 28 (5) years, 33.4% were overweight and 25.6% obese. The pregnant women with higher scores in the IQDAG were less likely to be overweight [OR= 0.56 (CI95% = 0.37-0.85)] or obese [0.43 (0.26-0.71)]; those with higher scores in the "Fiber" [0.51 (0.33; 0.78)] and "Iron" [0.62 (0.40-0.96)] components were less likely to be overweight. However, women with higher scores in the percentage of energy from ultra-processed foods were more likely to be overweight [1.72 (1.10-2.94)] or obese [5.24 (2.80-9.80)], when compared to women with lower scores. Conclusions: poorer quality maternal diets were observed among the women who were overweight and obese during pregnancy.


Resumo Objetivos: investigar a relação entre o Índice de Qualidade da Dieta Adaptado para Gestantes (IQDAG) e o excesso de peso materno. Métodos: estudo transversal conduzido entre 754 gestantes adultas em Ribeirão Preto, SP, entre 2011 e 2012. Os critérios propostos por Atalah foram empregados para a classificação do índice de massa corporal (IMC). Modelos de regressão logística multinomial ajustados foram utilizados para investigar a relação da pontuação do IQDAG com o sobrepeso e obesidade, estimando-se o odds ratio (OR) e seu intervalo de confiança de 95% (IC95%). Resultados: a média (DP) de idade das mulheres foi de 28 (5) anos, 33,4% e 25,6% eram portadoras de sobrepeso e obesidade, respectivamente. As gestantes com maior pontuação do IQDAG apresentaram menor chance de sobrepeso [OR= 0,56 (IC95%= 0,37-0,85)] e obesidade [0,43 (0,26-0,71)]; as com maior pontuação para os componentes "Fibras" [0,51 (0,33-0,78)] e "Ferro" [0,62 (0,40-0,96)] apresentaram menor chance de sobrepeso. Em contrapartida, mulheres com maior pontuação para o percentual do valor energético proveniente dos alimentos ultraprocessados apresentaram maior chance de sobrepeso [1,72 (1,10-2,94)] e obesidade [5,24 (2,80-9,80)], quando comparadas com as mulheres com menor pontuação. Conclusões: pior qualidade da dieta materna foi observada entre as mulheres portadoras de sobrepeso e obesidade no período gestacional.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Inquéritos Nutricionais , Sobrepeso/complicações , Nutrição Materna , Brasil , Índice de Massa Corporal , Saúde Materno-Infantil , Alimentos Industrializados , Obesidade/complicações
19.
Saúde Soc ; 28(2): 239-248, abr.-jun. 2019.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1014590

RESUMO

Resumen Estudiamos el problema de la obesidad a partir de la teoría crítica actual, que analiza el problema planteado desde el capitalismo tardío como su causante. Se utiliza una perspectiva crítica que se enmarca en los estudios hegelianos, concretamente en uno de sus libros centrales, La ciencia de la lógica, pues en él "lo inmediato" nos permite visualizar cómo opera la ideología actual subjetivando al ser humano y cómo "lo inmediato" es uno de los principios que dominan el capitalismo desde el cual analizamos el tema. Las lógicas capitalistas son una realidad que crean un modelo social, político y cultural en el que el ser humano queda atrapado, asumiendo la postura productiva y alimenticia de este sistema que nos lanza a la consecución de altos niveles de producción y una política alimenticia basada en el beneficio empresarial y el consumo por encima de la ética del cuidado. Finalizamos proponiendo la construcción de políticas públicas centradas en lo que desde Latinoamérica se ha denominado "buen vivir".


Abstract We study the problem of obesity based on current critical theory, which analyzes the problem posed by late capitalism as its cause. The study uses a critical perspective framed in the Hegelian studies, specifically in one of his central books, The Science of Logic, because in it "the immediate" allows us to visualize how the current ideology operates subjecting the human being and how "the immediate" is one of the principles that dominate capitalism, from which we analyze the issue. The capitalist logics are a reality that create social, political and cultural model in which the human being is trapped, assuming the productive and nutritional stance of this system that launches us to achieve high levels of production and a food policy based on the business benefit and consumption over the care ethic. We finish it by proposing the construction of public policies focused on what has been called "good living" in Latin America.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Política Pública , Capitalismo , Alimentos Industrializados , Estilo de Vida Saudável , Obesidade
20.
Hig. aliment ; 33(288/289): 720-725, abr.-maio 2019. ilus, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-22221

RESUMO

Alergias e intolerâncias alimentares relacionadas ao consumo de alimentos industrializados podem decorrer de componentes suprimidos ou informações inadequadas nos rótulos. Avaliou-se o cumprimento das legislações atuais para rotulagem de alimentos para informações obrigatórias, alergênicos, glúten e de tartrazina. Rótulos de 165 produtos alimentícios industrializados foram avaliados quanto às informações gerais e obrigatórias para rotulagem de alimentos. Os resultados para as informações obrigatórias mostraram conformidade de 94% para alimentos em geral e 33% de não conformidade para os de origem animal. Para a lista de alergênicos, 1% apresentou não conformidade. Os rótulos avaliados apresentaram conformidade para glúten. Verificaram-se irregularidades nas informações da rotulagem que podem lesar a saúde do consumidor.(AU)


Assuntos
Humanos , Rotulagem de Alimentos/legislação & jurisprudência , Alérgenos , Rotulagem Nutricional , Hipersensibilidade Alimentar , Alimentos Industrializados
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA