Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 10 de 10
Filtrar
Mais filtros








Intervalo de ano de publicação
1.
São José dos Campos; s.n; 2023. 127 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1434917

RESUMO

O estudo avaliou o efeito da adição de cálcio (Ca) e fósforo (P), em quantidade correspondente ao ponto de saturação (PS) e ao coeficiente de solubilidade (CS), a géis clareadores contendo diferentes agentes espessantes na desmineralização do esmalte dentário. Foram manipulados géis clareadores contendo peróxido de hidrogênio (PH) a 35% e utilizados os espessantes carbopol 980 (CB); aerosil 200 (SP); poloxamer 407 (PX); goma guar (GG) e hidroxietilcelulose (HEC). Foram realizadas leituras iniciais da microdureza Knoop do esmalte empregando um microdurômetro, da rugosidade superficial em um perfilômetro de contato e da cor utilizando espectrofotômetro colorimétrico de reflectância. Os espécimes foram divididos em 5 grupos experimentais de acordo com o tipo de espessante. Cada grupo foi dividido em três subgrupos (n=20), de acordo com a suplementação mineral (0- nenhuma suplementação; PS ­ adição de Ca e P de acordo com o PS calculado para aquele espessante; CS ­ adição da quantidade máxima de Ca e P de acordo com o CS). Além disso, três grupos controles (n=20) foram preparados, sendo eles: CN (controle negativo ­água ultrapura); CP (controle positivo ­ PH a 35% sem a adição de qualquer mineral); CC (controle positivo comercial - gel comercial Whiteness HP). Sobre cada espécime foram aplicados 0,050 g dos respectivos géis clareadores, durante 45 min. Os dados dos grupos experimentais foram analisados estatisticamente com ANOVA a 2 fatores (TIPO DE ESPESSANTE x ADIÇÃO DE SAIS DE CA E P) e teste de Tukey. A comparação com os grupos controle foi realizada com o teste de Dunnett ( = 5%). Para todas as mensurações realizadas, a ANOVA mostrou diferenças significativas para os dois fatores (p<0,05). Para a alteração da microdureza, os resultados do teste de Tukey foram: TIPO DE ESPESSANTE (p=0,0001): HEC ­ 15,40(6,97)a, GG - 10,31(5,78)b, CB - 7,49(2,87)c, PX - 4,60(4,96)d, SP - 0,57(2,43)e; ADIÇÃO (p=0,0001): 0 - 12,34(7,22)a, S -10,31(5,76)b, CS -7,49(6,09)c. Para a alteração da rugosidade (p=0,0001), os resultados foram: TIPO DE ESPESSANTE (p=0,0001): SP - 5,19(23,36), GG - 9,70(17,75)ab, PX - 15,95(20,79)b, HEC - 53,58(71,82)c, CB - 55,49(63,69)c; ADIÇÃO (p=0,0001): 0 - 79,62(58,70)a, S - 3,23(12,08)a, CS - 1,09(9,44)b. Para a mudança de cor (ΔE), os resultados foram: TIPO DE ESPESSANTE (p=0,0001): SP - 5,40(2,92)a, GG - 3,13(1,83)a, PX - 3,18(2,57)ab, HEC - 3,82(2,05)bc, CB - 4,79(3,26)c. ADIÇÃO (p=0,2853): 0 - 4,37(2,60)a, S - 4,04(3,07)a, CS - 3,79(2,42)a. Os resultados para o teste de Dunnett para a microdureza: os grupos SP, SP-S e SP-CS não demonstraram diferenças com o grupo CN, e apenas os grupos GG e HEC-S não demostraram diferenças com o grupo CP e o grupo HEC-S para o CPC. Para a rugosidade, os grupos CB-CS, SP, PX-S, PX-CS, GG-S e GG-CS não demonstraram diferenças em relação ao grupo CN e todos os grupos apresentaram diferenças significativas para os grupos CP e CPC. Mediante os resultados desse estudo, podemos concluir que: A adição de cálcio e/ou fósforo em quantidades correspondente ao PS ou ao CS apenas do grupo SP impediu a queda da dureza e o aumento da rugosidade. Os demais grupos apresentaram alterações, porém sem afetar o tratamento clareador. (AU)


The aim of the study was to evaluate the effect of adding calcium (Ca) and phosphorus (P), in amounts corresponding to the saturation concentration (SC) and the solubility limit (SL), to bleaching gels containing different thickening agents on the demineralization of tooth enamel. Bleaching gels containing 35% hydrogen peroxide (PH) were manipulated and the thickeners were used: carbopol 980 (CB); aerosil 200 (SP); poloxamer 407 (PX); guar gum (GG) and hydroxyethylcellulose (HEC). The baseline readings of Knoop microhardness of the enamel using a microhardness, surface roughness using a contact profilometer and color using a colorimetric reflectance spectrophotometer were taken. The specimens were divided into 5 experimental groups according to the type of thickener. Each group was divided into three subgroups (n=20), according to mineral supplementation (0 - no supplementation; SC - addition of Ca and P according to the SC calculated for that thickener; SL - addition of the maximum amount of Ca and P according to SL). In addition, three control groups (n=20) were prepared, namely: NC (negative control ­ ultra pure water); PC (positive control ­ 35% pH without the addition of any mineral); CC (commercial positive control - commercial Whiteness HP gel). Were applied 0.050 g of the respective bleaching gels to each specimen for 45 min. The microhardness and surface roughness of the samples were measured immediately after bleaching. All samples were then immersed in artificial saliva for 7 days and the final color evaluated. Data from the experimental groups were statistically analyzed with 2-way ANOVA (THICKENER TYPE x MINERAL SUPPLEMENTATION) and Tukey test. Comparison with control groups was performed using Dunnett's test ( = 5%). For all measurements performed, ANOVA showed significant differences for the two factors (p<0.05). For microhardness change, the Tukey test results were: THICKENER TYPE (p=0.0001): HEC - 15.40(6.97)a, GG - 10.31(5.78)b, CB - 7.49(2.87)c, PX - 4 .60(4.96)d, SP - 0.57(2.43)e; ADDITION (p=0.0001): 0 - 12.34(7.22)a, SC -10.31(5.76)b, SL -7.49(6.09)c. For roughness change (p=0.0001), the results were: TYPE OF THICKENER (p=0.0001): SP - 5.19(23.36), GG - 9.70(17.75)ab, PX - 15.95(20.79)b, HEC - 53.58(71.82)c, CB - 55.49(63.69)c; ADDITION (p=0.0001): 0 - 79.62(58.70)a, SC - 3.23(12.08)a, SL - 1.09(9.44)b. For the color change (ΔE), the results were: TYPE OF THICKENER (p=0.0001): SP - 5.40(2.92)a, GG - 3.13(1.83)a, PX - 3.18(2.57)ab, HEC - 3.82(2.05)bc, CB - 4.79(3.26)c. ADDITION (p=0.2853): 0 - 4.37(2.60)a, SC - 4.04(3.07)a, SL - 3.79(2.42)a. The results for the Dunnett test for microhardness were: the SP, SP-S and SP-CS groups did not show differences with the CN group, and only the GG and HEC-S groups did not show differences with the CP group and the HEC-S for the CPC. For roughness, the CB-CS, SP, PX-S, PX-CS, GG-S and GG-CS groups did not show differences in relation to the CN group and all groups showed significant differences for the CP and CPC groups. By the results of this study, we can conclude that: The addition of calcium and/or phosphorus in amounts corresponding to the SC or to the SL of the aerosil group only prevented the drop in hardness and the increase in roughness. (AU)


Assuntos
Fósforo , Clareamento Dental , Desmineralização , Cálcio , Esmalte Dentário , Espessantes
2.
Revista Areté ; 21(1): 33-41, 2021. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS, COLNAL | ID: biblio-1354622

RESUMO

La iniciativa internacional para la estandarización de la dieta de disfagia (IDDSI) clasifica la viscosidad de los líquidos por niveles y determina metodologías específicas para evaluar cada consistencia. Con todo, la iniciativa no determina las medidas específicas de espesante requeridas para obtener cada nivel de viscosidad y sugiere hacer adaptaciones de acuerdo con las condiciones particulares de aplicación. Este estudio desarrolló una propuesta para la preparación de viscosidades mediante pruebas experimentales en las que se controló rigurosamente la cantidad de espesante y agua haciendo uso de instrumentos de mezclado de fácil acceso en entornos clínicos (vasos plásticos, jarra de agua, baja lenguas para integrar los elementos y cronómetro para considerar el tiempo de fraguado). Posterior a ello, cada nivel de viscosidad obtenido fue evaluado con el test de flujo propuesto por las IDDSI. Como resultado, este estudio especifica las cantidades necesarias de agua y espesante para conseguir viscosidad en bebidas de 0-4. Los hallazgos presentados, tienen en cuenta factores influyentes como la ubicación geográfica, temperatura y altitud. Se espera que esta propuesta incida en las dinámicas de evaluación de la deglución en el área clínica colombiana de forma que esta sea más precisa y eficaz. Finalmente, es pertinente realizar futuras investigaciones que determinen medidas específicas de espesante para lograr cambios en la viscosidad de líquidos diferentes al agua e igualmente necesario, replicar esta propuesta con otros espesantes de más fácil acceso para los usuarios y que tengan en cuenta otros aspectos como la palatabilidad


The International Dysphagia Diet Standardisation Initiative (IDDSI) classifies the viscosity of liquids by levels and determines specific methods to evaluate each consistency. However, the initiative does not determine the specific measures of thickener required to obtain each level of viscosity and suggests making adaptations according to the particular conditions of application. This study developed a proposal for the preparation of viscosities through experimental tests in which the amount of thickener and water was rigorously controlled using mixing instruments that were easily accessible in clinical settings (plastic cups, pitcher of water, tongue depressors to integrate the elements and timer to consider setting time). After that, each level of viscosity obtained was evaluated with the flow test proposed by the IDDSI. As a result, this study specifies the required amounts of water and thickener to achieve drinks viscosities 0-4. The findings presented take into account influencing factors such as geographic location, temperature and altitude. It is expected that this proposal will affect the dynamics of swallowing assessment in the Colombian clinical area so that it is more precise and effective. Finally, it is pertinent to carry out future investigations that determine specific measures of thickener to achieve changes in the viscosity of liquids other than water and it is equally necessary to replicate this proposal with other thickeners that are easier for users to access and that take into account other aspects such as palatability.


Assuntos
Língua , Transtornos de Deglutição , Deglutição , Padrões de Referência , Viscosidade , Volição , Bebidas , Água , Preparação em Desastres , Dieta , Espessantes
3.
Hig. aliment ; 33(288/289): 671-675, abr.-maio 2019. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482019

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi testar diferentes aditivos naturais na formulação do sorvete de maracujá e avaliar a influência do congelamento lento (-18ºC) e rápido (-80ºC). Foram preparadas 3 formulações do sorvete, variando apenas o aditivo (F1: Superliga Neutra, F2: Gelatina e F3: Ágar). Estas amostras foram avaliadas com relação a composição nutricional e propriedades físicas e químicas. O congelamento rápido conferiu as 3 formulações uma uniformidade na velocidade de derretimento (p>0,05). A formulação F2 foi a que apresentou melhor resultado quando avaliado a resistência ao derretimento, overrun e composição centesimal. Embora todas as formulações tenham apresentado resultados positivos, a F2 associado ao ultracongelamento apresentou o melhor perfil de sorvete.


Assuntos
Composição de Alimentos , Congelamento , Excipientes , Fenômenos Químicos , Sorvetes , Alimentos Formulados , Espessantes , Passiflora
4.
Hig. aliment ; 33(288/289): 1259-1263, abr.-maio 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482140

RESUMO

O consumo de alimentos naturais vem aumentando nos últimos anos, desta forma as bebidas mistas de frutas reúnem a possibilidade de combinação de diferentes aromas e sabores e a soma de componentes nutricionais, que podem oferecer ao consumidor propriedades funcionais ao organismo. Este trabalho teve como objetivo elaborar uma bebida mista potencialmente funcional e nutritiva de suco de limão, gengibre, chá verde e mel adicionada de espessante natural. Foram elaboradas três formulações: F1(Controle), F2 (0,2% de espessante) e F3 (0,3% de espessante). Realizou-se o tratamento térmico de pasteurização hot-Pack. Foram realizadas determinações de pH, teor de SS (ºBrix), ATT (% ácido cítrico), e antioxidante pelo método DPPH, as análises microbiológicas foram mesofilos, psicrófilos, coliformes totais e termotolerantes. Foi feita a estabilidade nos dias 1,15 e 30. Pode-se concluir que a bebida não mudou com a incorporação do espessante e não mudou durante o tempo de armazenamento.


Assuntos
Caesalpinia , Espessantes , Fenômenos Químicos , Sucos de Frutas e Vegetais/análise , Sucos de Frutas e Vegetais/microbiologia , Alimento Funcional/análise , Antioxidantes/análise
5.
Acta bioquím. clín. latinoam ; 51(4): 637-652, dic. 2017. ilus, graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-886146

RESUMO

La disfagia se define como un trastorno de la deglución caracterizado por una dificultad en la preparación oral del bolo alimenticio o en el desplazamiento del alimento desde la boca hasta al estómago. Se asocia con la cuarta causa de muerte más frecuente en adultos mayores y se identifica como un agente contribuyente a la malnutrición. Los alimentos destinados a las personas que padecen disfagia son preparados con productos que modifican la viscosidad de forma que al ser ingeridos puedan ser más seguros. En el presente trabajo se pretende establecer la interacción entre la glucosa y tres espesantes comerciales de origen vegetal (dos a base de almidón y un tercero constituido por una mezcla de maltdextrina, goma xantana y goma guar) a efectos de identificar el más adecuado para uso en dietas de pacientes con disfagia orofaríngea, en las condiciones ensayadas. Para ello se determina el grado de estabilidad que presentan en función del tiempo de reposo (0, 24 horas) y su comportamiento en el intervalo de temperatura comprendido entre 25 y 50 °C. Se han estudiado concentraciones de espesante hasta el máximo del 6% en combinación con 5 concentraciones de glucosa hasta un máximo de 27%. Se constata la interacción conjunta de la goma xantana, la goma guar y la maltodextrina con la glucosa. Estos espesantes, potencialmente aptos para regular el grado de consistencia de productos alimentarios destinados a la alimentación de pacientes con disfagia orofaríngea, presentan un proceso de hidratación lento que, además, se ve agravado por la interacción de la glucosa.


Dysphagia is defined as a swallowing disorder characterized by a difficulty in the alimentary bolus preparation or in food displacement from the mouth to the stomach. It is the fourth cause of death in adults and it is identified as a malnutrition agent. Food destined to individuals with dysphagia is prepared with products which modify their viscosity to make them safer to swallow. The present job tries to establish an interaction between glucose and three commercial thickeners of vegetal origin (two from starch and a third one made from a mix of maltodextrin, xanthan gum and guar gum in order to identify the most suitable one to be used in diets of patients with oropharyngeal dysphagia on the tested conditions. The stability degree in concordance with the time relation (0-24 hours) and its performance on the gap temperature between 25 and 50 ºC is determined. Tests have been done with thickener concentrations up to a maximum of 6% in combination with 5 glucose concentration up to a maximum of 27%. The common interaction of xanthan gum, guar gum and maltodextrin with glucose is found. Those thickeners potentially suitable to regulate the consistency degree of food products destined to the nourishment of patients with oropharyngeal dysphagia show a slow hydration process which is also aggravated by the glucose interaction.


A disfagia é definida como um distúrbio de deglutição caracterizado por uma dificuldade na preparação do bolo alimentar ou na passagem do alimento da boca até o estômago. Associa-se à quarta causa de morte mais frequente em adultos idosos e é identificada como um agente que contribui à má nutrição. Alimentos destinados a pessoas que sofrem de disfagia são preparados com produtos que modificam a viscosidade de forma que ao serem ingeridos possam ser mais seguros. O presente trabalho visa a estabelecer a interação entre a glicose e três espessantes comerciais de origem vegetal (dois com base de amido e um terceiro feito a partir de uma mistura de maltodextrina, goma xantana e goma guar) a fim de identificar o mais adequado, para ser utilizado em dietas de pacientes com disfagia orofaríngea nas condições testadas. Para isso é determinado o grau de estabilidade que apresenta em função do tempo de repouso (0-24 horas) e seu desempenho no intervalo de temperatura compreendido entre 25 e 50 °C. Concentrações de espessantes foram estudadas até o máximo de 6% em combinação com 5 concentrações de glicose até um máximo de 27%. Pode ser encontrada a interação conjunta da goma xantana, a goma guar e a maltodextrina com a glicose. Estes espessantes, potencialmente adequados para regular o grau de consistência de produtos alimentares destinados à alimentação de pacientes com disfagia orofaríngea, apresentam um processo de hidratação lento que, além disso, é agravado pela interação da glicose.


Assuntos
Transtornos de Deglutição , Glucose , Pneumonia Aspirativa , Espessantes , Borracha , Amido , Viscosidade
6.
Acta bioquím. clín. latinoam ; 50(1): 45-60, mar. 2016. ilus, graf, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-837590

RESUMO

La disfagia orofaríngea está presente en una gran parte de la población y se describe como un síntoma que puede afectar a la formación y manejo del propio bolo alimenticio al transferirlo al estómago. Es un síntoma muy prevalente que puede presentarse en cualquier momento de la vida, si bien es en la tercera edad cuando este síntoma es más común. Con el fin de prevenir las consecuencias que puede ocasionar esta alteración fisiológica, los alimentos destinados a las personas que la padecen son preparados con productos que modifican la viscosidad de manera que al ser deglutidos puedan seguir el curso normal de la deglución y posterior digestión. Este estudio tiene como objetivo comprobar si determinados productos recomendados para ser utilizados en dietas destinadas a personas afectadas por disfagia cumplen adecuadamente las funciones para las que han estado diseñados y elaborados, independientemente de si son productos farmacéuticos o, simplemente, aditivos alimentarios. Los resultados indican que el almidón de maíz presenta un comportamiento distinto al de patata, siendo muy importante el tipo de agua utilizada. Se han detectado diferencias significativas relacionadas con el tiempo de reposo de la muestra y el porcentaje de espesante aplicado para conseguir las consistencias sanitarias: líquido fino, néctar, miel y pudding.


Oropharyngeal dysphagia is present in a large part of the population and described as a symptom that may affect the formation and handling of the patient’s own bolus food when transferred into the stomach. Although it is a very prevalent symptom that can occur at any time of life, it is at senior age when this symptom is more common. In order to prevent the consequences that can result in this physiological alteration, food for people who suffer from this disorder is prepared with products that modify their viscosity, so that it follows the normal course of swallowing and later digestion. This study aims at verifying whether certain products recommended for use with people affected by dysphagia diets properly meet the functions for which they have been designed and produced, regardless of whether they are pharmaceutical products or, simply, food additives. The results indicate that corn starch presents a different behaviour from potato, the type of water used being very important. Significant differences related to the dwell time of rest from the sample and the percentage of thickener applied to achieve the valued health consistencies of thin liquid, nectar, honey and pudding were detected.


A disfagia orofaríngea está presente em grande parte da população e é descrita como um sintoma que pode afetar a formação e a digestão do próprio bolo alimentar ao transferi-lo ao estômago. É um sintoma muito prevalente, podendo ocorrer a qualquer momento da vida, embora seja na terceira idade quando este sintoma se torna mais comum. Para evitar as consequências que podem resultar nessa alteração fisiológica, os alimentos destinados às pessoas que a padecem são preparados com produtos que modificam a viscosidade de maneira que, ao serem deglutidos, possam continuar o curso normal de deglutição e posterior digestão. Este estudo tem como objetivo comprovar se determinados produtos recomendados para uso em dietas destinadas a pessoas afetadas por disfagia cumprem adequadamente as funções para as quais foram concebidos e elaborados, independentemente de se são produtos farmacêuticos ou, simplesmente, aditivos alimentares. Os resultados indicam que o amido de milho apresenta um comportamento diferente da batata, sendo muito importante o tipo de água utilizada. Foram encontradas diferenças significativas relacionadas com o tempo de repouso da amostra e o percentual de espessante aplicado para conseguir as consistências sanitárias: líquido fino, néctar, mel e pudim.


Assuntos
Humanos , Reologia , Transtornos de Deglutição , Espessantes , Viscosidade , Doenças do Sistema Digestório , Alimentos, Dieta e Nutrição
8.
Arq. bras. cardiol ; 101(1): E15-E17, jul. 2013. tab
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1059897

RESUMO

A disfagia orofaríngea é um distúrbio de deglutição decorrente de causas neurológicas e/ou estruturais que pode ocasionar alteração da interação social, prazer alimentar do indivíduo, desnutrição, desidratação, quadros infecciosos pulmonares e outros de alta morbidade...


Assuntos
Espessantes , Ingestão de Alimentos , Sódio na Dieta , Transtornos de Deglutição/complicações
9.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-667051

RESUMO

Produtos cosméticos para a higiene capilar promovem a remoção de gordura, suor, poeira, células mortas, micro-organismos e resíduos de outros cosméticos do couro cabeludo e do cabelo. Com esta finalidade, foi proposto o desenvolvimento e avaliação da estabilidade de formulações contendo tensoativos primários não sulfatados associados separadamente com diferentes agentes de consistência (Myrj® 6000, NovethixTM L-10 e Carbopol® Ultrez 20). Dentre os seis tensoativos "não sulfatados" avaliados, dois foram selecionados (Plantapon® LGC Sorb e Sensactive® C30) conforme critérios de avaliação da viscosidade e da formação de espuma. Seis formulações foram desenvolvidas, com combinações distintas entre os tensoativos selecionados e os diferentes agentes de consistência (sem a adição intencional de cloreto de sódio), com posterior estudo de estabilidade em variadas condições de armazenamento. Durante os estudos de estabilidade acelerada, as formulações contendo os agentes de consistência Myrj® 6000 ou NovethixTM L-10 não apresentaram estabilidade adequada. Ao final do estudo de estabilidade normal, as formulações remanescentes, contendo Carbopol® Ultrez 20, mantiveram as características organolépticas e desempenho adequado quanto à viscosidade, comprovando a eficiência deste polímero, mesmo em formulações com grandes quantidades de tensoativos "não sulfatados" e eletrólitos.


Cosmetic products for hair cleansing promote the removal of grease, sweat, dirt, dead cells, microorganisms and residues of other cosmetics from the skin, scalp and hair. In this context, it was decided to develop and assess the stability of formulations containing various non-sulfate primary surfactants, combined separately with three different consistency agents (Myrj® 6000, NovethixTM L-10 and Carbopol® Ultrez 20). Among the six non-sulfate surfactants tested, two were selected (Plantapon® LGC Sorb and Sensactive® C30) by viscosity and foam formation criteria. Thus, 6 formulations were developed, with distinct combinations of the 2 selected surfactants and 3 consistency agents (without the intentional addition of sodium chloride), and subsequently their stability under various storage conditions was studied. In the short-term stability study, formulations containing the consistency agents Myrj® 6000 or NovethixTM L-10 did not show adequate stability. At the end of the full-length stability study, the remaining formulations, containing Carbopol® Ultrez 20, maintained their organoleptic characteristics and good viscosity, proving the efficiency of this polymer, even in formulations with large amounts of non-sulfate surfactants and electrolytes.


Assuntos
Estabilidade de Cosméticos , Polímeros , Tensoativos , Espessantes
10.
Rev. odontol. UNESP ; 36(2): 113-119, abr.-jun. 2007. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-529262

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar in vitro o efeito do clareamento caseiro sobre a rugosidade superficial do esmalte dental, utilizando agentes clareadores com e sem o carbopol e o efeito do tratamento com o agente espessante carbopol. Fragmentos de esmalte dental bovino com 3 x 3 mm foram obtidos, incluídos em resina de poliestireno e receberam polimento seqüencial. Em seguida, foram divididos aleatoriamente em 4 grupos, de acordo com o tratamento clareador: G1: peróxido de carbamida 10% com carbopol, G2: peróxido de carbamida 10% sem carbopol, G3: carbowax, e G4: carbopol. O tratamento clareador foi realizado por 6 horas diárias, permanecendo o restante do período em uma solução remineralizadora durante 4 semanas. Os corpos de prova permaneceram imersos na solução remineralizadora por um período adicional de 2 semanas. O efeito dos tratamentos clareadores sobre o esmalte dental foi comparado através da avaliação de rugosidade superficial com o parâmetro RA antes e após o 14, 28 e 42º dias do início do tratamento. A avaliação foi realizada por modelo de análise de variância, sendo em seguida utilizado o teste de Tukey. Após 28 dias de tratamento, todos os produtos testados diminuíram a rugosidade superficial do esmalte dental, permanecendo assim até 14 dias depois do término do tratamento.


The aim of this study was to evaluate in vitro the effect of the at-home dental bleaching on the enamel surface roughness after the use of bleaching agents with and without carbopol and the treatment with the thickner carbopol. Dental bovine slabs with 3 x 3 mm were obtained, embedded in polystyrene resin, and sequentially polished. They were randomized into four groups according to the bleaching treatment: G1: 10% carbamide peroxide with carbopol; G2: 10% carbamide peroxide without carbopol; G3: carbowax; and G4: carbopol. Four weeks of bleaching treatment was performed daily for 6 hours and immersed in artificial saliva for the remaining time. Follow that, the slabs were maintained in artificial saliva for 2 additional weeks. The effect of the bleaching treatments on the dental enamel was compared by surface roughness analyses employing the RA parameter obtained before and after 14th, 28th, and 42nd days of the treatment beginning. The results were statistically analyzed by ANOVA, followed by Tukey’s test. All beaching systems and thickeners agents reduced the enamel surface roughness over 28 days of treatment and also after 14 days after the end of the treatment.


Assuntos
Clareamento Dental , Esmalte Dentário , Espessantes
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA