Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 1.151
Filtrar
1.
Hig. Aliment. (Online) ; 38(298): e1146, jan.-jun. 2024. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1531450

RESUMO

Os Centros de Tradições Gaúchas (CTG) são entidades de divulgação e perpetuação da cultura do Rio Grande do Sul. A produção de refeições nessas entidades ocorre nos ensaios dos grupos de danças tradicionais e nos eventos oferecidos à comunidade, como jantares. Sabendo do impacto das doenças transmitidas por alimentos (DTA) na saúde humana, o objetivo deste trabalho é identificar a adequação dos CTG às boas práticas para manipulação de alimentos (BPM), explorar quem são os responsáveis pelas atividades de manipulação de alimentos e identificar a frequência e o número da produção de refeições servidas nessas instituições. A Portaria SES-RS nº 78/2009 e um questionário de coleta de dados dos grupos de dança e da produção de refeições foram aplicados em 5 CTG do Rio Grande do Sul. Outros 17 CTG do estado responderam a um segundo questionário, semelhante ao primeiro, com adição de perguntas sobre controle sanitário. Obteve-se uma média de adequação às BPM de 38% entre os CTG. Verificou-se que são servidas, em média, 4 refeições por semana entre os ensaios das invernadas artísticas próximos a competições. Em 36% dos CTG, ocorrem de 2 a 3 eventos por trimestre com produção de refeições. Em 45% dos CTG, são servidas de 100 a 200 pessoas nos eventos. Em relação aos trabalhos na cozinha, apenas 23,5% dos CTG têm como responsáveis dessas atividades pessoas devidamente capacitadas. Sendo os CTG instituições sem fins lucrativos, a criação de programas para a garantia do alimento seguro nesses espaços se faz necessária.


Centros de Tradições Gaúchas (CTG) are entities for the dissemination and perpetuation of Rio Grande do Sul culture. The production of meals in these entities takes place in the rehearsals of traditional dance groups and in events offered to the community, such as dinners. Knowing the impact of the foodborne diseases in human health, the objective of this work is to identify the adequacy of CTG to good food handling practices, to explore who are responsibles for food handling activities and identify the frequency and number of meals served in these institutions. The Portaria SES-RS No. 78/2009 and a questionnaire for data collection from dance groups and meals production were applied in 5 CTG in Rio Grande do Sul. Another 17 CTG in the state answered a second questionnaire, similar to the first, with the addition of questions about sanitary control. The average compliance with good practices was 38% among the CTG. It was found that, on average, 4 meals are served per week between rehearsals of the dance groups close to competitions. In 36% of the CTG, 2 to 3 events are held per quarter with production of meals. In 45% of the CTG, the number of people served at the events varies from 100 to 200. Regarding the work in the kitchen, only 23.5% of the CTG have duly trained people for these activities. Given that CTG are non-profit institutions, the creation of programs to ensure food safety in these spaces is necessary.


Assuntos
Higiene dos Alimentos , Manipulação de Alimentos , Doenças Transmitidas por Alimentos , Organização Comunitária , Boas Práticas de Distribuição
2.
Hig. Aliment. (Online) ; 38(298): e1144, jan.-jun. 2024.
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1531444

RESUMO

As falhas na higienização em um estabelecimento de alimentos podem refletir em problemas causando a contaminação ou deterioração do produto produzido. Esta pesquisa foi motivada por reclamações de consumidores informando que os queijos apresentaram fungos, mesmo estando dentro do prazo de validade e por solicitação do Serviço de Inspeção Municipal. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a contaminação ambiental em uma agroindústria da agricultura familiar produtora de queijo colonial no Sudoeste Paranaense. Foram realizadas a contagem para aeróbios mesófilos em equipamentos e superfícies que entram em contato com o alimento e análise microbiológica ambiental de bolores e leveduras na sala de secagem dos queijos. A coleta foi realizada com método de esfregaço de suabe estéril para aeróbios mesófilos e semeadas em placas de Petri com Ágar Padrão de Contagem. Para a coleta ambiental foram expostas placas de Petri com ágar Saboraund durante 15 minutos. Os resultados demonstraram ausência de contaminação nas superfícies, mas foram encontrados bolores e leveduras de forma acentuada na sala de secagem dos queijos, o que pode contribuir para a deterioração do produto, diminuindo sua validade. Para minimizar as perdas por contaminação é necessário que o processo de higienização dos ambientes seja realizado de forma eficiente.


Failures in hygiene in a food establishment can result in problems causing contamination or deterioration of the product produced. This research was motivated by complaints from consumers reporting that the cheeses had mold, even though they were within their expiration date and at the request of the Municipal Inspection Service. This research was to evaluate environmental contamination in an agroindustry in the family farm producing colonial cheese in Southwest Paraná. For the microbiological assessment of environmental contamination, counting for mesophilic aerobes was carried out on equipment and surfaces that come into contact with food and, environmental microbiological analysis of molds and yeast in the cheese drying room. The collection was carried out using the sterile swab smear for mesophilic aerobes and seeded in Petri dishes with Counting Standard Agar. For environmental collection, sheets of Petri with Saboraund agar for 15 minutes. The results demonstrated absence of contamination on surfaces. But the presence of molds and yeasts in the drying room cheeses, which can contribute to the deterioration of the product and thus reduce the validity. To minimize losses due to contamination, it is It is necessary that the process of cleaning and disinfecting environments is carried out efficiently.


Assuntos
Higiene dos Alimentos , Queijo/microbiologia , Brasil , Boas Práticas de Fabricação , Doenças Transmitidas por Alimentos/prevenção & controle
3.
Hig. Aliment. (Online) ; 38(298): e1145, jan.-jun. 2024. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1531447

RESUMO

A higienização é um procedimento importante na indústria de alimentos e sua realização deve ocorrer rotineiramente para evitar que os alimentos sejam contaminados. Além disso, todos os manipuladores de alimentos devem receber treinamentos de modo a entender como ocorrem as contaminações e como evitá-las, para que não ocorra deterioração antecipada dos alimentos e para que não exponham os consumidores ao risco de doenças transmitidas por alimentos em caso de contaminação. Esta pesquisa avaliou o processo de higienização e sua eficiência em superfícies presentes em uma agroindústria da agricultura familiar produtora de embutidos cárneos. Apesar de ter instalações adequadas a agroindústria apresentava inadequações quanto aos produtos utilizados e a frequência inadequada para uma higienização eficiente. Foi realizada análise microbiológica das superfícies dos equipamentos para contagem de aeróbios mesófilos e notou-se uma elevada carga microbiana que indicou uma baixa eficiência no processo de higienização. Sugeriu-se melhorias na higiene ambiental associado à instrução dos colaboradores, para contribuir na promoção da qualidade dos produtos, aumento dos lucros e salvaguardando a saúde do consumidor.


Hygiene is an important procedure in the food industry, and its performance must occur routinely to prevent food from being contaminated. In addition, all food handlers must receive training in order to understand how contamination occurs and how to avoid it, so that there is no anticipated deterioration of food and that consumers are not exposed to the risk of foodborne diseases. in case of contamination by pathogenic microorganisms. Thus, this research evaluated the cleaning process and its efficiency on surfaces present in a family farming agroindustry that produces meat products, which despite having adequate facilities, had some difficulties such as product use and inadequate frequency for eficiente cleaning. After performing a microbiological analysis to count surface mesophilic aerobes, a high level of contamination was noted, relating to low efficiency in the cleaning process. Improvements in environmental hygiene are suggested, associated with the instruction of employees for the implementation of the Standard Operating Hygiene Procedure, promoting improvements in product quality, increasing profits and safeguarding consumer health.


Assuntos
Bovinos , Higiene dos Alimentos , Indústria da Carne/normas , Doenças Transmitidas por Alimentos/prevenção & controle , Brasil , Indústria Alimentícia/normas , Produtos da Carne
4.
Hig. Aliment. (Online) ; 38(298): e1149, jan.-jun. 2024. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1531645

RESUMO

Diante do ritmo acelerado da vida contemporânea, observa-se um aumento na tendência dos indivíduos em optar por realizar suas refeições fora de casa. A carne, reconhecida como um componente essencial na alimentação dos brasileiros, está suscetível à contaminação pois apresenta ambiente favorável à proliferação de microrganismos patogênicos. Fazendo-se necessária uma análise de contaminação pós-produção afim de evitar Doenças Transmitidas por Alimentos. No presente estudo objetivouse avaliar as boas práticas de fabricação e contaminação de preparações de carne bovina assada, de restaurantes particulares e institucionalizados no município de Americana-SP. Amostras de carne prontas para o consumo foram obtidas de seis estabelecimentos comerciais e seis institucionais. Durante a coleta, foram verificadas as temperaturas e realizadas análises de conformidades com a RDC n° 275, de 2002. As amostras foram examinadas para detectar a presença ou ausência de E. coli e coliformes termotolerantes a 45° C. Para a análise foi realizada a técnica de tubos múltiplos para quantificar a totalidade dos coliformes. Observou-se que, conforme estipulado pela Resolução n°43 de 2015, nenhuma das amostras oriundas de restaurantes comerciais, e a maioria das provenientes de restaurantes institucionais, atingiram as temperaturas requeridas. No que concerne à identificação de E. coli através de testes microbiológicos, foi constatado que seis amostras de restaurantes comerciais e quatro de restaurantes institucionais testaram positivo para a presença deste microrganismo. Conclui-se que as amostras de restaurantes comerciais apresentaram níveis de contaminação superiores em comparação com as amostras de restaurantes institucionais.


Given the fast-paced rhythm of contemporary life, there is an increase in individuals choosing to have their meals outside the home. Meat, recognized as an essential component in the Brazilian diet, is susceptible to contamination as it provides a favorable environment for the proliferation of pathogenic microorganisms. It is necessary to conduct post-production contamination analysis to prevent Foodborne Diseases. This study aimed to evaluate the good manufacturing practices and contamination of roasted beef preparations from private and institutional restaurants in the city of Americana-SP. Samples of ready-to-eat meat were obtained from six commercial establishments and six institutional ones. During collection, temperatures were checked, and conformity analyses were conducted according to RDC No. 275, 2002. The samples were examined for the presence or absence of E. coli and thermotolerant coliforms at 45°C using the multiple tube technique to quantify the total coliforms. It was observed that, as stipulated by Resolution No. 43, 2015, none of the samples from commercial restaurants and the majority from institutional restaurants reached the required temperatures. Regarding the identification of E. coli through microbiological tests, it was found that six samples from commercial restaurants and four from institutional ones tested positive for the presence of this microorganism. It is concluded that samples from commercial restaurants showed higher contamination levels compared to institutional restaurant samples.


Assuntos
Higiene dos Alimentos , Doenças Transmitidas por Alimentos , Carne , Brasil
5.
Arch. latinoam. nutr ; 73(2): 90-101, jun. 2023. tab
Artigo em Espanhol | LILACS, LIVECS | ID: biblio-1510006

RESUMO

El espacio de comedores son una forma de garantizar el acceso a alimentos seguros, saludables y medio ambientalmente responsables para los estudiantes universitarios. Objetivo. Este estudio tuvo como objetivo caracterizar los estándares del menú, a partir de la evaluación de la calidad nutricional y del impacto en el medio ambiente por los insumos utilizados para su elaboración por un Comedor Universitario (CU) en Uruguay. Materiales y métodos. Se trató de un estudio de caso retrospectivo, relativo al año 2021. Las variables evaluadas fueron a) cantidad total de alimento comprado en kilogramos (kg); b) cantidad en kilocalorías (kcal) e impactos ambientales por: c) generación de residuos; d) huella hídrica (HH); y e) gases de efecto invernadero (GEI). También se realizaron cálculos para evaluar la ecoeficiencia (EE). Resultados. El CU sirvió 33.740 comidas en 2021, de las cuales el 87,1% fueron almuerzos. De los 78 tipos de alimentos comprados, 41 de ellos representaron el 93,17% del total en kilogramos. En la calidad nutricional, menos del 10% se clasificaron como alimentos procesados o ultraprocesados. En la evaluación de aspectos nutricionales e impactos ambientales, los alimentos de origen animal representaron el 26,52% del total en kg y el 69,78% de los HH. Un alimento de origen vegetal tuvo el mayor impacto de GEI debido a su origen. En cuanto a la EE, la valoración general mostró un resultado de 0,0626 para los alimentos de origen animal y 0,3838 para los de origen vegetal. Conclusiones. Corresponde a los servicios de alimentación para colectividades considerar, en la planificación del menú, además de la calidad nutricional y sanitaria de la oferta alimentaria, los impactos ambientales que estas genera(AU)


The canteens are a way to guarantee access to safe, healthy and environmentally responsible food for university students. Objective. The purpose of this research was to characterize the menu standards, based on the evaluation of the nutritional quality and the environmental impact of the inputs used for its preparation by a university canteen in Uruguay. Materials and methods. This was a retrospective case study, relating to the year 2021. The variables evaluated were a) total amount of food purchased in kilograms (kg); b) quantity in kilocalories (kcal) and environmental impacts due to: c) waste generation; d) water footprint (WF); and e) greenhouse gases (GHG). Calculations were also performed to assess eco-efficiency (EE). Results. The university canteen served 33,740 meals in 2021, of which 87.1% were lunches. Of the 78 types of food purchased, 41 of them represented 93.17% of the total in kilograms. In nutritional quality, less than 10% are classified as processed or ultra-processed foods. In the evaluation of nutritional aspects and environmental impacts, foods of animal origin represented 26.52% of the total in kg and 69.78% of WF. A vegetal based food had the highest GHG impact due to its origin. Regarding the EE calculations, the general assessment showed a result of 0.626 for foods of animal origin and 0.3838 for those of vegetable origin. Conclusions. It corresponds to the food services for communities to consider, in the planning of the menu, in addition to the nutritional and sanitary quality of the food offer, the environmental impacts that it generates(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Universidades , Qualidade dos Alimentos , Meio Ambiente , Higiene dos Alimentos , Manipulação de Alimentos , Alimento Processado
6.
Rev. Inst. Adolfo Lutz (Online) ; 82: e39184, maio 2023. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1523906

RESUMO

Identificar irregularidades em restaurantes pode auxiliar a minimizar riscos de contaminação. O objetivo desse estudo foi analisar as irregularidades registradas em inspeções sanitárias de restaurantes e similares em Curitiba, Brasil, entre 2005 a 2017. A descrição das irregularidades foi organizada seguindo as categorias e os itens da legislação de Boas Práticas (BP) para serviços de alimentação do Brasil e as cinco chaves para uma alimentação mais segura, definidas pela Organização Mundial da Saúde. Do total de 4.098 registros, houve a descrição de 8.327 irregularidades. Em relação às BP, houve a prevalência da descrição de irregularidades nos anos de 2005, 2006 e 2013, e das categorias: edificações, instalações, equipamentos, móveis e utensílios (42,80%); preparação do alimento (11,54%); documentação e registro (9,92%) e matéria-prima, ingredientes e embalagens (9,06%). Em relação às cinco chaves para uma alimentação mais segura, apenas 3.209 (38,53%) descrições correspondiam a esse tema, com destaque a: manter a limpeza (40,70%) e usar água e matérias-primas seguras (34,71%). Houve uma tendência decrescente na descrição das irregularidades no período estudado, porém ainda é um desafio implementar as BP em restaurantes e similares no Brasil, o que pode favorecer a ocorrência de doenças e aumentar o risco à saúde da população.


Identifying irregularities in restaurants can help minimize contamination risks. The objective of this study was to analyze the irregularities recorded in sanitary inspections of restaurants and similar establishments in Curitiba, Brazil, between 2005 and 2017. The description of the irregularities was categorized following the items and criteria outlined in the Good Practices (GP) legislation for food services of Brazil and the Five Keys to Safer Food, defined by the World Health Organization. Out of the total of 4,098 records, 8,327 irregularities were documented. Concerning GP, there was a prevalence of irregularities described in the years 2005, 2006 and 2013, mainly in the following categories: buildings, installations, equipment, furniture and utensils (42.80%); food preparation (11.54%); documentation and registration (9.92%) and raw materials, ingredients and packaging (9.06%). Regarding the Five Keys to Safer Food, only 3,209 (38.53%) corresponded to this theme, with particular emphasis on maintaining cleanliness (40.70%) and using safe water and raw materials (34.71 %). The study observed a declining trend in the description of irregularities over the study period. However, the successful implementation of GP in restaurants and similar establishments in Brazil remains a challenge, potentially favoring the occurrence of foodborne diseases and increasing the risk to public health.


Assuntos
Restaurantes , Higiene dos Alimentos/métodos , Inspeção Sanitária , Boas Práticas de Fabricação , Inocuidade dos Alimentos , Brasil
7.
Hig. Aliment. (Online) ; 37(297): e1130, jul.-dez. 2023. ilus
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1531968

RESUMO

A rastreabilidade de alimentos (RTA) é definida como um conjunto de procedimentos que permite detectar a origem e acompanhar a movimentação de um produto ao longo da cadeia produtiva, mediante elementos informativos e documentos registrados. A crescente complexidade da produção e distribuição de alimentos demanda o desenvolvimento de iniciativas que promovam maior segurança e qualidade de produtos. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão da literatura científica sobre o conceito de rastreabilidade de alimentos e identificar as estratégias de aplicação desta ferramenta. Concluiu-se que a implementação da RTA está vinculada a ações governamentais por meio de legislações e órgãos de fiscalização, bem como o uso desta ferramenta ao longo da cadeia produtiva de alimentos requer cada vez mais recursos tecnológicos que possam integrar os diferentes agentes da cadeia de suprimentos.


Food traceability (RTA) is defined as a set of procedures that make it possible to detect the origin and monitor the movement of a product along the production chain, using information elements and registered documents. The growing complexity of food production and distribution demands the development of initiatives that promote greater product safety and quality. The objective of this work was to carry out a review of the scientific literature on the concept of food traceability and to identify strategies for applying this tool. It is concluded that the implementation of the RTA is linked to government actions through legislation and inspection bodies, as well as the use of this tool along the food production chain requires more and more technological resources that can integrate the different agents of the supply chain supplies.


Assuntos
Produção de Alimentos , Qualidade dos Alimentos , Higiene dos Alimentos
8.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-49228

RESUMO

O aleitamento materno é recomendado até os dois anos ou mais e de forma exclusiva até os seis meses de vida do bebê. A partir do 6º mês, deve-se iniciar a alimentação complementar.


Assuntos
Leite Humano , Aleitamento Materno/métodos , Higiene dos Alimentos
9.
Rev. bras. ciênc. vet ; 29(3): 148-156, jul./set. 2022. il.
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1411236

RESUMO

This study aimed to identify potentially pathogenic microorganisms (Listeria innocua, L. seeligeri, L. ivanovii, L. monocytogenes, Staphylococcus aureus, and several virulence genes) in unpasteurized cheese production in the northeastern region of the state of São Paulo, Brazil. Listeria species were detected in 68 (64.14%) out of 106 samples of bovine feces, swabs from milkers' and cheese handlers' hands, milking buckets, raw milk, whey, water, cheese processing surface,s and utensils. All the samples collected at one farm were contaminated with Listeria spp. L. innocua, L. seeligeri, L. ivanovii, or L. monocytogenes were not detected in the samples collected in this study. A set of 391 Staphylococcus spp. isolates were obtained in these samples, from which 60 (15.31%) were identified as S. aureus using PCR (Polymerase Chain Reaction). S. aureus carrying virulence genes (eta, hlg, seg, seh, sei) were detected in milk, in swabs from cheese handler's hands, whey, milk, sieves, buckets, and cheese. The hlg gene (encodes gamma hemolysin) was detected in all the S. aureus isolates. These findings show that poor hygienic practice is associated with a higher risk of pathogenic bacteria in milk or cheese, providing useful information for public health authorities to increase food safety surveillance and prevent the dissemination of pathogens.


O objetivo desse estudo foi identificar microrganismos potencialmente patogênicos (Listeria innocua, L. seeligeri, L. ivanovii, L. monocytogenes, Staphylococcus aureus e diversos genes de virulência) na produção de queijos de leite cru na região noroeste do Estado de São Paulo, Brasil. Listeria foram detectadas em 68 (64,14%) das 106 amostras obtidas de fezes bovinas, suabes das mãos de ordenhadores e queijeiros, baldes, leite cru, soro, água, superfícies e utensílios da produção de queijos. Todas as amostras coletadas em uma fazenda estavam contaminadas com Listeria spp. L. innocua, L. seeligeri, L. ivanovii, e L. monocytogenes não foram detectadas nas amostras coletadas nesse estudo. Um conjunto de 391 isolados de Staphylococcus spp. foram obtidos das amostras, e desses 60 (15,31%) foram identificados como S. aureus pela PCR (Polymerase Chain Reaction). S. aureus contendo genes de virulência (eta, hlg, seg, seh, sei) foram detectados em leite, mãos dos ordenhadores, soro, utensílios e queijos. O gene hlg (gama-hemolisina)foi detectado em todos os isolados de S. aureus.Esses resultados demonstram que práticas inadequadas de higiene estão associadas com um maior risco da presença de bactérias patogênicas no leite e queijos crus, fornecendo informações para as autoridades de saúde pública para incrementarem a vigilância e prevenirem a disseminação de patógenos.


Assuntos
Staphylococcus aureus , Contaminação de Alimentos/análise , Higiene dos Alimentos , Queijo/análise , Reação em Cadeia da Polimerase , Inocuidade dos Alimentos/métodos , Microbiologia de Alimentos , Listeria
10.
Rio de Janeiro; IMS/UERJ; 2022/05/18. 97 p. (Guia Para Categorização De Serviços De Alimentação Prático).
Monografia em Português | LILACS, SES-RJ | ID: biblio-1442792

RESUMO

A proposta de Categorização dos serviços de alimentação foi baseada no Projeto Piloto da Copa do Mundo FIFA®2014 que por sua vez inspirou-se nas experiências bem-sucedidas de cidades como Los Angeles, Nova York e Londres (BRASIL, 2013). A Categorização é uma proposta para classificar os serviços de alimentação com base em um instrumento de avaliação, pontuado, segundo critérios de risco sanitário, com base na Resolução de Diretoria Colegiada (RDC) nº 216/2004 (BRASIL, 2004). A classificação ou Categorização do serviço de alimentação fica visível ao consumidor, dando a oportunidade de que este conheça a qualidade sanitária do local que utiliza. A metodologia preconiza o uso de uma lista de avaliação reduzida e com foco nos itens de maior risco sanitário para DTA. Além de melhorar a qualidade sanitária dos estabelecimentos, conscientiza o cidadão e compromete os responsáveis legais pela garantia do cumprimento das Boas Práticas de Manipulação (BPM). Este Guia é um documento não normativo, de caráter recomendatório, norteador para Categorização dos serviços de alimentação no estado do Rio de Janeiro e outros locais interessados. Tem como objetivo orientar as equipes e gestores das Visa estaduais e municipais na implantação da Categorização e nas inspeções sanitárias, bem como orientar os responsáveis legais dos serviços de alimentação na realização da autoavaliação, etapa fundamental da Categorização.


Assuntos
Vigilância Sanitária , Higiene dos Alimentos/métodos , Saúde Pública/classificação , Risco à Saúde Humana , Doenças Transmitidas por Alimentos , Serviços de Alimentação/classificação , Controle de Vetores de Doenças , Manipulação de Alimentos , Conservação de Alimentos
11.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 59: e192427, fev. 2022. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1380226

RESUMO

Using an online questionnaire, this study evaluated the profile of a Brazilian population's food handling practices in the home environment. The questionnaire, containing questions about domestic behavior in terms of hygiene and food handling, was built and available through social media sites. Information about the participants' profiles, their food pre-preparation, food preparation, and food post-preparation practices, and the occurrence of foodborne diseases (FBDs) was included in the questionnaire. A total of 701 responses were obtained. The interviewees included 78.31% female participants and 21.68% male participants, with an average age of 31.2 years. Nearly all (94.3%) had a complete or incomplete higher education. In the pre-preparation stage, the participants evaluated the shelf life (97.28%) and storage temperature (44.79%) of the products while purchasing them. Regarding food handling practices, only a few participants washed the food packages before storing them (31.95%) or removed hand jewelry or other adornments when washing food (61.48%). Most participants washed their hands (91.58%) and washed vegetables (99.28%). But a group of interviewees reported washing raw meat (27.81%) before preparing it. Cutting surfaces such as plastic (50.36%) and glass (49.36%) tops were the most prevalent in the study. Most respondents did not know how long they had been using their cutting boards (67.62%) and mentioned using the same surface to handle both raw and ready-to-eat products (84.17%). As for the preparation, most interviewees declared they did not check the food temperature during preparation (86.31%), ignoring the ideal cooking temperature (88.26%). Regarding the occurrence of FBDs, 79.17% of the interviewees reported having suspicious clinical signs associated with contaminated foods and 65.59% did not seek medical help. Thus, the participants demonstrated ignorance about adequate practices for food safety in the home environment, highlighting the need to conduct health education programs within the Brazilian population.(AU)


Este estudo teve como objetivo avaliar o perfil das práticas de manipulação de alimentos no ambiente domiciliar no Brasil utilizando um questionário online. Um questionário contendo perguntas sobre comportamento doméstico em nível de higiene e manipulação de alimentos foi construído e disponibilizado por redes sociais. O questionário continha informações sobre o perfil dos participantes, suas práticas de pré-preparo, preparo e pós-preparo de alimentos e a ocorrência de doenças transmitidas por alimentos (DTA). Obteve-se 701 respostas, os entrevistados foram 78,31% do sexo feminino e 21,68% do sexo masculino, com média de idade de 31,2 anos. A maioria (94,3%) possuia ensino superior completo ou incompleto. Na etapa de pré-preparo, os participantes avaliam o prazo de validade (97,28%) e a temperatura de armazenamento (44,79%) dos produtos no momento da compra. Em relação às práticas de manipulação dos alimentos, apenas alguns participantes lavavam as embalagens dos alimentos antes de armazená-los (31,95%) ou retiravam adornos ao lavar os alimentos (61,48%). A maioria dos participantes lavam as mãos (91,58%) e os vegetais (99,28%); entretanto, um grupo de entrevistados relatou lavar carne crua (27,81%) antes de prepará-la. Superfícies de corte como tábuas de plástico (50,36%) e de vidro (49,36%) foram os mais prevalentes no estudo. A maioria dos entrevistados não sabe há quanto tempo usa as tábuas de corte (67,62%) e utilizam a mesma superfície para manusear produtos crus e prontos para o consumo (84,17%). Quanto ao preparo, a maioria dos entrevistados declarou não verificar a temperatura dos alimentos durante o preparo (86,31%), ignorando a temperatura ideal de cozimento (88,26%). Em relação à ocorrência de DVA, 79,17% dos entrevistados relataram que já apresentaram sinais clínicos suspeitos associados a alimentos contaminados e 65,59% não procuraram atendimento médico. Nesse sentido, os participantes demonstraram desconhecimento sobre as práticas adequadas para a segurança dos alimentos no ambiente domiciliar, evidenciando a necessidade de realização de programas de educação em saúde com a população brasileira.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Pesquisas sobre Atenção à Saúde/instrumentação , Manipulação de Alimentos/estatística & dados numéricos , Abastecimento de Alimentos/estatística & dados numéricos , Brasil , Higiene dos Alimentos/estatística & dados numéricos , Boas Práticas de Manipulação , Doenças Transmitidas por Alimentos/prevenção & controle
12.
Rev. Nutr. (Online) ; 35: e210265, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1406914

RESUMO

ABSTRACT Objective To assess the effect of an educational intervention program focused on health risk conditions, based on an assessment of the hygiene and quality of food sold in school cafeterias. Methods This is a controlled, parallel, randomized, two-arm, community study. Public and private schools with cafeterias were invited to participate. This study was conducted in 27 school cafeterias in northern and northwestern Rio Grande do Sul, a state in southern Brazil. Representatives of the school communities in the intervention group received an educational program consisting of 160-hour distance training. The most relevant outcomes were the assessment of the hygienic conditions and composition of the menus sold in school cafeterias. All outcomes were analyzed as intention-to-treat and per-protocol. For the analysis of continuous data with normal distribution, an analysis of covariance and the Generalized Linear Model were used. The level of statistical significance considered was p<0.05 for a 95% CI. Results No statistically significant difference was observed between the intervention group and the control group in the studied outcomes. There was a reduction of 76.2 points in the score for hygienic handling conditions (95% CI: -205 to 357; p=0.581). Regarding menu composition, the difference between groups was 0.48% (95% CI: -2.69 to 3.64; p=0.760) for ultra-processed foods, 0.23% (95% CI: -1.13 to 1.60; p=0.740) for processed foods, and 1.02% (95% CI: -2.59 to 4.64; p=0.581) for fresh foods. Conclusion There is not enough evidence to conclude that the intervention had a positive impact on any of the outcomes studied.


RESUMO Objetivo Avaliar o efeito de um programa de intervenção educacional nas condições de risco à saúde com base na avaliação das condições higiênicas e na qualidade dos alimentos comercializados em cantinas escolares. Métodos Este é um estudo comunitário, controlado, paralelo, randomizado, dois braços. As escolas de Ensino Fundamental e Médio, públicas e privadas, que possuíam cantinas, foram convidadas a participar. Este estudo foi realizado em 27 cantinas escolares do norte e noroeste do Rio Grande do Sul, sul do Brasil. Representantes da comunidade escolar das cantinas do grupo intervenção receberam um programa educacional composto por um treinamento a distância de 160 horas. Os principais desfechos avaliados foram avaliação das condições higiênicas e composição dos alimentos vendidos nas cantinas escolares. Todos os resultados foram analisados como intenção de tratar e per protocolo. Para análise dos dados contínuos, com distribuição normal, utilizou-se a análise de covariância e o Modelo Linear Generalizado. O nível de significância estatística considerado foi p<0,05 para um intervalo de confiança de 95%. Resultados Não foi observada diferença estatisticamente significativa entre o grupo intervenção e o grupo controle nos desfechos estudados. Houve redução de 76,2 pontos no escore das condições higiênicas de manipulação (IC 95%: -205 a 357; p=0,581). Em relação à composição dos cardápios, a diferença entre os grupos foi de 0,48% (IC 95%: -2,69 a 3,64; p=0,760) para os alimentos ultraprocessados, 0,23% (IC 95%: -1,13 a 1,60; p=0,740) para os alimentos processados e 1,02% (IC 95%: -2,59 a 4,64; p=0,581) para os alimentos in natura. Conclusão Não há evidências suficientes para concluir que a intervenção teve impacto positivo em nenhum dos desfechos estudados.


Assuntos
Humanos , Alimentação Escolar , Educação Alimentar e Nutricional , Qualidade dos Alimentos , Higiene dos Alimentos , Brasil , Alimentos in natura
13.
Saúde Soc ; 31(3): e210745pt, 2022. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1410111

RESUMO

Resumo A pandemia provocada pelo novo coronavírus tem causado impactos nas interações sociais e nos hábitos de vida, incluindo mudanças no contexto da alimentação. Com o intuito de promover educação em saúde, diversas cartilhas sobre alimentação e nutrição foram elaboradas para a população. Este estudo, de abordagem qualitativa, realizou uma análise reflexiva de quatro cartilhas sobre alimentação e nutrição disponibilizadas durante a pandemia de covid-19, por meio da análise de conteúdo, e identificou três eixos temáticos: (1) planejamento das refeições; (2) higienização das compras e alimentos; e (3) alimentação saudável e escolha dos alimentos. As cartilhas analisadas orientam sobre aspectos práticos da alimentação e nutrição nesse período de incertezas em relação à saúde. Contudo, observou-se uma lacuna na abordagem de temas englobando a saúde integral do indivíduo como: segurança alimentar e aspectos culturais, simbólicos e macrossociais relacionados às escolhas alimentares.


Abstract The pandemic caused by the new coronavirus has impacted social interactions and lifestyle habits, including changes in the context of food. To promote health education, several food and nutrition guides were developed for the population. This study, of qualitative approach, carried out a reflexive analysis of four food and nutrition guides made during the pandemic, by content analysis, and identified three thematic axes: (1) meal planning; (2) cleaning of purchases and food; and (3) healthy eating food choice. The analyzed guides provide guidance on practical aspects of food and nutrition in this period of uncertainty regarding health protection. However, the approach to themes encompassing the individual's integral health such as: food security and cultural, symbolic, and macrosocial aspects related to food choices, showed a gap.


Assuntos
Planejamento Alimentar , Educação Alimentar e Nutricional , Higiene dos Alimentos , Infecções por Coronavirus , Comportamento Alimentar , Dieta Saudável
14.
Rev. patol. trop ; 51(1): 87-96, 2022. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1412887

RESUMO

Free-living amoebae (FLA) are part of a group of protozoa found worldwide and in the most diverse environments. They resist various temperatures and disinfection methods, and are a risk to human health. Pathogenic strains grow at high temperatures and under hyperosmolarity conditions. Some FLA genera are mainly related to primary amoebic meningoencephalitis (PAM), skin ulcerations, corneal lesions, kidney and lung infections and keratitis. Therefore, studies that assess the pathogenic potential of FLA are public health issues of great concern. We aimed to evaluate the pathogenic potential of FLA isolated in salads from restaurants in vitro, using osmotolerance and thermotolerance tests. Forty-five isolates were used from ready-made salads purchased in restaurants in Jatai, Goias. Twelve isolates subjected to the osmotolerance test (26.6%) showed growth in 0.5 M mannitol, 18 (40.0%) in 1.0 M mannitol and 16 (35.5%) in 1.5 M mannitol, 13 (28.8%) isolates did not show growth. Four isolates that underwent the thermotolerance test (8.9%) showed growth at 25°C, 8 (17.8%) showed growth at 30°C, 3 (6.7%) showed growth at 37°C and 30 (66.7%) did not show growth. With the indices obtained in the present study, we concluded that 15.6% of the isolates were osmotolerant and thermotolerant. Our findings highlight a public health problem once these FLA are associated with harboring or being harbored by microorganisms responsible for diseases such as diarrhea and meningitis. Measures are required to improve food hygiene and so avoid FLA-related health problems.


Assuntos
Contaminação de Alimentos , Higiene dos Alimentos , Diarreia , Amebíase , Termotolerância , Meningite , Ceratite
15.
Bol. malariol. salud ambient ; 62(4): 804-811, 2022. tab
Artigo em Espanhol | LIVECS, LILACS | ID: biblio-1413107

RESUMO

Las enfermedades transmitidas por alimentos (ETA) constituyen un importante problema de salud pública debido a su alta incidencia a nivel mundial, las directrices para la higiene de los alimentos deben ser aplicadas, no solo por la población en general, sino también por los servicios médicos y sistemas hospitalarios. Por tal razón, esta investigación tiene como objetivo conocer las condiciones de higiene de los alimentos y determinar enfermedades de transmisión alimentaria en una clínica de especialidades médicas en la ciudad de Ambato, Ecuador. La investigación fue observacional, descriptivo, de corte transversal, con una muestra de 117 personas de tres turnos de trabajo, a quienes se le aplicó un cuestionario de higiene alimentaria compuesto por 24 ítems distribuido en cinco (5) categorías, el análisis de los datos fue mediante la estadística descriptiva, aplicando el cálculo porcentual y análisis de distribución de frecuencias. Como resultado se evindeció mayor existencia de protocolo/norma para el lavado de manos (76,65%) y menor para la prohibición de uso de joyas y accesorios (29,91%), a pesar de esto, el cumplimiento de protocolo fue 100,00% en equipo de protección personal, prohibición de uso de joyas y accesorios, uso de uñas cortas, limpias y sin esmalte, accidentes cortopunzantes y manejo higiénico de personal con enfermedades dermatológicas, respiratorias y diarreicas. Por otra parte, se encontró un (1) caso de una intoxicación alimentaria causada por una cepa de la bacteria Scherichia coli enterotoxigénica (ETEC) sin identificación de nexo epidemiológico. Concluyendo, la higiene correcta de alimentos podría evitar la propagación de múltiplies enfermedades(AU)


Foodborne illnessare a major public health problem due to their high incidence worldwide, the guidelines for food hygiene must be applied, not only by the general population, but also by medical services and hospital systems. For this reason, this research aims to know the hygiene conditions of food and determine foodborne illness in a medical specialty clinic in the city of Ambato, Ecuador. The research was observational, descriptive, cross-sectional, with a sample of 117 people from three work shifts, to whom a food hygiene questionnaire composed of 24 items distributed in five (5) categories was applied, the data analysis was through descriptive statistics, applying the percentage calculation and frequency distribution analysis. As a result, there was a greater existence of protocol/norm for hand washing (76.65%) and less for the prohibition of the use of jewelry and accessories (29.91%), despite this, compliance with the protocol was 100.00% in personal protection equipment, prohibition of the use of jewelry and accessories, use of short, clean nails without polish, sharps accidents and hygienic handling of personal with dermatological, respiratory and diarrheal diseases. On the other hand, one (1) case of food poisoning caused by a strain of enterotoxigenic Scherichia coli (ETEC) bacteria without identification of an epidemiological link was found. In conclusion, correct food hygiene could prevent the spread of multiple diseases(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Higiene dos Alimentos , Manipulação de Alimentos , Doenças Transmitidas por Alimentos , Bactérias , Saúde Pública , Armazenamento de Alimentos
16.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 73(5): 1147-1158, Sept.-Oct. 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1345262

RESUMO

The aim of this study was to evaluate the productive and reproductive performance of dairy goat genotypes, as well as the influence of hygienic practices by farmers on the quality of goat milk. Productive and reproductive data of 81 Anglo Nubian and Alpine crossbred goats, as well as data on total milk production of goats over 100 days of lactation and partial production up to 56 days of lactation. Also, in natura milk samples from 160 properties in the region were evaluated. At the time of collection, a questionnaire was applied to diagnose goat milk production systems. Data from productive and reproductive performance were evaluated by Tukey test and descriptive analysis using the SPSS program. The herd presented a variation of the total milk production in lactation (TMP) from 267.40kg to 468.55kg, with lactation length ranging from 157 to 247 days, and average daily production between 1.43 and 1.89kg/day. Fertility rates were satisfactory, with the lowest rate being 76% and the highest 92%, with an average of 85.24% considering the six seasons of birth. The means of the gestation periods varied between 144 and 152 days. Regarding the sanitary characterization, 73% of farmers performed a cleaning of the room before and after milking. However, 94.8% of farmers did not eliminate the first jets of milk and only 29.2% used the screened mug test to identify clinical mastitis. Only 41% of farmers performed pre and post-dipping and 30.2% applied the iodine solution. Only 8.3% of farmers used disposable paper towels. However, 92% of producers still used fabric towel. It was also observed that 99% of the properties stored milk in buckets or cans without refrigeration. In the microbiological analysis, a small amount of milk samples (5.6%) was contaminated with Staphylococcus aureus, however the total coliform count was high. Regarding the somatic cell count, it was found that 86% of the properties presented values above one million cells per mL of sample. The study demonstrated the prevalence of several factors that contribute to the vulnerability of milk contamination in various stages of production such as milking and processing. Thus, the guidance and awareness of those responsible is extremely important to improve goat milk quality in the semi-arid region of Paraíba.(AU)


O objetivo do presente estudo foi avaliar o desempenho produtivo e reprodutivo de genótipos caprinos leiteiros, assim como a influência da adoção das práticas higiênicas pelos produtores sobre a qualidade do leite caprino. A primeira parte da pesquisa foi realizada na Estação Experimental Pendência-PB. Foram analisados dados produtivos e reprodutivos de 81 cabras Anglo-Nubiana e alpinas mestiças, bem como dados de produção total de leite das cabras acima de 100 dias de lactação e produção parcial até 56 dias de lactação. Também foram avaliadas amostras de leite in natura de 160 propriedades da região. No momento da coleta, foi aplicado um questionário de diagnóstico dos sistemas de produção de leite caprino. Os dados de desempenho produtivo e reprodutivo foram avaliados pelo teste de Tukey e pela análise descritiva utilizando o programa SPSS. O rebanho apresentou uma variação da produção de leite total na lactação desde 267,40kg a 468,55kg, com durações de lactação variando de 157 e 247 dias, e produção média diária entre 1,43 e 1,89kg/dia. As taxas de fertilidade foram satisfatórias, sendo a menor taxa de 76% e a maior de 92%, com uma média de 85,24% considerando as seis estações de parição. As médias dos períodos de gestação variaram entre 144 e 152 dias. Quanto à caracterização da sanidade, 73% dos produtores realizam limpeza da sala antes e após a ordenha. No entanto, 94,8% dos produtores não eliminam os primeiros jatos de leite e somente 29,2% utilizam o teste da caneca telada para identificação de mastite clínica. Apenas 41% dos produtores realizam pré-dipping e pós-dipping e 30,2% aplicam a solução de iodo. Somente 8,3% dos produtores usam toalhas descartáveis e 92% ainda utilizam toalha de tecido. Observou-se, ainda, que 99% das propriedades armazenam o leite ordenhado em baldes ou latões, sem refrigeração. Pequenas quantidades de amostras (5,6%) estavam contaminadas por Staphylococcus aureus, porém a contagem de coliformes totais teve valor elevado. Em relação à contagem de células somáticas, verificou-se que 86% das propriedades apresentaram CCS acima de um milhão de células por mL, devendo-se ajustar corretamente os manejos alimentar, produtivo e reprodutivo. As épocas de parição, lactação e o genótipo influenciaram de forma direta os índices produtivos e reprodutivos dos animais. Obsevou-se a prevalência de vários fatores que contribuem para a vulnerabilidade de contaminação do leite em diversas etapas de produção, tais como ordenha e processamento. Portanto, a orientação adequada e a conscientização dos responsáveis são de extrema importância para melhorar a qualidade do leite de cabra na região semiárida da Paraíba.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Cabras , Contaminação de Alimentos/análise , Leite/microbiologia , Leite/química , Lactação , Higiene dos Alimentos , Eficiência
17.
Rev. inf. cient ; 100(4): e3495, 2021. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS, CUMED | ID: biblio-1289650

RESUMO

RESUMEN Introducción: La infección por Helicobacter pylori es cada vez más frecuente en los jóvenes peruanos e incrementa su riesgo de padecer neoplasias gástricas. Objetivo: Determinar los hábitos alimentarios y de higiene asociados a la seroprevalencia de infección por Helicobacter pylori en estudiantes universitarios del departamento de Cajamarca, Perú, durante los meses de septiembre a octubre de 2019. Método: Estudio observacional, transversal, prospectivo con un diseño no experimental. La población estuvo conformada por 367 estudiantes de la carrera profesional de Tecnología Médica. El tamaño de la muestra fue de 188 estudiantes de ambos géneros. Se detectaron anticuerpos IgG frente a Helicobacter pylori en suero, mediante el método de inmunocromatografía. Los hábitos alimentarios y de higiene se recopilaron utilizando una encuesta estructurada. Resultados: El 51,1 % de estudiantes presentó anticuerpos IgG frente a Helicobacter pylori. El 31,38 % de los estudiantes que consumía "a veces" alimentos elaborados en la calle resultaron seropositivos a Helicobacter pylori. Aquellos estudiantes que manifestaron lavarse las manos "a veces" (29,79 %) y "siempre" (21,28 %) antes de ingerir los alimentos presentaron anticuerpos IgG contra la bacteria. Además, los estudiantes seropositivos frente a Helicobacter pylori lavaban sus frutas y verduras con el agua del grifo (43,62 %) y consumían agua de grifo no tratada (29,79 %). Conclusión: El consumo de alimentos preparados en la calle, lavado de manos antes de consumir alimentos, tipo de agua para consumo y lavado de frutas y verduras antes de ingerirlas son hábitos alimentarios y de higiene asociados a la seroprevalencia de Helicobacter pylori.


ABSTRACT Introduction: Helicobacter pylori infection is becoming more frequent in the young population of Peru and at the same time increases the risk of gastric neoplasms. Objective: To identify the dietary and higiene habits associated with the seroprevalence of Helicobacter pylori infection in university students at the Cajamarca Department. Assesed period from September throughout October 2019. Method: An observational, cross-sectional, prospective study with a non-experimental design was carried out. A population of 367 students on Medical technology career were involved and 188 of them, in both sex, were selected as trial. It was detected, using the immunochromatography method in serum assay, IgG antibodies against Helicobacter pylori. Dietary and hygiene habits were collected using a well-structed enquiry. Results: It was identified IgG antibodies against Helicobacter pylori infection in 51.1% of students. The 31.38% of those who, not frequently, had consumed food prepared outdoors were seropositive for Helicobacter pylori. Those students who revealed wash their hands, not frequently (29.79%) and frequently (21.28%) before eating, produced antibodies against this bacterial infection. In addition, Helicobacter pylori seropositive students washed their fruits and vegetables with obtained water from the tap (43.62%) and consumed untreated water fom the tap too (29.79%). Conclusions: Food intake outdoors, wash of hands, fruits and vegetables before eating, and the quality of water to be consumption are dietary and hygiene habits associated with the Helicobacter pylori seroprevalence.


RESUMO Introdução: A infecção por Helicobacter pylori é cada vez mais comum em jovens peruanos e aumenta o risco de neoplasias gástricas. Objetivo: Determinar os hábitos alimentares e de higiene associados à soroprevalência da infecção por Helicobacter pylori em universitários do departamento de Cajamarca, Peru, durante os meses de setembro a outubro de 2019. Método: Estudo observacional, transversal, prospectivo com um não experimental. A população foi composta por 367 alunos da carreira de Tecnologia Médica. O tamanho da amostra foi de 188 alunos de ambos os sexos. Os anticorpos IgG contra Helicobacter pylori foram detectados no soro pelo método de imunocromatografia. Os hábitos alimentares e de higiene foram coletados por meio de questionário estruturado. Resultados: 51,1% dos alunos apresentaram anticorpos IgG contra Helicobacter pylori. 31,38% dos alunos que comeram "às vezes" alimentos preparados na rua eram soropositivos para Helicobacter pylori. Os alunos que relataram lavar as mãos "às vezes" (29,79%) e "sempre" (21,28%) antes de comer apresentaram anticorpos IgG contra a bactéria. Além disso, os alunos soropositivos para Helicobacter pylori lavavam frutas e vegetais com água da torneira (43,62%) e consumiam água da torneira não tratada (29,79%). Conclusão: O consumo de alimentos preparados na rua, a lavagem das mãos antes de consumir os alimentos, o tipo de água para consumo e a lavagem de frutas e verduras antes de ingeri-los são hábitos alimentares e de higiene associados à soroprevalência do Helicobacter pylori.


Assuntos
Humanos , Higiene dos Alimentos , Helicobacter pylori/isolamento & purificação , Comportamento Alimentar , Peru , Estudantes , Estudos Transversais , Estudos Prospectivos , Tecnologia Biomédica/educação , Estudo Observacional
18.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-48239

RESUMO

Diante da pandemia da COVID-19, é preciso repensar a maneira como os alimentos são consumidos, manuseados e armazenados. Nessa matéria, o médico infectologista do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Rodrigo Souza, esclarece que, embora não existam evidências sobre a transmissão de coronavírus por meio da ingestão ou da manipulação de comidas, existem os chamados fômites, ou seja, “superfícies e objetos inanimados nos quais, dependendo do material, o vírus pode ficar vivo e infectante durante horas”


Assuntos
Infecções por Coronavirus , Pneumonia Viral , Higiene dos Alimentos
19.
Hig. aliment ; 35(292): e1045, Jan.-Jun. 2021. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1399826

RESUMO

Este trabalho teve como objetivo avaliar os aspectos higiênico-sanitários de Unidades de Alimentação e Nutrição Escolares (UANE) de duas escolas públicas do município de Currais Novos (RN) quanto à adoção das Boas Práticas na Alimentação Escolar. Os dados foram coletados por meio de lista de verificação própria para UANE, durante as visitas realizadas nas unidades de uma escola estadual e uma municipal. As unidades avaliadas se encontravam em risco sanitário regular, com pontuações de 74% e 54% para a escola estadual e municipal, respectivamente. As principais inadequações encontradas foram relacionadas às edificações e instalações; aos manipuladores; à higienização dos hortifrutis e ao controle de pragas e vetores urbanos. Pode-se concluir que a produção de refeições nas UANEs das escolas avaliadas não atende a requisitos importantes previstos pelas Boas Práticas na Alimentação Escolar.(AU)


This work intends to evaluate the hygiene-health aspects of Food and Nutrition Units (SFNU) of two public schools in the city of Currais Novos (RN) regarding the adoption of best practices in school food and nutrition. Data were collected through SFNU checklist, during visits to the units of a state and a municipal school. The health risk of units evaluated was regular, with scores of 74% and 54% for the state and municipal schools, respectively. The main inadequacies found were related to structure and facilities; food handlers; the hygiene of fruit and vegetables; and pest control and urban vectors. It could be concluded that the production of meals in SFNU of schools evaluated does not comply with important requirements established by the Good Practices in School Food and Nutrition.(AU)


Assuntos
Instituições Acadêmicas/organização & administração , Alimentação Escolar , Higiene dos Alimentos/métodos , Inspeção de Alimentos/métodos , Manipulação de Alimentos/métodos , Brasil , Boas Práticas de Fabricação
20.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 73(2): 487-494, Mar.-Apr. 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1248939

RESUMO

The aim of this study was to evaluate the influence of different periods of pre-slaughter fasting (F1: 2 to 24 hours and F2: 48 to 72 hours) on the counts of hygiene indicator microorganisms and the presence of Salmonella spp. in carcasses of bullfrogs. Two different stages of the slaughter process were analyzed: after bleeding (A) and after the final carcasses cleaning (B). Samples from each fasting period were analyzed to count hygiene indicator microorganisms (n=30) and Salmonella spp. (n=140). For aerobic mesophilic microorganisms, the variation in fasting periods caused a reduction of 0.69 log10 CFU / g (P<0.05) in F2 when compared to F1 at point B of the slaughter. Coliforms at 35º C and Escherichia coli showed no differences (P >0.05) between the fasting analyzed periods. Considering the presence of E. coli, it was observed that F2 resulted in a reduction of 30% (P<0.05) positivity on point B. For Salmonella spp., the results showed that F2 contributed to an 11.5% reduction in the presence of this bacteria at point B. (P<0.05). Therefore, it is concluded that 48 to 72 hours of pre-slaughter fasting resulted in a positive impact on the microbiological quality of bullfrog carcasses.(AU)


O objetivo deste estudo foi avaliar a influência de diferentes períodos de jejum pré-abate (F1: duas a 24 horas e F2: 48 a 72 horas) nas contagens de micro-organismos indicadores de higiene e na presença de Salmonella spp. em carcaças de rãs-touro. Foram analisadas duas etapas do processo de abate: após a sangria (A) e após a toalete final da carcaça (B). As amostras de cada período de jejum foram utilizadas para contagem de indicadores de higiene (n = 30) e Salmonella spp. (n = 140). Para aeróbios mesófilos, a variação no tempo de jejum causou uma redução de 0,69 log10 UFC/g (P<0,05) em F2 quando comparado a F1 na etapa B do abate. Os coliformes a 35ºC e Escherichia coli não apresentaram diferenças (P>0,05) entre os dois períodos de jejum analisados. Considerando a presença de E. coli, F2 resultou em uma redução de 30% (P<0,05) de positividade na etapa B. Para Salmonella spp., os resultados mostraram que F2 contribuiu para uma redução de 11,5% na presença desse micro-organismo na etapa B. Portanto, conclui-se que 48 a 72 horas de jejum pré-abate tiveram um impacto positivo na qualidade microbiológica das carcaças de rã-touro.(AU)


Assuntos
Animais , Rana catesbeiana/microbiologia , Salmonella/isolamento & purificação , Higiene dos Alimentos , Escherichia coli/isolamento & purificação , Inocuidade dos Alimentos , Jejum , Abate de Animais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA