Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 1.958
Filtrar
Mais filtros








Filtros aplicados
  • Temas
    • Reduzir ou controlar doenças passíveis de prevenção e controle (remover)
Intervalo de ano de publicação
1.
Trials ; 22(1): 582, 2021 Sep 01.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-34470656

RESUMO

BACKGROUND: Nut consumption has been related to improvements on cardiometabolic parameters and reduction in the severity of atherosclerosis mainly in primary cardiovascular prevention. The objective of this trial is to evaluate the effects of the Brazilian Cardioprotective Diet (DIeta CArdioprotetora Brasileira, DICA Br) based on consumption of inexpensive locally accessible foods supplemented or not with mixed nuts on cardiometabolic features in patients with previous myocardial infarction (MI). METHODS: DICA-NUTS study is a national, multicenter, randomized 16-week follow-up clinical trial. Patients over 40 years old with diagnosis of previous MI in the last 2 to 6 months will be recruited (n = 388). A standardized questionnaire will be applied to data collection and blood samples will be obtained. Patients will be allocated in two groups: Group 1: DICA Br supplemented with 30 g/day of mixed nuts (10 g of peanuts, 10 g of cashew, 10 g of Brazil nuts); and Group 2: only DICA Br. The primary outcome will consist of LDL cholesterol means (in mg/dL) after 16 weeks of intervention. Secondary outcomes will consist of other markers of lipid profile, glycemic profile, and anthropometric data. DISCUSSION: It is expected that DICA Br supplemented with mixed nuts have superior beneficial effects on cardiometabolic parameters in patients after a MI, when compared to DICA Br. TRIAL REGISTRATION: ClinicalTrials.gov Identifier NCT03728127 . First register: November 1, 2018; Last update: June 16, 2021. World Health Organization Universal Trial Number (WHO-UTN): U1111-1259-8105.


Assuntos
Dieta , Infarto do Miocárdio , Adulto , Biomarcadores , Glicemia , LDL-Colesterol , Humanos , Estudos Multicêntricos como Assunto , Infarto do Miocárdio/diagnóstico , Infarto do Miocárdio/prevenção & controle , Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
2.
Hist Cienc Saude Manguinhos ; 28(3): 879-883, 2021.
Artigo em Espanhol | MEDLINE | ID: mdl-34346994

RESUMO

The rise of the covid-19 pandemic has led to renewed interest in the 1918-1919 influenza in search of aspects that might help us understand the current situation, but also as an opportunity to re-evaluate the serious twentieth-century health crisis in light of what we are experiencing now. In this context and with that goal, this historical reflection shows the parallels that exist and the need for a realization that our model of society is undergoing a crisis and requires profound transformation.


Assuntos
COVID-19/história , Influenza Humana/história , Pandemias/história , COVID-19/epidemiologia , COVID-19/prevenção & controle , COVID-19/transmissão , Vacinas contra COVID-19/história , Negação em Psicologia , Economia , História do Século XX , História do Século XXI , Humanos , Higiene/história , Vacinas contra Influenza/história , Influenza Humana/epidemiologia , Influenza Humana/prevenção & controle , Influenza Humana/transmissão , Militares/história , I Guerra Mundial
3.
Rev Lat Am Enfermagem ; 29: e3389, 2021.
Artigo em Inglês, Português, Espanhol | MEDLINE | ID: mdl-34287537

RESUMO

OBJECTIVE: to evaluate in the literature the effectiveness of the health education interventions in self-care and adherence to treatment of patients with Chronic Heart Failure. METHOD: a systematic review with meta-analysis. Studies were selected that compared health education interventions with the usual care to assess the outcomes of adherence and self-care. The quality of the methodological evidence was assessed by the Grading of Recommendations, Assessment, Development and Evaluation system. RESULTS: the educational interventions were more effective in relation to the usual care in the outcome of adherence (fixed effect=0-3841; p-value <0.001). There was no statistical difference in the outcome of self-care (fixed effect=0.0063; p-value=0.898). CONCLUSION: the educational interventions improved the outcome of adherence, though not self-care in the patient with Heart Failure.


Assuntos
Insuficiência Cardíaca , Autocuidado , Doença Crônica , Educação em Saúde , Insuficiência Cardíaca/terapia , Humanos , Adesão à Medicação
4.
Brasília; CONITEC; jul. 2021.
Não convencional em Português | BRISA/RedTESA | ID: biblio-1292102

RESUMO

CONTEXTO: A Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP) é uma doença rara, grave, caracterizada por disfunção endotelial e remodelamento das artérias pulmonares, pertencente a um grupo de distúrbios conhecidos como hipertensão pulmonar (HP). A incidência anual da HAP varia entre 1,9 a 3,7 novos casos/milhão de habitantes, enquanto a prevalência estimada é de 10,6 a 16 casos/milhão de habitantes. A HAP é uma condição progressiva com prognóstico ruim, que pode levar rapidamente à incapacidade e morte prematura. Devido a sua baixa incidência é uma doença classificada como doença rara. Para o tratamento da HAP utiliza-se associação de terapias específicas e a combinação de medicamentos com diferentes mecanismos de ação. O PCDT de HAP comtempla para tratamento 5 medicamentos aprovados pela ANVISA, que incluem antagonistas do receptor de endotelina (ERA) (ambrisentana e bosentana); inibidores da fosfodiesterase 5 (PDE5i) (sildenafila) e atuantes na via da prostaciclina (PGI2), que são os análogos da PGI2 (iloprosta). O iloprosta é um medicamento administrado por via inalatória de 6 a 9 vezes por dia. Selexipague é um agonista seletivo do receptor IP, administrado por via oral, duas vezes ao dia, proporcionando ao paciente maior facilidade de administração e comodidade posológica indicado para o tratamento de longo prazo da HAP. A indicação de incorporação é tratamento com selexipague para pacientes adultos com hipertensão arterial pulmonar (HAP ­ Grupo I) em classe funcional III que não alcançaram resposta satisfatória com ERA e/ou PDE5i, como alternativa a iloprosta. Tecnologia: Selexipague (Uptravi®). PERGUNTA: O uso de selexipague é eficaz, seguro e custo-efetivo no tratamento de pacientes com HAP em pacientes com hipertensão arterial pulmonar quando comparado às terapias atualmente disponíveis no SUS? EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS: Foi realizada uma revisão sistemática da literatura com o objetivo de identificar todas as evidências disponíveis que avaliassem a eficácia e segurança de selexipague em comparação com as terapias atualmente disponíveis no SUS em pacientes adultos com HAP. No total, dez estudos foram incluídos pelo demandante (1 ECR, com 4 análises post-hoc e 5 revisões sistemáticas com meta-análise). Na avaliação crítica foi excluída uma metanálise totalizando 9 estudos. A evidência principal de selexipague é o ECR Fase III GRIPHON, em que pacientes foram randomizados para receber selexipague ou placebo em adição a terapia de base (80% já usavam ERA e/ou PDE5i). O risco do desfecho primário composto de morte, progressão da doença ou de uma complicação relacionada a HAP foi significativamente menor entre os pacientes que receberam selexipague do que entre os que receberam placebo (41,6% dos pacientes no grupo placebo e 27,0% no grupo selexipague [HR no grupo selexipague em comparação ao grupo placebo: 0,60; IC99% 0,46-0,78; p 0,60; p<0,001]). Em relação aos eventos adversos 41 patients (7.1%) no grupo placebo e 82 pacientes (14.3%) no grupo selexipague descontinuaram o regime do estudo por evento adverso. Os principais eventos para o selexipague foram dor de cabeça (em 3.3% dos pacientes), diarreia (em 2.3%), e náusea (em 1.7%). Na semana 26, a proporção de pacientes sem piora ou melhora na classe functional entre os grupos selexipague e placebo não foram significativas (74.9% and 77.8%, respectivamente; OR, 1.16; 99% IC, 0.81 to 1.66; P=0.28). As metanálises incluídas foram de análises indiretas entre o selexipague e iloprosta com resultados muito frágeis devido principalmente a grande heterogeneidade de participantes nos estudos, regimes de tratamento e desfechos. AVALIAÇÃO ECONÔMICA: Foi elaborado um modelo de custo-utilidade pelo demandante onde foi utilizada uma abordagem simples e direta para comparar selexipague com iloprosta em pacientes com HAP grupo I e classe funcional III. A análise econômica conduzida baseou-se em um modelo de Markov para projetar a relação entre custo e anos de vida ajustados pela qualidade (AVAQ) entre selexipague comparado a Iloprosta. Foi utilizado como desfecho clínico a diferença em utilidade, considerando a via de administração dos medicamentos (oral vs inalatória). O resultado da razão de custo efetividade incremental (RCEI) do caso base, considerando a terapia combinada e o cenário onerado, foi de R$ 320.721,97. AVALIAÇÃO DE IMPACTO ORÇAMENTÁRIO: A incorporação do selexipague ao SUS, geraria um impacto incremental de R$ 16,6 milhões no primeiro ano de incorporação, totalizando incremento de R$ 67,9 milhões em 5 anos se a taxa de difusão for até 70%. Caso fosse considerado o cenário de desoneração do selexipague, o IO em 5 anos seria de R$ 11,9 milhões. Em um cenário mais agressivo elaborado internamente chegando a uma difusão de 95% em 5 anos o impacto incremental chegaria a R$ 72,5 milhões. MONITORAMENTO DO HORIZONTE TECNOLÓGICO: Detectaram-se três tecnologias para compor o esquema terapêutico de adultos com adultos com HAP, Grupo I e CF-III, que não alcançaram resposta satisfatória com ERA e/ou PDE5-i, ralinepague, riociguate e sotatercepte. Sendo que este último não possui registro nas Agências regulatórias consultadas. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Não há na literatura evidências diretas que comparem selexipague com iloprosta em monoterapia ou terapia combinada com ERA e/ou PDE5i. O estudo GRIPHON não apresentou análise completa de subgrupos de pacientes em terapia combinada e por classe funcional que mostre a real eficácia nos pacientes classe funcional III. As evidências apresentadas demonstram que os resultados clínicos de selexipague em relação ao placebo reduzem a morbimortalidade da doença. Essa evidência em relação ao iloprosta fica inferida indiretamente como equivalente por serem da mesma classe de medicamentos. RECOMENDAÇÃO PRELIMINAR: Diante do exposto, a Conitec, em sua 97ª reunião ordinária, realizada no dia 06 de maio de 2021, deliberou que a matéria fosse disponibilizada em Consulta Pública com recomendação preliminar de todos os membros do plenário desfavorável à incorporação de selexipague para tratamento de pacientes adultos com Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP -grupo I) em classe funcional III que não alcançaram resposta satisfatória com ERA e/ou PDE5i, como alternativa a iloprosta no SUS. CONSULTA PÚBLICA: A Consulta Pública nº 51 foi realizada entre os dias 07/06/2021 e 28/06/2021. Foram recebidas 359 contribuições, sendo 72 pelo formulário para contribuições técnico-científicas e 287 pelo formulário para contribuições sobre experiência ou opinião de pacientes, familiares, amigos ou cuidadores de pacientes, profissionais de saúde ou pessoas interessadas no tema. A grande maioria das contribuições não concordou com a não incorporação e apenas 3 contribuições foram concordantes. Ao final, o Plenário da Conitec entendeu que houve nova proposta de preço do medicamento além do entendimento da comodidade posológica do medicamento em relação ao iloprosta o que fez com que a plenária mudasse seu entendimento sobre o tema, fazendo com que sua recomendação preliminar passasse a ser favorável à incorporação do Selexipague. DELIBERAÇÃO FINAL: Pelo exposto, o Plenário da Conitec, em sua 99ª Reunião Ordinária, no dia 01 de julho de 2021, deliberou por unanimidade recomendar a incorporação do Selexipague para pacientes adultos com Hipertensão arterial pulmonar (HAP ­ grupo I) em classe funcional III que não alcançaram resposta satisfatória com ERA e/ou PDE5i como alternativa a iloprosta. A incorporação favorável está condicionada ao Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas do Ministério da Saúde. Assim, foi assinado o Registro de Deliberação nº 637/2021. DECISÃO: Incorporar o selexipague para pacientes adultos com hipertensão arterial pulmonar (HAP - Grupo I) em classe funcional III que não alcançaram resposta satisfatória com ERA e/ou PDE5i, como alternativa a iloprosta, no âmbito do Sistema Único de Saúde ­ SUS, conforme a Portaria nº 53, publicada no Diário Oficial da União nº 149, seção 1, páginas 60 e 61, em 9 de agosto de 2021.


Assuntos
Humanos , Iloprosta/uso terapêutico , Receptores de Inositol 1,4,5-Trifosfato/agonistas , Inibidores da Fosfodiesterase 5/efeitos adversos , Hipertensão Arterial Pulmonar/tratamento farmacológico , Sistema Único de Saúde , Brasil , Análise Custo-Benefício
6.
Brasília; CONITEC; jun. 2021.
Não convencional em Português | BRISA/RedTESA | ID: biblio-1293250

RESUMO

CONTEXTO: O tromboembolismo venoso (TEV) associado à gravidez, incluindo trombose venosa profunda (TVP) e embolia pulmonar (EP), embora incomum, continua sendo causa importante de morbimortalidade. Por ser uma condição próinflamatória com ativação de células endoteliais, as gestantes apresentam um risco maior de TEV quando comparado com mulheres não grávidas. Mulheres com trombofilia e aquelas que se submetem à cesariana representam a maioria das pacientes com TEV pós-parto. Atualmente, o Brasil possui um Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) de Profilaxia do Tromboembolismo Venoso em Gestantes com Trombofilia. O PCDT foi publicado por meio da Portaria Conjunta SAES-SCTIE nº 04, de 12 de fevereiro de 2020 e preconiza o uso do medicamento enoxaparina para prevenção e tratamento do tromboembolismo venoso em gestantes com trombofilia. Entretanto, a apresentação de 60 mg/0,6 mL de enoxaparina, necessária para uma dose precisa em grávidas ou puérperas com trombofilia com massa corporal acima de 90 kg com indicação de anticoagulação profilática ou em grávidas ou puérperas com trombofilia e indicação de esquema de anticoagulação plena, independentemente do peso corporal, atualmente não está disponível no SUS. TECNOLOGIA: Enoxaparina sódica 60 mg/0,6 mL injetável. PERGUNTA: A enoxaparina 60 mg/0,6mL é eficaz, efetiva e segura em grávidas ou puérperas com trombofilia com massa corporal acima de 90 kg que estiverem em tratamento com esquema de anticoagulação profilática ou em gestantes com indicação esquema de anticoagulação plena, independentemente do peso corporal? EVIDÊNCIAS CLÍNICAS: Foram incluídos 4 estudos descritos em 5 referências, sendo 02 ensaios clínicos randomizados (ECR) e dois estudos observacionais do tipo coorte retrospectiva. Os estudos apontam que não há diferenças significativas para os desfechos de eficácia, efetividade e segurança entre a dose mínima e o ajuste de dose de enoxaparina na Prevenção de Tromboembolismo Venoso em Gestantes com Trombofilia. Para o desfecho mais relevante que corresponde ao número de nascidos vivos por gestação, a meta-análise incluiu 165 gestantes recebendo enoxaparina com dose ajustada e 155 gestantes recebendo 40 mg/dia de enoxaparina em dose fixa. O resultado agrupado dos dois ECRs gerou um RR de 0,95 sem diferença estatisticamente significante entre os grupos no modelo de efeitos randômicos, (IC95% = 0,86 ­ 1,04; I 2 = 0%; p = 0,55). Nos efeitos indesejáveis da tecnologia, ambas as doses de enoxaparina indicam ser seguras e bem toleradas (Anexo 1). ANÁLISE DE IMPACTO ORÇAMENTÁRIO: Foi adotado um horizonte temporal de cinco anos (2021 a 2025). No cenário mais conservador, a análise de impacto orçamentário evidenciou uma economia de R$ 55.369.020,00 diante da incorporação da enoxaparina 60 mg/0,6 mL no SUS (Anexo 2). MONITORAMENTO DO HORIZONTE TECNOLÓGICO: Não foram detectadas tecnologias para compor o esquema terapêutico de prevenção de tromboembolismo venoso em gestantes com trombofilia. No Brasil, a enoxaparina não está sob proteção patentária. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Considerou-se que a enoxaparina 60 mg/0,6 mL mostra-se como uma alternativa segura quando comparada à dose mínima de 40 mg/0,4 mL. Ademais, a incorporação da enoxaparina 60 mg/0,6 mL pode levar à economia de R$ 55.369.020,00 ao longo de cinco anos. RECOMENDAÇÃO PRELIMINAR DA CONITEC: O Plenário da Conitec, em sua 96ª Reunião Ordinária, no dia 07 de abril de 2021, deliberou que a matéria fosse disponibilizada em Consulta Pública com recomendação preliminar favorável à incorporação da enoxaparina 60 mg/0,6 mL injetável para a prevenção de tromboembolismo venoso em gestantes com trombofilia no SUS. Os membros da Conitec consideraram que a incorporação desta nova apresentação de enoxaparina é necessária para a prevenção de tromboembolismo venoso em gestantes com sobrepeso ou com indicação de anticoagulação plena. Além disso, considerou-se que essa incorporação potencialmente irá representar economia para o Sistema Único de Saúde. CONSULTA PÚBLICA: Foram recebidas 16 contribuições, sendo 8 técnico-científicas e 8 sobre experiência ou opinião. A grande maioria destas concordou da recomendação inicial da Conitec. Ao final, o Plenário da Conitec entendeu que não foram apresentadas novas evidências que mudassem seu entendimento sobre o tema, fazendo com que sua recomendação preliminar fosse mantida. RECOMENDAÇÃO FINAL DA CONITEC: O Plenário da Conitec, em sua 98ª Reunião Ordinária, no dia 09 de junho de 2021, deliberou por unanimidade recomendar a incorporação da enoxaparina 60 mg/0,6 mL injetável para a prevenção de tromboembolismo venoso em gestantes com trombofilia. Assim, foi assinado o Registro de Deliberação nº 622/2021. DECISÃO: Incorporar a enoxaparina 60 mg/0,6 mL injetável para a prevenção de tromboembolismo venoso em gestantes com trombofilia, no âmbito do Sistema Único de Saúde ­ SUS, conforme a Portaria nº 35, publicada no Diário Oficial da União nº 127, seção 1, página 143, em 08 de julho de 2021.


Assuntos
Feminino , Gravidez , Tromboembolia/prevenção & controle , Enoxaparina/uso terapêutico , Trombofilia/tratamento farmacológico , Sistema Único de Saúde , Brasil , Análise Custo-Benefício
7.
Rev Gaucha Enferm ; 42(spe): e20200281, 2021.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-34133688

RESUMO

OBJECTIVE: Describe the development of a learning object focused on scientific evidence about COVID-19. METHOD: Experience report on the production of a learning object based on the DADI web sites methodology, aimed at adults and children, built by nurses and academics from a Brazilian Federal University in 2020. Data collection in databases and reference organizations. Monitored performance through Google Analytics. RESULTS: Website created, "COVID-19 Evidence for All", with intuitive design and didactic language aimed at three audiences: health professionals, adult population, and children. In the first month after implementation, the website was accessed by 3,313 users, proving to be an efficient strategy for disseminating knowledge. CONCLUSION: The development of the website involved professors, academics and master's students in the production of educational material aimed at prevention, promotion and maintenance of health. The resource allows quick consultation of the best scientific evidence available to date.


Assuntos
COVID-19/prevenção & controle , Educação em Saúde/organização & administração , Pessoal de Saúde/educação , Intervenção Baseada em Internet , Aprendizagem , Adulto , Criança , Humanos
8.
Clinics (Sao Paulo) ; 76: e2659, 2021.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-34133659

RESUMO

This study aimed to compare the effectiveness of 0.12% chlorhexidine alone and 0.12% chlorhexidine in combination with toothbrushing to prevent ventilator-associated pneumonia (VAP) in mechanically ventilated patients. The Embase, Latin American and Caribbean Health Science Literature, PubMed, Scientific Electronic Library Online, Scopus, LIVIVO, Web of Science, Cochrane Library, OpenThesis, and Open Access Thesis and Dissertations databases were used. Only randomized controlled trials without restrictions on the year or language of publication were included. Two reviewers assessed the risk of bias using the Joanna Briggs Institute Critical Appraisal Tool. A meta-analysis using a random-effects model estimated the combined relative risk (RR). The Grading of Recommendations, Assessment, Development and Evaluations approach was used to assess the certainty of the evidence. Initially, 2,337 studies were identified, of which 4 were considered in the systematic review and 3 in the meta-analysis (total sample: 796 patients). The studies were published between 2009 and 2017. All eligible studies had a low risk of bias. The meta-analysis revealed that the risk of VAP was 24% lower in patients receiving chlorhexidine combined with toothbrushing than in those receiving chlorhexidine alone (RR: 0.76; 95% confidence interval: 0.55-1.06), with moderate certainty of evidence and without statistical significance. In conclusion, considering the limitations of this study, a standard protocol for the prevention of VAP is not yet recommended. More studies with larger sample sizes are needed to draw strong conclusions. However, considering that toothbrushing is a simple intervention, it should be a common practice in mechanically ventilated patients, especially among patients with coronavirus disease.


Assuntos
Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica , Clorexidina , Humanos , Unidades de Terapia Intensiva , Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica/prevenção & controle , Respiração Artificial , Escovação Dentária
10.
Trends Psychiatry Psychother ; 43(2): 85-91, 2021.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-34043896

RESUMO

INTRODUCTION: The concept of social isolation is currently understood as a measure of epidemiological containment that aims to reduce the speed of spread of the disease, enabling health services to prepare their resources to cope with the likely increase in demand, while also seeking to provide additional protection to groups considered to be at higher risk. OBJECTIVE: The present narrative review aims to compile and synthesize the literature related to social isolation produced during the COVID-19 pandemic in 2020. METHOD: This study is a narrative review of the literature on social isolation in the context of the COVID- 19 pandemic. RESULTS: 73 publications were included for full-text reading and were classified into the following categories: levels of social isolation, economic effects, family relationships, health system, mental health of the population, and use of technology. CONCLUSIONS: It is necessary to plan an escalation of responses to the consequences of the pandemic, especially in view of the increased demand on the health sector and social services. The negative effects of social isolation can be prevented by public policies that offer a response to the economic recession, maintenance of social work, encouragement of quality care in mental health services, and community support for vulnerable families.


Assuntos
COVID-19/psicologia , Família/psicologia , Distanciamento Físico , Isolamento Social , COVID-19/economia , COVID-19/prevenção & controle , Recessão Econômica , Humanos , Isolamento Social/psicologia , Telemedicina
11.
Rev Gaucha Enferm ; 42(spe): e20200150, 2021.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-34037178

RESUMO

OBJECTIVE: To summarize the knowledge about recommendations for the use of personal protective equipment necessary for the provision of care by health professionals to patients suspected or infected by the new coronavirus. METHOD: Scoping review with search for primary studies, reviews and preprints articles in English, Portuguese and Spanish, in the last 20 years on the bases WOS/ISI, SCOPUS, MEDLINE/PuBMed, CINAHL, LILACS and SciELO. Unpublished studies in journals were surveyed on bioRxiv and SciELO preprints. RESULTS: 23 studies were eligible. Experiences with coronavirus prior to SARS-CoV-2 revealed that the equipment was an essential barrier in preventing transmission and followed the recommendations for standard precautions, contact, droplet and aerosol. In 13 (57%) studies, this equipment complied international recommendations and in 10 (45%) local recommendations. CONCLUSION: The personal protective equipment used does not follow global standardization according to type, quality and adequate provision, exposing these professionals to the risk of contamination.


Assuntos
COVID-19/terapia , COVID-19/transmissão , Transmissão de Doença Infecciosa do Paciente para o Profissional/prevenção & controle , Equipamento de Proteção Individual/normas , Guias de Prática Clínica como Assunto/normas , Infecções por Coronavirus/prevenção & controle , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Humanos , Exposição Ocupacional/prevenção & controle , Exposição Ocupacional/normas
13.
Trials ; 22(1): 367, 2021 May 26.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-34039406

RESUMO

BACKGROUND: Patients with chronic obstructive pulmonary disease (COPD) present pulmonary and extrapulmonary impairments. The strategies used to mitigate these impairments are pulmonary rehabilitation programs (PRP). However, there is limited access to PRP in specialized centers and the study of low-cost home rehabilitation programs had non-individualized prescription, which might have led to insignificant positive effects. So, it is important to develop new low-cost protocols that involve individualized prescription, as well as physiotherapist supervision. This study describes an accessible, low-cost, and individualized pulmonary rehabilitation protocol and compare its results when performed with or without a weekly physiotherapist-supervised session on patients with COPD. METHODS: This is a descriptive protocol of a clinical trial, randomized, single-blinded, and type of framework is superiority conducted at the Spirometry and Respiratory Physical Therapy Laboratory of the Federal University of São Carlos (UFSCar). The trial is registered in the Brazilian Clinical Trials Registry (ReBec) URL: http://www.ensaiosclinicos.gov.br/rg/RBR-533hht/ with Register Number UTN code U1111-1220-8245. The sample size is 50 patients and is calculated using the results of a pilot study. DISCUSSION-POTENTIAL IMPACT AND SIGNIFICANCE OF THE STUDY: It is expected that the low-cost and new supervised rehabilitation program complemented with home exercises will present positive results, especially on exercise capacity, which will make available a more accessible and effective PRP for patients with COPD. TRIAL REGISTRATION: ClinicalTrials.gov U1111-1220-8245 . Registered on September 20, 2018.


Assuntos
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica , Qualidade de Vida , Brasil , Exercício Físico , Humanos , Projetos Piloto , Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/diagnóstico , Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
14.
Rev. Ciênc. Plur ; 7(2): 107-118, maio 2021. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1282976

RESUMO

Introdução:Os tumores de cabeça e pescoço têm expressiva incidência e mortalidade, assim comoalta letalidade, e constituem um relevante problema de saúde pública, particularmente nos países em desenvolvimento. Dentre as neoplasias malignas diagnosticadas no mundo, aproximadamente 10% estão localizadas na boca, sendo esse o sexto tipo de câncer mais incidente. Objetivo:Avaliar o perfil epidemiológico de pacientes diagnosticados com câncer de boca e faringe da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer do município de Mossoró, Rio Grande do Norte,Brasil,entre janeiro 2013 e junho de 2018.Metodologia:Estudo transversal, fundamentado na análise retrospectiva e descritiva de prontuários médicos.Resultados:Dos221 prontuáriosanalisados, a cor branca (56,6%) e o gênero masculino (70,6%) foram os mais prevalentes, com média de idade entre 55 e65 anos. A maioria (61,9%) apresentava ensino fundamental incompleto, sendo residentes de área urbana (59,6%) com histórico de uso de tabaco (64,6%) e/ou bebidas alcoólicas (53,9%). Osítio mais prevalente de câncer em boca foi a base da língua (12,7%).Conclusões:Conhecer o perfil dos pacientes com câncer de boca e orofaringe é um importante passo para melhor traçar e direcionar ações de saúde pública visando tanto àprevenção quanto o diagnóstico precoce (AU).


Introduction:Head and neck tumors have a significant incidence and mortality, as well as high lethality, and are a relevant public health problem, particularly in developing countries. Among the malignant neoplasms diagnosed in the world, approximately 10% are located in the mouth, this being the sixth most frequent type of cancer. Objective:To evaluate the epidemiological profile of patients diagnosed with oral and pharyngeal cancer of the Mossoroense League of Studies and Cancer Fighting in the municipality of Mossoró, Rio Grande do Norte, Brazil,between January 2013 and June 2018.Methodology:Cross-sectional study, based on retrospective and descriptive analysis of medical records.Results:Of the 221 records analyzed, white (56.6%) and male (70.6%) were the most prevalent, with a mean age between 55 and 65 years. Most (61.9%) had incomplete primary education, being residents of an urban area (59.6%) with a history of tobacco use (64.6%) and / or alcoholic beverages (53.9%).The most prevalent site of cancer in the mouth was the base of the tongue (12.7%). Conclusions:Knowing the profile of patients with oral and oropharyngeal cancer is an important step to better outline and direct public health actions aimed at both prevention and early diagnosis (AU).


Introducción: Los tumores de cabeza y cuello tienen una expresiva incidencia y mortalidad, así como alta letalidad, y constituyen un relevante problema de salud pública, especialmente en los países en desarrollo. Entre las neoplasias malignas diagnosticadas en el mundo,aproximadamente el 10% están localizadas en la boca, siendo este el sexto tipo de cáncer más común.Objetivo: Evaluar el perfil epidemiológico de pacientes diagnosticados con cáncer de boca y faringe de la Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer del municipio de Mossoró, Rio Grande do Norte, Brasil,entre enero de 2013 y junio de 2018.Metodologia: Estudio transversal, basado en el análisis retrospectivo y descriptivo de los registros médicos.Resultados: De los 221 registros analizados, blancos (56,6%) y varones (70,6%) han sido los más prevalentes, con una media de edad entre 55 y 65 años. La mayoría (61,9%) presentaba educación primaria incompleta, siendo residentes de área urbana (59,6%) con antecedentes de uso de tabaco (64,6%) y/o bebidas alcohólicas (53,9%). El sitio más prevalente de cáncer en boca fuelabase de la lengua (12,7%). Conclusiones: Conocer el perfil de los pacientes con cáncer de boca y orofaringe es un importante paso para mejor delinear y dirigir acciones de salud pública objetivando tanto la prevención como el diagnóstico precoz (AU).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Perfil de Saúde , Brasil/epidemiologia , Neoplasias Bucais/patologia , Neoplasias Orofaríngeas/patologia , Diagnóstico Precoce , Registros Médicos , Estudos Transversais/métodos , Interpretação Estatística de Dados , Pesquisa Qualitativa
15.
Rev. Pesqui. Fisioter ; 11(2): 411-419, Maio 2021. ilus, tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1253994

RESUMO

OBJETIVO: Iliopsoas e o músculodiafragma compartilham fixação comum nas vértebras L2, a contração do iliopsoas pode levar à redução da excursão do diafragma levando à dificuldade respiratória. Portanto, o presente estudo controlado fornecerá evidências sobre o efeito da liberação do músculo iliopsoas na melhoria da eficiência respiratória em pacientes com dor lombar crônica. MÉTODO / DESENHO: Um total de trinta e quatro participantes com lombalgia crônica mecânica lombar crônica devido à rigidez dos flexores do quadril, dor lombar crônica e dificuldade respiratória serão recrutados com base nos critérios de seleção e serão alocados aleatoriamente em dois grupos, Grupo A (tratamento conservador + liberação miofascial iliopsoas), Grupo B (tratamento conservador + tratamento simulado). Ambos os grupos receberão a intervenção três vezes por semana durante 3 semanas. As medidas de resultado serão o Questionário de Incapacidade de Roland Morris, a Escala Numérica de Avaliação da Dor e a Capacidade de Difusão do Pulmão, pois o monóxido de carbono será usado como medidas de resultado. DISCUSSÃO: Este estudo ajudará a identificar a eficácia da liberação de iliopsoas na dor lombar e seu efeito nos parâmetros respiratórios. REGISTRO DO ENSAIO: Este ensaio foi registrado prospectivamente em cliniclatrials.gov (CTRI / 2020/04/024661), em 16 de abril de 2020.


BACKGROUND AND PURPOSE: Iliopsoas and diaphragm muscle share common attachment at L2 vertebrae, iliopsoas tightness may lead to reduce diaphragm excursion leading to breathing difficulty. Therefore, the present controlled trial will provide evidence on the effect of the iliopsoas muscle release in upgrading respiratory efficiency in patients with chronic low back pain. METHOD/DESIGN: A total of thirty-four participants with mechanical chronic low back pain due to hip flexor tightness and having breathing difficulty will be recruited based on selection criteria. It will be randomly allocated into Group A (conservative treatment + iliopsoas myofascial release), Group B (conservative treatment + sham treatment). Both the group will receive the intervention three times a week for three weeks. The outcome measures will be the Roland Morris Disability Questionnaire, Numeric Pain Rating Scale, and diffuse capacity of Lung for Carbon monoxide as outcome measures. DISCUSSION: This trial will help identify the effectiveness of iliopsoas release in low back pain and its effect on respiratory parameters. TRIAL REGISTRATION: This trial has been prospectively registered at cliniclatrials.gov (CTRI/2020/04/024661) on 16 April 2020.


Assuntos
Dor Lombar , Diafragma , Monóxido de Carbono
16.
Rev Esc Enferm USP ; 55: e03673, 2021.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-33886904

RESUMO

OBJECTIVE: This review aims to map and provide an overview of literature concerning nursing strategies and intervention programs that promote healthy behaviors in cancer patients. METHOD: A scoping review was conducted using the methodological framework developed by Joanna Briggs Institute and preferred reporting items for systematic reviews and meta-analyses extension for scoping reviews. Twelve databases were searched (2012-2019). Retrieved data included descriptive analyses exploring studies' methodological characteristics and results. RESULTS: From 1589 studies, 12 were included. Most studies included patients on survivorship period (n=10) and selected intervention strategies focusing patient's knowledge and awareness (n=8). Educational sessions were supported by behavioral change reinforcements and motivational incentives. Only two of the considered studies analysed intervention cost effectiveness, but none disclosed intervention-related costs. CONCLUSION: Nursing interventions are effective in promoting health behaviors when include health education and encouragement towards change. Survivorship is the perfect time for health promotion. Nurses can be considered health promoters, by encouraging health education and enhance survivor's motivation.


Assuntos
Promoção da Saúde , Neoplasias , Enfermagem , Adulto , Comportamentos Relacionados com a Saúde , Humanos , Conhecimento , Educação de Pacientes como Assunto
17.
Nursing (Säo Paulo) ; 24(275): 5530-5543, abr.-2021.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1224224

RESUMO

Objetivo: elucidar o uso de tecnologias na educação em saúde para prevenção e rastreamento do Câncer de Mama. Método: Trata-se de uma revisão integrativa realizada nas bases de dados LILACS, MEDLINE, BDENF e PUBMED com temas relacionados ao uso de tecnologia para educação em saúde na prevenção e rastreamento precoce do câncer de mama, utilizando recorte temporal de 2015 à 2019, fontes primárias e avaliação dos níveis de evidência. Resultados: Constatou-se que os estudos apontam o papel fundamental do enfermeiro frente ao educar em saúde na prevenção e rastreamento do câncer de mama, destacando o uso de tecnologias computacionais como ferramentas aliadas ao processo de empoderamento feminino e fortalecimento do seu autocuidado. Conclusão: Evidenciou-se que o uso das tecnologias em saúde é de grande valia no desenvolvimento das estratégias educativas, refletindo no fortalecimento da autonomia da mulher e melhor operacionalização destas ações nos serviços de saúde.(AU)


Objective: to elucidate or use of technologies in education in health for prevention and tracking of Breast Cancer. Methods: It deals with an integrative review carried out in databases LILACS, MEDLINE, BDENF and PUBMED on topics related to the use of technology for education in health in prevention and early tracking of breast cancer, using temporal cut from 2015 to 2019, primary sources and evaluation of evidence levels. Results: I confirm that the studies play the fundamental role of the nurse in the face of or educating in health in the prevention and screening of breast cancer, highlighting the use of computer technologies as allied tools to the process of feminine empowerment and strengthening of self-care. Conclusion: Evidence that I use the technologies in health and of great value, not developing educational strategies, reflecting not strengthening the autonomy of women and the operationalization of these services for health services.(AU)


Objetivo: aclarar el uso de tecnologías en educación para la salud para la prevención y detección del cáncer de mama. Metodo: Se trata de una revisión integradora realizada en las bases de datos LILACS, MEDLINE, BDENF y PUBMED con temas relacionados con el uso de la tecnología para la educación en salud en la prevención y cribado temprano del cáncer de mama, utilizando un marco temporal de 2015 a 2019, fuentes primarias y evaluación de los niveles de evidencia. Resultados: Se encontró que los estudios señalan el papel fundamental del enfermero en la educación para la salud en la prevención y cribado del cáncer de mama, destacando el uso de tecnologías informáticas como herramientas conjugadas con el proceso de empoderamiento femenino y fortalecimiento de su autocuidado. Conclusión: Se evidenció que el uso de tecnologías en salud es de gran valor en el desarrollo de estrategias educativas, reflejando el fortalecimiento de la autonomía de las mujeres y una mejor operacionalización de estas acciones en los servicios de salud.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Neoplasias da Mama/diagnóstico , Neoplasias da Mama/prevenção & controle , Programas de Rastreamento , Educação em Saúde , Tecnologia Biomédica , Tecnologia Educacional/métodos , Prevenção de Doenças , Neoplasias/enfermagem
18.
Arq Gastroenterol ; 58(1): 1-4, 2021.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-33909805

RESUMO

Mass vaccination offers the best strategy to fight against COVID-19 pandemic, and SARS-CoV2 vaccines are being approved in several countries for emergency use. In Brazil, vaccine approval is expected in the next few days, however potential concerns exist regarding vaccine recommendations for specific populations, such as patients with inflammatory bowel disease (IBD). To address these questions, the Brazilian IBD Study Group (GEDIIB) provides this practical advice with key recommendations about the COVID-19 vaccines in IBD population.


Assuntos
COVID-19 , Doenças Inflamatórias Intestinais , Brasil , Vacinas contra COVID-19 , Humanos , Pandemias , RNA Viral , SARS-CoV-2 , Vacinação
19.
Arq Bras Cardiol ; 116(3): 516-658, 2021 03.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-33909761
20.
Int Breastfeed J ; 16(1): 30, 2021 03 31.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-33789708

RESUMO

BACKGROUND: The World Health Organization recognizes exclusive breastfeeding a safe source of nutrition available for children in most humanitarian emergencies, as in the current pandemic caused by the Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2 (SARS-CoV-2). Despite the Brazilian national guideline protecting breastfeeding practices, there are many concerns about protecting infants from their infected mothers. This study aimed to analyze how the Brazilian hospitals and maternity services promote and support mothers suspected or diagnosed with coronavirus disease (COVID-19). METHODS: This is a descriptive cross-sectional and multicenter study which collected data from 24 Brazilian hospitals and maternity services between March and July 2020. Representatives of the institutions completed a questionnaire based on acts to promote and support breastfeeding, the Baby-Friendly Hospital Initiative, and Brazil's federal law recommendations. RESULTS: The results showed that in delivery rooms, 98.5% of the services prohibited immediate and uninterrupted skin-to-skin contact between mothers and their infants and did not support mothers to initiate breastfeeding in the first hour. On the postnatal ward, 98.5% of the services allowed breastfeeding while implementing respiratory hygiene practices to prevent transmission of COVID-19. Companions for mothers were forbidden in 83.3% of the hospitals. Hospital discharge was mostly between 24 and 28 h (79.1%); discharge guidelines were not individualized. Additionally, a lack of support was noticed from the home environment's health community network (83.3%). Hospital and home breast pumping were allowed (87.5%), but breast milk donation was not accepted (95.8%). There was a lack of guidance regarding the use of infant comforting strategies. Guidelines specific for vulnerable populations were not covered in the material evaluated. CONCLUSIONS: In Brazil, hospitals have not followed recommendations to protect, promote, and support breastfeeding during the COVID-19 outbreak. The disagreement between international guidelines has been a major issue. The absence of recommendations on breastfeeding support during the pandemic led to difficulties in developing standards among hospitals in different regions of Brazil and other countries worldwide. The scientific community needs to discuss how to improve maternal and infant care services to protect breastfeeding in the current pandemic.


Assuntos
Aleitamento Materno , COVID-19/prevenção & controle , Fidelidade a Diretrizes , Higiene , Brasil/epidemiologia , Aleitamento Materno/efeitos adversos , COVID-19/epidemiologia , COVID-19/etiologia , Estudos Transversais , Surtos de Doenças/prevenção & controle , Feminino , Fidelidade a Diretrizes/estatística & dados numéricos , Hospitais , Humanos , Serviços de Saúde Materna , Pandemias , Gravidez , Inquéritos e Questionários
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA