Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Verbal fluency in elderly with and without hypertension and diabetes from the FIBRA study in Ermelino Matarazzo / Fluência verbal em idosos com e sem hipertensão e diabetes no estudo fibra em ermelino matarazzo

Morelli, Nathalia Lais; Cachioni, Meire; Lopes, Andrea; Batistoni, Samila Sathler Tavares; Falcão, Deusivania Vieira da Silva; Neri, Anita Liberalesso; Yassuda, Monica Sanches.
Dement. neuropsychol; 11(4): 413-418, Oct,-Dec. 2017. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-891034
RESUMO.

Introdução:

Existem poucos estudos sobre as variáveis qualitativas decorrentes do teste de fluência verbal (FV) categoria animais, em especial com dados provenientes de amostra populacional de países com baixa renda.

Objetivo:

Comparar idosos com e sem hipertensão (HAS) e diabetes mellitus (DM) quanto ao número total de animais falados, número de categorias, grupos e trocas de categoria no teste de FV.

Métodos:

Utilizou-se o banco de dados do estudo FIBRA (Fragilidade em Idosos Brasileiros) de base populacional em Ermelino Matarazzo. Foram criadas as variáveis Categoria, Grupo e Troca de Categoria para cada participante. A amostra total (n = 384) foi dividida entre aqueles idosos que relataram ter HAS, DM, ambas ou nenhuma destas condições.

Resultados:

Não houve diferença significativa entre os grupos com e sem estas doenças crônicas para o escore total da FV nem para as variáveis qualitativas.

Conclusão:

Entre idosos independentes residentes na comunidade, as variáveis qualitativas derivadas da FV animais podem não adicionar informações sobre o perfil cognitivo de idosos com condições crônicas. O escore total da FV e as variáveis qualitativas Categoria, Grupo e Troca de Categoria não diferenciaram idosos com e sem HAS e DM.
Biblioteca responsável: BR15.3
Localização: BR15.3
Selo DaSilva