Your browser doesn't support javascript.
loading
Prevalencia de parasitosis intestinal, anemia y desnutrición en niños de un resguardo indígena Nasa, Cauca, Colombia, 2015 / Prevalence of intestinal parasites, anemia and malnutrition among the children of a Nasa indigenous reservation, Cauca-Colombia, 2015 / Incidência de parasitose intestinal, anemia e desnutrição em crianças na reserva indígena de Nasa, Cauca-Colômbia, 2015
Gaviria, Luisa María; Soscue, Duberney; Campo-Polanco, Laura Francisca; Cardona-Arias, Jaiberth; Galván-Díaz, Ana Luz.
Afiliação
  • Gaviria, Luisa María; Universidad de Antioquia. CO
  • Soscue, Duberney; Universidad de Antioquia. CO
  • Campo-Polanco, Laura Francisca; Universidad de Antioquia. CO
  • Cardona-Arias, Jaiberth; Universidad de Antioquia. CO
  • Galván-Díaz, Ana Luz; Universidad de Antioquia. CO
Rev. Fac. Nac. Salud Pública ; 35(3): 390-399, sep.-dic. 2017. tab
Artigo em Espanhol | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-896891
Biblioteca responsável: CO304.1
RESUMEN
Resumen

Objetivo:

determinar la prevalencia de parasitosis intestinal, anemia y desnutrición en niños de un resguardo indígena Nasa de Caldono, en el departamento del Cauca, y su distribución según variables clínicas, sociodemográficas y de infraestructura sanitaria.

Metodología:

estudio transversal con fuente de información primaria. La muestra de estudio estuvo formada por 62 niños, a quienes se les hicieron evaluación parasitológica en materia fecal, mediciones antropométricas para evaluar el estado nutricional y determinar la prevalencia de diferentes tipos de desnutrición y medición de hemoglobina para establecer la anemia. La descripción del grupo se realizó con medidas de resumen para la edad y frecuencias para las demás variables, se calculó la prevalencia de los tres eventos (parasitosis, desnutrición, anemia) y se exploró su asociación con variables independientes mediante pruebas de hipótesis. Se usó el programa SPSS 22.0.

Resultados:

se encontró una prevalencia de parasitosis intestinal de 95,2%, anemia de 21,0% y desnutrición crónica de 35,5%. A pesar de no hallar asociación estadística con las condiciones sociodemográficas y sanitarias, se encontró elevada frecuencia de factores de riesgo para los tres eventos, como la baja escolaridad de los padres, baja disponibilidad de acueducto y alcantarillado, y una elevada morbilidad sentida.

Conclusión:

la comunidad indígena evaluada presentó altas prevalencias de parasitosis intestinal, anemia y desnutrición, lo que representa implicaciones prácticas para la orientación de los programas de salud indígena; la exploración de asociaciones requiere estudios con mayor tamaño de muestra que garanticen una mayor potencia estadística.
ABSTRACT
Abstract

Objective:

to determine the prevalence of intestinal parasitosis, anemia and malnutrition among children of a Nasa indigenous reservation from Caldono in the Colombian department of Cauca, and their distribution according to clinical, sociodemographic and healthcareinfrastructure variables.

Methodology:

a cross-sectional study with a primary source of information. Sixty-two children were evaluated for intestinal parasites via stool analysis. Similarly, anthropometric measurements were used to assess nutritional status and determine the prevalence of various types of malnutrition. Likewise, the presence of anemia was determined by measuring hemoglobin levels. The group was described using summary measures for age and frequency measures for the other variables. Prevalence was calculated for intestinal parasites, anemia and malnutrition, and its association with independent variables was explored using hypothesis testing. The program SPSS 22.0 was used in this study.

Results:

the prevalence values were 95.2% for intestinal parasites, 21% for anemia and 35.5% for chronic malnutrition. Although there was no statistical association with sociodemographic and health conditions in the study group, a high frequency of risk factors for intestinal parasites, anemia and malnutrition was found. These factors were parents with low schooling levels, low availability of aqueducts and sewerage and high perceived morbidity.

Conclusion:

The evaluated indigenous community had a high prevalence of intestinal parasites, anemia and malnutrition. This has practical implications for the direction that healthcare programs targeting indigenous populations should take. Exploring the associations requires further studies with larger sample sizes which guarantee greater statistical power.
RESUMO
Resumo

Introdução:

As parasitoses intestinais humanas são consideradas um grave problema de saúde pública em países de baixa renda; além disso, elas apresentam vínculos clínicos e epidemiológicos com anemia e desnutrição, especialmente em comunidades indígenas.

Objetivo:

Determinar a incidência de parasitose intestinal, anemia e desnutrição em crianças da reserva indígena de Nasa de Caldono, no Departamento de Cauca, e sua distribuição segundo variáveis clínicas, sociodemográficas e de infraestrutura sanitária.

Metodologia:

Estudo transversal com fonte de informação primária. A mostra de estudo esteve formada por 62 crianças, nas quais foram realizadas avaliações parasitológicas em material fecal, medições antropométricas para que se fosse avaliado o estado nutricional e determinada a incidência de diferentes tipos de desnutrição, e medição de hemoglobina para que se determinasse a anemia. A descrição do grupo realizou-se com medidas de síntese por idade e frequências; para as demais variáveis, calculou-se a incidência dos três eventos (parasitoses, desnutrição, anemia), e explorou-se sua associação com as variáveis independentes mediante verificação da hipótese. Utilizou-se o programa SPSS 22.0.

Resultados:

Verificou-se uma incidência de parasitose intestinal de 95,2%, anemia de 21,0% , e desnutrição crônica de 35,5%. Apesar de não ter sido comprovada uma associação estatística entre as condições sociodemográficas e sanitárias, verificou-se uma elevada frequência de fatores de risco para os três eventos, como a baixa escolaridade dos pais, baixa disponibilidade de água tratada e saneamento, assim como uma elevada morbidade manifestada.

Conclusão:

A comunidade indígena avaliada apresentou altas incidências de parasitose intestinal, anemia e desnutrição, o que representa implicações práticas para a orientação dos programas de saúde indígena; a exploração de associações requer estudos com maior grandeza de amostra que garantam um maior poder estatístico.


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Tipo de estudo: Estudo de incidência / Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento País/Região como assunto: América do Sul / Colômbia Idioma: Espanhol Revista: Rev. Fac. Nac. Salud Pública Ano de publicação: 2017 Tipo de documento: Artigo

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Tipo de estudo: Estudo de incidência / Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento País/Região como assunto: América do Sul / Colômbia Idioma: Espanhol Revista: Rev. Fac. Nac. Salud Pública Ano de publicação: 2017 Tipo de documento: Artigo