Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Percepção de preconceito em indivíduos de meia idade e idosos homossexuais nos contextos de família, trabalho e amizades / Perceptions of prejudice in middle-aged and older homosexual individuals in family, work and friendship contexts / Percepción de preconcepto em individuos de mediana edad y adultos mayores, en los contextos de familia, trabajo y amistades

Alves, Larissa dos Santos ; Menandro, Paulo Rogério Meira .
Barbarói; (49): 190-213, jan.-jun. 2017.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-71236
O objetivo foi investigar como indivíduos de meia idade e idosos interpretaram e se portaram em situações nas quais se perceberam alvo de preconceito. O estudo é de natureza qualitativa e foram entrevistados seis idosos na cidade de Vitória (ES) em 2015, idosos contatados a partir da técnica “bola de neve”, após a assinatura do Termo de Consentimento Livre Esclarecido. Para coleta de dados utilizou-se entrevista semiestruturada apoiada em roteiro contendo questões sóciodemográficas e abertas sobre situações possíveis de preconceito e discriminação sofridos, bem como as estratégias utilizadas pelos idosos para lidarem com as ocasiões nas quais acreditam terem sido discriminados nas relações familiares, amorosas, profissionais e de amizades, no ciclo de vida deles. Após a coleta de dados, as entrevistas foram transcritas na íntegra e tratadas segundo a análise de conteúdo categorial. Os resultados apontaram que metade dos participantes se sente apoiada igualmente a um heterossexual no que diz respeito aos direitos sociais garantidos por lei. Sobre episódios preconceituosos vivenciados em seus locais de trabalho ou seleções de emprego, a maioria disse que não havia sofrido. Contudo, há elementos ambivalentes na fala de alguns, revelando implicitamente situações as quais passaram, sendo ainda apelidados ou ofendidos com palavras pejorativas em relação à homossexualidade, havendo casos de agressões físicas sofridas. Nesse sentido, procuram se resguardar como maneira de proteção. Diante dos resultados, foi possível obter uma compreensão mais clara sobre o preconceito no contexto de vida dos participantes, podendo contribuir e ampliar as discussões acerca do fenômeno e da temática da homossexualidade e envelhecimento.(AU)
Biblioteca responsável: BR1314.1
Selo DaSilva