Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-218665

Resumo

A piracanjuba (Brycon orbignyanus) é uma espécie nativa que apresenta grande potencial para a criação em cativeiro. Um dos grandes entraves na larvicultura desta espécie são as elevadas taxas de mortalidade, o que faz com que uma baixa porcentagem de larvas atinja os estágios juvenil e adulto. Diante disso, estratégias de manejo eficazes para auxiliar na formação de protocolos específicos que atendam às necessidades de cada espécie são de extrema importância para buscar eficiência econômica e produtiva. O formato do tanque em que os peixes são cultivados em sistemas indoor pode influenciar no canibalismo por favorecer ou reduzir o número de encontros, que está relacionado ao comportamento agonístico. Além disso, também altera o dispêndio de energia para se manter em diferentes pontos da lâmina dágua. Este trabalho tem como objetivo geral avaliar os efeitos dos diferentes formatos de tanque sobre o desempenho, comportamento e sobrevivência de larvas de piracanjuba. O experimento foi conduzido na ala de peixes do Biotério Central da Universidade Federal de Lavras. Foram utilizados 15 aquários com uma densidade de 25 larvas por litro, em um DIC, com 3 tratamentos e 5 repetições, iniciado logo após eclosão. Os peixes foram mantidos sob fotoperíodo 12 horas de luz e 12 horas de escuro e receberam alimentação com náuplios de artêmia recém-eclodidas (Bio Artêmia), em uma quantidade média diária de 530 náuplios por larva divididas em seis refeições. Foram utilizados três tipos de aquários de manutenção com o mesmo volume de água e mesma cor, porém de formatos diferentes (cilíndrico, retangular e quadrado). O experimento teve duração de 16 dias e foi realizado em sistema estático, com aeração constante e troca parcial de água de 40% do volume total diariamente, com limpeza dos aquários duas vezes ao dia, juntamente com a aferição da temperatura. Ao final do período experimental foram avaliados os parâmetros de desempenho zootécnico, sobrevivência, canibalismo e comportamento. As variáveis do experimento (peso, comprimento padrão, comprimento total, sobrevivência, teste de ansiedade claro-escuro e teste de agressividade) foram submetidas à análise de variância, diferenças significativas foram comparadas pelo teste de Tukey (5% de probabilidade). Todas as análises estatísticas foram realizadas utilizando o software Minitab® versão 18.1. Neste estudo, os diferentes formatos de tanque não influenciaram no desempenho e crescimento das larvas de piracanjuba. O aquário de formato quadrado apresentou uma sobrevivência numérica maior em relação aos outros tratamentos, ademais, no teste claro-escuro foi o tratamento no qual os peixes passaram maior tempo no lado claro (p=0,019) indicando um estado menor de ansiedade. Além disso, foi observada uma mortalidade significativamente maior no período noturno, indicando que a presença de luz ou a frequência alimentar que ocorria no período diurno pode ter inibido o comportamento canibalístico em todos os tratamentos. Diante do apresentado, para esta espécie, o formato quadrado se encontrou intercedendo os extremos e favoreceu a sobrevivência, sendo o mais indicado para o cultivo das larvas. Contudo, estudos devem ser continuados, para identificar a influência dessa hidrodinâmica em um maior número de parâmetros para a larvicultura de peixes em sistemas indoor.


Piracanjuba (Brycon orbignyanus) is a native species that has great potential for breeding in captivity. One of the biggest obstacles in the larviculture of this species are the high mortality rates, which makes a low percentage of larvae reach the juvenile and adult stages. Therefore, effective management strategies to assist in the formation of specific protocols that meet the needs of each species are extremely important to seek economic and productive efficiency. The size of the tank in which fish are cultivated in indoors systems can influence cannibalism by favoring or reducing the number of encounters, which is related to agonistic behavior. In addition, it also alters the energy expenditure to stay at different points in the water. This work aims to evaluate the effects of different tank formats on the performance, behavior and survival of piracanjuba larvae. The experiment was conducted at Central Biottery of the Federal University of Lavras. Fifteen aquariums with a density of 25 larvae per liter were used, in a DIC, with 3 treatments and 5 repetitions, started right after hatching. The fish were kept under 12 hours of light and 12 hours of dark photoperiod and were fed with newly hatched brine shrimp nauplii (Bio Artemia), in an average daily amount of 530 nauplii per larva divided into six meals. Three types of maintenance aquariums were used with the same volume of water and the same color, but with different shapes (cylindrical, rectangular and square). The experiment lasted 16 days and was carried out in a static system, with constant aeration and partial water change of 40% of the total volume daily, with aquarium cleaning twice a day, together with temperature measurement. At the end of the experimental period, the parameters of zootechnical performance, survival, cannibalism and behavior were evaluated. The experimental variables (weight, standard length, total length, survival, light-dark anxiety test and aggressiveness test) were subjected to analysis of variance, significant differences were compared by Tukey test (5% probability). All statistical analyzes were performed using Minitab® version 18.1 software. In this study, the different tank formats did not influence the performance and growth of piracanjuba larvae. The square-shaped aquarium showed a higher numerical survival compared to the other treatments, moreover, in the light-dark test it was the treatment in which the fish spent more time on the light side (p=0.019) indicating a lower state of anxiety. Furthermore, a significantly higher mortality was observed at night, indicating that the presence of light or food frequency that occurred during the day may have inhibited cannibalistic behavior in all treatments. Given the above, for this species, the square shape was found interceding the extremes and favored survival, being the most suitable for the cultivation of larvae. However, studies should be continued to identify the influence of this hydrodynamics on a greater number of parameters for fish larviculture in indoor systems.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA