Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-217744

Resumo

Em medicina veterinária há poucos estudos sobre aspectos emocionais das dermatopatias alérgicas. O objetivo deste estudo foi utilizar a metodologia de avaliação qualitativa de comportamento (QBA qualitative behaviour assessment) para descrever características de temperamento de cães com dermatopatias alérgicas incluindo dermatite atópica e hipersensibilidade alimentar. Foram avaliados 26 cães, sendo 16 animais com dermatopatias alérgicas e 10 do grupo controle. A análise estatística gerou dois componentes principais (PC1 e PC2) totalizando 62,37% da variação explicada no grupo de cães alérgicos e 70,71% no grupo controle. A análise do QBA gerou um índice de temperamento (IQT). Foi realizada a avaliação de uma escala de distúrbios cognitivos e emocionais, índice CADESI 4, grau de prurido de acordo com escala RYBNICEK e IQT. As dimensões geradas pelo QBA apresentaram os eixos sociável/feliz/confiante a nervoso/entediado/apático em PC1 e agitado/esperto/atento a frustrado/entediado/apático, em PC2. Não houve correlação entre o IQT e demais variáveis quantitativas. Houve correlação positiva moderada entre o escore EDED e índice CADESI 4 (p<0,05) sugerindo que ansiedades e dermatopatias alérgicas possam ter um vínculo e que os cães alérgicos apresentaram características de temperamento associadas a menos expressões de emoções positivas. Os resultados ressaltam a importância da avaliação de características de temperamento e alterações emocionais no manejo de dermatopatias alérgicas em cães.


In veterinary medicine there is little work about emotional aspects of allergic skin diseases in dogs. The goal of this study was to apply the qualitative behavioural assessment (QBA) to describe temperament traits of dogs with allergic skin diseases including canine atopic dermatitis and food hypersensitivity. This work evaluated 26 dogs (16 with allergic skin diseases and 10 dogs from the control group). Statistical analysis found two principal components (PC1 and PC2) explaining 62,37% of the variance in the allergic group and 70,71% in the control. The QBA analysis generated a temperament index (IQT). These results were associated with the scores of the EDED scale, CADESI 4 scores and pruritus score according to RYBNICEK. The QBA dimensions showed the range of sociable/happy/confident to nervous/bored/apathetic in PC1 and agitated/snappy/attentive to frustrated/bored/apathetic in PC2. There was no significant correlation among IQT and the other quantitative variables. EDED scores and CADESI 4 showed moderate correlation (p<0,05) suggesting that anxieties and allergic skin diseases might have a link and that allergic dogs show temperament traits associated with less positive emotions. The study enhances the importance of temperament traits and emotional assessment in the allergic skin diseases management.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA