Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 46
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ci. Rural ; 43(4)2013.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-708572

Resumo

The objective of this study was to evaluate animal performance, carcass characteristics and costs for pigs fed diets adjusted to Brazilian conditions, through the model InraPorc®. We used 36 barrows and 36 females, during the growing and finishing in a completely randomized design. The treatments were control diets and diets adjusted for both males and females. The feeding program and the animal profile were added to the model parameterization and define strategies and nutritional feed in the diets adjusted. The performance and carcass traits were not affected by treatments. The average cost to feed the animals that received the control diet was higher in 3.4% and 2.4% for the males and females respectively. Comparing the diets, the average cost to feed the animals that received the control diet was 2.9% higher. Net income was R$0.19 and R$0.66 higher for males and females which received the diet adjusted, respectively. Diets adjusted through InraPorc® for the growing and finishing pigs did not influence the performance and carcass traits, however reduced feed costs which generates higher net production.


O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho animal, as características de carcaça e os custos para suínos alimentados com dietas ajustadas, para condições brasileiras, através do modelo InraPorc®. Foram utilizados 36 suínos castrados e 36 fêmeas, nas fases de crescimento e terminação, em um delineamento inteiramente casualizado. Os tratamentos foram dietas controles e dietas ajustadas para machos e fêmeas. O programa alimentar e o perfil animal foram adicionados ao modelo para parametrização e definição das estratégias nutricionais e alimentares nas dietas ajustadas. O desempenho e as características de carcaça não foram influenciados pelos tratamentos. O custo médio de alimentação para os animais que receberam a dieta controle foi 3,4% e 2,4% superior para os machos e para as fêmeas, respectivamente. Na comparação entre as dietas, o custo médio de alimentação para os animais que receberam a dieta controle foi 2,9% superior. A receita líquida foi R$0,19 e R$0,66 superior para os machos e fêmeas que receberam a dieta ajustada, respectivamente. As dietas ajustadas através do InraPorc® para suínos em crescimento e terminação não influenciam no desempenho e nas características de carcaça, contudo reduzem os custos de alimentação, o que gera aumento da receita líquida de produção.

2.
Ci. Rural ; 43(4)2013.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-708298

Resumo

The objective of this study was to evaluate animal performance, carcass characteristics and costs for pigs fed diets adjusted to Brazilian conditions, through the model InraPorc®. We used 36 barrows and 36 females, during the growing and finishing in a completely randomized design. The treatments were control diets and diets adjusted for both males and females. The feeding program and the animal profile were added to the model parameterization and define strategies and nutritional feed in the diets adjusted. The performance and carcass traits were not affected by treatments. The average cost to feed the animals that received the control diet was higher in 3.4% and 2.4% for the males and females respectively. Comparing the diets, the average cost to feed the animals that received the control diet was 2.9% higher. Net income was R$0.19 and R$0.66 higher for males and females which received the diet adjusted, respectively. Diets adjusted through InraPorc® for the growing and finishing pigs did not influence the performance and carcass traits, however reduced feed costs which generates higher net production.


O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho animal, as características de carcaça e os custos para suínos alimentados com dietas ajustadas, para condições brasileiras, através do modelo InraPorc®. Foram utilizados 36 suínos castrados e 36 fêmeas, nas fases de crescimento e terminação, em um delineamento inteiramente casualizado. Os tratamentos foram dietas controles e dietas ajustadas para machos e fêmeas. O programa alimentar e o perfil animal foram adicionados ao modelo para parametrização e definição das estratégias nutricionais e alimentares nas dietas ajustadas. O desempenho e as características de carcaça não foram influenciados pelos tratamentos. O custo médio de alimentação para os animais que receberam a dieta controle foi 3,4% e 2,4% superior para os machos e para as fêmeas, respectivamente. Na comparação entre as dietas, o custo médio de alimentação para os animais que receberam a dieta controle foi 2,9% superior. A receita líquida foi R$0,19 e R$0,66 superior para os machos e fêmeas que receberam a dieta ajustada, respectivamente. As dietas ajustadas através do InraPorc® para suínos em crescimento e terminação não influenciam no desempenho e nas características de carcaça, contudo reduzem os custos de alimentação, o que gera aumento da receita líquida de produção.

3.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1479356

Resumo

The objective of this study was to evaluate animal performance, carcass characteristics and costs for pigs fed diets adjusted to Brazilian conditions, through the model InraPorc®. We used 36 barrows and 36 females, during the growing and finishing in a completely randomized design. The treatments were control diets and diets adjusted for both males and females. The feeding program and the animal profile were added to the model parameterization and define strategies and nutritional feed in the diets adjusted. The performance and carcass traits were not affected by treatments. The average cost to feed the animals that received the control diet was higher in 3.4% and 2.4% for the males and females respectively. Comparing the diets, the average cost to feed the animals that received the control diet was 2.9% higher. Net income was R$0.19 and R$0.66 higher for males and females which received the diet adjusted, respectively. Diets adjusted through InraPorc® for the growing and finishing pigs did not influence the performance and carcass traits, however reduced feed costs which generates higher net production.


O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho animal, as características de carcaça e os custos para suínos alimentados com dietas ajustadas, para condições brasileiras, através do modelo InraPorc®. Foram utilizados 36 suínos castrados e 36 fêmeas, nas fases de crescimento e terminação, em um delineamento inteiramente casualizado. Os tratamentos foram dietas controles e dietas ajustadas para machos e fêmeas. O programa alimentar e o perfil animal foram adicionados ao modelo para parametrização e definição das estratégias nutricionais e alimentares nas dietas ajustadas. O desempenho e as características de carcaça não foram influenciados pelos tratamentos. O custo médio de alimentação para os animais que receberam a dieta controle foi 3,4% e 2,4% superior para os machos e para as fêmeas, respectivamente. Na comparação entre as dietas, o custo médio de alimentação para os animais que receberam a dieta controle foi 2,9% superior. A receita líquida foi R$0,19 e R$0,66 superior para os machos e fêmeas que receberam a dieta ajustada, respectivamente. As dietas ajustadas através do InraPorc® para suínos em crescimento e terminação não influenciam no desempenho e nas características de carcaça, contudo reduzem os custos de alimentação, o que gera aumento da receita líquida de produção.

4.
Ci. Rural ; 42(7)2012.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-707859

Resumo

A meta-analysis was carried out to study performance and characteristics of carcass and meat in pigs in function of housing system during the growing/finishing period. Indexed publications with results of experiments comparing performance and post-slaughter variables of pigs housed in outdoor or conventional intensive systems were selected. In total, 2.985 animals and 701 averages were considered in the data analysis. Meta-analysis followed two sequential analyses: graphic and variance. The outdoor productive system increased in 9% (P 0.05) feed intake, reduced in 2% (P 0.01) daily weight gain and worsened in 3% (P 0.05) feed conversion ratio of pigs in comparison to animals in the confined system. Characteristics of carcass (hot carcass weight, yield, backfat thickness and lean meat percentage) and Longissimus dorsi meat (drip and cooking loss, pH, the initial temperature, shear force, marbling, hardness, juiciness and tenderness) were not affected (P>0.05) by the housing system. It is concluded that the housing system influences the pig performance, but does not interfere in characteristics of carcass and meat.


Uma meta-análise foi realizada para avaliar o desempenho e a qualidade de carcaça e carne de suínos em função do sistema de alojamento nas fases de crescimento/terminação. Foram selecionadas publicações indexadas com resultados de experimentos comparando variáveis de desempenho e de pós-abate de suínos alojados em sistemas intensivos convencionais ou ao ar livre. A base de dados contemplou 27 artigos publicados entre 1997 e 2009. Ao total, foram considerados 2.985 animais e 701 médias na análise de dados. A meta-análise foi realizada através de duas análises sequenciais: gráfica e de variância-covariância. O sistema de criação de suínos ao ar livre aumentou em 9% (P 0,05) o consumo de ração, reduziu em 2% (P 0,01) o ganho de peso diário e piorou em 3% (P 0,05) a conversão alimentar dos animais em relação ao sistema confinado. As características de carcaça (peso de carcaça quente, rendimento, espessura de toucinho e percentual de carne magra) e de carne no Longissimus dorsi (perda por gotejamento e cozimento, pH, temperatura inicial, força de cisalhamento, marmoreio dureza, maciez e suculência) não foram influenciadas (P>0,05) pelo sistema de alojamento dos suínos. Concluiu-se que o sistema de criação influencia no desempenho dos suínos, mas não interfere nas características de carcaça e carne estudadas.

5.
Ci. Rural ; 42(2)2012.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-707707

Resumo

An experiment was carried out to evaluate the performance and feed cost of barrows and boars fed or not with amino acid supplemented diets. Forty-eight animals were used with initial weight of 38.8±0.2kg distributed in a randomized block design with three treatments, being barrows males (CM), boars males (IM) and IM supplemented with 5% of amino acids (IM+5% AA). The treatment had no effect on body weight and weight gain. Feed intake, feed conversion ratio and feed cost were different (P 0.05) among treatments. Average feed intake was of 2.43kg, and the intake observed on CM (P 0.05) was higher at 5.5 and 5.2% in relation to IM and IM+5%AA, respectively. Feed conversion ratio was of 2.28, and the CM showed the worse conversion (P 0.05) at 6.2 and 11.6% in relation to IM and IM+5%AA, respectively. Average feed cost was of R$ 1,82kg-1, being higher (P 0.05) for the CM in relation to IM and IM+5%AA. The sex category (barrows or boars) and amino acid supplementation did not affect body weight and weight gain, but alter feed intake, feed conversion ratio and feed cost.


Um experimento foi realizado para avaliar o desempenho e o custo do alimento de suínos machos castrados e inteiros suplementados ou não com aminoácidos. Foram utilizados 48 animais com peso vivo inicial de 38,8±0,2kg, distribuídos num delineamento de blocos ao acaso em três tratamentos, sendo machos castrados (MC), machos inteiros (MI) e MI suplementados com 5% de aminoácidos (MI+5%AA). Não houve efeito (P>0,05) dos tratamentos sobre o peso vivo e o ganho de peso dos suínos. O consumo de ração, a conversão alimentar e o custo do alimento diferiram (P 0,05) entre os tratamentos. O consumo médio de ração foi de 2,43kg, sendo que os MC apresentaram consumo superior (P 0,05) em 5,5 e 5,2% em relação aos MI e aos MI+5%AA, respectivamente. A conversão alimentar média foi 2,28; sendo que os MC apresentaram pior conversão (P 0,05) em 6,2 e 11,6% em relação aos MI e aos MI+5%AA, respectivamente. O custo médio do alimento foi de R$ 1,82 kg-1, sendo superior (P 0,05) para os MC em relação aos MI e MI +5%AA. O tipo sexual do macho (castrado ou inteiro) e a suplementação aminoacídica não afetam o peso vivo e o ganho de peso, mas alteram o consumo de ração, a conversão alimentar e o custo de alimento.

6.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1478894

Resumo

An experiment was carried out to evaluate the performance and feed cost of barrows and boars fed or not with amino acid supplemented diets. Forty-eight animals were used with initial weight of 38.8±0.2kg distributed in a randomized block design with three treatments, being barrows males (CM), boars males (IM) and IM supplemented with 5% of amino acids (IM+5% AA). The treatment had no effect on body weight and weight gain. Feed intake, feed conversion ratio and feed cost were different (P 0.05) among treatments. Average feed intake was of 2.43kg, and the intake observed on CM (P 0.05) was higher at 5.5 and 5.2% in relation to IM and IM+5%AA, respectively. Feed conversion ratio was of 2.28, and the CM showed the worse conversion (P 0.05) at 6.2 and 11.6% in relation to IM and IM+5%AA, respectively. Average feed cost was of R$ 1,82kg-1, being higher (P 0.05) for the CM in relation to IM and IM+5%AA. The sex category (barrows or boars) and amino acid supplementation did not affect body weight and weight gain, but alter feed intake, feed conversion ratio and feed cost.


Um experimento foi realizado para avaliar o desempenho e o custo do alimento de suínos machos castrados e inteiros suplementados ou não com aminoácidos. Foram utilizados 48 animais com peso vivo inicial de 38,8±0,2kg, distribuídos num delineamento de blocos ao acaso em três tratamentos, sendo machos castrados (MC), machos inteiros (MI) e MI suplementados com 5% de aminoácidos (MI+5%AA). Não houve efeito (P>0,05) dos tratamentos sobre o peso vivo e o ganho de peso dos suínos. O consumo de ração, a conversão alimentar e o custo do alimento diferiram (P 0,05) entre os tratamentos. O consumo médio de ração foi de 2,43kg, sendo que os MC apresentaram consumo superior (P 0,05) em 5,5 e 5,2% em relação aos MI e aos MI+5%AA, respectivamente. A conversão alimentar média foi 2,28; sendo que os MC apresentaram pior conversão (P 0,05) em 6,2 e 11,6% em relação aos MI e aos MI+5%AA, respectivamente. O custo médio do alimento foi de R$ 1,82 kg-1, sendo superior (P 0,05) para os MC em relação aos MI e MI +5%AA. O tipo sexual do macho (castrado ou inteiro) e a suplementação aminoacídica não afetam o peso vivo e o ganho de peso, mas alteram o consumo de ração, a conversão alimentar e o custo de alimento.

7.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1479061

Resumo

A meta-analysis was carried out to study performance and characteristics of carcass and meat in pigs in function of housing system during the growing/finishing period. Indexed publications with results of experiments comparing performance and post-slaughter variables of pigs housed in outdoor or conventional intensive systems were selected. In total, 2.985 animals and 701 averages were considered in the data analysis. Meta-analysis followed two sequential analyses: graphic and variance. The outdoor productive system increased in 9% (P 0.05) feed intake, reduced in 2% (P 0.01) daily weight gain and worsened in 3% (P 0.05) feed conversion ratio of pigs in comparison to animals in the confined system. Characteristics of carcass (hot carcass weight, yield, backfat thickness and lean meat percentage) and Longissimus dorsi meat (drip and cooking loss, pH, the initial temperature, shear force, marbling, hardness, juiciness and tenderness) were not affected (P>0.05) by the housing system. It is concluded that the housing system influences the pig performance, but does not interfere in characteristics of carcass and meat.


Uma meta-análise foi realizada para avaliar o desempenho e a qualidade de carcaça e carne de suínos em função do sistema de alojamento nas fases de crescimento/terminação. Foram selecionadas publicações indexadas com resultados de experimentos comparando variáveis de desempenho e de pós-abate de suínos alojados em sistemas intensivos convencionais ou ao ar livre. A base de dados contemplou 27 artigos publicados entre 1997 e 2009. Ao total, foram considerados 2.985 animais e 701 médias na análise de dados. A meta-análise foi realizada através de duas análises sequenciais: gráfica e de variância-covariância. O sistema de criação de suínos ao ar livre aumentou em 9% (P 0,05) o consumo de ração, reduziu em 2% (P 0,01) o ganho de peso diário e piorou em 3% (P 0,05) a conversão alimentar dos animais em relação ao sistema confinado. As características de carcaça (peso de carcaça quente, rendimento, espessura de toucinho e percentual de carne magra) e de carne no Longissimus dorsi (perda por gotejamento e cozimento, pH, temperatura inicial, força de cisalhamento, marmoreio dureza, maciez e suculência) não foram influenciadas (P>0,05) pelo sistema de alojamento dos suínos. Concluiu-se que o sistema de criação influencia no desempenho dos suínos, mas não interfere nas características de carcaça e carne estudadas.

8.
Ci. Rural ; 41(1)2011.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-707140

Resumo

A meta-analysis was carried to evaluate the relationship of ractopamine with nutritional variables and performance in pigs. The database included 29 articles published in national and international journals from 1990 to 2007, totaling 155 treatments and 3,786 pigs. The average inclusion of ractopamine was 15.3ppm (ranged from 0 to 30ppm) and the daily average intake of ractopamine was 24.9mg (ranging from 0 to 84mg). Inclusion of ractopamine in diets showed (P 0.05) a positive correlation with weight gain (0.214) and feed efficiency (0.231). Ractopamine did not change (P>0.05) the feed intake, but increased (P 0.05) in 12% the feed efficiency, in 10% the weight gain and in 3.7% the final body weight. The concentrations of protein, lysine and energy in diets affected the animal response feeding with ractopamine. Increasing a unit in dietary lysine concentration resulted in increase of 341g in weight gain (ADG=0.687+0.341LIS, R²=0.71) and 1.3% in feeding efficiency (EF=2.14+1.34LIS; R²=0.62). Ractopamine improves pig performance, however, the interaction between additive and nutritional components must be considered in diets formulation.


Uma meta-análise foi realizada para avaliar a associação da ractopamina com variáveis nutricionais e de desempenho em suínos. A base de dados contemplou 29 artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais entre 1990 e 2007, totalizando 155 tratamentos e 3.786 suínos em terminação. A inclusão média de ractopamina foi de 15,3ppm (variação de 0 a 30ppm) e a ingestão média diária de ractopamina foi 24,9mg (variação de 0 a 84mg). A inclusão de ractopamina nas dietas apresentou (P 0,05) correlação positiva com o ganho de peso (0,214) e com a eficiência alimentar dos animais (0,231). A ractopamina não alterou (P>0,05) o consumo de ração, mas aumentou (P 0,05) em cerca de 12% a eficiência alimentar, em 10% o ganho de peso e em 3,7% o peso vivo final dos animais. As concentrações de proteína, lisina e energia nas dietas afetaram a resposta dos animais suplementados com ractopamina. Para cada incremento em uma unidade percentual no conteúdo dietético de lisina, pode ser esperado aumento de 341g no ganho de peso (GMD=0,687+0,341LIS; R²=0,71) e de 1,3% na eficiência alimentar dos animais (EF=2,14+1,34LIS; R²=0,62). A ractopamina melhora o desempenho dos suínos, porém a interação do aditivo com os componentes nutricionais deve ser considerada para a formulação das dietas.

9.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1478372

Resumo

A meta-analysis was carried to evaluate the relationship of ractopamine with nutritional variables and performance in pigs. The database included 29 articles published in national and international journals from 1990 to 2007, totaling 155 treatments and 3,786 pigs. The average inclusion of ractopamine was 15.3ppm (ranged from 0 to 30ppm) and the daily average intake of ractopamine was 24.9mg (ranging from 0 to 84mg). Inclusion of ractopamine in diets showed (P 0.05) a positive correlation with weight gain (0.214) and feed efficiency (0.231). Ractopamine did not change (P>0.05) the feed intake, but increased (P 0.05) in 12% the feed efficiency, in 10% the weight gain and in 3.7% the final body weight. The concentrations of protein, lysine and energy in diets affected the animal response feeding with ractopamine. Increasing a unit in dietary lysine concentration resulted in increase of 341g in weight gain (ADG=0.687+0.341LIS, R²=0.71) and 1.3% in feeding efficiency (EF=2.14+1.34LIS; R²=0.62). Ractopamine improves pig performance, however, the interaction between additive and nutritional components must be considered in diets formulation.


Uma meta-análise foi realizada para avaliar a associação da ractopamina com variáveis nutricionais e de desempenho em suínos. A base de dados contemplou 29 artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais entre 1990 e 2007, totalizando 155 tratamentos e 3.786 suínos em terminação. A inclusão média de ractopamina foi de 15,3ppm (variação de 0 a 30ppm) e a ingestão média diária de ractopamina foi 24,9mg (variação de 0 a 84mg). A inclusão de ractopamina nas dietas apresentou (P 0,05) correlação positiva com o ganho de peso (0,214) e com a eficiência alimentar dos animais (0,231). A ractopamina não alterou (P>0,05) o consumo de ração, mas aumentou (P 0,05) em cerca de 12% a eficiência alimentar, em 10% o ganho de peso e em 3,7% o peso vivo final dos animais. As concentrações de proteína, lisina e energia nas dietas afetaram a resposta dos animais suplementados com ractopamina. Para cada incremento em uma unidade percentual no conteúdo dietético de lisina, pode ser esperado aumento de 341g no ganho de peso (GMD=0,687+0,341LIS; R²=0,71) e de 1,3% na eficiência alimentar dos animais (EF=2,14+1,34LIS; R²=0,62). A ractopamina melhora o desempenho dos suínos, porém a interação do aditivo com os componentes nutricionais deve ser considerada para a formulação das dietas.

10.
Ci. Rural ; 41(12)2011.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-707465

Resumo

An experiment was carried out to evaluate the digestibility of diets and metabolism of pigs fed diets containing sodium bentonite subjected to different feeding programs. Twenty-four barrows were used, littermates, 42.2kg initial live weight, housed in metabolic cages. Experimental design was completely randomized with three sodium bentonite levels (0.0; 0.3 and 0.5%) and two feeding programs (restricted and ad libitum), with eight replications each. Addition of sodium bentonite didn't affect (P>0.05) the feed intake, the energy and N balance. The feed intake differ (P 0.01) between restricted and ad libitum feeding (1.17 vs. 2.19kg d-1). The feeding program alter (P 0.05) the N balance, but don't affected (P>0.05) the N retention in pigs. Ad libitum feeding alter (P 0.05) the energy balance, mainly the retained energy (3,825 vs. 3,013kcal d-1). Addition of 0.5% of sodium bentonite in diets reduced in 9% (P 0.01) the fecal phosphorus excretion. Sodium bentonite in diets doesn't alter the energy and N balance neither apparent digestibility of Ca, Mg, Zn, Cu and Mn. Sodium bentonite in diets reduce the fecal phosphorus excretion. There is no interaction between the feeding program and the addition of sodium bentonite in diets.


Foi realizado um experimento para avaliar a digestibilidade aparente de dietas e o metabolismo de suínos alimentados com dietas contendo bentonita sódica submetidos a diferentes programas alimentares. Foram utilizados 24 suínos machos castrados, meio irmãos paternos, com peso vivo médio inicial de 42,2kg, alojados em gaiolas metabólicas. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com três níveis de bentonita sódica (0,0; 0,3 e 0,5%) e dois programas alimentares (restrito e à vontade), com oito repetições cada. A adição de bentonita sódica não alterou (P>0,05) o consumo de ração e os balanços da energia e do nitrogênio. O consumo de ração diferiu (P 0,01) entre a alimentação restrita e à vontade (1,17 vs. 2,19kg d-1). O programa alimentar alterou (P 0,05) o balanço do N, mas não afetou (P>0,05) a retenção de N pelos animais. A alimentação à vontade alterou (P 0,05) o balanço da energia, sobretudo a energia retida (3.825 vs. 3.013kcal d-1). A adição de 0,5% de bentonita sódica nas dietas reduziu em 9% (P 0,01) a excreção fecal de fósforo. A adição de bentonita sódica nas dietas de suínos não altera os balanços da energia e do N nem as digestibilidades aparentes do Ca, Mg, Zn, Cu e Mn. A adição de bentonita sódica reduz a excreção fecal de fósforo. Não há interação entre o programa alimentar e a adição de bentonita sódica nas dietas.

11.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1478459

Resumo

An experiment was carried out to evaluate the digestibility of diets and metabolism of pigs fed diets containing sodium bentonite subjected to different feeding programs. Twenty-four barrows were used, littermates, 42.2kg initial live weight, housed in metabolic cages. Experimental design was completely randomized with three sodium bentonite levels (0.0; 0.3 and 0.5%) and two feeding programs (restricted and ad libitum), with eight replications each. Addition of sodium bentonite didn't affect (P>0.05) the feed intake, the energy and N balance. The feed intake differ (P 0.01) between restricted and ad libitum feeding (1.17 vs. 2.19kg d-1). The feeding program alter (P 0.05) the N balance, but don't affected (P>0.05) the N retention in pigs. Ad libitum feeding alter (P 0.05) the energy balance, mainly the retained energy (3,825 vs. 3,013kcal d-1). Addition of 0.5% of sodium bentonite in diets reduced in 9% (P 0.01) the fecal phosphorus excretion. Sodium bentonite in diets doesn't alter the energy and N balance neither apparent digestibility of Ca, Mg, Zn, Cu and Mn. Sodium bentonite in diets reduce the fecal phosphorus excretion. There is no interaction between the feeding program and the addition of sodium bentonite in diets.


Foi realizado um experimento para avaliar a digestibilidade aparente de dietas e o metabolismo de suínos alimentados com dietas contendo bentonita sódica submetidos a diferentes programas alimentares. Foram utilizados 24 suínos machos castrados, meio irmãos paternos, com peso vivo médio inicial de 42,2kg, alojados em gaiolas metabólicas. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com três níveis de bentonita sódica (0,0; 0,3 e 0,5%) e dois programas alimentares (restrito e à vontade), com oito repetições cada. A adição de bentonita sódica não alterou (P>0,05) o consumo de ração e os balanços da energia e do nitrogênio. O consumo de ração diferiu (P 0,01) entre a alimentação restrita e à vontade (1,17 vs. 2,19kg d-1). O programa alimentar alterou (P 0,05) o balanço do N, mas não afetou (P>0,05) a retenção de N pelos animais. A alimentação à vontade alterou (P 0,05) o balanço da energia, sobretudo a energia retida (3.825 vs. 3.013kcal d-1). A adição de 0,5% de bentonita sódica nas dietas reduziu em 9% (P 0,01) a excreção fecal de fósforo. A adição de bentonita sódica nas dietas de suínos não altera os balanços da energia e do N nem as digestibilidades aparentes do Ca, Mg, Zn, Cu e Mn. A adição de bentonita sódica reduz a excreção fecal de fósforo. Não há interação entre o programa alimentar e a adição de bentonita sódica nas dietas.

12.
Ci. Rural ; 40(4)2010.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-706610

Resumo

A model was developed to simulate the Nitrogen and Phosphorus dynamics of pigs in the Rio Grande do Sul state, Brazil associated with corn and soybean production. The model is constituted by an animal sub-model (SMA) and a vegetable one (SMV). The general approaches of SMA are based on technological systems (ST), animal categories, N and P concentrations in diets and its digestive and metabolic efficiencies. The SMA integrates three aggregation levels, constituted by ten compartments for N and P and 300 sub-compartments related to ST and animal categories. The pig production data were divided in seven mesorregions in agreement with the physiographic definitions. The SMV is constituted by corn and soybean sub-compartments. The SMV parameters were based on the cultivated area and in the corn and soybean production of each municipal district. The simulated data show a surplus of corn and soybean in all mesorregions. Annual consumption of corn and soybean meal by pigs on the state is nearly to 1.14 and 0.39 million tons, respectively. Annual volume intake of N and P by the pigs is nearly 36 and 5.7 thousand tons, which 41% of N and 71% of P return to the environment. The simulated values of the different offer/demand sceneries of corn and soybean in Rio Grande do Sul show self-sufficiency of seven mesorregions. The flows of nutrients among soil-plant-animal-soil simulated show that Rio Grande do Sul mesorregions has levels of nitrogen and phosphorus released into the environment by the pigs below the limits imposed by the European Union. The model simulates appropriately the transfers of N and P between animal and vegetable interfaces in pig production in Rio Grande do Sul.


Um modelo foi desenvolvido com o objetivo de simular as dinâmicas de Nitrogênio e Fósforo pela suinocultura gaúcha associadas às produções de milho e soja do Rio Grande do Sul. O modelo é constituído por um submodelo animal (SMA) e outro vegetal (SMV). Os princípios gerais do SMA foram baseados em sistemas tecnológicos (ST), categorias animais, concentrações de N e P das dietas e suas eficiências digestiva e metabólica. O SMA integra três níveis de agregação, sendo constituído de 10 compartimentos para N e P e 300 subcompartimentos relacionados aos ST e às categorias animais. Os dados da suinocultura gaúcha foram divididos em sete mesorregiões de acordo com as definições fisiográficas. Os ST foram definidos pelo número de suínos terminados/porca/ano. O SMV é constituído pelos subcompartimentos milho e soja. Os parâmetros do SMV foram baseados nas áreas cultivadas e nas produções de milho e soja de cada município. De acordo com o balanço entre a produção e o consumo, todas as mesorregiões possuem excedente de milho e soja. O consumo anual de milho e farelo de soja pela suinocultura gaucha é em média de 1,14 e 0,39 milhões de toneladas, respectivamente. O volume anual de N e P ingeridos pelos suínos é de aproximadamente 36 e 5,7 mil toneladas. Desse volume, cerca de 41% do N e 71% do P retornam ao meio ambiente. Os valores simulados dos diferentes cenários de oferta/demanda de milho e soja no Rio Grande do Sul mostram autosuficiência das sete mesorregiões. Os fluxos de nutrientes entre solo-planta-animal-solo simulados mostram que as mesorregiões do Rio Grande do Sul têm níveis de nitrogênio e fósforo lançados ao meio ambiente pelos suínos abaixo dos limites determinados pela União Europeia. O modelo simula adequadamente as transferências de N e P entre as interfaces animal e vegetal na produção suína, no Rio Grande do Sul.

13.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1478141

Resumo

A model was developed to simulate the Nitrogen and Phosphorus dynamics of pigs in the Rio Grande do Sul state, Brazil associated with corn and soybean production. The model is constituted by an animal sub-model (SMA) and a vegetable one (SMV). The general approaches of SMA are based on technological systems (ST), animal categories, N and P concentrations in diets and its digestive and metabolic efficiencies. The SMA integrates three aggregation levels, constituted by ten compartments for N and P and 300 sub-compartments related to ST and animal categories. The pig production data were divided in seven mesorregions in agreement with the physiographic definitions. The SMV is constituted by corn and soybean sub-compartments. The SMV parameters were based on the cultivated area and in the corn and soybean production of each municipal district. The simulated data show a surplus of corn and soybean in all mesorregions. Annual consumption of corn and soybean meal by pigs on the state is nearly to 1.14 and 0.39 million tons, respectively. Annual volume intake of N and P by the pigs is nearly 36 and 5.7 thousand tons, which 41% of N and 71% of P return to the environment. The simulated values of the different offer/demand sceneries of corn and soybean in Rio Grande do Sul show self-sufficiency of seven mesorregions. The flows of nutrients among soil-plant-animal-soil simulated show that Rio Grande do Sul mesorregions has levels of nitrogen and phosphorus released into the environment by the pigs below the limits imposed by the European Union. The model simulates appropriately the transfers of N and P between animal and vegetable interfaces in pig production in Rio Grande do Sul.


Um modelo foi desenvolvido com o objetivo de simular as dinâmicas de Nitrogênio e Fósforo pela suinocultura gaúcha associadas às produções de milho e soja do Rio Grande do Sul. O modelo é constituído por um submodelo animal (SMA) e outro vegetal (SMV). Os princípios gerais do SMA foram baseados em sistemas tecnológicos (ST), categorias animais, concentrações de N e P das dietas e suas eficiências digestiva e metabólica. O SMA integra três níveis de agregação, sendo constituído de 10 compartimentos para N e P e 300 subcompartimentos relacionados aos ST e às categorias animais. Os dados da suinocultura gaúcha foram divididos em sete mesorregiões de acordo com as definições fisiográficas. Os ST foram definidos pelo número de suínos terminados/porca/ano. O SMV é constituído pelos subcompartimentos milho e soja. Os parâmetros do SMV foram baseados nas áreas cultivadas e nas produções de milho e soja de cada município. De acordo com o balanço entre a produção e o consumo, todas as mesorregiões possuem excedente de milho e soja. O consumo anual de milho e farelo de soja pela suinocultura gaucha é em média de 1,14 e 0,39 milhões de toneladas, respectivamente. O volume anual de N e P ingeridos pelos suínos é de aproximadamente 36 e 5,7 mil toneladas. Desse volume, cerca de 41% do N e 71% do P retornam ao meio ambiente. Os valores simulados dos diferentes cenários de oferta/demanda de milho e soja no Rio Grande do Sul mostram autosuficiência das sete mesorregiões. Os fluxos de nutrientes entre solo-planta-animal-solo simulados mostram que as mesorregiões do Rio Grande do Sul têm níveis de nitrogênio e fósforo lançados ao meio ambiente pelos suínos abaixo dos limites determinados pela União Europeia. O modelo simula adequadamente as transferências de N e P entre as interfaces animal e vegetal na produção suína, no Rio Grande do Sul.

14.
Ci. Rural ; 40(11)2010.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-706839

Resumo

This study was carried out to evaluate the effect of the addition of the citrus extracts and ractopamine in finishing pig diets. A Hundred eight pigs were used (54 males and 54 females) in a completely randomized design, blocked by sex and distributed in nine treatments: T1. control (C) (0ppm of the ractopamine e 0ppm of the citrus extracts), T2. C+10RAC (ractopamine, ppm), T3. C+20RAC, T4. C+250EC (citrus extracts, ppm), T5. C+500EC, T6. C+250EC+10RAC, T7. C+250EC+20RAC, T8. C+500EC+10RAC and T9. C+500EC+20RAC. The final body weight (109.9±3.60kg), feed intake (2.6±0.24kg d-1), body weight gain (1.01±0.09kg d-1), feed conversion ratio (2.7±0.25), carcass length (97±2.71cm), depth muscle (56.1±5.63mm), and pH (5.9±0.33) were not affected by treatments. There was a significant effect for the treatment with 20ppm of ractopamine, which was 5.7 higher, in relation to the treatment with 10ppm of ractopamine. The backfat thickness of control group was 35% higher than the ractopamine levels and the interaction was of 10ppm of ractopamine and 500ppm of citrus extracts. The lean meat in the control group was on average, 5.3% lower in relation to the ractopamine levels. Feeding of finishing pigs with diets containing ractopamine, citrus extracts and their interactions didn't affect performance, however affected some carcass characteristics.


Um experimento avaliou a adição de ractopamina e extratos cítricos a dietas de suínos em terminação. Foram utilizados 108 suínos (54 machos e 54 fêmeas) em um delineamento de blocos completos ao acaso, sendo o sexo o fator de bloqueamento e nove os tratamentos: T1. controle (C) (0ppm de ractopamina e 0ppm de extratos cítricos), T2. C+10RAC (ractopamina, em ppm), T3. C+20RAC, T4. C+250EC (extratos cítricos, em ppm), T5. C+500EC, T6. C+250EC+10RAC, T7. C+250EC+20RAC, T8. C+500EC+10RAC e T9. C+500EC+20RAC. O peso vivo final (109,9±3,6kg), consumo de ração (2,6±0,2kgd-1), ganho de peso (1,0±0,1kgd-1), conversão alimentar (2,7±0,2), comprimento de carcaça (97,0±2,7cm), profundidade de músculo (56,1±5,6mm) e pH (5,9±0,3) não foram influenciados pelos tratamentos. Sobre o peso de carcaça, o efeito foi somente do tratamento com 20ppm de ractopamina em relação a 10ppm de ractopamina, sendo 5,7% superior. A espessura de toucinho do grupo controle foi 35% superior aos níveis de ractopamina, e a interação foi 500ppm de extratos cítricos e 10ppm de ractopamina. A carne magra do controle foi 5,3% inferior em relação aos níveis de ractopamina. A alimentação de suínos em terminação com dietas contendo ractopamina, extratos cítricos e suas interações não altera o desempenho, mas influencia algumas características de carcaça.

15.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1477968

Resumo

This study was carried out to evaluate the effect of the addition of the citrus extracts and ractopamine in finishing pig diets. A Hundred eight pigs were used (54 males and 54 females) in a completely randomized design, blocked by sex and distributed in nine treatments: T1. control (C) (0ppm of the ractopamine e 0ppm of the citrus extracts), T2. C+10RAC (ractopamine, ppm), T3. C+20RAC, T4. C+250EC (citrus extracts, ppm), T5. C+500EC, T6. C+250EC+10RAC, T7. C+250EC+20RAC, T8. C+500EC+10RAC and T9. C+500EC+20RAC. The final body weight (109.9±3.60kg), feed intake (2.6±0.24kg d-1), body weight gain (1.01±0.09kg d-1), feed conversion ratio (2.7±0.25), carcass length (97±2.71cm), depth muscle (56.1±5.63mm), and pH (5.9±0.33) were not affected by treatments. There was a significant effect for the treatment with 20ppm of ractopamine, which was 5.7 higher, in relation to the treatment with 10ppm of ractopamine. The backfat thickness of control group was 35% higher than the ractopamine levels and the interaction was of 10ppm of ractopamine and 500ppm of citrus extracts. The lean meat in the control group was on average, 5.3% lower in relation to the ractopamine levels. Feeding of finishing pigs with diets containing ractopamine, citrus extracts and their interactions didn't affect performance, however affected some carcass characteristics.


Um experimento avaliou a adição de ractopamina e extratos cítricos a dietas de suínos em terminação. Foram utilizados 108 suínos (54 machos e 54 fêmeas) em um delineamento de blocos completos ao acaso, sendo o sexo o fator de bloqueamento e nove os tratamentos: T1. controle (C) (0ppm de ractopamina e 0ppm de extratos cítricos), T2. C+10RAC (ractopamina, em ppm), T3. C+20RAC, T4. C+250EC (extratos cítricos, em ppm), T5. C+500EC, T6. C+250EC+10RAC, T7. C+250EC+20RAC, T8. C+500EC+10RAC e T9. C+500EC+20RAC. O peso vivo final (109,9±3,6kg), consumo de ração (2,6±0,2kgd-1), ganho de peso (1,0±0,1kgd-1), conversão alimentar (2,7±0,2), comprimento de carcaça (97,0±2,7cm), profundidade de músculo (56,1±5,6mm) e pH (5,9±0,3) não foram influenciados pelos tratamentos. Sobre o peso de carcaça, o efeito foi somente do tratamento com 20ppm de ractopamina em relação a 10ppm de ractopamina, sendo 5,7% superior. A espessura de toucinho do grupo controle foi 35% superior aos níveis de ractopamina, e a interação foi 500ppm de extratos cítricos e 10ppm de ractopamina. A carne magra do controle foi 5,3% inferior em relação aos níveis de ractopamina. A alimentação de suínos em terminação com dietas contendo ractopamina, extratos cítricos e suas interações não altera o desempenho, mas influencia algumas características de carcaça.

16.
Ci. Rural ; 39(4)2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-706219

Resumo

An experiment was carried out to evaluate the performance of lactating sows and their piglets fed with high moisture corn diets with or without organic acids. Fifteen sows were used in a randomized complete block with three treatments (control diet; control diet with 0.5% of benzoic acid; control diet with 0.5% of fumaric acid) with five replications each. The diets were elaborated within a 24h period. Diets elaborated with high moisture corn with benzoic or fumaric acids did not modify (P>0.05) the backfat thickness and the average daily feed intake. The average daily weight gain (0.22kg) and average weaning live weight (6.2kg) of piglets were not influenced (P>0.05) between treatments. The addition of organic acids in diets containing high moisture corn does not alter the performance of lactating sows and piglets.


Um experimento foi realizado para avaliar o desempenho de porcas lactantes e suas leitegadas alimentadas com dietas contendo silagem de grãos úmidos de milho com ou sem ácidos orgânicos. Foram utilizadas 15 porcas híbridas em um delineamento de blocos ao acaso com três tratamentos (dieta controle, dieta com adição de 0,5% de ácido benzóico e dieta com adição de 0,5% de ácido fumárico) com cinco repetições cada. As dietas elaboradas com silagem de grãos úmidos de milho com ácido benzóico ou ácido fumárico não alteraram (P>0,05) a espessura de toucinho e o consumo médio diário de ração. O ganho médio diário (0,22kg) e o peso vivo médio ao desmame (6,2kg) dos leitões não diferiram (P>0,05) entre os tratamentos. A adição dos ácidos fumárico e benzóico nas dietas elaboradas com silagem de grãos úmidos de milho não altera os desempenhos de porcas lactantes e de suas leitegadas.

17.
Ci. Rural ; 39(4)2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-705935

Resumo

An experiment was carried out to evaluate the performance of lactating sows and their piglets fed with high moisture corn diets with or without organic acids. Fifteen sows were used in a randomized complete block with three treatments (control diet; control diet with 0.5% of benzoic acid; control diet with 0.5% of fumaric acid) with five replications each. The diets were elaborated within a 24h period. Diets elaborated with high moisture corn with benzoic or fumaric acids did not modify (P>0.05) the backfat thickness and the average daily feed intake. The average daily weight gain (0.22kg) and average weaning live weight (6.2kg) of piglets were not influenced (P>0.05) between treatments. The addition of organic acids in diets containing high moisture corn does not alter the performance of lactating sows and piglets.


Um experimento foi realizado para avaliar o desempenho de porcas lactantes e suas leitegadas alimentadas com dietas contendo silagem de grãos úmidos de milho com ou sem ácidos orgânicos. Foram utilizadas 15 porcas híbridas em um delineamento de blocos ao acaso com três tratamentos (dieta controle, dieta com adição de 0,5% de ácido benzóico e dieta com adição de 0,5% de ácido fumárico) com cinco repetições cada. As dietas elaboradas com silagem de grãos úmidos de milho com ácido benzóico ou ácido fumárico não alteraram (P>0,05) a espessura de toucinho e o consumo médio diário de ração. O ganho médio diário (0,22kg) e o peso vivo médio ao desmame (6,2kg) dos leitões não diferiram (P>0,05) entre os tratamentos. A adição dos ácidos fumárico e benzóico nas dietas elaboradas com silagem de grãos úmidos de milho não altera os desempenhos de porcas lactantes e de suas leitegadas.

18.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1477605

Resumo

An experiment was carried out to evaluate the performance of lactating sows and their piglets fed with high moisture corn diets with or without organic acids. Fifteen sows were used in a randomized complete block with three treatments (control diet; control diet with 0.5% of benzoic acid; control diet with 0.5% of fumaric acid) with five replications each. The diets were elaborated within a 24h period. Diets elaborated with high moisture corn with benzoic or fumaric acids did not modify (P>0.05) the backfat thickness and the average daily feed intake. The average daily weight gain (0.22kg) and average weaning live weight (6.2kg) of piglets were not influenced (P>0.05) between treatments. The addition of organic acids in diets containing high moisture corn does not alter the performance of lactating sows and piglets.


Um experimento foi realizado para avaliar o desempenho de porcas lactantes e suas leitegadas alimentadas com dietas contendo silagem de grãos úmidos de milho com ou sem ácidos orgânicos. Foram utilizadas 15 porcas híbridas em um delineamento de blocos ao acaso com três tratamentos (dieta controle, dieta com adição de 0,5% de ácido benzóico e dieta com adição de 0,5% de ácido fumárico) com cinco repetições cada. As dietas elaboradas com silagem de grãos úmidos de milho com ácido benzóico ou ácido fumárico não alteraram (P>0,05) a espessura de toucinho e o consumo médio diário de ração. O ganho médio diário (0,22kg) e o peso vivo médio ao desmame (6,2kg) dos leitões não diferiram (P>0,05) entre os tratamentos. A adição dos ácidos fumárico e benzóico nas dietas elaboradas com silagem de grãos úmidos de milho não altera os desempenhos de porcas lactantes e de suas leitegadas.

19.
Ci. Rural ; 37(4)2007.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-705362

Resumo

A meta-analysis was carried out to analyze the performance of post weaning piglets with addition of vegetal extract and synthetic antimicrobial in diets. Eleven publications with 48 treatments and 2,752 piglets were studied. The treatments were divided into two groups: synthetic antimicrobial (AS) and vegetal extracts (EV). The experimental variables and performance of the piglets were analyzed. No significant differences (P>0.05) were found among experimental variables, except for initial live weight. The average number of the piglets for each treatment was 57, the average experimental period was 35 days and average initial age was 25 days. The average initial weight (7.4kg) was 16% greater (P 0.05) for piglets that had consumed vegetal extracts. The average final weight was 25kg. The average nutritional values of diets (P>0.05) were: 3,345 kcal of EM kg-1, 0.39% of methionine, 1.42% of lysine and 21.8% of crude protein. No significant differences (P>0.05) were found among vegetal extracts and synthetic antimicrobials groups for average feed intake (818g d-1), average daily gain (480g d-1) and feed: gain (1.70). The use of synthetic antimicrobials or vegetal extracts in diets of weaning piglets did not show changes in feed intake, weight gain, feed conversion rate, metabolizable energy intake, crude protein, lysine, methionine, calcium, and phosphorus intake.


Foi realizada uma meta-análise para avaliar o desempenho de leitões na creche com a adição de extratos vegetais e antimicrobianos sintéticos nas dietas. Foram utilizadas 11 publicações contendo 48 tratamentos e 2.752 animais. Os tratamentos foram divididos em dois grupos: antimicrobianos sintéticos (AS) e extratos vegetais (EV). Foram analisadas as variáveis experimentais e de desempenho. Não houve diferença (P>0,05) para as variáveis experimentais, exceto para peso inicial. O número de animais por tratamento foi de 57, o período experimental médio foi de 35 dias e a idade inicial de 25 dias. O peso vivo médio inicial foi de 7,4kg, sendo 16% superior (P 0,05) para leitões que receberam extratos vegetais. O peso vivo médio final foi de 25kg. Os valores nutricionais médios das dietas (P>0,05) foram de 3.345kcal EM kg-1, 0,39% de metionina, 1,42% de lisina e 21,8% de proteína bruta. Não houve diferença (P>0,05) entre os dois aditivos para o consumo de ração (818g d-1), o ganho de peso (480g d-1) e a conversão alimentar (1,70) dos leitões. O uso de antimicrobianos sintéticos ou extratos vegetais em dietas de leitões na creche não mostrou alteração no consumo de ração, no ganho de peso, na conversão alimentar, na ingestão de energia metabolizável, proteína bruta, lisina, metionina, cálcio e fósforo.

20.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1477154

Resumo

A meta-analysis was carried out to analyze the performance of post weaning piglets with addition of vegetal extract and synthetic antimicrobial in diets. Eleven publications with 48 treatments and 2,752 piglets were studied. The treatments were divided into two groups: synthetic antimicrobial (AS) and vegetal extracts (EV). The experimental variables and performance of the piglets were analyzed. No significant differences (P>0.05) were found among experimental variables, except for initial live weight. The average number of the piglets for each treatment was 57, the average experimental period was 35 days and average initial age was 25 days. The average initial weight (7.4kg) was 16% greater (P 0.05) for piglets that had consumed vegetal extracts. The average final weight was 25kg. The average nutritional values of diets (P>0.05) were: 3,345 kcal of EM kg-1, 0.39% of methionine, 1.42% of lysine and 21.8% of crude protein. No significant differences (P>0.05) were found among vegetal extracts and synthetic antimicrobials groups for average feed intake (818g d-1), average daily gain (480g d-1) and feed: gain (1.70). The use of synthetic antimicrobials or vegetal extracts in diets of weaning piglets did not show changes in feed intake, weight gain, feed conversion rate, metabolizable energy intake, crude protein, lysine, methionine, calcium, and phosphorus intake.


Foi realizada uma meta-análise para avaliar o desempenho de leitões na creche com a adição de extratos vegetais e antimicrobianos sintéticos nas dietas. Foram utilizadas 11 publicações contendo 48 tratamentos e 2.752 animais. Os tratamentos foram divididos em dois grupos: antimicrobianos sintéticos (AS) e extratos vegetais (EV). Foram analisadas as variáveis experimentais e de desempenho. Não houve diferença (P>0,05) para as variáveis experimentais, exceto para peso inicial. O número de animais por tratamento foi de 57, o período experimental médio foi de 35 dias e a idade inicial de 25 dias. O peso vivo médio inicial foi de 7,4kg, sendo 16% superior (P 0,05) para leitões que receberam extratos vegetais. O peso vivo médio final foi de 25kg. Os valores nutricionais médios das dietas (P>0,05) foram de 3.345kcal EM kg-1, 0,39% de metionina, 1,42% de lisina e 21,8% de proteína bruta. Não houve diferença (P>0,05) entre os dois aditivos para o consumo de ração (818g d-1), o ganho de peso (480g d-1) e a conversão alimentar (1,70) dos leitões. O uso de antimicrobianos sintéticos ou extratos vegetais em dietas de leitões na creche não mostrou alteração no consumo de ração, no ganho de peso, na conversão alimentar, na ingestão de energia metabolizável, proteína bruta, lisina, metionina, cálcio e fósforo.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA