Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 13 de 13
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Inglês, Português | VETINDEX | ID: biblio-1473833

Resumo

Objetivou-se com esta pesquisa avaliar o efeito da Aflatoxina B1 (AFB1) na digestibilidade dos nutrientes e no perfil hematológico de equinos. O ensaio durou 40 dias, sendo 12 dias para adaptação e 28 dias para experimentação. No período experimental, os cavalos foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com três tratamentos, com quatro animais cada. Os tratamentos utilizados foram 0 µg/kg (controle), 50 µg/kg e 100 µg/kg de AFB1 adicionados ao concentrado da dieta basal. A dieta basal continha alimentos naturalmente contaminados com micotoxinas. Um ensaio de digestibilidade foi realizado no final do período experimental, pelo método de coleta parcial de fezes utilizando o LIPE® como indicador. Amostras de sangue foram coletadas uma vez por semana, durante o ensaio para avaliações hematológicas e bioquímicas. Os resultados dos parâmetros hematológicos, bioquímicos e do ensaio de digestibilidade foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e comparados pelo teste de Tukey a 5% de significância. As aflatoxinas da dieta aumentaram a contagem de leucócitos, principalmente os neutrófilos maduros. A creatina quinase e a fosfatase alcalina (P0,05).


This study aimed to evaluate the effect of aflatoxin B1 (AFB1) on the digestibility of nutrients and the hematological profile of horses. The assay lasted 40 days, with 12 days for adaptation and 28 days for experimentation. In the experimental stage, the horses were distributed in a completely randomized design, including three treatment groups with four animals in each group. The treatments used included 0 µg/kg (control), 50 µg/kg, and 100 µg/kg of AFB1 added to a concentrate in the basal diet. The basal diet contained mycotoxins from naturally contaminated feed. A digestibility essay was carried out at the end of the experimental period through partial feces collection, with LIPE® as an indicator. Blood samples were collected once a week during the assay for hematological and biochemical evaluations. The results of the hematological and biochemical parameters were submitted to analysis of variance (ANOVA) and compared by the Tukey test at 5% significance. The aflatoxins in the diet increased the leukocyte count, especially that of mature neutrophils. Creatine kinase and alkaline phosphatase (P 0.05).


Assuntos
Masculino , Feminino , Animais , Aflatoxinas/administração & dosagem , Aflatoxinas/toxicidade , Dieta/veterinária , Equidae/sangue , Análise de Variância
2.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 22: e63385, 2021. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1285992

Resumo

This study aimed to evaluate the effect of aflatoxin B1 (AFB1) on the digestibility of nutrients and the hematological profile of horses. The assay lasted 40 days, with 12 days for adaptation and 28 days for experimentation. In the experimental stage, the horses were distributed in a completely randomized design, including three treatment groups with four animals in each group. The treatments used included 0 µg/kg (control), 50 µg/kg, and 100 µg/kg of AFB1 added to a concentrate in the basal diet. The basal diet contained mycotoxins from naturally contaminated feed. A digestibility essay was carried out at the end of the experimental period through partial feces collection, with LIPE® as an indicator. Blood samples were collected once a week during the assay for hematological and biochemical evaluations. The results of the hematological and biochemical parameters were submitted to analysis of variance (ANOVA) and compared by the Tukey test at 5% significance. The aflatoxins in the diet increased the leukocyte count, especially that of mature neutrophils. Creatine kinase and alkaline phosphatase (P < 0.05) activities were higher in horses fed more toxic diets. The digestibility of nutrients was unaffected by the level of mycotoxins in the diet (P > 0.05).


Objetivou-se com esta pesquisa avaliar o efeito da Aflatoxina B1 (AFB1) na digestibilidade dos nutrientes e no perfil hematológico de equinos. O ensaio durou 40 dias, sendo 12 dias para adaptação e 28 dias para experimentação. No período experimental, os cavalos foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com três tratamentos, com quatro animais cada. Os tratamentos utilizados foram 0 µg/kg (controle), 50 µg/kg e 100 µg/kg de AFB1 adicionados ao concentrado da dieta basal. A dieta basal continha alimentos naturalmente contaminados com micotoxinas. Um ensaio de digestibilidade foi realizado no final do período experimental, pelo método de coleta parcial de fezes utilizando o LIPE® como indicador. Amostras de sangue foram coletadas uma vez por semana, durante o ensaio para avaliações hematológicas e bioquímicas. Os resultados dos parâmetros hematológicos, bioquímicos e do ensaio de digestibilidade foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e comparados pelo teste de Tukey a 5% de significância. As aflatoxinas da dieta aumentaram a contagem de leucócitos, principalmente os neutrófilos maduros. A creatina quinase e a fosfatase alcalina (P<0,05) apresentaram maior atividade nos equinos alimentados com dietas com maior toxicidade. A digestibilidade dos nutrientes não foi alterada pelos níveis de micotoxinas presentes nas dietas (P>0,05).


Assuntos
Animais , Micotoxicose/veterinária , Nutrientes , Aflatoxina B1 , Dieta/veterinária , Cavalos , Penicillium , Aspergillus , Fusarium
3.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-762217

Resumo

Abstract This study aimed to evaluate the effect of aflatoxin B1 (AFB1) on the digestibility of nutrients and the hematological profile of horses. The assay lasted 40 days, with 12 days for adaptation and 28 days for experimentation. In the experimental stage, the horses were distributed in a completely randomized design, including three treatment groups with four animals in each group. The treatments used included 0 µg/kg (control), 50 µg/kg, and 100 µg/kg of AFB1 added to a concentrate in the basal diet. The basal diet contained mycotoxins from naturally contaminated feed. A digestibility essay was carried out at the end of the experimental period through partial feces collection, with LIPE® as an indicator. Blood samples were collected once a week during the assay for hematological and biochemical evaluations. The results of the hematological and biochemical parameters were submitted to analysis of variance (ANOVA) and compared by the Tukey test at 5% significance. The aflatoxins in the diet increased the leukocyte count, especially that of mature neutrophils. Creatine kinase and alkaline phosphatase (P 0.05) activities were higher in horses fed more toxic diets. The digestibility of nutrients was unaffected by the level of mycotoxins in the diet (P > 0.05).


Resumo Objetivou-se com esta pesquisa avaliar o efeito da Aflatoxina B1 (AFB1) na digestibilidade dos nutrientes e no perfil hematológico de equinos. O ensaio durou 40 dias, sendo 12 dias para adaptação e 28 dias para experimentação. No período experimental, os cavalos foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com três tratamentos, com quatro animais cada. Os tratamentos utilizados foram 0 µg/kg (controle), 50 µg/kg e 100 µg/kg de AFB1 adicionados ao concentrado da dieta basal. A dieta basal continha alimentos naturalmente contaminados com micotoxinas. Um ensaio de digestibilidade foi realizado no final do período experimental, pelo método de coleta parcial de fezes utilizando o LIPE® como indicador. Amostras de sangue foram coletadas uma vez por semana, durante o ensaio para avaliações hematológicas e bioquímicas. Os resultados dos parâmetros hematológicos, bioquímicos e do ensaio de digestibilidade foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e comparados pelo teste de Tukey a 5% de significância. As aflatoxinas da dieta aumentaram a contagem de leucócitos, principalmente os neutrófilos maduros. A creatina quinase e a fosfatase alcalina (P 0,05) apresentaram maior atividade nos equinos alimentados com dietas com maior toxicidade. A digestibilidade dos nutrientes não foi alterada pelos níveis de micotoxinas presentes nas dietas (P>0,05).

4.
R. bras. Saúde Prod. Anim. ; 16(3): 470-485, jul.-set. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-16178

Resumo

This study was carried out in order to verify the asymmetries and similarities in horse breeding in the Brazilian South region and Argentina, analyzing the productive, health and trade aspects. Data collection were performed with questionnaires in fieldwork (primary sources) and bibliographic searches and surveys (secondary sources). The sample consisted of horses breeders in Brazil, Rio Grande do Sul State, and in Argentina. The questionnaire was based on the Brazilian Study of Horse Agribusiness Complex, divided into: Production Aspects, Health Issues and trade aspects. Descriptive data analysis and relative frequencies were compared using the chi-square (χ2) test at 5% probability. It was observed that there was a similarity in several aspects related to the breeding and trade horse agribusiness, whereas in the health aspects there was asymmetry in certain aspects. In the Southern Brazil, 29.0% of the owners live in the breeding farm and 67.7% have another remunerated activity. There was a similarity in the endoparasites system control and an asymmetry in the ectoparasites control. There was a higher percentage of diseases control in Argentina, which may be related to technification and qualification of workforce. However, regarding the equine sanitary control, there was a similarity between the farms of Southern Brazil and Argentina. Despite of all asymmetries and similarities, there is a relevance of horse agribusiness on generating jobs and income source, as well as the cultural and economic contribution in both countries. Furthermore, there is a necessity of public policies from government authority to promote the horse industry.(AU)


O objetivo com este estudo foi observar as similaridades e asimetrias existentes na criação de cavalos no sul do Brasil e Argentina, a partir de análise dos aspectos produtivos, comerciais e da saúde dos equinos. A metodologia utilizada compreendeu levantamento de dados, através de aplicação de questionário a campo (fontes primárias) e pesquisas bibliográficas (fontes secundárias). A amostragem abrangeu criadores de equinos do Rio Grande do Sul e Argentina. O questionário foi elaborado baseado no Estudo do Complexo do Agronegócio Cavalo no Brasil, dividido em: Aspectos de Proodução, Sanitários e Comerciais. Foi realizada análise descritiva dos dados e as frequências relativas foram comparadas pelo teste Qui-quadrado (P<0,05). Observou-se similaridades nos aspectos relacionados à criação e comercialização, mas assimetria relacionada à saúde dos equinos. No sul do Brasil 29,0% dos proprietários vivem da criação de cavalos, enquanto 67,7% exercem outras atividades remuneradas. Observou-se similaridade no controle de endoparasitas e assimetria em relação à ectoparasitas. A alta percentagem de controle de doenças observada na Argentina pode estar relacionada à tecnificação e a mão de obra treinada. Contudo, observou-se similaridade entre as fazendas do sul do Brasil e Argentina em relação ao controle sanitário dos rebanhos de equinos. A respeito das diversas assimetrias e semelhanças observadas, destaca-se a importância do agronegócio cavalo na produção de emprego e renda, bem como a contribuição econômica e cultural para ambos os países. Além disso, há necessidade de políticas públicas para a promoção da indústria do cavalo.(AU)


Assuntos
Animais , Cavalos , Criação de Animais Domésticos , Argentina , Brasil , Parasitos , Comercialização de Produtos , Agroindústria/análise
5.
Rev. bras. saúde prod. anim ; 16(3): 470-485, jul.-set. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1493482

Resumo

This study was carried out in order to verify the asymmetries and similarities in horse breeding in the Brazilian South region and Argentina, analyzing the productive, health and trade aspects. Data collection were performed with questionnaires in fieldwork (primary sources) and bibliographic searches and surveys (secondary sources). The sample consisted of horses breeders in Brazil, Rio Grande do Sul State, and in Argentina. The questionnaire was based on the Brazilian Study of Horse Agribusiness Complex, divided into: Production Aspects, Health Issues and trade aspects. Descriptive data analysis and relative frequencies were compared using the chi-square (χ2) test at 5% probability. It was observed that there was a similarity in several aspects related to the breeding and trade horse agribusiness, whereas in the health aspects there was asymmetry in certain aspects. In the Southern Brazil, 29.0% of the owners live in the breeding farm and 67.7% have another remunerated activity. There was a similarity in the endoparasites system control and an asymmetry in the ectoparasites control. There was a higher percentage of diseases control in Argentina, which may be related to technification and qualification of workforce. However, regarding the equine sanitary control, there was a similarity between the farms of Southern Brazil and Argentina. Despite of all asymmetries and similarities, there is a relevance of horse agribusiness on generating jobs and income source, as well as the cultural and economic contribution in both countries. Furthermore, there is a necessity of public policies from government authority to promote the horse industry.


O objetivo com este estudo foi observar as similaridades e asimetrias existentes na criação de cavalos no sul do Brasil e Argentina, a partir de análise dos aspectos produtivos, comerciais e da saúde dos equinos. A metodologia utilizada compreendeu levantamento de dados, através de aplicação de questionário a campo (fontes primárias) e pesquisas bibliográficas (fontes secundárias). A amostragem abrangeu criadores de equinos do Rio Grande do Sul e Argentina. O questionário foi elaborado baseado no Estudo do Complexo do Agronegócio Cavalo no Brasil, dividido em: Aspectos de Proodução, Sanitários e Comerciais. Foi realizada análise descritiva dos dados e as frequências relativas foram comparadas pelo teste Qui-quadrado (P<0,05). Observou-se similaridades nos aspectos relacionados à criação e comercialização, mas assimetria relacionada à saúde dos equinos. No sul do Brasil 29,0% dos proprietários vivem da criação de cavalos, enquanto 67,7% exercem outras atividades remuneradas. Observou-se similaridade no controle de endoparasitas e assimetria em relação à ectoparasitas. A alta percentagem de controle de doenças observada na Argentina pode estar relacionada à tecnificação e a mão de obra treinada. Contudo, observou-se similaridade entre as fazendas do sul do Brasil e Argentina em relação ao controle sanitário dos rebanhos de equinos. A respeito das diversas assimetrias e semelhanças observadas, destaca-se a importância do agronegócio cavalo na produção de emprego e renda, bem como a contribuição econômica e cultural para ambos os países. Além disso, há necessidade de políticas públicas para a promoção da indústria do cavalo.


Assuntos
Animais , Argentina , Brasil , Cavalos , Comercialização de Produtos , Criação de Animais Domésticos , Parasitos , Agroindústria/análise
6.
Semina Ci. agr. ; 35(4): 2011-2018, July.-Aug.2014. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-26482

Resumo

The study evaluated the effect of yeast supplementation on the digestibility and intake of nutrients of Mangalarga Marchador horses in training. Fourteen Mangalarga Marchador mares were divided into two groups: Probiotic (horses supplemented with 20 g of Saccharomyces cerevisiae daily) and Control. The diet consisted of commercial concentrate and roughage in the ratio of 50:50. The mares were trained for six weeks, Monday to Saturday, and the exercise performed daily alternating work on a treadmill and automatic walker. Nutrient digestibility was assessed using the indicator LIPE® (6 days) end fecal collection was performed for five days. Was analyzed DM, NDF, ADF, CP, GE, hemicelluloses and dry matter intake. There was not difference (P>0,05) in any of the variables analyzed. Supplementation with 20 g of Saccharomyces cerevisiae does not affect the digestibility and nutrient intake in mares Mangalarga Marchador submitted six weeks of aerobic training.(AU)


O trabalho avaliou o efeito da suplementação com leveduras sobre a digestibilidade e consumo dos nutrientes de equinos Mangalarga Marchador submetidas a treinamento. Quatorze éguas Mangalarga Marchador foram distribuídos em dois grupos: Probiótico (equinos suplementados com 20 g de Saccharomyces cerevisiae diariamente) e Controle. A dieta foi composta por volumoso e concentrado comercial, na proporção de 50:50. As éguas foram treinadas durante seis semanas, de segunda a sábado, sendo o exercício realizado diariamente alternando o trabalho em esteira ergométrica e caminhador automático. A digestibilidade dos nutrientes foi avaliada utilizando o indicador LIPE® (6 dias) e a coleta de fezes foi realizada durante cinco dias. Foi analisado MS, FDN, FDA, PB, EB, hemicelulose e consumo de matéria seca. Não houve diferença (P>0,05) em nenhuma das variáveis analisadas. A suplementação com 20 g de Saccharomyces cerevisiae não interfere na digestibilidade e consumo dos nutrientes em éguas Mangalarga Marchador submetidas a seis semanas de treinamento aeróbico.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Cavalos/metabolismo , Saccharomyces cerevisiae , Probióticos , Suplementos Nutricionais , Treino Aeróbico/veterinária
7.
R. bras. Saúde Prod. Anim. ; 14(2): 299-307, Apr.-June.2013. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-695426

Resumo

The objective was to evaluate serum activity of the enzymes creatine kinase (CK) and aspartate aminotransferase (AST), which are leakage enzymes responsive to muscle injury, of athletic horses that underwent muscle biopsy and incremental jump test (IJT) involving incremental jumps. The animals were grouped as follows: the first group, horses with history of superior performance (SP); the second, with a history of inferior performance (IP); and lastly, a control group (CG). All groups underwent biopsy of the gluteus medius muscle, while groups SP and IP were also submitted to the incremental jump test (IJT) 24 hours after biopsy. The IJT consisted of three stages with 40 jumps each, where jump height increased progressively, from 40 to 60 and last, 80cm. Blood samples were drawn before biopsy, and 6 and 24 hours after the exercise as well. The levels of CK serum activity increased 6 hours after exercise and decreased 24 hours later in all groups, including CG. AST activity did not increase after biopsy and exercise. There was no increase of both enzyme activities that could be attributed to the exercise, possibly due to exercise short duration and/or low intensity. We conclude that the muscle biopsy was able to show that there was enough stimulus to cause CK enzyme leakage into the plasma, and consequent detection of increased serum activity, while the incremental jump test did not.(AU)


Objetivou-se avaliar a atividade sérica das enzimas creatina quinase (CK) e aspartato aminotransferase (AST), enzimas de extravazamento responsivas à lesão muscular, de equinos de salto submetidos à biópsia muscular e a um teste de exercício padronizado, envolvendo saltos incrementais. Foram utilizados três grupos de animais, um com histórico de desempenho superior (SP), um com histórico inferior (IP) e um grupo controle (CG). Todos os grupos foram submetidos à biópsia muscular no gluteus medius e somente os grupos SP e IP ao teste de saltos incrementais (IJT), 24h após a biópsia. O IJT foi constituído de três estágios de alturas progressivas, com 40 saltos cada, nas alturas de 40, 60 e 80cm. Amostras de sangue foram coletadas antes da biópsia, 6h e 24h após o exercício. Os níveis de atividade sérica da CK elevaram-se 6h e diminuíram 24h após o exercício em todos os grupos, inclusive no CG. A atividade da AST não demonstrou aumento após a realização da biópsia e do exercício. Não foi visto aumento da atividade de ambas enzimas mensuradas que pudesse ser atribuído ao exercício, possivelmente pela baixa duração e/ou intensidade do mesmo. Conclui-se que a biópsia muscular caracterizou estímulo suficiente para haver extravasamento somente da enzima muscular CK para o plasma, e consequente detecção de aumento de sua atividade sérica, enquanto o teste de exercício padronizado realizado não.(AU)


Assuntos
Animais , Cavalos/metabolismo , Creatina Quinase/análise , Creatina Quinase/síntese química , Aspartato Aminotransferases/administração & dosagem , Aspartato Aminotransferases/análise , Exercício Físico
8.
Rev. bras. saúde prod. anim ; 14(2): 299-307, Apr.-June.2013. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1493222

Resumo

The objective was to evaluate serum activity of the enzymes creatine kinase (CK) and aspartate aminotransferase (AST), which are leakage enzymes responsive to muscle injury, of athletic horses that underwent muscle biopsy and incremental jump test (IJT) involving incremental jumps. The animals were grouped as follows: the first group, horses with history of superior performance (SP); the second, with a history of inferior performance (IP); and lastly, a control group (CG). All groups underwent biopsy of the gluteus medius muscle, while groups SP and IP were also submitted to the incremental jump test (IJT) 24 hours after biopsy. The IJT consisted of three stages with 40 jumps each, where jump height increased progressively, from 40 to 60 and last, 80cm. Blood samples were drawn before biopsy, and 6 and 24 hours after the exercise as well. The levels of CK serum activity increased 6 hours after exercise and decreased 24 hours later in all groups, including CG. AST activity did not increase after biopsy and exercise. There was no increase of both enzyme activities that could be attributed to the exercise, possibly due to exercise short duration and/or low intensity. We conclude that the muscle biopsy was able to show that there was enough stimulus to cause CK enzyme leakage into the plasma, and consequent detection of increased serum activity, while the incremental jump test did not.


Objetivou-se avaliar a atividade sérica das enzimas creatina quinase (CK) e aspartato aminotransferase (AST), enzimas de extravazamento responsivas à lesão muscular, de equinos de salto submetidos à biópsia muscular e a um teste de exercício padronizado, envolvendo saltos incrementais. Foram utilizados três grupos de animais, um com histórico de desempenho superior (SP), um com histórico inferior (IP) e um grupo controle (CG). Todos os grupos foram submetidos à biópsia muscular no gluteus medius e somente os grupos SP e IP ao teste de saltos incrementais (IJT), 24h após a biópsia. O IJT foi constituído de três estágios de alturas progressivas, com 40 saltos cada, nas alturas de 40, 60 e 80cm. Amostras de sangue foram coletadas antes da biópsia, 6h e 24h após o exercício. Os níveis de atividade sérica da CK elevaram-se 6h e diminuíram 24h após o exercício em todos os grupos, inclusive no CG. A atividade da AST não demonstrou aumento após a realização da biópsia e do exercício. Não foi visto aumento da atividade de ambas enzimas mensuradas que pudesse ser atribuído ao exercício, possivelmente pela baixa duração e/ou intensidade do mesmo. Conclui-se que a biópsia muscular caracterizou estímulo suficiente para haver extravasamento somente da enzima muscular CK para o plasma, e consequente detecção de aumento de sua atividade sérica, enquanto o teste de exercício padronizado realizado não.


Assuntos
Animais , Aspartato Aminotransferases/administração & dosagem , Aspartato Aminotransferases/análise , Cavalos/metabolismo , Creatina Quinase/análise , Creatina Quinase/síntese química , Exercício Físico
9.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 48(3): 200-206, 2011. ilus, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-5698

Resumo

This study was carried out to evaluate leukocyte infiltration and anti-myeloperoxidase immunoreactivity in granulocytesof the mucosa and submucosa of the large intestine of horses submitted to dietetic starch overload. Eight adult horseswere allocated randomly in three treatments: Treatment I (Control) (n = 2), animals euthanized without starch overload;and Treatments II (n = 3) and III (n = 3), animals undergoing starch overload, with gastric infusion of 17.6 g starch perkg of body weight, euthanized after 24 and 36 hours, respectively. Only afflux of neutrophils in the intestinal mucosa andsubmucosa blood vessels (leukocyte stasis) was observed. Eosinophils were the predominant cells in the mucosa andsubmucosa in all horses, independent of dietetic overload, with infiltration grade from mild to moderate. Lymphocyteinfiltration was also observed in all horses, but with lower intensity when compared to eosinophils. Congestion, edemaand dilatation of lymphatic vessels were the main circulatory alterations observed, with more intensity in the submucosa.Higher immunoreactivity to the anti-myeloperoxidase antibodies was observed in the mucosa and submucosa of horses36 hours after overload. Horses submitted to dietetic starch overload showed intestinal inflammatory response withprevalence of eosinophils, leukocyte stasis and circulatory alterations, varying from discreet to moderate.(AU)


Este estudo teve como objetivo avaliar a infiltração de leucócitos e a imunorreatividade antimieloperoxidase emgranulócitos da mucosa e submucosa do intestino grosso de equinos submetidos à sobrecarga dietética com amido.Oito equinos adultos foram distribuídos aleatoriamente em três tratamentos: Tratamento I (Controle) (n = 2), equinoseutanasiados sem sobrecarga com amido; Tratamento II (n = 3) e III (n = 3), equinos submetidos à sobrecarga comamido, com infusão gástrica de 17,6 g de amido/kg de peso vivo e eutanasiados após 24 e 36 horas, respectivamente.Observou-se apenas afluxo de neutrófilos (leucocitoestase) nos vasos sanguíneos da mucosa e submucosa intestinal.Eosinófilos foram as células predominantes na mucosa e submucosa em todos os equinos, independente da sobrecargadietética, com grau de infiltração de leve a moderada. Infiltração por linfócitos também foi observado em todos osequinos, porém com menor intensidade quando comparado aos eosinófilos. Congestão, edema e dilatação de vasoslinfáticos foram as principais alterações circulatórias observadas, com maior intensidade na submucosa. Maiorimunorreatividade para anticorpos antimieloperoxidase foi observado na mucosa e submucosa dos equinos 36 horasapós a sobrecarga. Equinos submetidos à sobrecarga dietética com amido apresentam resposta inflamatória intestinalcom predominância de eosinófilos, leucocitoestase e alterações circulatórias variando de discreta a moderada.(AU)


Assuntos
Animais , Carboidratos da Dieta/administração & dosagem , Ração Animal/análise , Mucosa Intestinal , Inflamação , Leucócitos/patologia , Cavalos , Imuno-Histoquímica
10.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 48(2): 116-122, 2011. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-5688

Resumo

Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da sobrecarga dietética com amido em equinos adaptados a dieta comnível elevado de concentrado. Seis equinos adultos foram previamente adaptados à dieta composta por feno de coastcross e concentrado na proporção de 60:40 e, posteriormente submetidos à infusão gástrica de 17,6 g amido/kg de pesocorporal. Os equinos foram avaliados por meio de exames clínicos e laboratoriais até 36 horas após a sobrecarga. Umequino veio a óbito 32 horas após a sobrecarga, apresentando quadro clínico de endotoxemia e laminite. Não houvediferença ( P > 0,05) nas frequências cardíaca e respiratória, temperatura retal, tempo de preenchimento capilar etemperatura superficial dos cascos dos equinos durante o experimento. Houve tendência ao aumento na motilidadeintestinal, seguido de aumento na fluidez das fezes. O volume globular e a concentração de proteína plasmática totalaumentaram ( P < 0,05) 24 horas após a sobrecarga quando comparados aos valores basais, de 26,7 a 32,0% e de 7,1e 8,1 g/dL, respectivamente. Os neutrófilos bastonetes aumentaram ( P < 0,05) durante o período de avaliação, comvalores variando de 0,1 a 0,7 x 103/μL antes da sobrecarga e 24 horas após, respectivamente, enquanto os eosinófilosapresentaram redução. A concentração plasmática de lactato teve aumento discreto com diferença ( P < 0,05) antes, 20 e28 horas após a sobrecarga, com valores de 0,7, 1,0 e 1,2 mmol/L, respectivamente. Conclui-se que equinos consumindodieta com elevado nível de concentrado e submetidos à sobrecarga dietética com amido apresentam alterações clínicas elaboratoriais moderadas, porém, casos graves, seguidos do óbito, podem ocorrer devido à variação individual.(AU)


This work was carried out to evaluate the effect of dietetic starch overload in horses adapted to diets with high levelof concentrated. Six crossbreed mature horses were previously adapted to diet composed by coast cross hay andconcentrate in a 60:40 proportion and later submitted to gastric infusion of 17.6 g starch/kg body weight. The horseswere evaluated by clinical and laboratorial examination until 36-hour after overload. One horse died 32 hours afteroverload, presenting clinical signs of endotoxemia and laminitis.No differences ( P > 0.05) were observed in heartand respiratory rate, rectal temperature, capillary refill time and hoof temperature of horses. There was a tendency toincrease intestinal mobility following by fluidity of faeces. Increase ( P < 0.05) in packed cell volume and total plasmaprotein were observed 24 hours after overload when compared to baseline, from 26.7 to 32.0% and 7.1 to 8.1 g/dL,respectively. Neutrophils increased ( P < 0.05) during the evaluation period, with values varying of 0.1 to 0.7 x 103/μLbefore overload and 24 hours after, respectively, while the eosinophils decreased. The plasma lactate concentration wasslight increased with difference (p < 0.05) before, 20 and 28 hours after overload, with values of 0.7, 1.0 and 1.2 mmol/L,respectively. It was concluded that horses consuming diets with high levels of concentrated and submitted to dieteticstarch overload had clinical and laboratory changes moderate, however, severe cases, followed by death may occur dueto individual variation.(AU)


Assuntos
Animais , Cavalos/metabolismo , Amido/efeitos adversos , Doenças dos Animais , Endotoxemia/veterinária , Abdome Agudo/veterinária , Carboidratos da Dieta/administração & dosagem
11.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 20(3): 235-241, July-Sept. 2011. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-12380

Resumo

Serum samples from 714 equids of Itaguaí and Serrana microregions, Rio de Janeiro, southeastern Brazil, were examined by indirect fluorescent antibody test (titer 1:80) for Theileria equi. The prevalence in the microregions and factors associated with seropositivity were evaluated and the prevalence ratio (PR) calculated. The overall prevalence of T. equi infection was 81.09 percent (n = 579), with higher prevalence (p < 0.05) in the Itaguaí (85.43 percent) when compared to Serrana microregion (76.92 percent). The geographic area, altitude, farming condition and area of origin of equids were associated (p < 0.05) with seropositivity for T. equi. Equids reared in the Itaguaí microregion (PR = 1.11, p = 0.003) and at altitudes below 500 m (PR = 1.10; p = 0,014) were more likely to be seropositive for T. equi. Furthermore, when equids were born in the farm (PR = 1.10, p = 0.008) and reared with poor farming conditions (PR = 1.13, p = 0.018) they were more likely to be exposed to T. equi. The main ticks found on equids were Amblyomma cajennense and Dermacentor (Anocentor) nitens. The microregions studied are endemic areas for equine theileriosis and there exists enzootic stability for T. equi. Only factors related to the collection area of serum samples influenced the seropositivity of equids for T. equi in that region.(AU)


Amostras de soro de 714 equídeos das microrregiões de Itaguaí e Serrana, Rio de Janeiro, Brasil, foram submetidas ao teste de imunofluorescência indireta (título 1:80) para Theileria equi. A prevalência entre as microrregiões e os fatores associados à soropositividade foram avaliados e a razão de prevalência (RP) calculada. A prevalência geral para T. equi foi de 81,09 por cento (n = 579), com maior prevalência (p < 0,05) para microrregião de Itaguaí (85,43 por cento), quando comparado a Serrana (76,92 por cento). A região, altitude, nível da propriedade e origem dos equídeos foram associados (p < 0,05) com a soropositividade para T. equi. Equídeos criados na microrregião de Itaguaí (RP = 1,11; p = 0,003) e em altitudes abaixo de 500 m (RP = 1.10; p = 0,014) apresentaram maior chance de se tornarem soropositivos para T. equi. Além disso, quando são criados em propriedades de nível ruim (RP = 1,13; p = 0,018) e nascidos na propriedade (RP = 1,10; p = 0,008) apresentaram mais chance de terem contato com T. equi. As principais espécies de carrapatos encontradas parasitando os equídeos foram Amblyomma cajennense e Dermacentor (Anocentor) nitens. As microrregiões estudadas são endêmicas para theileriose equina e de estabilidade enzoótica para T. equi. Apenas os fatores relacionados à área de coleta das amostras de soro influenciaram a soropositividade dos equídeos para T. equi naquela região.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Equidae/parasitologia , Doenças dos Cavalos/epidemiologia , Theileriose/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Cavalos
12.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 46(6): 484-490, 2009. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-5024

Resumo

Este trabalho teve o objetivo de avaliar a reação de imunofluorescência indireta (RIFI), ensaio imunoenzimático (ELISA) e a reação de fixação do complemento (RFC) no diagnóstico de Theileria equi em amostras de soro de 79 equinos na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro(UFRRJ), Seropédica, RJ, Brasil. Houve reação positiva para Theileria equi em 74,7, 75,9 e 60,8% das amostras testadas pela RIFI, ELISA eRFC, respectivamente. Observou-se discrepância em 16,45% (n=13) das amostras de soro testadas pelo ELISA indireto e RIFI. Quando comparado a RIFI e a RFC, a discrepância observada entre os soros testados foi de 36,70% (n=29). O teste ELISA indireto e a RFC apresentaram discordância em 37,97% (n=30) das amostras de soros. Os resultados do presente estudo sugerem que a melhor alternativa para o diagnóstico sorológico de T. equi em eqüinos portadores é aassociação dos testes de RIFI e ELISA indireto, especialmente para a realização de estudos soroepidemiológicos.(AU)


This study was carried out to evaluate indirect fluorescent antibody test (IFAT), enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) and complement fixation test (CFT) of Theileria equi diagnosis in sera samples of 79 horses at Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro(UFRRJ), Seropédica, RJ, Brazil were tested. Positive reaction was obtained in 74.7, 75.9 and 60.8% of samples tested by IFAT, indirect ELISA and CFT, respectively. Discrepancy was observed in 16.45%(n=13) of serum samples tested by ELISA and IFAT. While IFAT and CFT were compared, the discrepancy observed among the samples tested were 36.71% (n=29). Indirect ELISA and CFT test presented disagreement in 37.97% (n=30) of serum samples tested. Results of present study suggests that the best alternative for serological diagnosis T. equi in carriers horses is the combined use of IFAT and indirect ELISA test, especially for accomplishment of seroepidemiological studies.(AU)


Assuntos
Animais , Anticorpos/isolamento & purificação , Theileria/isolamento & purificação , Testes Sorológicos/métodos , Babesiose/diagnóstico , Babesiose/prevenção & controle , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/métodos , Doenças Endêmicas , Cavalos
13.
Semina ciênc. agrar ; 35(4): 2011-2018, 2014. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1499653

Resumo

The study evaluated the effect of yeast supplementation on the digestibility and intake of nutrients of Mangalarga Marchador horses in training. Fourteen Mangalarga Marchador mares were divided into two groups: Probiotic (horses supplemented with 20 g of Saccharomyces cerevisiae daily) and Control. The diet consisted of commercial concentrate and roughage in the ratio of 50:50. The mares were trained for six weeks, Monday to Saturday, and the exercise performed daily alternating work on a treadmill and automatic walker. Nutrient digestibility was assessed using the indicator LIPE® (6 days) end fecal collection was performed for five days. Was analyzed DM, NDF, ADF, CP, GE, hemicelluloses and dry matter intake. There was not difference (P>0,05) in any of the variables analyzed. Supplementation with 20 g of Saccharomyces cerevisiae does not affect the digestibility and nutrient intake in mares Mangalarga Marchador submitted six weeks of aerobic training.


O trabalho avaliou o efeito da suplementação com leveduras sobre a digestibilidade e consumo dos nutrientes de equinos Mangalarga Marchador submetidas a treinamento. Quatorze éguas Mangalarga Marchador foram distribuídos em dois grupos: Probiótico (equinos suplementados com 20 g de Saccharomyces cerevisiae diariamente) e Controle. A dieta foi composta por volumoso e concentrado comercial, na proporção de 50:50. As éguas foram treinadas durante seis semanas, de segunda a sábado, sendo o exercício realizado diariamente alternando o trabalho em esteira ergométrica e caminhador automático. A digestibilidade dos nutrientes foi avaliada utilizando o indicador LIPE® (6 dias) e a coleta de fezes foi realizada durante cinco dias. Foi analisado MS, FDN, FDA, PB, EB, hemicelulose e consumo de matéria seca. Não houve diferença (P>0,05) em nenhuma das variáveis analisadas. A suplementação com 20 g de Saccharomyces cerevisiae não interfere na digestibilidade e consumo dos nutrientes em éguas Mangalarga Marchador submetidas a seis semanas de treinamento aeróbico.


Assuntos
Feminino , Animais , Cavalos/metabolismo , Probióticos , Saccharomyces cerevisiae , Suplementos Nutricionais , Treino Aeróbico/veterinária
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA