Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Intervalo de ano de publicação
1.
Ci. Rural ; 50(7): e20190729, June 8, 2020. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29039

Resumo

Slow-growth tissue culture allows in vitro conservation of plant genetic resources and is a complementary technique to conventional preservation methods. The objective of this study was to evaluate the effect of the culture medium supplemented with sucrose, mannitol and sorbitol osmotic agents on the induction of in vitro slow growth of A. cearensis, seeking to establish alternative techniques for ex situ conservation of the species. Plants with age of 10 days were inoculated in woody plant medium (WPM) supplemented with different concentrations of sucrose (87.64, 131.46, 175.28 or 262.92 mM) combined with mannitol or sorbitol at varying concentrations (0.0, 43.8, 65.73, 87.64 or 131.46 mM), solidified with 0.7% agar. The following parameters were evaluated: survival percentage, number of senescent leaves, aerial part length, root length, aerial part dry mass, root dry mass; and number of shoots. The conservation of A. cearensis was viable for up to 300 days in WPM supplemented with 262.92 mM of sucrose or the combination of 87.64 mM of sucrose with 43.80 mM of mannitol, because besides achieving a survival percentage greater than 55.0%, the plants conserved in these media presented normal development and the best appearances, with predominance of uniform green leaves during the storage process.(AU)


A cultura de tecidos, através do crescimento mínimo, possibilita a conservação in vitro dos recursos genéticos vegetais, tornando-se uma técnica complementar aos métodos convencionais de conservação. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do meio de cultura suplementado com sacarose, manitol e agentes osmóticos sorbitol na indução de crescimento mínimo in vitro de A. cearensis, buscando estabelecer técnicas alternativas para conservação ex situ da espécie. Plantas com 10 dias foram inoculadas em meio de cultura WPM suplementado com diferentes concentrações de sacarose (87,64; 131,46; 175,28 e 262,92 mM) combinado com manitol ou sorbitol nas concentrações (0,0; 43,8; 65,73; 87,64 e 131,46 mM), solidificados com 0,7% de ágar. Foram avaliados a porcentagem de sobrevivência, número de folhas senescentes, comprimento da parte aérea, comprimento da raiz, massa seca da parte aérea, massa seca da raiz e número de brotos. A conservação de A. cearensis mostrou-se viável até 300 dias, em meio de cultura WPM suplementado com 262,92 mM de sacarose ou na combinação de 87.64 mM de sacarose com 43.80 mM de manitol. Assim sendo, além de apresentarem porcentagem de sobrevivência acima de 55.0%, as plantas conservadas nesses meios apresentaram um desenvolvimento normal e com melhores aparências com predomínio de folhas verdes uniformes ao longo do processo de armazenamento.(AU)


Assuntos
Técnicas In Vitro , Fabaceae/efeitos dos fármacos , Fabaceae/crescimento & desenvolvimento , Sacarose/administração & dosagem , Manitol/administração & dosagem , Osmose
2.
Ci. Rural ; 46(6): 991-995, June 2016. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29562

Resumo

The goal of the present study was to evaluate the germination, initial growth, and in vitro co-cultivation of Comanthera curralensis Moldenke, a "sempre viva" native of the Chapada Diamantina state of Bahia. Full strength (MS) and half-strength MS (MS1/2) growth media supplemented with two different sucrose concentrations (15 and 30g L-1) were tested for germination and initial plant growth. Three different plant densities were tested by in vitro culture (8, 10 and 12 plants per container). MS1/2 medium with 15g L-1 sucrose resulted in a higher percentage of germination and plant growth for the in vitro establishment of C. curralensis. The use of 12 plants per container is indicated for cost reduction in C. curralensis in vitro production.(AU)


Este trabalho teve como objetivo avaliar a germinação, o crescimento inicial e o co-cultivo in vitro de Comanthera curralensis Moldenke, uma "sempre viva" nativa da Chapada Diamantina-BA. Para germinação e crescimento inicial, foram testados os meios de cultura MS completo e MS1/2 suplementados com duas concentrações de sacarose (15 e 30gL-1); no cultivo in vitro, foram testadas três quantidades de plantas por recipiente (8,10 e 12). A utilização do meio MS1/2 com 15gL-1 de sacarose proporcionou maiores porcentagem de germinação crescimento das plantas no estabelecimento in vitro de C. curralensis , e o uso de 12 plantas por recipiente é indicado para a redução de custos na produção in vitro da espécie.(AU)


Assuntos
Técnicas In Vitro , Germinação , Desenvolvimento Vegetal , Eriocaulaceae/crescimento & desenvolvimento
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA