Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 25(3): 286-292, July-Sept. 2016. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-23210

Resumo

Abstract Balantidium coli is a protozoon that can cause dysentery in humans, pigs and nonhuman primates, with zoonotic potential. In the literature, there is still little information on the effectiveness of different laboratory techniques for diagnosing this disease. This study compared and evaluated the performance of the Lutz, modified Ritchie, Faust, modified Sheather and direct examination techniques for detecting cysts of this protozoon. Between 2012 and 2014, 1905 fecal samples were collected from captive animals in the state of Rio de Janeiro. Of these, 790 were obtained from the rectum of pigs and 1115 from enclosures occupied by nonhuman primates. B. coli cysts were most evident through direct examination (22.4% of the samples) and the Lutz technique (21%). Fair agreement (Kappa = 0.41; p 0.05) was observed only between direct examination and Lutz. The flotation techniques (Faust and modified Sheather) did not show good recovery of cysts. A statistically significant difference (p 0.05) in the frequency of cysts between pigs and nonhuman primates could only be observed through direct examination and the Lutz technique. The most efficient method for diagnosing this parasitosis was seen to an association between direct examination and the spontaneous sedimentation technique.(AU)


Resumo Balantidium coli é um protozoário que pode determinar disenteria em humanos, suínos e primatas não humanos apresentando potencial zoonótico. Na literatura ainda são escassas as informações sobre a eficiência das diferentes técnicas laboratoriais para o diagnóstico dessa parasitose. Este estudo comparou e avaliou o desempenho das técnicas de Lutz, Ritchie modificada, Faust, Sheather modificada e do exame direto para a detecção de cistos desse protozoário. Entre 2012 e 2014, foram coletadas 1905 amostras fecais de animais cativos no Estado do Rio de Janeiro. Dessas, 790 foram obtidas da ampola retal de suínos e 1115 dos recintos de primatas não humanos. Cistos de B. coli foram 22,4 % mais evidenciados pelo exame direto; e pela técnica de Lutz, 21% das amostras. Concordância regular (Kappa = 0,41; p 0,05) foi observada somente entre exame direto e Lutz. As técnicas de flutuação, Faust et al. e Sheather modificada não apresentaram boa recuperação dos cistos. Diferença estatística significativa (p 0,05) na frequência de cistos entre suínos e primatas não humanos pode ser observada somente no exame direto e na técnica de Lutz. A metodologia mais eficiente para diagnóstico dessa parasitose foi observada pela associação do exame direto e da técnica de sedimentação espontânea.(AU)


Assuntos
Balantidíase/diagnóstico , Balantidíase/parasitologia , Técnicas de Laboratório Clínico/veterinária
2.
Rev. Inst. Adolfo Lutz ; 75: 01-12, 2016. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1489542

Resumo

O desconhecimento ou nível insatisfatório de informações sobre as enteroparasitoses e sua prevenção, aliados ao baixo nível socioeconômico, educacional e insuficiência de saneamento básico, têm sido apontados como fatores de risco para a aquisição dessas infecções. Neste estudo foram averiguados os conhecimentos de estudantes do 3º ao 7º ano do Ensino Fundamental e dos funcionários de sete escolas Municipais de Niterói, RJ, Brasil. Foram aplicados questionários, e as respostas foram avaliadas como adequadas, inadequadas, incompletas, não soube responder ou não respondeu. Entre os 335 estudantes, observou-se conhecimento mediano sobre habitat (47,5 %), prevenção (48,4 %) e sintomatologia (45,1 %). Desses, 43,3 % demonstraram conhecimento inadequado sobre transmissão. E 51,6 % dos estudantes fizeram associação de verminoses com vermes, e somente 2,7 % apresentaram conhecimento sobre protozoários. Em 62 funcionários, observou-se conhecimento adequado sobre definição, exemplos, habitat, transmissão, sintomatologia e prevenção. Tais resultados evidenciaram a ocorrência de informações fragmentadas sobre a infecção por enteroparasitos entre os escolares e mais corretas entre os funcionários. Torna-se importante efetuar melhor abordagem do tema, referente aos conteúdos de ciências, e ampliar este arcabouço teórico para interferir na difusão da informação e na formação de cidadãos críticos.


Lack of knowledge or unsatisfactory information about the enteroparasites and preventive measures, combined with low socioeconomic, educational and poor sanitation status, have been appointed as a risk factor for acquiring these parasites. This study aimed at identifying the knowledge of students of 3rd to 7th grade of elementary school and of employees of seven municipal schools of Niterói, RJ, Brazil. Questionnaires were applied, and the answers were rated as adequate, inadequate, incomplete, could not answer or did not answer. Among 335 students, the median knowledge on habitat (47.5 %), prevention (48.4 %) and symptoms (45.1 %) were detected. Of these, 43.3 % showed an inadequate knowledge on transmission; 51.6 % associated the verminosis with worms, and 2.7 % only had knowledge about protozoa. The adequate knowledge on definition, examples, habitat, transmission, symptoms and prevention were observed among 62 employees. Occurrence of fragmented information on the enteroparasites among students and the correct knowledge among employees. Thus, it is crucial to perform the better approach, referring to science content, aiming to promote the expansion of this theoretical framework for interfering with the information dissemination and in the development of critical citizens.


Assuntos
Humanos , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Enteropatias Parasitárias/prevenção & controle , Estudantes , Instituições Acadêmicas , Ensino Fundamental e Médio
3.
R. Inst. Adolfo Lutz ; 75: 01-12, 2016. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-15168

Resumo

O desconhecimento ou nível insatisfatório de informações sobre as enteroparasitoses e sua prevenção, aliados ao baixo nível socioeconômico, educacional e insuficiência de saneamento básico, têm sido apontados como fatores de risco para a aquisição dessas infecções. Neste estudo foram averiguados os conhecimentos de estudantes do 3º ao 7º ano do Ensino Fundamental e dos funcionários de sete escolas Municipais de Niterói, RJ, Brasil. Foram aplicados questionários, e as respostas foram avaliadas como adequadas, inadequadas, incompletas, não soube responder ou não respondeu. Entre os 335 estudantes, observou-se conhecimento mediano sobre habitat (47,5 %), prevenção (48,4 %) e sintomatologia (45,1 %). Desses, 43,3 % demonstraram conhecimento inadequado sobre transmissão. E 51,6 % dos estudantes fizeram associação de verminoses com vermes, e somente 2,7 % apresentaram conhecimento sobre protozoários. Em 62 funcionários, observou-se conhecimento adequado sobre definição, exemplos, habitat, transmissão, sintomatologia e prevenção. Tais resultados evidenciaram a ocorrência de informações fragmentadas sobre a infecção por enteroparasitos entre os escolares e mais corretas entre os funcionários. Torna-se importante efetuar melhor abordagem do tema, referente aos conteúdos de ciências, e ampliar este arcabouço teórico para interferir na difusão da informação e na formação de cidadãos críticos.(AU)


Lack of knowledge or unsatisfactory information about the enteroparasites and preventive measures, combined with low socioeconomic, educational and poor sanitation status, have been appointed as a risk factor for acquiring these parasites. This study aimed at identifying the knowledge of students of 3rd to 7th grade of elementary school and of employees of seven municipal schools of Niterói, RJ, Brazil. Questionnaires were applied, and the answers were rated as adequate, inadequate, incomplete, could not answer or did not answer. Among 335 students, the median knowledge on habitat (47.5 %), prevention (48.4 %) and symptoms (45.1 %) were detected. Of these, 43.3 % showed an inadequate knowledge on transmission; 51.6 % associated the verminosis with worms, and 2.7 % only had knowledge about protozoa. The adequate knowledge on definition, examples, habitat, transmission, symptoms and prevention were observed among 62 employees. Occurrence of fragmented information on the enteroparasites among students and the correct knowledge among employees. Thus, it is crucial to perform the better approach, referring to science content, aiming to promote the expansion of this theoretical framework for interfering with the information dissemination and in the development of critical citizens.(AU)


Assuntos
Humanos , Estudantes , Enteropatias Parasitárias/prevenção & controle , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Instituições Acadêmicas , Ensino Fundamental e Médio
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA