Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-221007

Resumo

Resumo: Os suricatas (Suricata suricattas) são animais pequenos, diurnos, da Ordem Carnívora e Família Herpestidae, oriundos da África e que vivem em grupos familiares de até 30 indivíduos. Seus padrões reprodutivos são aqueles de animais que vivem em colônias, que, nessa espécie, são normalmente monopolizadas por uma única fêmea reprodutora, ao passo que os machos dominantes se valem da maioria das oportunidades reprodutivas dentro do grupo. A maturidade sexual ocorre com aproximadamente um ano de idade, contudo, esses animais dificilmente se reproduzem antes dos dois anos. Em sua condição ex situ, pouco se sabe sobre suas características reprodutivas. Os objetivos do presente estudo consistem na descrição de alguns aspectos morfológicos dos órgãos genitais masculinos e suas glândulas anexas, por meio de avaliação macroscópica, imagens ultrassonográficas e de raio x desses animais, além da realização da colheita de sêmen mediante emprego da técnica da eletroejaculação, em que utilizado, como facilitador, a associação de dois anestésicos: a medetomidina e a cetamina. Os resultados evidenciaram que suas características anatômicas são muito parecidas com a dos felinos, na medida em que cada animal também apresenta próstata, glândulas bulbouretrais anexas e uma estrutura alongada e radiopaca no pênis, a sugerir a presença de osso peniano. O testículo esquerdo apresentou média de 1,22cm (±0,14) de comprimento e 1,03cm (±0,03) de largura, enquanto o testículo direito registrou 1,20cm (±0,13) de comprimento e 1,04cm (±0,04) de largura, alojados ambos no escroto, cujos formatos são elipsoides, têm textura homogênea, parênquima hipoecogênico e são envolvidos pela túnica albugínea hiperecogênica, que delimitam margens lisas. Apesar da inexistência de mediastino evidente, observou-se linha discretamente hiperecogênica no centro do parênquima, paralela ao eixo longo do testículo. A colheita de sêmen por eletroejaculação, mediante emprego da associação dos anestésicos medetomidina e cetamina, foi eficaz, logrando-se a obtenção de sêmen de todos os animais estimulados. O sêmen foi analisado quanto a sua concentração, volume, vigor, motilidade, atividade mitocondrial, integridade do acrossoma e da membrana plasmática, obtendo-se parâmetros que demonstraram o volume médio obtido de 0,125 0,193 ml, com motilidade média de 19,8 ± 18,6% e vigor de 1,9 ± 1,0. A concentração espermática encontrada foi de 40,5 ± 25,2x106 espermatozoides/ml, sendo que, deste valor, a porcentagem média de espermatozoides morfologicamente normais alcançou 10,8 ± 6,6%. Este é o primeiro trabalho que descreve os aspectos morfológicos e imaginológicos do genital masculino de suricatas, bem como, por meio da colheita por eletroejaculação, suas características seminais. Tanto o conhecimento anatômico quanto o das características seminais têm suma importância na implementação de programas de reprodução assistidas e no manejo reprodutivo na espécie.


Abstract: Meerkats (Suricata suricatta) are small, diurnal animals from the Order Carnivora and the Herpestidae Family, originated from Africa that lives in family groups of up to 30 individuals. Their reproductive patterns follows those of animals that live in colonies, which are, in this species, usually monopolized by a single dominant female whereas males take advantage of the most reproductive opportunities within the group. Sexual maturity occurs at round one year of age, but reproduction hardly occurs before they have completed two years. In its ex situ conditions, little is known about its reproductive characteristics. The objectives of the present study are to describe the morphological aspects of male genital organs and accessory glands using macroscopic evaluation, ultrasound and radiography images of these animals, and also to perform semen collection through the electroejaculation technique, which uses as a facilitator the combination of two anesthetics: medetomidine and ketamine. The results showed that their anatomical characteristics are very similar to those of felines, as they also have prostate, accessory bulbourethral glands and an elongated and radiopaque structure in the penis, which suggests the presence of baculum. The left testicle measured 1.22cm (± 0.14) in length and 1.03cm (± 0.03) in width and, the right, 1.20cm (± 0.13) in length and 1.04cm (± 0.04) in width, both of them lodged in the scrotum, which has ellipsoidal shape, homogeneous texture, hypoechoic parenchyma and is involved by the hyperechoic tunica albuginea, which delimitated smooth edges. Although there was no evident mediastinum, a discrete hyperechoic line was observed at the center of the parenchyma, parallel to the long axis of the testicle. The electroejaculation semen collection using the association of medetomidine and ketamine was effective for all the stimulated animals. Semen was analyzed for its concentration, volume, vigor, motility, mitochondrial activity, acrosome and plasma membrane integrity. The parameters found in the semen samples obtained showed an average volume of 0.125 ± 0.193 ml, an average mobility of 19.8 ± 18.6% and vigor of 1.9 ± 1.0. The concentration found was 40.5 ± 25.2x106 sperm/ml and the average percentage of morphologically normal sperm was 10.8 ± 6.6%. This is the first study that describes the morphological and imagological aspects of the male genital of meerkats, as well as their seminal characteristics obtained through electroejaculation collection. Anatomical and seminal characteristics knowledge are essential to the implementation of assisted reproduction programs, as well as reproductive management in the species.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA