Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Semina ciênc. agrar ; 37(3): 1345-1354, maio/jun. 2016. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-28315

Resumo

Microorganisms that cause human diseases can contaminate fishes in aquatic environments as well as during their capture, handling, and transport. The purpose of this study was to isolate Vibrio parahaemolyticus and Salmonella enterica from fishes captured in the Lagoa dos Patos estuary that were eviscerated and cleaned for trade. Thirteen fish landing were analyzed and 65 entire fishes and 65 cleaned fishes were studied to determine the presence of V. parahaemolyticus and S. enterica. Bacterial isolates were compared using rep-PCR. V. parahaemolyticus was isolated from one entire Micropogonias furnieri and two entire Mugil platanus, as well as from three eviscerated M. platanus. S. enterica was isolated from two eviscerated Paralichthys orbignyanus. Identical rep-PCR bands from V. parahaemolyticus were observed in entire and eviscerated fishes from the same discharge, suggesting processing failures that neither eliminated the microorganism from the raw material nor prevented cross-contamination. S. enterica was not isolated from entire fishes, presumably because contamination occurred due to hygiene and sanitary failures. Our results showed that M. furnieri and M. platanus captured in the Lagoa dos Patos estuary may host V. parahaemolyticus and that this microorganism, as with S. enterica, may also persist even after the fish is cleaned. This is the first record of the...(AU)


Micro-organismos que causam doenças humanas podem contaminar os peixes no ambiente aquático, durante a captura, manuseio e transporte. O objetivo foi isolar Vibrio parahaemolyticus e Salmonella enterica de peixes capturados no estuário da Lagoa dos Patos e artesanalmente eviscerados e limpos para o comércio. Treze desembarques foram acompanhados e 65 peixes inteiros e 65 limpos foram analisados quanto à presença de V. parahaemolyticus e S. enterica. Os isolados foram comparados entre si através de rep-PCR. V. parahaemolyticusfoi isolado em uma corvina (Micropogonias furnieri)e duas tainhas(Mugil platanus) inteiras e em três M. platanus eviscerados. S. enterica foi isolada apenas de dois linguados (Paralichthys orbignyanus) eviscerados. O mesmo perfil de bandas do V. parahaemolyticus pela rep-PCR foram observados nos peixes inteiros e eviscerados do mesmo desembarque, sugerindo falhas de processamento, o qual não eliminou o micro-organismo da matéria-prima ou não preveniu a contaminação cruzada. Como S. enterica não foi isolada de peixes inteiros, presume-se que a contaminação aconteceu por causa de falhas higiênicas e sanitárias. Os resultados mostraram que os peixes da espécie M. furnieri e M. platanus capturados no estuário da Lagoa dos Patos podem hospedar V. parahaemolyticus e que este micro-organismo, assim como S. enterica, também pode estar presente em peixes eviscerados...(AU)


Assuntos
Animais , Vibrio parahaemolyticus/patogenicidade , Salmonella enterica/patogenicidade , Peixes/microbiologia , Estuários
2.
Semina ciênc. agrar ; 37(3): 1345-1354, maio/jun. 2016. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500366

Resumo

Microorganisms that cause human diseases can contaminate fishes in aquatic environments as well as during their capture, handling, and transport. The purpose of this study was to isolate Vibrio parahaemolyticus and Salmonella enterica from fishes captured in the Lagoa dos Patos estuary that were eviscerated and cleaned for trade. Thirteen fish landing were analyzed and 65 entire fishes and 65 cleaned fishes were studied to determine the presence of V. parahaemolyticus and S. enterica. Bacterial isolates were compared using rep-PCR. V. parahaemolyticus was isolated from one entire Micropogonias furnieri and two entire Mugil platanus, as well as from three eviscerated M. platanus. S. enterica was isolated from two eviscerated Paralichthys orbignyanus. Identical rep-PCR bands from V. parahaemolyticus were observed in entire and eviscerated fishes from the same discharge, suggesting processing failures that neither eliminated the microorganism from the raw material nor prevented cross-contamination. S. enterica was not isolated from entire fishes, presumably because contamination occurred due to hygiene and sanitary failures. Our results showed that M. furnieri and M. platanus captured in the Lagoa dos Patos estuary may host V. parahaemolyticus and that this microorganism, as with S. enterica, may also persist even after the fish is cleaned. This is the first record of the...


Micro-organismos que causam doenças humanas podem contaminar os peixes no ambiente aquático, durante a captura, manuseio e transporte. O objetivo foi isolar Vibrio parahaemolyticus e Salmonella enterica de peixes capturados no estuário da Lagoa dos Patos e artesanalmente eviscerados e limpos para o comércio. Treze desembarques foram acompanhados e 65 peixes inteiros e 65 limpos foram analisados quanto à presença de V. parahaemolyticus e S. enterica. Os isolados foram comparados entre si através de rep-PCR. V. parahaemolyticusfoi isolado em uma corvina (Micropogonias furnieri)e duas tainhas(Mugil platanus) inteiras e em três M. platanus eviscerados. S. enterica foi isolada apenas de dois linguados (Paralichthys orbignyanus) eviscerados. O mesmo perfil de bandas do V. parahaemolyticus pela rep-PCR foram observados nos peixes inteiros e eviscerados do mesmo desembarque, sugerindo falhas de processamento, o qual não eliminou o micro-organismo da matéria-prima ou não preveniu a contaminação cruzada. Como S. enterica não foi isolada de peixes inteiros, presume-se que a contaminação aconteceu por causa de falhas higiênicas e sanitárias. Os resultados mostraram que os peixes da espécie M. furnieri e M. platanus capturados no estuário da Lagoa dos Patos podem hospedar V. parahaemolyticus e que este micro-organismo, assim como S. enterica, também pode estar presente em peixes eviscerados...


Assuntos
Animais , Estuários , Peixes/microbiologia , Salmonella enterica/patogenicidade , Vibrio parahaemolyticus/patogenicidade
3.
Hig. aliment ; 31(264/265): 86-91, jan.-fev. 2017. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-16440

Resumo

Atualmente observa-se expansão do mercado hoteleiro e, consequentemente, cresce a preocupação com o fornecimento de refeições seguras, distribuídas neste serviço. O objetivo deste estudo foi realizar uma avaliação das condições microbiológicas do setor de alimentos e bebidas dos hotéis no município de Pelotas/RS e realizar um treinamento dos manipuladores, com base no conceito de boas práticas. Equipamentos e utensílios foram analisados quanto à enumeração de mesófilos aeróbios e os resultados discutidos conforme as sugestões da American Public Health Association (APHA). Para a análise das mãos dos manipuladores realizou-se a enumeração de estafilococos coagulase positiva e os resultados discutidos conforme organização Mundial da Saúde (OMS), Organização Panamericana de Saúde (OPAS) e Associação Brasileira de Estabelecimentos de Refeições Coletivas (ABERC). Participaram deste estudo quatro hotéis localizados na área central de Pelotas. Após o treinamento, foram verificadas reduções (p<0,05) nas contagens de mesófilos aeróbios na placa de corte e xícara do Hotel 2. De um modo geral, equipamentos e utensílios apresentaram contaminações dentro do limite sugerido pelas instituições, após o treinamento. Mãos de manipuladores não diferiram estatisticamente, porém apresentaram reduções nas contagens de estafilococos coagulase positiva, após o treinamento. Conclui-se que o treinamento em boas práticas ofertado aos manipuladores de alimentos contribuiu para implementação da qualidade dos produtos e serviços oferecidos. Entretanto, um treinamento apenas, não é o suficiente para assegurar a redução da carga microbiana de equipamentos, utensílios e mãos de manipuladores.(AU)


Currently there is an expansion of the hotel market and, consequently, there is a growing concern about the provision of safe meals, distributed in this service. The objective of this study was to perform an evaluation of the microbiological conditions of the food and beverage sector of the hotels in the city of Pelotas, RS, and to provide training to the manipulators, based on the concept of good practices. Equipment and utensils were analyzed for enumeration of aerobic mesophiles and the results discussed as suggested by the American Public Health Association (APHA). The enumeration of coagulase-positive staphylococci and the results discussed according to the World Health Organization (WHO), the Pan American Health Organization (PAHO) and the Brazilian Association of Establishments of Collective Meals (ABERC) were analyzed for the handlers hand analysis. Four hotels located in the central area of Pelotas participated in this study. After the training, reductions (p <0.05) were verified in the counts of aerobic mesophiles in the cutting board and cup of Hotel 2. In general, equipment and utensils presented contaminations within the suggested by the institutions, after the training. Manipulator hands did not differ statistically, but showed reductions in coagulase positive staphylococcal counts after training. It is concluded that the training in good practices offered to food handlers contributed to the implementation of the quality of products and services offered. However, a training alone is not enough to ensure the reduction of the microbial load of equipment, utensils, and hands of manipulators.(AU)


Assuntos
Humanos , Serviços de Alimentação/normas , Saneamento de Hotéis , Poluição Ambiental/análise , Manipulação de Alimentos/normas , Utensílios de Alimentação e Culinária , Capacitação em Serviço , Categorias de Trabalhadores , Boas Práticas de Fabricação
4.
Hig. aliment ; 30(254/255): 85-87, mar-abr. 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-798

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a contaminação por bolores e leveduras em queijos tipo Minas, produzido artesanalmente e comercializados em feiras livres na cidade de Pelotas, Brasil. Foram visitadas doze feiras cadastradas no site da Prefeitura de Pelotas e coletadas amostras em oito. As amostras foram coletadas em sacos estéreis e a análise ocorreu no Laboratório de Microbiologia do Instituto de Biologia da Universidade Federal de Pelotas. Foram pesadas 25 gramas de amostra e homogeneizadas em 225 mL de água peptonada 0,1 %_ Foram realizadas diluições seriadas 10-1a 10-4 em tubos contendo 9 mL de água peptonada 0,1%. Cada diluição foi vertida em placas de Petri com Ágar Sabouraud Dextrose contendo 9 mL de cloranfenicol e incubadas a 36°C/48 horas. Os resultados indicaram contagens de 0,lx10410g UFC/g para bolores, em duas amostras. Verificou-se contagem expressivas de leveduras em seis amostras, variando de 0,8x104 a 33,3x10410g UFC/g. A contaminação por bolores e leveduras no produto demonstra a falta de higiene no processo de fabricação. Concluiu-se que os queijos Minas artesanais apresentaram contaminação por micro organismos indesejáveis no produto, que podem causar riscos à saúde do consumidor.(AU)


The aim of this study was to analyze the contamination by molds and yeasts in cheese type Minas, produced by hand and sold in street markets in the city of Pelotas, Brazil. Twelve fairs were visited registered in the Pelotas City Hall site, and samples collected in eight. The samples were collected in sterile bags and the analysis took place in the Microbiology Laboratory of the Biology Institute of the Federal University of Pelotas. It was weighed 25 grams of sample and homogenized in 225 mL of 0.l% Peptone Water. Serial dilutions were made 10-1 to 10-4 in tubes containing 9 mL of 0.1% Peptone Water. Each dilution was poured into Petri plates containing Sabouraud Dextrose Agar 9 ml chloramphenicol and incubated at 36 ° C/ 48 hours. The results showed counts of 0.l x lQ4log.CFU / g for molds, in two samples. There was significant yeast count in six samples, ranging from 0.8 x 10433.3 x 104 the log. CFU / g. The contamination by molds and yeasts in the product demonstrates the lack of hygiene in the manufacturing process. It was concluded that the artisanal Minas cheese, were contaminated by unwanted microorganisms in the product, which can cause risk to consumer health.(AU)


Assuntos
Humanos , Queijo/microbiologia , Fungos , Leveduras , Comercialização de Produtos , Microbiologia de Alimentos , Boas Práticas de Fabricação
5.
Acta sci., Biol. sci ; 31(2): 153-157, 2009.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1460590

Resumo

The consumption of homemade doce de leite, which is sold in street markets, is very common in the state of Rio Grande do Sul, Brazil. Generally, these products are not manufactured according to good hygiene guidelines, and may be a risk to consumers health. The aim of the present study was to analyze microbiologically samples of doce de leite commercialized in street markets in the city of Pelotas, Rio Grande do Sul State, according to the present legislation of Brazils National Health Surveillance Agency (Anvisa), and thus verify the sanitary conditions of this product. Samples of doce de leite were randomly acquired from street markets in Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil. Among the 12 street markets registered in the Pelotas City Council, doce de leite samples were found in only five. The microbiological analyses were carried out according to document RDC n 12 (Jan. 12, 2001) from Brazils National Health Surveillance Agency (Anvisa). Based on the methodologies employed, no microbial pathogen isolates were detected in the investigated samples of doce de leite. According to the criteria established by document RDC n 12, it was concluded that none of the doce de leite samples revealed pathogenic bacterial contamination.


O consumo de doce de leite caseiro, vendido em feiras livres, é comum no Estado do Rio Grande do Sul. Geralmente, estes produtos não são fabricados em acordo com as boas normas de fabricação e podem constituir perigo à saúde do consumidor. O objetivo do presente estudo foi analisar, microbiologicamente, amostras de doce de leite comercializado nas feiras livres da cidade de Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul, conforme legislação em vigor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa, e, dessa forma, verificar as condições sanitárias do produto em questão. Foram adquiridas, aleatoriamente, amostras de doce de leite de feiras livres existentes na cidade de Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Das 12 feiras cadastradas na prefeitura de Pelotas, em apenas cinco foram encontradas amostras de doce de leite. As análises microbiológicas foram realizadas conforme metodologias preconizadas pela Resolução RDC n 12 de 2 de janeiro de 2001 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa. Com base nas metodologias empregadas, não se obteve isolamento de microrganismos patogênicos nas amostras de doce de leite pesquisadas. De acordo com os critérios estabelecidos pelo documento RDC no 12 da Anvisa, concluiu-se que nenhuma das amostras de doce de leite revelou contaminação bacteriana patogênica.

6.
Acta Sci. Biol. Sci. ; 31(2): 153-157, 2009.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-726088

Resumo

The consumption of homemade doce de leite, which is sold in street markets, is very common in the state of Rio Grande do Sul, Brazil. Generally, these products are not manufactured according to good hygiene guidelines, and may be a risk to consumers health. The aim of the present study was to analyze microbiologically samples of doce de leite commercialized in street markets in the city of Pelotas, Rio Grande do Sul State, according to the present legislation of Brazils National Health Surveillance Agency (Anvisa), and thus verify the sanitary conditions of this product. Samples of doce de leite were randomly acquired from street markets in Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil. Among the 12 street markets registered in the Pelotas City Council, doce de leite samples were found in only five. The microbiological analyses were carried out according to document RDC n 12 (Jan. 12, 2001) from Brazils National Health Surveillance Agency (Anvisa). Based on the methodologies employed, no microbial pathogen isolates were detected in the investigated samples of doce de leite. According to the criteria established by document RDC n 12, it was concluded that none of the doce de leite samples revealed pathogenic bacterial contamination.


O consumo de doce de leite caseiro, vendido em feiras livres, é comum no Estado do Rio Grande do Sul. Geralmente, estes produtos não são fabricados em acordo com as boas normas de fabricação e podem constituir perigo à saúde do consumidor. O objetivo do presente estudo foi analisar, microbiologicamente, amostras de doce de leite comercializado nas feiras livres da cidade de Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul, conforme legislação em vigor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa, e, dessa forma, verificar as condições sanitárias do produto em questão. Foram adquiridas, aleatoriamente, amostras de doce de leite de feiras livres existentes na cidade de Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Das 12 feiras cadastradas na prefeitura de Pelotas, em apenas cinco foram encontradas amostras de doce de leite. As análises microbiológicas foram realizadas conforme metodologias preconizadas pela Resolução RDC n 12 de 2 de janeiro de 2001 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa. Com base nas metodologias empregadas, não se obteve isolamento de microrganismos patogênicos nas amostras de doce de leite pesquisadas. De acordo com os critérios estabelecidos pelo documento RDC no 12 da Anvisa, concluiu-se que nenhuma das amostras de doce de leite revelou contaminação bacteriana patogênica.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA