Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
B. Inst. Pesca ; 41(3): 671-676, Jul-Set. 2015. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-29283

Resumo

This study aimed to characterize the digestive tract anatomic and the gastrointestinal transit time of oscar (Astronotus ocellatus) and angelfish (Pterophyllum scalare), relating the results with the feeding habit. For this purpose two experiments were conducted. First the stomach somatic index and the intestinal coefficient were evaluated for the two species. In the second experiment the gastrointestinal transit time was evaluated. The stomach somatic index averages were higher (P 0,05) for the oscar (0.54 ± 0.14) compared to the angelfish (0.19 ± 0.05). On the other hand the intestinal coefficient was lower (P 0,05) in the oscar (0.46 ± 0.07) than in the angelfish (0.99 ± 0.22). Furthermore, the oscar the gastrointestinal transit time (10 h) was faster (P 0,05) in relation to the angelfish (12 h). From the results is possible to conclude that the oscar digestive tract was more adapted for carnivorous habits, and the angelfish approaches more of a generalist omnivore. Moreover, variations in the size of the digestive system organs could affect the gastrointestinal transit time.(AU)


O objetivo deste estudo foi caracterizar as proporções anatômicas do trato digestório e o tempo de trânsito gastrointestinal do apaiari (Astronotus ocellatus) e do acará-bandeira (Pterophyllum scalare) e relacionar os resultados com o hábito alimentar das duas espécies. Foram realizados dois experimentos. No primeiro experimento foi avaliado o índice estomagossomático e o coeficiente intestinal, e no segundo, o tempo de trânsito gastrointestinal. O índice estomagossomático foi maior (P 0,05) no apaiari (0,54 ± 0,14) em comparação com o registrado no acará-bandeira (0,19 ± 0,05). Por outro lado, o coeficiente intestinal foi menor (P 0,05) no apaiari (0,46 ± 0,07) em relação ao do acará-bandeira (0,99 ± 0,22). O tempo de trânsito gastrointestinal foi menor (P 0,05) no apaiari (10 h) em comparação com o observado no acará-bandeira (12 h). Pelas características do trato digestório das espécies, é possível concluir que o apaiari está mais adaptado para um hábito alimentar carnívoro e que o acará-bandeira se aproxima mais de um onívoro generalista. Além disso, as variações no tamanho dos órgãos do sistema digestório podem ter influência no tempo de trânsito gastrointestinal.(AU)


Assuntos
Animais , Trânsito Gastrointestinal , Perciformes/anatomia & histologia , Trato Gastrointestinal/anatomia & histologia
2.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 41(3): 671-676, Jul-Set. 2015. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1465093

Resumo

This study aimed to characterize the digestive tract anatomic and the gastrointestinal transit time of oscar (Astronotus ocellatus) and angelfish (Pterophyllum scalare), relating the results with the feeding habit. For this purpose two experiments were conducted. First the stomach somatic index and the intestinal coefficient were evaluated for the two species. In the second experiment the gastrointestinal transit time was evaluated. The stomach somatic index averages were higher (P 0,05) for the oscar (0.54 ± 0.14) compared to the angelfish (0.19 ± 0.05). On the other hand the intestinal coefficient was lower (P 0,05) in the oscar (0.46 ± 0.07) than in the angelfish (0.99 ± 0.22). Furthermore, the oscar the gastrointestinal transit time (10 h) was faster (P 0,05) in relation to the angelfish (12 h). From the results is possible to conclude that the oscar digestive tract was more adapted for carnivorous habits, and the angelfish approaches more of a generalist omnivore. Moreover, variations in the size of the digestive system organs could affect the gastrointestinal transit time.


O objetivo deste estudo foi caracterizar as proporções anatômicas do trato digestório e o tempo de trânsito gastrointestinal do apaiari (Astronotus ocellatus) e do acará-bandeira (Pterophyllum scalare) e relacionar os resultados com o hábito alimentar das duas espécies. Foram realizados dois experimentos. No primeiro experimento foi avaliado o índice estomagossomático e o coeficiente intestinal, e no segundo, o tempo de trânsito gastrointestinal. O índice estomagossomático foi maior (P 0,05) no apaiari (0,54 ± 0,14) em comparação com o registrado no acará-bandeira (0,19 ± 0,05). Por outro lado, o coeficiente intestinal foi menor (P 0,05) no apaiari (0,46 ± 0,07) em relação ao do acará-bandeira (0,99 ± 0,22). O tempo de trânsito gastrointestinal foi menor (P 0,05) no apaiari (10 h) em comparação com o observado no acará-bandeira (12 h). Pelas características do trato digestório das espécies, é possível concluir que o apaiari está mais adaptado para um hábito alimentar carnívoro e que o acará-bandeira se aproxima mais de um onívoro generalista. Além disso, as variações no tamanho dos órgãos do sistema digestório podem ter influência no tempo de trânsito gastrointestinal.


Assuntos
Animais , Perciformes/anatomia & histologia , Trato Gastrointestinal/anatomia & histologia , Trânsito Gastrointestinal
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA