Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 59: e181942, fev. 2022. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1363107

Resumo

The project is based on a test of a thoracic vibration vest prototype, adapted to equines by the Expector® vest's company, on healthy animals. Ten (10) equines were used in the project, male or female, adults, healthy, belonging to FMVZ-USP or private owners. Each animal went through two phases: A and B. Phase A consisted of the placement of the vest without turning on the vibrators, evaluating the animal's acceptability, facility, adaptation to the animal's body, and discomfort due to the vest's use. Phase B included the placement of the vest and turning on the vibrators, evaluating the animal's acceptability, reaction to the vibrators, and, if present, to which velocity/type of vibration, and the presence of adverse effects. Both phases were done three times on separate days. The behavioral parameters: "placement facility" and "adaptation to the animal's body" were observed. In phase B, the response to the vibration was classified from 0 to 5. The answer was evaluated on low and high intensities for the four vibration types. The heart rate (HR) and respiratory rate (RR) were also evaluated at the beginning and end of each repetition. The animals' HR was kept on normal, except for one animal on one day of the test. Concerning the RR, most animals presented moments of tachypnea. On the experiment's first day, 100% of grade Great to "facility of placement" and "adaptation to the animal's body" was obtained, but on days 2 and 3 this value dropped to 90% due to alterations in one animal's responses. Regarding vibration's responses, 77.3% were evaluated as no discomfort (grade 0), 17.1% little discomfort (grade 1), 3.3% medium discomfort (grade 2), 0.4% great discomfort (grade 3), 0.21% extreme discomfort (grade 4), and 1.6% non-acceptance of the vest (grade 5). Some possible changes on the prototype were also verified to be suggested to the manufacturer, such as the change of the buckle and the use of wireless control. Vest use appears promising for equine respiratory physiotherapy, considering the acceptability was good, and its efficiency on the expectoration of diseased animals must be tested.


O projeto consistiu no teste de um protótipo de colete de vibração torácica, adaptado aos equinos pela empresa do colete Expector®, em animais saudáveis. Foram utilizados 10 equinos, machos ou fêmeas, adultos, saudáveis, pertencentes à FMVZ-USP e a proprietários particulares. Cada animal passou por duas fases: A e B. A Fase A consistiu na colocação do colete sem ligar os vibradores, avaliando-se a aceitabilidade do animal; facilidade; adaptação ao corpo do animal e incômodo do mesmo à sua presença. Já a Fase B contava com a colocação do colete e funcionamento dos vibradores, avaliando-se a aceitabilidade do animal; reação aos vibradores e, se presente, a qual velocidade/tipo de vibração; presença de reações ou efeitos adversos. As duas fases foram realizadas em triplicata em dias separados. Foram observados os parâmetros comportamentais "facilidade de colocação" e "adaptação ao corpo do animal". Na fase B, a resposta à vibração foi classificada de 0 a 5. A resposta foi avaliada nas intensidades baixa e alta para os quatro diferentes tipos de vibração. Foram avaliadas também as frequências cardíaca (FC) e respiratória (FR) no início e final de cada repetição. A FC dos animais se manteve dentro do intervalo de normalidade, com exceção de um animal em um dia de avaliação. Em relação à FR, a maioria apresentou momentos de taquipneia. No primeiro dia de experimento obteve-se 100% de avaliação Ótima para "facilidade de colocação" e "adaptação ao corpo do animal", mas nos dias 2 e 3 esse valor caiu para 90% devido à alteração na resposta de um animal. Em relação à resposta à vibração, 77,3% das respostas foram avaliadas como nenhum incômodo (nota 0), 17,1% pouco incômodo (nota 1), 3,3% médio incômodo (nota 2), 0,4% muito incômodo (nota 3), 0,21% incômodo extremo (nota 4) e 1,6% não aceitação do colete (nota 5). Foram também verificadas algumas possíveis mudanças no protótipo a serem sugeridas ao fabricante, como mudança do tipo de fivela e uso de controle sem fio. A utilização do colete parece ser muito promissora para a fisioterapia respiratória em equinos, visto que a aceitabilidade foi muito boa, devendo-se agora realizar a avaliação de sua eficácia na expectoração de animais enfermos.(AU)


Assuntos
Animais , Adaptação Fisiológica , Modalidades de Fisioterapia/veterinária , Desenho de Equipamento , Taxa Respiratória/fisiologia , Frequência Cardíaca/fisiologia , Cavalos/fisiologia
2.
Revista brasileira de medicina equina ; 13(80): 22-27, nov.-dez. 2018.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1495138

Resumo

A insuficiência renal aguda (IRA) é caracterizada pela diminuição abrupta da taxa de filtração glomerular, aumento dos níveis séricos de ureia e creatinina e desequilíbrios hidroelétricos e ácido-básicos. Os equinos com maior probabilidade de desenvolverem IRA apresentam doenças que resultam em hipovolemia, endotoxemia ou pigmentúria (hemoglobinúria e mioglobinúria) e possuem histórico de terapias com medicamentos nefrotóxicos, especialmente anti-inflamatórios não esteroidais e aminoglicosídeos. As manifestações clínicas incluem oligúria nos estágios iniciais e poliúria na fase de recuperação, com o diagnóstico efetuado a partir de avaliação laboratorial e ultrassonografia. O tratamento precoce, através de fluidoterapia em associação a diuréticos, vasoativos e diálise permite o restabelecimento do fluxo sanguíneo renal, e quando realizado corretamente é capaz de reverter o quadro clínico do paciente. O prognóstico dependerá da duração da insuficiência renal, resposta à terapia instituída e desenvolvimentos de complicações. O objetivo desta revisão literária é prover ao médico-veterinário informações a respeito da patofisiologia, diagnóstico e tratamento da IRA nos equinos, com o intuito de se evitar erros nas condutas a serem tomadas diante dessa afecção e aumentar o êxito nas intervenções realizadas.


Acute renal failure (ARF) is characterized by an abrupt decrease in the rate of glomerular filtration, increased serum urea and creatinine levels, and hydroelectric and acid-base imbalances. Equines most likely to develop ARF include diseases resulting in hypovolemia, endotoxemia or pigmenturia (hemoglobinuria and myoglobinuria) and have a history of therapies with nephrotoxic drugs, especially nonsteroidal anti-inflammatory drugs and aminoglycosides. Clinical manifestations include oliguria in the early stages and polyuria in the recovery phase, with diagnosis made from laboratory and ultrasonography. Early treatment through fluid therapy in combination with diuretics, vasoactive and dialysis allows the reestablishment of renal blood flow, and when performed correctly is able to reverse the clinical picture of the patient. The prognosis will depend on the duration of renal failure, response to therapy instituted and developments of complications. The objective of this literature review is to provide the veterinarian with information regarding the pathophysiology, diagnosis and treatment of ARF in horses, in order to avoid errors in the behaviors to be taken in the face of this affection and to increase the success in the interventions carried out.


La insuficiencia renal aguda (IRA) se caracteriza por la disminución abrupta de la tasa de filtración glomerular, aumento de los niveles séricos de urea y creatinina y desequilibrios hidroeléctricos y ácido-básicos. Los equinos con mayor probabilidad de desarrollar IRA presentan enfermedades que resultan en hipovolemia, endotoxemia o hemorragia (hemoglobinuria y mioglobinuria) y poseen antecedentes de terapias con medicamentos nefrotóxicos, especialmente antiinflamatorios no esteroidales y aminoglucósidos. Las manifestaciones clínicas incluyen oliguria en las etapas iniciales y poliuria en la fase de recuperación, con el diagnóstico efectuado a partir de evaluación de laboratorio y ultrassonografia. El tratamiento precoz, a través de fluidoterapia en combinación con diuréticos, vasoactivos y diálisis permite el restablecimiento del flujo sanguíneo renal, y cuando se realiza correctamente es capaz de revertir el cuadro clínico del paciente. El pronóstico dependerá de la duración de la insuficiencia renal, respuesta a la terapia instituida y desarrollos de complicaciones. El objetivo de esta revisión literaria es proveer al médico-veterinario informaciones acerca de la patofisiología, diagnóstico y tratamiento de la IRA en los equinos, con el propósito de evitar errores en las conductas a ser tomadas ante esta afección y aumentar el éxito en las intervenciones realizadas.


Assuntos
Animais , Cavalos/lesões , Injúria Renal Aguda/diagnóstico , Injúria Renal Aguda/fisiopatologia , Injúria Renal Aguda/terapia , Injúria Renal Aguda/veterinária
3.
R. bras. Med. equina ; 13(80): 22-27, nov.-dez. 2018.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-20047

Resumo

A insuficiência renal aguda (IRA) é caracterizada pela diminuição abrupta da taxa de filtração glomerular, aumento dos níveis séricos de ureia e creatinina e desequilíbrios hidroelétricos e ácido-básicos. Os equinos com maior probabilidade de desenvolverem IRA apresentam doenças que resultam em hipovolemia, endotoxemia ou pigmentúria (hemoglobinúria e mioglobinúria) e possuem histórico de terapias com medicamentos nefrotóxicos, especialmente anti-inflamatórios não esteroidais e aminoglicosídeos. As manifestações clínicas incluem oligúria nos estágios iniciais e poliúria na fase de recuperação, com o diagnóstico efetuado a partir de avaliação laboratorial e ultrassonografia. O tratamento precoce, através de fluidoterapia em associação a diuréticos, vasoativos e diálise permite o restabelecimento do fluxo sanguíneo renal, e quando realizado corretamente é capaz de reverter o quadro clínico do paciente. O prognóstico dependerá da duração da insuficiência renal, resposta à terapia instituída e desenvolvimentos de complicações. O objetivo desta revisão literária é prover ao médico-veterinário informações a respeito da patofisiologia, diagnóstico e tratamento da IRA nos equinos, com o intuito de se evitar erros nas condutas a serem tomadas diante dessa afecção e aumentar o êxito nas intervenções realizadas.(AU)


Acute renal failure (ARF) is characterized by an abrupt decrease in the rate of glomerular filtration, increased serum urea and creatinine levels, and hydroelectric and acid-base imbalances. Equines most likely to develop ARF include diseases resulting in hypovolemia, endotoxemia or pigmenturia (hemoglobinuria and myoglobinuria) and have a history of therapies with nephrotoxic drugs, especially nonsteroidal anti-inflammatory drugs and aminoglycosides. Clinical manifestations include oliguria in the early stages and polyuria in the recovery phase, with diagnosis made from laboratory and ultrasonography. Early treatment through fluid therapy in combination with diuretics, vasoactive and dialysis allows the reestablishment of renal blood flow, and when performed correctly is able to reverse the clinical picture of the patient. The prognosis will depend on the duration of renal failure, response to therapy instituted and developments of complications. The objective of this literature review is to provide the veterinarian with information regarding the pathophysiology, diagnosis and treatment of ARF in horses, in order to avoid errors in the behaviors to be taken in the face of this affection and to increase the success in the interventions carried out.(AU)


La insuficiencia renal aguda (IRA) se caracteriza por la disminución abrupta de la tasa de filtración glomerular, aumento de los niveles séricos de urea y creatinina y desequilibrios hidroeléctricos y ácido-básicos. Los equinos con mayor probabilidad de desarrollar IRA presentan enfermedades que resultan en hipovolemia, endotoxemia o hemorragia (hemoglobinuria y mioglobinuria) y poseen antecedentes de terapias con medicamentos nefrotóxicos, especialmente antiinflamatorios no esteroidales y aminoglucósidos. Las manifestaciones clínicas incluyen oliguria en las etapas iniciales y poliuria en la fase de recuperación, con el diagnóstico efectuado a partir de evaluación de laboratorio y ultrassonografia. El tratamiento precoz, a través de fluidoterapia en combinación con diuréticos, vasoactivos y diálisis permite el restablecimiento del flujo sanguíneo renal, y cuando se realiza correctamente es capaz de revertir el cuadro clínico del paciente. El pronóstico dependerá de la duración de la insuficiencia renal, respuesta a la terapia instituida y desarrollos de complicaciones. El objetivo de esta revisión literaria es proveer al médico-veterinario informaciones acerca de la patofisiología, diagnóstico y tratamiento de la IRA en los equinos, con el propósito de evitar errores en las conductas a ser tomadas ante esta afección y aumentar el éxito en las intervenciones realizadas.(AU)


Assuntos
Animais , Injúria Renal Aguda/diagnóstico , Injúria Renal Aguda/fisiopatologia , Injúria Renal Aguda/terapia , Injúria Renal Aguda/veterinária , Cavalos/lesões
4.
Revista brasileira de medicina equina ; 13(74): 18-26, nov.-dez. 2017. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1495086

Resumo

A encefalopatia hepática (EH) é uma condição clínica caracterizada por alteração do estado mental do paciente, associada a afecções hepáticas que culminam em significativo comprometimento do fígado, sendo de passível ocorrência em diversas espécies de animais domésticos, dentre elas, os equinos. O diagnóstico precoce, seguido de implementação de adequado protocolo terapêutico, são condutas essenciais para se obter êxito na recuperação do animal. O objetivo dessa revisão de literatura é apresentar os elementos envolvidos na patogênese dessa afecção e atualizar os médicos veterinários a respeito de métodos diagnósticos e tratamentos, esclarecendo possíveis dúvidas a respeito da EH, que é de comum ocorrência no âmbito da clínica médica equina.


Hepatic encephalopathy (HE) is a clinical condition characterized by a change in the patient's mental state, associated with hepatic impairment that leads to significant liver impairment. It can occur in several domestic animals, including horses. The early diagnosis, followed by the implementation of an adequate therapeutic protocol, is essential conducts for the successful recovery of the animal. The objective of this literature review is to present the elements involved in the pathogenesis of this condition and to update the veterinarians regarding diagnostic methods and treatments, clarifying possible doubts about HD, which is commonly occurring within the equine medical clinic.


La encefalopatía hepática (EH) es una condición clínica caracterizada por alteración del estado mental del paciente, asociada a afecciones hepáticas que culminan en significativo compromiso del hígado, siendo de ocurrencia en diversas especies de animales domésticos, entre ellas, los equinos. El diagnóstico precoz, seguido de la aplicación de un adecuado protocolo terapéutico, son conductas esenciales para obtener éxito en la recuperación del animal. El objetivo de esta revisión de literatura es presentar los elementos involucrados en la patogénesis de esa afección y actualizar a los médicos veterinarios acerca de métodos diagnósticos y tratamientos, aclarando posibles dudas acerca de la EH, que es de común ocurrencia en el ámbito de la clínica médica equina.


Assuntos
Animais , Encefalopatia Hepática/diagnóstico , Encefalopatia Hepática/etiologia , Encefalopatia Hepática/fisiopatologia , Encefalopatia Hepática/veterinária , Equidae
5.
R. bras. Med. equina ; 13(74): 18-26, nov.-dez. 2017. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-728255

Resumo

A encefalopatia hepática (EH) é uma condição clínica caracterizada por alteração do estado mental do paciente, associada a afecções hepáticas que culminam em significativo comprometimento do fígado, sendo de passível ocorrência em diversas espécies de animais domésticos, dentre elas, os equinos. O diagnóstico precoce, seguido de implementação de adequado protocolo terapêutico, são condutas essenciais para se obter êxito na recuperação do animal. O objetivo dessa revisão de literatura é apresentar os elementos envolvidos na patogênese dessa afecção e atualizar os médicos veterinários a respeito de métodos diagnósticos e tratamentos, esclarecendo possíveis dúvidas a respeito da EH, que é de comum ocorrência no âmbito da clínica médica equina.(AU)


Hepatic encephalopathy (HE) is a clinical condition characterized by a change in the patient's mental state, associated with hepatic impairment that leads to significant liver impairment. It can occur in several domestic animals, including horses. The early diagnosis, followed by the implementation of an adequate therapeutic protocol, is essential conducts for the successful recovery of the animal. The objective of this literature review is to present the elements involved in the pathogenesis of this condition and to update the veterinarians regarding diagnostic methods and treatments, clarifying possible doubts about HD, which is commonly occurring within the equine medical clinic.(AU)


La encefalopatía hepática (EH) es una condición clínica caracterizada por alteración del estado mental del paciente, asociada a afecciones hepáticas que culminan en significativo compromiso del hígado, siendo de ocurrencia en diversas especies de animales domésticos, entre ellas, los equinos. El diagnóstico precoz, seguido de la aplicación de un adecuado protocolo terapéutico, son conductas esenciales para obtener éxito en la recuperación del animal. El objetivo de esta revisión de literatura es presentar los elementos involucrados en la patogénesis de esa afección y actualizar a los médicos veterinarios acerca de métodos diagnósticos y tratamientos, aclarando posibles dudas acerca de la EH, que es de común ocurrencia en el ámbito de la clínica médica equina.(AU)


Assuntos
Animais , Equidae , Encefalopatia Hepática/diagnóstico , Encefalopatia Hepática/etiologia , Encefalopatia Hepática/fisiopatologia , Encefalopatia Hepática/veterinária
6.
Revista brasileira de medicina equina ; 10(58): 4-10, mar. 2015. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1494992

Resumo

Dentre as afecções que ocorrem no sistema locomotor dos equinos, incluem-se aquelas que acometem o ligamento suspensório da articulação metacarpo/metatarso-falângica, o qual é responsável pelo suporte do boleto e sua estabilidade durante a locomoção, além de evitar a hiperextensão das respectivas articulações. A ruptura do ligamento suspensório implica em falha na sustentação do boleto, o que pode, portanto, comprometer a carreira atlética do animal. Diversas terapias clínicas e cirúrgicas foram estabeleci das com o intuito de otimizar o processo de cicatrização do ligamento, para que o mesmo retome às funções biomecânicas originais, ou pelo menos o mais próximo das mesmas. A presente revisão bibliográfica abrange terapias clínicas e cirúrgicas que podem ser utilizadas para o tratamento de rupturas do ligamento suspensório, avaliando-se as consequências das mesmas para o retorno às atividades esportivas, assunto de extrema importância a ser considerado na medicina esportiva equina.


Among the diseases that occur in the musculoskeletal system of horses, include those involving thesuspensory ligament of the joint metacarpal/metatarsal - phalangeal, wich is responsible for the supportment of thefetlock and his stability during locomotion, and avoid excessive extension these joints. The rupture of the suspensory ligament implies failure in support of the fetlock, which may therefore affect the animal athletic career. Several medicaland surgical therapies were established in order to optimize the ligament healing process, so that it returns to theoriginal biomechanical functions, or at least as close to the same. This literature review covers clinical and surgicaltherapies that can be used for the treatment of the suspensory ligament ruptures, evaluating the consequences thereto return to sport activities, matter of great importance to be considered in equine sports medicine.


Entre Ias enfermedades que ocurren en el sistema músculo-esquelético de los equinos, se incluyen aquellasrelativas a el ligamento suspensorio dei metacarpo/metatarso - conjunta falángica, que es responsable por el apoyodei nudo y su estabilidad durante Ia locomoción, además de evitar Ia extensión excesiva de sus conjuntas. La roturadei ligamento suspensorio implica en falia en el apoyo dei nudo, que puede, por tanto, poner en peligro Ia carreraatlética dei animal. Varias terapias médicas y quirúrgicas se establecieron con el fin de optimizar el proceso de curacióndei ligamento, de modo que este vuelva a Ias funciones biomecánicas originales, o ai menos 10más cerca de Ia misma.Esta revisión de Ia literatura cubre tratamientos clínicos y quirúrgicos que se pueden utilizar para el tratamiento de Ias roturas dei ligamento suspensorio, evaluando Ias consecuencias de los mismos para el retorno a Ias actividades deportivas, asunto de gran importancia a tener en cuenta en Ia medicina deportiva equina.


Assuntos
Animais , Articulações/lesões , Cavalos/anatomia & histologia , Cavalos/lesões , Ligamentos Articulares/lesões , Metacarpo/lesões , Terapêutica/veterinária , Condutas Terapêuticas Homeopáticas/veterinária , Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/métodos , Resultado do Tratamento
7.
R. bras. Med. equina ; 10(58): 4-10, mar. 2015. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-483020

Resumo

Dentre as afecções que ocorrem no sistema locomotor dos equinos, incluem-se aquelas que acometem o ligamento suspensório da articulação metacarpo/metatarso-falângica, o qual é responsável pelo suporte do boleto e sua estabilidade durante a locomoção, além de evitar a hiperextensão das respectivas articulações. A ruptura do ligamento suspensório implica em falha na sustentação do boleto, o que pode, portanto, comprometer a carreira atlética do animal. Diversas terapias clínicas e cirúrgicas foram estabeleci das com o intuito de otimizar o processo de cicatrização do ligamento, para que o mesmo retome às funções biomecânicas originais, ou pelo menos o mais próximo das mesmas. A presente revisão bibliográfica abrange terapias clínicas e cirúrgicas que podem ser utilizadas para o tratamento de rupturas do ligamento suspensório, avaliando-se as consequências das mesmas para o retorno às atividades esportivas, assunto de extrema importância a ser considerado na medicina esportiva equina.(AU)


Among the diseases that occur in the musculoskeletal system of horses, include those involving thesuspensory ligament of the joint metacarpal/metatarsal - phalangeal, wich is responsible for the supportment of thefetlock and his stability during locomotion, and avoid excessive extension these joints. The rupture of the suspensory ligament implies failure in support of the fetlock, which may therefore affect the animal athletic career. Several medicaland surgical therapies were established in order to optimize the ligament healing process, so that it returns to theoriginal biomechanical functions, or at least as close to the same. This literature review covers clinical and surgicaltherapies that can be used for the treatment of the suspensory ligament ruptures, evaluating the consequences thereto return to sport activities, matter of great importance to be considered in equine sports medicine.(AU)


Entre Ias enfermedades que ocurren en el sistema músculo-esquelético de los equinos, se incluyen aquellasrelativas a el ligamento suspensorio dei metacarpo/metatarso - conjunta falángica, que es responsable por el apoyodei nudo y su estabilidad durante Ia locomoción, además de evitar Ia extensión excesiva de sus conjuntas. La roturadei ligamento suspensorio implica en falia en el apoyo dei nudo, que puede, por tanto, poner en peligro Ia carreraatlética dei animal. Varias terapias médicas y quirúrgicas se establecieron con el fin de optimizar el proceso de curacióndei ligamento, de modo que este vuelva a Ias funciones biomecánicas originales, o ai menos 10más cerca de Ia misma.Esta revisión de Ia literatura cubre tratamientos clínicos y quirúrgicos que se pueden utilizar para el tratamiento de Ias roturas dei ligamento suspensorio, evaluando Ias consecuencias de los mismos para el retorno a Ias actividades deportivas, asunto de gran importancia a tener en cuenta en Ia medicina deportiva equina.(AU)


Assuntos
Animais , Cavalos/anatomia & histologia , Cavalos/lesões , Articulações/lesões , Metacarpo/lesões , Ligamentos Articulares/lesões , Terapêutica/veterinária , Resultado do Tratamento , Condutas Terapêuticas Homeopáticas/veterinária , Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/métodos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA