Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 18 de 18
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1489733

Resumo

The Swiss Webster mice of the strain in animal facilities are individually and interesting and complex social behavior. The aggressiveness of adult male has varying intensity and is associated with hierarchical dominance. In approximately 5% of the animals we observed an exacerbation of aggressive behavior and the presence of severe damage to the other components of the group. Our goal in this work is to search to correlate the level of plasma corticosterone and their phenotypic behavioral categories: Har - the absence of aggressiveness; AgD - attacked and AgR animals - aggressive individuals, compared with the previous values to the regrouping (BfR). Our results demonstrate that the regrouping of adult male individuals is a stressor that promotes and decreased weight gain in categories and Har AgD and weight loss in individuals AgR. Furthermore, the values of plasma corticosterone rises in the first two categories, but is maintained in the category AgR. So, we believe that the exacerbation and / or uncontrolled aggression in some individuals is related to a Posttraumatic Stress Disorder (PTSD) characterized by sustained activation of the Hypothalamic-Pituitary-Adrenal (HPA) and the inability of the animal in dealing with new stress situations.


O camundongo da linhagem Swiss Webster em biotérios apresentam um interessante e complexo repertório de comportamentos individuais e sociais. A agressividade de machos adultos apresenta intensidade variável e está associada a dominância hierárquica. Em aproximadamente 5% dos animais observamos uma exacerbação do comportamento agressivo e a presença de graves lesões por lutas e mordidas nos demais componentes do grupo. Nosso objetivo nesse trabalho é buscar correlacionar o nível de corticosterona plasmática e as respectivas categorias fenotípicas comportamentais: Har ausência de agressividade; AgD animais agredidos e AgR indivíduos agressores, sendo comparados com o valores anteriores ao reagrupamento (BfR). Nossos resultados demonstram que o reagrupamento de indivíduos machos adultos é um agente estressor e que promove diminuição do ganho de peso nas categorias Har e AgD e perda de peso nos indivíduos AgR. Além disso, os valores médios de corticosterona plasmática eleva-se nas duas primeiras categorias, porém é mantida na categoria AgR. Então, acreditamos que a exacerbação e/ou descontrole da agressividade em alguns indivíduos esteja relacionado a um TEPT caracterizado pela ativação contínua do HHA e a incapacidade do animal em lidar com novas situações de estresse.


Assuntos
Animais , Camundongos , Comportamento Animal , Corticosterona/administração & dosagem , Corticosterona/análise , Fenótipo
2.
R. Soc. bras. Ci. Anim. Lab. ; 3(2): 85-94, 2015.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-13328

Resumo

The Swiss Webster mice of the strain in animal facilities are individually and interesting and complex social behavior. The aggressiveness of adult male has varying intensity and is associated with hierarchical dominance. In approximately 5% of the animals we observed an exacerbation of aggressive behavior and the presence of severe damage to the other components of the group. Our goal in this work is to search to correlate the level of plasma corticosterone and their phenotypic behavioral categories: Har - the absence of aggressiveness; AgD - attacked and AgR animals - aggressive individuals, compared with the previous values to the regrouping (BfR). Our results demonstrate that the regrouping of adult male individuals is a stressor that promotes and decreased weight gain in categories and Har AgD and weight loss in individuals AgR. Furthermore, the values of plasma corticosterone rises in the first two categories, but is maintained in the category AgR. So, we believe that the exacerbation and / or uncontrolled aggression in some individuals is related to a Posttraumatic Stress Disorder (PTSD) characterized by sustained activation of the Hypothalamic-Pituitary-Adrenal (HPA) and the inability of the animal in dealing with new stress situations. (AU)


O camundongo da linhagem Swiss Webster em biotérios apresentam um interessante e complexo repertório de comportamentos individuais e sociais. A agressividade de machos adultos apresenta intensidade variável e está associada a dominância hierárquica. Em aproximadamente 5% dos animais observamos uma exacerbação do comportamento agressivo e a presença de graves lesões por lutas e mordidas nos demais componentes do grupo. Nosso objetivo nesse trabalho é buscar correlacionar o nível de corticosterona plasmática e as respectivas categorias fenotípicas comportamentais: Har ausência de agressividade; AgD animais agredidos e AgR indivíduos agressores, sendo comparados com o valores anteriores ao reagrupamento (BfR). Nossos resultados demonstram que o reagrupamento de indivíduos machos adultos é um agente estressor e que promove diminuição do ganho de peso nas categorias Har e AgD e perda de peso nos indivíduos AgR. Além disso, os valores médios de corticosterona plasmática eleva-se nas duas primeiras categorias, porém é mantida na categoria AgR. Então, acreditamos que a exacerbação e/ou descontrole da agressividade em alguns indivíduos esteja relacionado a um TEPT caracterizado pela ativação contínua do HHA e a incapacidade do animal em lidar com novas situações de estresse. (AU)


Assuntos
Animais , Camundongos , Corticosterona/administração & dosagem , Corticosterona/análise , Comportamento Animal , Fenótipo
3.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1489717

Resumo

O comportamento de camundongos em biotério é um tema extenso com diversas abordagens a serem estudadas. Este animal apresenta um acelerado metabolismo e uma complexa rede de interações sociais que iniciam-se desde seu nascimento até a idade adulta. Os cuidados maternais são imprescindíveis para o desenvolvimento físico/emocional entre os indivíduos desta espécie. Em nosso trabalho objetivamos avaliar a influência da agressividade paterna nos filhotes em sua infância, puberdade e possíveis consequências na idade adulta. Nossos resultados demonstram que ao desmame os filhotes que sofreram agressão (VF) apresentam peso menor que os indivíduos não agredidos (Har) e a média geral dos filhotes (MG). Na puberdade, apresentam um ganho de peso maior, equivalendo o peso corporal com as outras categorias, porém apresenta valores do Teste da Suspensão da Cauda (TSC) com maior imobilidade, quadro similar a depressão. Além disso, a cauda desses animais é menor e mais fina do que os demais animais. Na idade adulta, todos os grupos compostos pelos animais VF apresentam Padrão de Comportamento Agressivo (PCA) e estes animais estão caracterizados como subordinados-alvo na hierarquia. Desta maneira, a agressão paterna demonstra evidentes sinais de influência negativa no desenvolvimento físico/emocional dos animais até a idade adulta.


The mice behavior in animal facilities is a broad topic with different approaches being studied. This animal has a fast metabolism and a complex network of social interactions that starts from birth to adulthood. The mother care are essential for the physical/emotional development for individuals of this species. In our study we aimed to assess the influence of parental aggression in puppies in its infancy, puberty and possible consequences in adulthood. Our results demonstrate that weaning the pups who were abused (VF) have a lower weight than non-abused individuals (Har) and the overall average of the puppies (MG). At puberty, have a greater weight gain, equivalent body weight with the other categories, but shows values of TSC with greater immobility, depression-like situation. Furthermore, the tail of the animals are smaller and thinner than other animals. In adulthood, all groups with animals VF showed PBA (Pattern of Behavior Aggressive) and these animals are characterized as target subordinates in the hierarchy. Thus, paternal aggression shows obvious signs of negative influence on the physical/emotional development of animals to adulthood.


Assuntos
Animais , Ratos , Agressão , Comportamento Animal , Comportamento Paterno , Animais de Laboratório
4.
R. Soc. bras. Ci. Anim. Lab. ; 2(4): 244-253, 2014.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-11536

Resumo

O comportamento de camundongos em biotério é um tema extenso com diversas abordagens a serem estudadas. Este animal apresenta um acelerado metabolismo e uma complexa rede de interações sociais que iniciam-se desde seu nascimento até a idade adulta. Os cuidados maternais são imprescindíveis para o desenvolvimento físico/emocional entre os indivíduos desta espécie. Em nosso trabalho objetivamos avaliar a influência da agressividade paterna nos filhotes em sua infância, puberdade e possíveis consequências na idade adulta. Nossos resultados demonstram que ao desmame os filhotes que sofreram agressão (VF) apresentam peso menor que os indivíduos não agredidos (Har) e a média geral dos filhotes (MG). Na puberdade, apresentam um ganho de peso maior, equivalendo o peso corporal com as outras categorias, porém apresenta valores do Teste da Suspensão da Cauda (TSC) com maior imobilidade, quadro similar a depressão. Além disso, a cauda desses animais é menor e mais fina do que os demais animais. Na idade adulta, todos os grupos compostos pelos animais VF apresentam Padrão de Comportamento Agressivo (PCA) e estes animais estão caracterizados como subordinados-alvo na hierarquia. Desta maneira, a agressão paterna demonstra evidentes sinais de influência negativa no desenvolvimento físico/emocional dos animais até a idade adulta. (AU)


The mice behavior in animal facilities is a broad topic with different approaches being studied. This animal has a fast metabolism and a complex network of social interactions that starts from birth to adulthood. The mother care are essential for the physical/emotional development for individuals of this species. In our study we aimed to assess the influence of parental aggression in puppies in its infancy, puberty and possible consequences in adulthood. Our results demonstrate that weaning the pups who were abused (VF) have a lower weight than non-abused individuals (Har) and the overall average of the puppies (MG). At puberty, have a greater weight gain, equivalent body weight with the other categories, but shows values of TSC with greater immobility, depression-like situation. Furthermore, the tail of the animals are smaller and thinner than other animals. In adulthood, all groups with animals VF showed PBA (Pattern of Behavior Aggressive) and these animals are characterized as target subordinates in the hierarchy. Thus, paternal aggression shows obvious signs of negative influence on the physical/emotional development of animals to adulthood. (AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Comportamento Animal , Comportamento Paterno , Agressão , Animais de Laboratório
5.
Rev. Soc. Bras. Ciênc. Anim. Lab ; 2(4): 254-263, 2014. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1489718

Resumo

O camundongo da linhagem Swiss Webster demonstra um variado e complexo comportamento individual e social. Na idade adulta, tendem a estabelecer a hierarquia de dominância (com presença de agressividade com intensidade variável) e buscam o territorialismo e a exclusividade para reprodução. Em 30% dos reagrupamentos de machos na idade adulta observamos a presença de indivíduos dominantes altamente agressivos. Nosso objetivo nesse trabalho e descrever a concentração de neurotransmissores como: a) Norepinefrina (NE); b) Dopamina (DA) e c) Serotonina (5-HT) nas respectivas regiões cerebrais: a) Amígdala; b) Corpo estriado, c) Hipocampo e d) Córtex pré-frontal. Realizamos essa dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) em diferentes categorias como: AgR, altamente agressivos; AgD, agredidos e Har, harmônicos. Nossos resultados demonstram que no grupo AgR a concentração de DA está 85% mais elevada do que no grupo Har e que foi maior a diferença na relação 5-HT/DA na maioria das áreas estudadas. Em conclusão, o comportamento altamente agressivo dos camundongos Swiss Webster, machos e reagrupados na idade adulta está relacionado ao desequilíbrio dos neuro transmissores, principalmente da DA no córtex pré-frontal.


The mice of the Swiss Webster lineage demonstrate a varied and complex individual and social behavior. In adulthood, tend to establish the dominance hierarchy (with the presence of aggression with diversify intensity) and demand territorialism and exclusivity for mating. In 30% of regroupings of males in adulthood observed the presence of highly aggressive dominant individuals. Our goal in this work and describe the concentration of neurotransmitters such as: a) Norepinephrine (NE); b) Dopamine (DA) and c) serotonin (5-HT) in respective brain regions: a) Amygdala; b) Striatum, c) Hippocampus d) Prefrontal cortex. We performed this procedure for HPLC in different categories such as: AgR, highly aggressive; AgD, beaten and Har, harmonics. Our results demonstrate that the group AgR the concentration of DA is 85% higher than the Har and the group was greater difference in the 5-HT/DA most studied categories. In conclusion, the highly aggressive behavior of Swiss Webster mice, males and reassembled in adulthood is related to the imbalance of neurotransmitters, especially the DA in the prefrontal cortex.


Assuntos
Animais , Camundongos , Comportamento Animal , Estresse Fisiológico , Neurotransmissores , Cromatografia Líquida de Alta Pressão
6.
R. Soc. bras. Ci. Anim. Lab. ; 2(4): 254-263, 2014. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-11537

Resumo

O camundongo da linhagem Swiss Webster demonstra um variado e complexo comportamento individual e social. Na idade adulta, tendem a estabelecer a hierarquia de dominância (com presença de agressividade com intensidade variável) e buscam o territorialismo e a exclusividade para reprodução. Em 30% dos reagrupamentos de machos na idade adulta observamos a presença de indivíduos dominantes altamente agressivos. Nosso objetivo nesse trabalho e descrever a concentração de neurotransmissores como: a) Norepinefrina (NE); b) Dopamina (DA) e c) Serotonina (5-HT) nas respectivas regiões cerebrais: a) Amígdala; b) Corpo estriado, c) Hipocampo e d) Córtex pré-frontal. Realizamos essa dosagem por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) em diferentes categorias como: AgR, altamente agressivos; AgD, agredidos e Har, harmônicos. Nossos resultados demonstram que no grupo AgR a concentração de DA está 85% mais elevada do que no grupo Har e que foi maior a diferença na relação 5-HT/DA na maioria das áreas estudadas. Em conclusão, o comportamento altamente agressivo dos camundongos Swiss Webster, machos e reagrupados na idade adulta está relacionado ao desequilíbrio dos neuro transmissores, principalmente da DA no córtex pré-frontal. (AU)


The mice of the Swiss Webster lineage demonstrate a varied and complex individual and social behavior. In adulthood, tend to establish the dominance hierarchy (with the presence of aggression with diversify intensity) and demand territorialism and exclusivity for mating. In 30% of regroupings of males in adulthood observed the presence of highly aggressive dominant individuals. Our goal in this work and describe the concentration of neurotransmitters such as: a) Norepinephrine (NE); b) Dopamine (DA) and c) serotonin (5-HT) in respective brain regions: a) Amygdala; b) Striatum, c) Hippocampus d) Prefrontal cortex. We performed this procedure for HPLC in different categories such as: AgR, highly aggressive; AgD, beaten and Har, harmonics. Our results demonstrate that the group AgR the concentration of DA is 85% higher than the Har and the group was greater difference in the 5-HT/DA most studied categories. In conclusion, the highly aggressive behavior of Swiss Webster mice, males and reassembled in adulthood is related to the imbalance of neurotransmitters, especially the DA in the prefrontal cortex. (AU)


Assuntos
Animais , Camundongos , Comportamento Animal , Estresse Fisiológico , Neurotransmissores , Cromatografia Líquida de Alta Pressão
7.
Rev. Soc. Bras. Ciênc. Anim. Lab ; 2(3): 206-216, 2014. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1489712

Resumo

A violência é um problema de saúde pública e tem um grande impacto sobre a qualidade de vida dos indivíduos e na sociedade. Fatores evolutivos, genéticos, ambientais e culturais estão intimamente interligados como causas do comportamento agressivo. Os modelos animais podem ser uma importante ferramenta no estudo de agressividade. Camundongos Swiss Webster foram selecionados com base no perfil de atividade (Hypo, Normal, Hiper), definida pelo teste de suspensão pela cauda. Nossos resultados demonstram que os ratos Hiper (ansiedade -like) foram mais agressivos e violentos do que as outras duas categorias, indicado por um padrão de comportamento agressivo, com uma pontuação de 4+ em relação ao escore 1+ da categoria Normal. Além disso, Hiper, mostraram uma diminuição nos níveis de testosterona total (32,5% em relação ao grupo Normal) e um aumento nos níveis de progesterona (57,6% em comparação com o grupo de Normal). Observou-se também uma diminuição no peso dos testículos, os túbulos seminíferos. Também do número de células de Leydig, diplóide e o número células espermatogênicas em animais hiper-agressivo. Em conjunto, os resultados indicam uma associação entre a testosterona/progesterona e o aparecimento do comportamento altamente agressivo em camundongos Swiss Webster machos.


Violence is a serious public health problem and has a high impact on the quality of life of individuals across societies. Evolutionary, genetic, environmental, and cultural factors are closely interconnected as morbid causes. Animal models can be an important tool in the study of aggression. Regrouped Swiss Webster mice were selected based on mobility profile (Hypo, Normal; Hyper), which was defined by the tail suspension test. Our results demonstrate that Hyper mice (anxiety-like behavior) were more aggressive and violent than the other two categories, indicated by a pattern of aggressive behavior with a score 4+ in relation to score 1+ of Normal category. Hyper group, showed a decrease in total testosterone levels (-32.5% in relation to Norm group) and an increase in progesterone levels (+57.6% compared with the Norm group). We also observed a decrease in the weight of the testicles, the seminiferous tubules, Leydig and diploid spermatogenic cells number in hyper aggressive animals. Together, the results indicate an association between testosterone/progesterone and the appearance of highly aggressive behavior in male Swiss Webster mice.


Assuntos
Masculino , Animais , Ratos , Progesterona/análise , Progesterona/efeitos adversos , Testosterona/análise , Testosterona/efeitos adversos , Violência , Comportamento Animal , Hormônios/administração & dosagem , Hormônios/análise
8.
R. Soc. bras. Ci. Anim. Lab. ; 2(3): 206-216, 2014. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-11513

Resumo

A violência é um problema de saúde pública e tem um grande impacto sobre a qualidade de vida dos indivíduos e na sociedade. Fatores evolutivos, genéticos, ambientais e culturais estão intimamente interligados como causas do comportamento agressivo. Os modelos animais podem ser uma importante ferramenta no estudo de agressividade. Camundongos Swiss Webster foram selecionados com base no perfil de atividade (Hypo, Normal, Hiper), definida pelo teste de suspensão pela cauda. Nossos resultados demonstram que os ratos Hiper (ansiedade -like) foram mais agressivos e violentos do que as outras duas categorias, indicado por um padrão de comportamento agressivo, com uma pontuação de 4+ em relação ao escore 1+ da categoria Normal. Além disso, Hiper, mostraram uma diminuição nos níveis de testosterona total (32,5% em relação ao grupo Normal) e um aumento nos níveis de progesterona (57,6% em comparação com o grupo de Normal). Observou-se também uma diminuição no peso dos testículos, os túbulos seminíferos. Também do número de células de Leydig, diplóide e o número células espermatogênicas em animais hiper-agressivo. Em conjunto, os resultados indicam uma associação entre a testosterona/progesterona e o aparecimento do comportamento altamente agressivo em camundongos Swiss Webster machos. (AU)


Violence is a serious public health problem and has a high impact on the quality of life of individuals across societies. Evolutionary, genetic, environmental, and cultural factors are closely interconnected as morbid causes. Animal models can be an important tool in the study of aggression. Regrouped Swiss Webster mice were selected based on mobility profile (Hypo, Normal; Hyper), which was defined by the tail suspension test. Our results demonstrate that Hyper mice (anxiety-like behavior) were more aggressive and violent than the other two categories, indicated by a pattern of aggressive behavior with a score 4+ in relation to score 1+ of Normal category. Hyper group, showed a decrease in total testosterone levels (-32.5% in relation to Norm group) and an increase in progesterone levels (+57.6% compared with the Norm group). We also observed a decrease in the weight of the testicles, the seminiferous tubules, Leydig and diploid spermatogenic cells number in hyper aggressive animals. Together, the results indicate an association between testosterone/progesterone and the appearance of highly aggressive behavior in male Swiss Webster mice. (AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Ratos , Testosterona/efeitos adversos , Testosterona/análise , Progesterona/efeitos adversos , Progesterona/análise , Violência , Comportamento Animal , Hormônios/administração & dosagem , Hormônios/análise
9.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1489693

Resumo

O comportamento de camundongos em biotérios é uma importante área da ciência de animais de laboratório. Apesar de a literatura descrever inúmeros modelos de estudo comportamentais com diversas abordagens (depressão, ansiedade, agressividade e outros), estes modelos caracterizam-se por induzir o fenótipo comportamental dese- jado. Em nosso trabalho, buscamos determinar o padrão de comportamento sadio de camundongos desde o seu desmame até a idade adulta e comparar os dados entre duas linhagens: Swiss Webster e BALB/c. Baseamos nossa metodologia na observação de agrupamentos, mantendo suas interações, sem induzir ou interferir na dinâmica social. Estruturamos um etograma através das atividades prevalentes como: exploração do am- biente, busca por alimento, auto-higienização, contato físico e repouso. Quantificamos a incidência destas atividades demonstradas por cada individuo em seu agrupamento durante o período de 60 minutos. Nossos resultados demonstram que em ambas as linhagens há maior incidência de repouso em camundongos jovens e uma alteração no perfil no amadurecimento. A linhagem Swiss Webster prevalece a busca pelo ali- mento, seguida de exploração do ambiente. Na linhagem BALB/c há a prevalência da exploração do ambiente e do repouso. Além disso, a linhagem BALB/c apresenta baixa prevalência para auto-limpeza e alta para o contato físico quando comparada com a linhagem Swiss Webster. Outro ponto importante é que além da mudança do perfil de atividade durante as idades, cada agrupamento apresenta um perfil de incidência de atividades diferente, sendo peculiar a cada dinâmica do agrupamento. Desta maneira, podemos concluir que estes parâmetros são importantes para o estabelecimento de padrões sadios de comportamento.


The behavior of mice in animal facilities is an important area of animal laboratory science. Although the literature describing numerous models of various approaches to study behavior (anxiety, depression, aggressiveness, etc.), these models are characterized by inducing the desired behavioral phenotype. In this work, we sought to determine the behavioral pattern of healthy mice from their weaning to adulthood and compare the data between two strains: Swiss Webster and BALB/c. We base our methodology on the observation of clusters, maintaining its interactions without inducing or interfering in social dynamics. Together with an ethogram cataloging prevalent activities such as environmental exploration, search for food, self-cleaning, physical contact and rest. We quantified the impact of these activities demonstrated by each individual in his group during 60 minutes. Our results demonstrate that in both strains there was no greater incidence of sleep in young mice or a change in the maturity profile. The Swiss Webster strain prevails in the search for food, followed by exploration of the environment. In BALB/c there is the prevalence in the use of the environment and the home. In addition, BALB/c showed a low prevalence and high self-cleaning to physical contact as compared to the Swiss Webster strain. Another important point is that besides the change in the profile of activity during ages, each group presents a profile of the incidence of different activities, and the peculiar dyna- mics of each group. Therefore we conclude that these parameters are important for establishing healthy patterns of behavior.


Assuntos
Animais , Camundongos , Comportamento Animal/fisiologia , Camundongos/classificação
10.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1489695

Resumo

O camundongo em biotério é um animal social, agressivo e extremamente territorialista. As relações entre o indivíduo e o grupo assim como sua busca em acesso a reprodu- ção e alimento promove a estruturação de uma ordem hierárquica. Esta hierarquia é classicamente associada a quem agride (dominante) e quem é agredido (subordinado). Através do uso do sistema de gaiolas interligadas (SGI), buscamos esclarecer a dinâmica desta estrutura e a posição do indivíduo dependendo do momento. Além disso, também podemos verificar as relações de afinidade entre os indivíduos e a caracterização do indi- víduo em relação ao perfil de dominância/subordinação. Nossos resultados demonstram que os camundongos da linhagem Swiss Webster em biotério são capazes de formar relações de afinidade (fraternais) quando agrupados jovens e preferindo ficar entre seus semelhantes quando reagrupados na idade adulta. A dominância é realizada por apenas um indivíduo e sugerimos que o objetivo desta atitude seja o acesso exclusivo a uma determinada área e possivelmente ao alimento e acasalamento. Quando dividimos em duas categorias, o dominante protege seus semelhantes e agride prevalentemente os indivíduos da categoria contrária. Os subordinados podem variar entre os que buscam a dominância (disputantes) e os indivíduos que buscam não se envolver nos episódios agressivos (neutros). Há um indivíduo que sofre até 90% das atitudes agressivas do dominante, chamamos esta categoria como “subordinado alvo”.


The mice in animal facilities are a social animal, aggressive and extremely territorial. The relationship between the individual and the group as well as their search access to feed, reproduction and promotes structuring a hierarchical order. This hierarchy is classically associated with aggressors (dominant) and who is attacked (subordinate). Through the use of Interconnected Systems Cages (ISC), we find to clarify the dy- namics of this structure and the social position (depending on the period observed). Our results show that the lineage Swiss Webster mice are capable of forming affinity relations (fraternal) when grouped young. These animals prefer to remain among their fellows after the regrouping. The dominance is performed by only one individual and suggest that the goal of this attitude is the exclusive access to a particular area and encouraging to food and mating. When divided into two categories, the dominant protects his fellow of opposite category to attacks. Subordinates may vary between those who find dominance (disputants) and individuals who find not to engage in aggressive episodes (neutral). There is an individual who suffers up to 90% of the aggressive actions of the dominant call this category as “subordinate target”.


Assuntos
Camundongos , Comportamento Animal , Hierarquia Social , Camundongos
11.
R. Soc. bras. Ci. Anim. Lab. ; 2(1): 49-60, 2013.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-8564

Resumo

O camundongo em biotério é um animal social, agressivo e extremamente territorialista. As relações entre o indivíduo e o grupo assim como sua busca em acesso a reprodu- ção e alimento promove a estruturação de uma ordem hierárquica. Esta hierarquia é classicamente associada a quem agride (dominante) e quem é agredido (subordinado). Através do uso do sistema de gaiolas interligadas (SGI), buscamos esclarecer a dinâmica desta estrutura e a posição do indivíduo dependendo do momento. Além disso, também podemos verificar as relações de afinidade entre os indivíduos e a caracterização do indi- víduo em relação ao perfil de dominância/subordinação. Nossos resultados demonstram que os camundongos da linhagem Swiss Webster em biotério são capazes de formar relações de afinidade (fraternais) quando agrupados jovens e preferindo ficar entre seus semelhantes quando reagrupados na idade adulta. A dominância é realizada por apenas um indivíduo e sugerimos que o objetivo desta atitude seja o acesso exclusivo a uma determinada área e possivelmente ao alimento e acasalamento. Quando dividimos em duas categorias, o dominante protege seus semelhantes e agride prevalentemente os indivíduos da categoria contrária. Os subordinados podem variar entre os que buscam a dominância (disputantes) e os indivíduos que buscam não se envolver nos episódios agressivos (neutros). Há um indivíduo que sofre até 90% das atitudes agressivas do dominante, chamamos esta categoria como “subordinado alvo”.(AU)


The mice in animal facilities are a social animal, aggressive and extremely territorial. The relationship between the individual and the group as well as their search access to feed, reproduction and promotes structuring a hierarchical order. This hierarchy is classically associated with aggressors (dominant) and who is attacked (subordinate). Through the use of Interconnected Systems Cages (ISC), we find to clarify the dy- namics of this structure and the social position (depending on the period observed). Our results show that the lineage Swiss Webster mice are capable of forming affinity relations (fraternal) when grouped young. These animals prefer to remain among their fellows after the regrouping. The dominance is performed by only one individual and suggest that the goal of this attitude is the exclusive access to a particular area and encouraging to food and mating. When divided into two categories, the dominant protects his fellow of opposite category to attacks. Subordinates may vary between those who find dominance (disputants) and individuals who find not to engage in aggressive episodes (neutral). There is an individual who suffers up to 90% of the aggressive actions of the dominant call this category as “subordinate target”.(AU)


Assuntos
Camundongos , Hierarquia Social , Comportamento Animal , Camundongos
12.
R. Soc. bras. Ci. Anim. Lab. ; 2(1): 20-30, 2013.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-8562

Resumo

O comportamento de camundongos em biotérios é uma importante área da ciência de animais de laboratório. Apesar de a literatura descrever inúmeros modelos de estudo comportamentais com diversas abordagens (depressão, ansiedade, agressividade e outros), estes modelos caracterizam-se por induzir o fenótipo comportamental dese- jado. Em nosso trabalho, buscamos determinar o padrão de comportamento sadio de camundongos desde o seu desmame até a idade adulta e comparar os dados entre duas linhagens: Swiss Webster e BALB/c. Baseamos nossa metodologia na observação de agrupamentos, mantendo suas interações, sem induzir ou interferir na dinâmica social. Estruturamos um etograma através das atividades prevalentes como: exploração do am- biente, busca por alimento, auto-higienização, contato físico e repouso. Quantificamos a incidência destas atividades demonstradas por cada individuo em seu agrupamento durante o período de 60 minutos. Nossos resultados demonstram que em ambas as linhagens há maior incidência de repouso em camundongos jovens e uma alteração no perfil no amadurecimento. A linhagem Swiss Webster prevalece a busca pelo ali- mento, seguida de exploração do ambiente. Na linhagem BALB/c há a prevalência da exploração do ambiente e do repouso. Além disso, a linhagem BALB/c apresenta baixa prevalência para auto-limpeza e alta para o contato físico quando comparada com a linhagem Swiss Webster. Outro ponto importante é que além da mudança do perfil de atividade durante as idades, cada agrupamento apresenta um perfil de incidência de atividades diferente, sendo peculiar a cada dinâmica do agrupamento. Desta maneira, podemos concluir que estes parâmetros são importantes para o estabelecimento de padrões sadios de comportamento.(AU)


The behavior of mice in animal facilities is an important area of animal laboratory science. Although the literature describing numerous models of various approaches to study behavior (anxiety, depression, aggressiveness, etc.), these models are characterized by inducing the desired behavioral phenotype. In this work, we sought to determine the behavioral pattern of healthy mice from their weaning to adulthood and compare the data between two strains: Swiss Webster and BALB/c. We base our methodology on the observation of clusters, maintaining its interactions without inducing or interfering in social dynamics. Together with an ethogram cataloging prevalent activities such as environmental exploration, search for food, self-cleaning, physical contact and rest. We quantified the impact of these activities demonstrated by each individual in his group during 60 minutes. Our results demonstrate that in both strains there was no greater incidence of sleep in young mice or a change in the maturity profile. The Swiss Webster strain prevails in the search for food, followed by exploration of the environment. In BALB/c there is the prevalence in the use of the environment and the home. In addition, BALB/c showed a low prevalence and high self-cleaning to physical contact as compared to the Swiss Webster strain. Another important point is that besides the change in the profile of activity during ages, each group presents a profile of the incidence of different activities, and the peculiar dyna- mics of each group. Therefore we conclude that these parameters are important for establishing healthy patterns of behavior.(AU)


Assuntos
Animais , Camundongos , Comportamento Animal/fisiologia , Camundongos/classificação
13.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1489678

Resumo

O comportamento de camundongos em biotérios é uma importante área da ciência de animais de laboratório. Apesar da literatura descrever inúmeros modelos de estudo comportamentais com diversas abordagens (depressão, ansiedade, agressividade e outros), estes modelos caracterizam-se por induzir o fenótipo comportamental desejado. Em nosso trabalho, buscamos determinar o padrão de comportamento sadio de camundongos desde o seu desmame até a idade adulta. Baseamos nossa metodologia na observação de agrupamentos, mantendo suas interações, sem induzir ou interferir na dinâmica social. Estruturamos um etograma através das atividades prevalentes como: exploração do ambiente, busca por alimento, auto-higienização, contato físico e repouso. Quantificamos a incidência destas atividades demonstradas por cada individuo em seu agrupamento durante o período de 60 minutos. Nossos resultados demonstram maior incidência de repouso em camundongos jovens. No entanto, na idade adulta, a exploração do ambiente e a busca por alimento são atividades mais prevalentes. Outro ponto importante foi a mudança do perfil de atividade entre as idades, cada agrupamento apresenta uma incidência de atividades diferente, sendo peculiar a cada dinâmica do agrupamento. Desta maneira, podemos concluir que estes parâmetros são importantes para o estabelecimento de padrões sadios de comportamento e para a avaliação das alterações observadas no modelo experimental deve ser relevada as características de cada idade e agrupamento. CEUA LW 5/12.


The behavior of mice in laboratory animal houses is an important area of science of laboratory animals. Although the literature describing numerous behavioral study models with different approaches (depression, anxiety, aggressiveness, etc...), these models are characterized by inducing the required behavioral phenotype. In our study, we determined the pattern of behavior of healthy mice since their weaning to adulthood. We based our methodology on the observation of a group, maintaining their interactions, without inducing or interfere with social dynamics. Structured an ethogram through activities prevalent as: exploitation of the environment, finding food, self-hygiene, physical contact and repose. Quantify the incidence of these activities demonstrated by each individual in your group during the 60 minutes. Our results demonstrate a higher incidence of sleep in young mice. However, in adulthood, the exploitation of the environment and search for food activities are more prevalent. Another important point is that in addition to changing the profile of activity during the ages, each group presents a profile of incidence of different activities, and the peculiar dynamics of each group. Thus, we conclude that these parameters are important for establishing healthy patterns of behavior and to evaluate the changes observed in the experimental model in relief should be the characteristics of each age and group.


Assuntos
Animais , Camundongos , Animais de Laboratório/classificação , Camundongos/classificação , Etologia/estatística & dados numéricos , Atividades Cotidianas , Comportamento Animal
14.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1489680

Resumo

O transtorno psiquiátrico pode ser considerado como uma alteração no padrão psicológico de um indivíduo e potencialmente refletido em seu comportamento. Estes transtornos, principalmente a depressão e a ansiedade, representam 13% da carga global de doença, caracterizada por morte prematura combinada a anos vividos com incapacidade. As principais dificuldades no uso do modelo animal para o estudo destes transtornos estão relacionadas ao argumento de que não há nenhuma evidência conclusiva que o que ocorre no cérebro do animal tem equivalência ao que ocorre no cérebro de um ser humano. Este trabalho teve como objetivo realizar um levantamento bibliográfico, descrevendo as diferentes abordagens e modelos experimentais utilizados. Desta maneira, acreditamos ser possível auxiliar ao pesquisador na escolha mais eficiente para o estudo dos transtornos psiquiátricos em animais. Embora os animais apresentem complexos e variados comportamentos sociais e emocionais, devemos estruturar testes e valores padrões para que seja possível comparar com o ser humano. Os testes comportamentais mais utilizados atualmente são: campo aberto, labirinto em cruz elevada, suspensão da cauda, caixa claro e escuro, e interação social. Os modelos animais, principalmente pequenos roedores, como camundongos e ratos, podem ser uma eficiente “ferramenta” para a determinação da etiologia neurológica destes transtornos, acrescentar conhecimento aos mecanismos neurológicos da etiologia destes transtornos e possibilitar a aplicação de novas terapias.


The psychiatric disorder may be considered an alteration in the pattern of an individual psychological and potentially reflected in their behavior. These disorders, especially depression and anxiety accounted for 13% of the overall load of disease, characterized by premature death combined with years lived with disability. The main difficulties in using the animal model for the study of these disorders are related the claim that there is no conclusive evidence that which occurs in the brain of the animal is equivalent to that which occurs in the brain of a human being. However, this review demonstrated that the animal model is able to reproduce even at small scale, some central aspects of psychiatric disorder, this model can become a valuable tool in the analysis of the multiplicity of causes, including genetic, environmental or pharmacological. Although animals have complex and varied social and emotional behaviors and values we should structure testing standards so you can compare with humans. Behavioral tests used today are more open-field test, test elevated plus maze, tail suspension test and test of social interaction. We believe that the model animals, especially small rodents such as mice and rats, can be an efficient “tool” for determining the etiology of these neurological disorders and add to the knowledge of the neurological mechanisms of the etiology of these disorders and the possibilities of application of new therapies.


Assuntos
Animais , Animais de Laboratório/classificação , Neurologia/instrumentação , Psiquiatria , Ansiedade/fisiopatologia , Depressão/fisiopatologia
15.
R. Soc. bras. Ci. Anim. Lab. ; 1(3): 270-278, 2012.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-1947

Resumo

O transtorno psiquiátrico pode ser considerado como uma alteração no padrão psicológico de um indivíduo e potencialmente refletido em seu comportamento. Estes transtornos, principalmente a depressão e a ansiedade, representam 13% da carga global de doença, caracterizada por morte prematura combinada a anos vividos com incapacidade. As principais dificuldades no uso do modelo animal para o estudo destes transtornos estão relacionadas ao argumento de que não há nenhuma evidência conclusiva que o que ocorre no cérebro do animal tem equivalência ao que ocorre no cérebro de um ser humano. Este trabalho teve como objetivo realizar um levantamento bibliográfico, descrevendo as diferentes abordagens e modelos experimentais utilizados. Desta maneira, acreditamos ser possível auxiliar ao pesquisador na escolha mais eficiente para o estudo dos transtornos psiquiátricos em animais. Embora os animais apresentem complexos e variados comportamentos sociais e emocionais, devemos estruturar testes e valores padrões para que seja possível comparar com o ser humano. Os testes comportamentais mais utilizados atualmente são: campo aberto, labirinto em cruz elevada, suspensão da cauda, caixa claro e escuro, e interação social. Os modelos animais, principalmente pequenos roedores, como camundongos e ratos, podem ser uma eficiente “ferramenta” para a determinação da etiologia neurológica destes transtornos, acrescentar conhecimento aos mecanismos neurológicos da etiologia destes transtornos e possibilitar a aplicação de novas terapias.(AU)


The psychiatric disorder may be considered an alteration in the pattern of an individual psychological and potentially reflected in their behavior. These disorders, especially depression and anxiety accounted for 13% of the overall load of disease, characterized by premature death combined with years lived with disability. The main difficulties in using the animal model for the study of these disorders are related the claim that there is no conclusive evidence that which occurs in the brain of the animal is equivalent to that which occurs in the brain of a human being. However, this review demonstrated that the animal model is able to reproduce even at small scale, some central aspects of psychiatric disorder, this model can become a valuable tool in the analysis of the multiplicity of causes, including genetic, environmental or pharmacological. Although animals have complex and varied social and emotional behaviors and values we should structure testing standards so you can compare with humans. Behavioral tests used today are more open-field test, test elevated plus maze, tail suspension test and test of social interaction. We believe that the model animals, especially small rodents such as mice and rats, can be an efficient “tool” for determining the etiology of these neurological disorders and add to the knowledge of the neurological mechanisms of the etiology of these disorders and the possibilities of application of new therapies.(AU)


Assuntos
Animais , Animais de Laboratório/classificação , Psiquiatria , Neurologia/instrumentação , Depressão/fisiopatologia , Ansiedade/fisiopatologia
16.
R. Soc. bras. Ci. Anim. Lab. ; 1(3): 255-262, 2012.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-1945

Resumo

O comportamento de camundongos em biotérios é uma importante área da ciência de animais de laboratório. Apesar da literatura descrever inúmeros modelos de estudo comportamentais com diversas abordagens (depressão, ansiedade, agressividade e outros), estes modelos caracterizam-se por induzir o fenótipo comportamental desejado. Em nosso trabalho, buscamos determinar o padrão de comportamento sadio de camundongos desde o seu desmame até a idade adulta. Baseamos nossa metodologia na observação de agrupamentos, mantendo suas interações, sem induzir ou interferir na dinâmica social. Estruturamos um etograma através das atividades prevalentes como: exploração do ambiente, busca por alimento, auto-higienização, contato físico e repouso. Quantificamos a incidência destas atividades demonstradas por cada individuo em seu agrupamento durante o período de 60 minutos. Nossos resultados demonstram maior incidência de repouso em camundongos jovens. No entanto, na idade adulta, a exploração do ambiente e a busca por alimento são atividades mais prevalentes. Outro ponto importante foi a mudança do perfil de atividade entre as idades, cada agrupamento apresenta uma incidência de atividades diferente, sendo peculiar a cada dinâmica do agrupamento. Desta maneira, podemos concluir que estes parâmetros são importantes para o estabelecimento de padrões sadios de comportamento e para a avaliação das alterações observadas no modelo experimental deve ser relevada as características de cada idade e agrupamento. CEUA LW 5/12.(AU)


The behavior of mice in laboratory animal houses is an important area of science of laboratory animals. Although the literature describing numerous behavioral study models with different approaches (depression, anxiety, aggressiveness, etc...), these models are characterized by inducing the required behavioral phenotype. In our study, we determined the pattern of behavior of healthy mice since their weaning to adulthood. We based our methodology on the observation of a group, maintaining their interactions, without inducing or interfere with social dynamics. Structured an ethogram through activities prevalent as: exploitation of the environment, finding food, self-hygiene, physical contact and repose. Quantify the incidence of these activities demonstrated by each individual in your group during the 60 minutes. Our results demonstrate a higher incidence of sleep in young mice. However, in adulthood, the exploitation of the environment and search for food activities are more prevalent. Another important point is that in addition to changing the profile of activity during the ages, each group presents a profile of incidence of different activities, and the peculiar dynamics of each group. Thus, we conclude that these parameters are important for establishing healthy patterns of behavior and to evaluate the changes observed in the experimental model in relief should be the characteristics of each age and group.(AU)


Assuntos
Animais , Camundongos , Etologia/estatística & dados numéricos , Camundongos/classificação , Animais de Laboratório/classificação , Comportamento Animal , Atividades Cotidianas
17.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1489687

Resumo

A agressividade, ou a violência, é um grave problema de saúde pública. Anualmente milhares de pessoas vão a óbito em consequência deste fenômeno. Os diversos modelos de estudo de agressividade são baseados na indução das agressões, por apenas dois indivíduos e em um período curto de tempo. Nosso objetivo é estruturar e aplicar um modelo que seja capaz de determinar o surgimento de episódios agressivos (não induzido - espontânea) e que possibilite o acompanhamento comportamental de um mesmo indivíduo desde sua infância até a idade adulta. Realizamos um esquema de agrupamento e reagrupamento e aplicamos metodologias comportamentais como etograma, teste do campo aberto, teste de suspensão da cauda (TSC) e caixa de preferência. Nossos resultados demonstram que 90% dos grupos apresentam padrões de comportamento agressivo (PCA) e em 10% dos indivíduos pudemos observar graves lesões e ferimentos decorrentes de agressões. Interessantemente, em 10% dos grupos não observamos PCA. Nesses grupos a atividade motora e exploratória foi superior aosgrupos agressivos. Além disso, o TSC demonstrou ser um eficiente método para definir o perfil de atividade de cada animal, sua possível posição hierárquica e sua influência no surgimento de PCA. Desta maneira, podemos concluir que o MEA demonstrou ser eficaz na reprodutibilidade da identificação e avaliação do surgimento de agressividade em grupos de camundongos em biotério. CEUA Nº LW 5/12.


The aggressiveness or violence is a serious public health issue. Annually, thousands of people will die as a result of this phenomenon. The various animal models of aggression study are based on the induction of injuries, by only two individuals and a short period of time. Our goal is to structure and implement a model that is able to determine the emergence of aggressive episodes (not induced - spontaneous) and enabling the monitoring behavior of a single individual from childhood to adulthood. We carry out a scheme of grouping and regrouping and applied behavioral methodologies as ethogram, open field test, tail suspension test and box preference. Our results described that 90% of groups showed pattern of aggressive behavior and 10% of individuals was observed serious injuries and injuries resulting from attacks or fight. Interestingly, 10% of the groups did not observe PCA. In respective group, the motor and exploratory activity was significantly superior to aggressive group. In addition, the TSC has proved an efficient method to set the activity profile of each animal, their hierarchical position and their possible influence on the genesis of PCA. Thus, we conclude that the MEA has proven effective in


Assuntos
Animais , Camundongos , Camundongos/classificação , Comportamento Animal , Saúde Pública/métodos , Violência
18.
R. Soc. bras. Ci. Anim. Lab. ; 1(4): 322-335, 2012.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-2659

Resumo

A agressividade, ou a violência, é um grave problema de saúde pública. Anualmente milhares de pessoas vão a óbito em consequência deste fenômeno. Os diversos modelos de estudo de agressividade são baseados na indução das agressões, por apenas dois indivíduos e em um período curto de tempo. Nosso objetivo é estruturar e aplicar um modelo que seja capaz de determinar o surgimento de episódios agressivos (não induzido - espontânea) e que possibilite o acompanhamento comportamental de um mesmo indivíduo desde sua infância até a idade adulta. Realizamos um esquema de agrupamento e reagrupamento e aplicamos metodologias comportamentais como etograma, teste do campo aberto, teste de suspensão da cauda (TSC) e caixa de preferência. Nossos resultados demonstram que 90% dos grupos apresentam padrões de comportamento agressivo (PCA) e em 10% dos indivíduos pudemos observar graves lesões e ferimentos decorrentes de agressões. Interessantemente, em 10% dos grupos não observamos PCA. Nesses grupos a atividade motora e exploratória foi superior aosgrupos agressivos. Além disso, o TSC demonstrou ser um eficiente método para definir o perfil de atividade de cada animal, sua possível posição hierárquica e sua influência no surgimento de PCA. Desta maneira, podemos concluir que o MEA demonstrou ser eficaz na reprodutibilidade da identificação e avaliação do surgimento de agressividade em grupos de camundongos em biotério. CEUA Nº LW 5/12.(AU)


The aggressiveness or violence is a serious public health issue. Annually, thousands of people will die as a result of this phenomenon. The various animal models of aggression study are based on the induction of injuries, by only two individuals and a short period of time. Our goal is to structure and implement a model that is able to determine the emergence of aggressive episodes (not induced - spontaneous) and enabling the monitoring behavior of a single individual from childhood to adulthood. We carry out a scheme of grouping and regrouping and applied behavioral methodologies as ethogram, open field test, tail suspension test and box preference. Our results described that 90% of groups showed pattern of aggressive behavior and 10% of individuals was observed serious injuries and injuries resulting from attacks or fight. Interestingly, 10% of the groups did not observe PCA. In respective group, the motor and exploratory activity was significantly superior to aggressive group. In addition, the TSC has proved an efficient method to set the activity profile of each animal, their hierarchical position and their possible influence on the genesis of PCA. Thus, we conclude that the MEA has proven effective in(AU)


Assuntos
Animais , Camundongos , Camundongos/classificação , Comportamento Animal , Violência , Saúde Pública/métodos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA