Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Intervalo de ano de publicação
1.
Vet. zootec ; 22(2): 209-214, 2015. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1426400

Resumo

Rhodococcus equi constitui a causa mais comum de pneumonia infecciosa severa em potros com 1 a 4 meses de idade. O diagnóstico por imagem associado a outros exames complementares exerce um importante papel no diagnóstico da rodococose. A radiografia é considerada a principal técnica de imagem para avaliação do tórax, embora a ultrassonografia também seja um método viável. Apesar de suas limitações, ambos se complementam. O presente relato de caso descreve as imagens radiográficas e ultrassonográficas de uma potra Quarto de Milha acometida pela enfermidade, bem como a importância de cada método para o diagnóstico.


Rhodococcus equi is the most common cause of severe infectious pneumonia in foals between 1 and 4 months of age. Imaging, in combination with other complementary exams, plays an important role in diagnosis of rhodococcosis. Radiography is considered the main imaging technique for evaluation of the thorax, although ultrasonography is also a viable method. Despite their limitations, they complement each other. The present case report describes radiographic and ultrasonographic images in a three month old Quarter foal affected by the disease, as well as defines the importance of the methods in the diagnosis.


Rhodococcus equi es la causa más común de neumonía infecciosa grave en potros de 1 a 4 meses. El diagnóstico por imagen, asociado con otros exámenes, desempeña un papel importante en el diagnóstico de la enfermedad. La radiografía se considera la técnica de imagen principal para la evaluación del tórax, aunque la ecografía es también un método viable. A pesar de sus limitaciones, ambos se complementan. Este caso describe las características radiográficas y ecográficas en una potra Cuarto de Milla afectada por la enfermedad y la importancia de cada método para el diagnóstico.


Assuntos
Animais , Feminino , Infecções por Actinomycetales/veterinária , Infecções por Actinomycetales/diagnóstico por imagem , Rhodococcus equi/isolamento & purificação , Cavalos , Radiografia Torácica/veterinária , Ultrassonografia/veterinária
2.
Vet. zootec ; 21(4): 634-645, 2014. ilus, tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1428111

Resumo

Gran parte de las enfermedades musculo-esqueléticas de los equinos se localiza en los miembros, llevando a claudicación y interfiriendo en el desempeño y longevidad del caballo. El examen radiográfico ofrece múltiples beneficios y siempre está associada - no sustituido - por otros métodos de diagnóstico por imágenes más sensible y que son cada vez más disponibles. El objetivo de este estudio fue presentar a través de una evaluación retrospectiva los datos tabulados y analizados por medio de la distribución de frecuencia de las variables de los exámenes radiográficos de equinos con sospecha de alteraciones del aparato locomotor realizados en el Servicio de Diagnóstico por Imagen de la Facultad de Medicina Veterinaria y Zootecnia de la Universidad Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Campus Botucatu - SP en el período de enero de 2000 a diciembre de 2012. Entre los hallazgos se encontró que la edad media de los animales radiografiados fue de 7,9 años; los géneros fueron distribuidos igualmente entre las alteraciones y entre las principales razas atendidas están Cuarto de Milla (48,31%), Mangalarga (15,46%) y sin raza definida (13,3%). Las regiones radiografiadas con mayor frecuencia fueron la extremidad distal que incluyo el hueso navicular, articulaciones interfalangicas y falange distal (38,96%), tarso (14,67%) y articulación metacarpo-falángica (14,38%). Las principales lesiones diagnosticadas fueron enfermedad degenerativa articular (EDA 25,59%), seguida de osteítis podal (13,44%) y fracturas (13,08%), que se encontrabam en su mayor parte en metacarpo, extremidad distal, metatarso y tarso. Los exámenes radiográficos fueron realizados predominantemente en los miembros anteriores (58,03%) comparado con los posteriores (41,96%) y fue evidente una ocurrencia significativamente mayor de osteitis podal, enfermedad del navicular y de sesamoiditis en los miembros anteriores (74,73%, 94,05% e 69,49%, respectivamente). La principal lesión de la extremidad distal fue la osteitis podal, seguida de la rotación de falange distal y podotrocleosis. En el tarso la enfermedad predominante fue la EDA. Tanto en la articulación metacarpo-falángica y metatarso-falángica las principales alteraciones radiográficas fueron sesamoiditis seguida de EDA. En 8,77% de los equinos sometidos al examen radiográfico no fueron detectadas alteraciones.


Great part of the musculoskeletal diseases of the equine is localized in the limbs, leading to lameness and interfering in the performance and longevity of the horse. Radiographic examination offers many benefits and is always associated - not replaced by other more sensitive imaging diagnosis methods that are becoming increasingly accessible. This study aimed to present, through analysis of radiographies performed in horses with suspected changes in the locomotor apparatus, at Imaging Diagnosis Service, School of Veterinary Medicine and Animal Science, São Paulo State University "Júlio de Mesquita Filho", Campus Botucatu, during the period from january 2000 to december 2012, the data obtained and analyzed by means of the frequency distribution of the variables. It was observed a mean age of 7,9 years-old of the horses; the genre was equally distributed among radiographed animals and the main attended race was Quarter horse (48.31%), followed by Mangalarga (15.46%) and without known breed horses (13.3%). The more frequently radiographed regions were the distal limb that includes navicular bone, interphalangeal joints and distal phalanx (38.96%), tarsus (14.67%) and metacarpophalangeal joint (14.38%). The main injuries diagnosed were degenerative joint disease (DJD - 25.59%), followed by pedal osteitis (13.44%) and fractures (13,08%), which predominantly located at metacarpus, distal limbs, metatarsus and tarsus. Radiographic exams were predominantly done in the forelimb (58.03%) when compared to hindlimbs (41.96%) and was noticeable the significantly higher frequency of pedal osteitis, navicular syndrome and sesamoiditis in the forelimbs (74.73%, 94.05% e 69.49%, respectively). The main injury of distal limb was pedal osteitis, followed by rotation of the distal phalanx and navicular syndrome. In the tarsus, the predominant disease was DJD. Both in metacarpophalangeal and metatarsophalangeal joint, the main radiographic abnormalities were sesamoititis, followed by DJD. In 8.77% of the horses that underwent radiographic examination, it was not found injuries.


Grande parte das enfermidades musculoesqueléticas dos equinos localiza-se nos membros locomotores, levando à claudicação e interferindo no desempenho e longevidade do cavalo. O exame radiográfico oferece múltiplos benefícios e é sempre associado - nunca substituído - por outros métodos de diagnóstico por imagem mais sensíveis que estão se tornando cada vez mais acessíveis. O presente estudo teve como objetivo apresentar, por meio da retroanálise dos exames radiográficos realizados em equinos com suspeita de alterações do aparato locomotor no Serviço de Diagnóstico por Imagem da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Campus Botucatu ­ SP, durante o período de janeiro de 2000 a dezembro de 2012. Os dados obtidos foram analisados por meio da distribuição de frequência das variáveis. Observou-se uma idade média de 7,9 anos dos equinos; os gêneros foram igualmente distribuídos entre os animais radiografados e a principal raça atendida foi Quarto de Milha (48,31%), seguida da raça Mangalarga (15,46%) e dos cavalos sem raça definida (SRD - 13,3%). As regiões radiografadas com maior frequência foram a extremidade distal que inclui o osso navicular, articulações interfalangeanas e falange distal (38,96%); tarso (14,67%) e articulação metacarpo-falangeana (14,38%). As principais lesões diagnosticadas foram doença articular degenerativa (DAD) (25,59%), osteíte podal (13,44%) e fraturas (13,08%), que ocorreram predominantemente em metacarpo, extremidade distal, metatarso e tarso. Os exames radiográficos foram realizados predominantemente nos membros anteriores (58,03%) quando comparado com os posteriores (41,96%) e foi evidente uma ocorrência significativamente maior de osteíte podal, doença do navicular e da sesamoidite nos membros anteriores (74,73%, 94,05% e 69,49%, respectivamente). A principal lesão da extremidade distal foi a osteíte podal, seguida da rotação de falange distal e podotrocleose. No tarso, a enfermidade predominante foi a DAD. Tanto na articulação metacarpo-falangeana como na metatarso-falangeana, as principais alterações radiográficas foram sesamoidite, seguida da DAD. Em 8,77% dos equinos submetidos ao exame radiográfico não foram detectadas alterações.


Assuntos
Animais , Cavalos/lesões , Articulações/lesões , Sistema Musculoesquelético/lesões , Estudos Retrospectivos
3.
Ci. Rural ; 44(11): 2035-2038, Nov. 2014. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27647

Resumo

This study reports an unusual case of deforming mandibular osteomyelitis in a cow caused by Trueperella (Arcanobacterium) pyogenes, on the face of the ventrolateral caudal portion of the right branch of the mandible. Fragment aspired of lesion by fine needle allowed cytological characterization, isolation and identification of T. pyogenes. Radiographic examination showed marked periosteal reaction in the right mandible, numerous lytic areas and cortical bone destruction. Despite of treatment based on in vitro antimicrobial sensitivity test, it was recommended the euthanasia due to progressive worsening of the cow's condition. Multiple abscesses were observed in the mandibular region at necropsy. Pyogranuloma was characterized in histological exam. Sampled material collected from the lesion after necropsy resulted in microbiological reisolation of T. pyogenes.(AU)


Relata-se caso incomum de osteomielite mandibular deformante em vaca, causada por Trueperella (Arcanobacterium) pyogenes, na face ventro-lateral da porção caudal do ramo direito da mandíbula. A punção aspirativa de fragmento da lesão permitiu a caracterização citológica, o isolamento microbiano e identificação de T. pyogenes. Exame radiográfico mostrou acentuada reação periodontal na mandíbula direita, com predomínio de áreas líticas e destruição da cortical óssea. Apesar da instituição do tratamento baseado no teste de sensibilidade microbiana in vitro, foi recomendada a eutanásia, em virtude da piora progressiva do estado geral do animal. No exame post-mortem foram observados múltiplos abscessos na lesão que, histologicamente, foi caracterizada como piogranuloma. A colheita de material da região mandibular afetada, após a necropsia, resultou no reisolamento microbiológico de T. pyogenes.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Doenças dos Bovinos , Osteomielite/veterinária , Arcanobacterium/patogenicidade , Arcanobacterium/isolamento & purificação
4.
Nosso Clín. ; 17(98): 26-32, mar.-abr. 2014. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-20262

Resumo

O acetato de medroxiprogesterona (MA) é administrado em cadelas e gatas para supressão do estro. Porém, seu uso na gestação pode levar à distocia, salientando a importância em discutir os seus prováveis mecanismos de ação. Avaliou-se o caso de uma gata com secreção vaginal purulenta e não desencadeamento do parto, após aplicação do MA na gestação. Foi diagnosticada mace ração fetal e realizada ovariosalpingohisterectomia (OSH), com resolução da afecção. Os mecanismos pelos quais os progestágenos promovem a quiescência uterina ainda não são completamente conhecidos. Em outras espécies sugere-se ação nos níveis intracelulares de cálcio e de relaxina; nos receptores para ocitocina e na síntese de prostaglandina. No caso relatado, acredita-se que o MA inibiu a contração uterina e a abertura cervical desencadeou a maceração fetal.(AU)


The medroxyprogesterone acetate (MA) is administered to dogs and cats for suppression of oestrus. However, its use during pregnancy can lead to dystocia, emphasizing the importance of discussing their possible mechanisms of action. It was evaluated the case of a cat with purulent vaginal discharge and not onset the birth, after application of MA during pregnancy. Was diagnosed fetal maceration and performed ovariosalpingohisterectomy (OSH), with resolution of the disease. The mechanisms by which the incorrect administration of MA leads to not trigger parturition in cats are not fully understood. In other species suggest action on the intracellular calcium levels and relaxin; the receptors for oxytocin and prostaglandin synthesis. In the reported case, it is believed that MA inhibited uterine contraction and cervical opening triggered fetal maceration.(AU)


El acetato de medroxiprogesterona (MA) se administra a los perros y gatos para la supresión del estro. Sin embargo, su uso durante el embarazo puede causar distocia, haciendo hincapié en la importancia de discutir sus posibles mecanismos de acción. Evaluado el caso de un gato con la secreción vaginal purulenta y no desencadenar el nacimiento, después de la aplicación del MA en el embarazo. Fue diagnosticado maceración fetal y ovariosalpingohisterectomy (OSH) celebrada el trabajo, con la resolución de la enfermedad. Los mecanismos por los que la progesterona promueve reposo uterino no están todavía completamente conocidos. En otras especies sugieren acción sobre los niveles de calcio intracelular y relaxina; los receptores de la oxitocina y la síntesis de prostaglandinas. En nuestro caso, se cree que MA inhibió la contracción uterina y la abertura cervical desencadena la maceración fetal.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Gravidez , Gatos , Acetato de Medroxiprogesterona/efeitos adversos , Distocia/veterinária , Contração Uterina , Morte Fetal , Progestinas/análise , Anticoncepcionais
5.
Nosso clínico ; 17(98): 26-32, mar.-abr. 2014. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1485840

Resumo

O acetato de medroxiprogesterona (MA) é administrado em cadelas e gatas para supressão do estro. Porém, seu uso na gestação pode levar à distocia, salientando a importância em discutir os seus prováveis mecanismos de ação. Avaliou-se o caso de uma gata com secreção vaginal purulenta e não desencadeamento do parto, após aplicação do MA na gestação. Foi diagnosticada mace ração fetal e realizada ovariosalpingohisterectomia (OSH), com resolução da afecção. Os mecanismos pelos quais os progestágenos promovem a quiescência uterina ainda não são completamente conhecidos. Em outras espécies sugere-se ação nos níveis intracelulares de cálcio e de relaxina; nos receptores para ocitocina e na síntese de prostaglandina. No caso relatado, acredita-se que o MA inibiu a contração uterina e a abertura cervical desencadeou a maceração fetal.


The medroxyprogesterone acetate (MA) is administered to dogs and cats for suppression of oestrus. However, its use during pregnancy can lead to dystocia, emphasizing the importance of discussing their possible mechanisms of action. It was evaluated the case of a cat with purulent vaginal discharge and not onset the birth, after application of MA during pregnancy. Was diagnosed fetal maceration and performed ovariosalpingohisterectomy (OSH), with resolution of the disease. The mechanisms by which the incorrect administration of MA leads to not trigger parturition in cats are not fully understood. In other species suggest action on the intracellular calcium levels and relaxin; the receptors for oxytocin and prostaglandin synthesis. In the reported case, it is believed that MA inhibited uterine contraction and cervical opening triggered fetal maceration.


El acetato de medroxiprogesterona (MA) se administra a los perros y gatos para la supresión del estro. Sin embargo, su uso durante el embarazo puede causar distocia, haciendo hincapié en la importancia de discutir sus posibles mecanismos de acción. Evaluado el caso de un gato con la secreción vaginal purulenta y no desencadenar el nacimiento, después de la aplicación del MA en el embarazo. Fue diagnosticado maceración fetal y ovariosalpingohisterectomy (OSH) celebrada el trabajo, con la resolución de la enfermedad. Los mecanismos por los que la progesterona promueve reposo uterino no están todavía completamente conocidos. En otras especies sugieren acción sobre los niveles de calcio intracelular y relaxina; los receptores de la oxitocina y la síntesis de prostaglandinas. En nuestro caso, se cree que MA inhibió la contracción uterina y la abertura cervical desencadena la maceración fetal.


Assuntos
Feminino , Animais , Gravidez , Gatos , Acetato de Medroxiprogesterona/efeitos adversos , Contração Uterina , Distocia/veterinária , Morte Fetal , Anticoncepcionais , Progestinas/análise
6.
Vet. zootec ; 22(2): 209-214, 2015.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1433613

Resumo

Rhodococcus equi constitui a causa mais comum de pneumonia infecciosa severa em potros com 1 a 4 meses de idade. O diagnóstico por imagem, associado a outros exames complementares, exerce um importante papel no diagnóstico da rodococose. A radiografia é considerada a principal técnica de imagem para avaliação do tórax, embora a ultrassonografia também seja um método viável. Apesar de suas limitações, ambos se complementam. O presente relato de caso descreve as imagens radiográficas e ultrassonográficas de uma potra Quarto de Milha acometida pela enfermidade, bem como a importância de cada método para o diagnóstico.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA