Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Pesqui. vet. bras ; 36(6): 516-519, jun. 2016. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: lil-792613

Resumo

An extramedullary plasmacytoma case in a captive collared peccary (Pecari tajacu) is reported. The animal, a female aging three years old, had a medical history of diffusely distributed skin and mucocutaneous junction lesions, associated with swollen lymph nodes. Clinical examination and complementary exams (complete blood count, biochemical analysis, skin scraping to search mites and fungal culture) were performed. Thirty days after examination, the animal died. At necropsy, multiple consistent nodules, aseptic pustules and swollen lymph nodes were found. On histological exams of the skin and oral mucosa, we observed a large number of round cells forming masses organized in nests, sheets, and cords of cells in a well-vascularized fibrovascular tissue. Neoplastic plasma cells infiltrated between the fibers and the lamina propria of smooth muscle. Spaces among the cell masses were filled with some eosinophil and fluid. Most of the cells were well differentiated, presenting a perinuclear clear zone. In some points, the cells were pleomorphic. The plasma cells presented eccentric, basophilic and spherical nuclei, showing a dense to organized chromatin with distinct nucleoli. Binucleate cells were observed, but multinucleated giant cells were rare. Oral mucosa and lymph nodes tested by immunohistochemical analyses were positive for Mb-1, with a multifocal distribution. In regard to Bcl-2, the neoplastic cells were intermittent weakly positive. So, an extramedullary plasmacytoma was diagnosed in the collared peccary considering the location, the histopathological and immunohistochemical findings.(AU)


Um caso de plasmocitoma extramedular em cateto criado em cativeiro (Pecari tajacu) está sendo relatado. O animal, uma fêmea com três anos de idade, apresentou um histórico médico de lesões de pele, envolvendo junção mucocutânea e de aumento de linfonodos. Exame clínico e exames complementares (hemograma completo, análise bioquímica, raspado de pele para pesquisa de ácaros e cultura fúngica) foram realizados. Após 30 dias, o animal morreu. Na necropsia, verificou-se a presença de múltiplos nódulos, pústulas assépticas e aumento dos linfonodos. Na pele e mucosa oral, histologicamente as massas consistiam em ninhos, lençóis e cordões de células redondas, e um estroma fibrovascular bem vascularizado. Os plasmócitos foram observados infiltrados entre as fibras e músculo liso da lâmina própria. Espaços contendo eosinófilos, fluido e células livres estavam presentes na massa. A maioria das células estava bem diferenciada, com uma zona perinuclear clara, mas algumas células demonstraram-se pleomórficas. Os plasmócitos apresentavam núcleo excêntrico, redondo, basófilo, e pontilhado, com cromatina variando de densa a grosseiramente organizada e nucléolos distintos. O citoplasma finamente granular de anfifílico para basofílico. As células foram interpretadas como plasmócitos neoplásicos. Células binucleadas foram observadas e células gigantes multinucleadas eram raras. Na imunohistoquímica de tecidos da mucosa oral e de linfonodos observou-se positividade moderada e multifocal para Mb-1. As células tumorais revelaram positividade fraca e intermitente para Bcl-2. Com base na localização, achados histopatológicos e imuno-histoquímicos, um plasmocitoma extramedular foi diagnosticado.(AU)


Assuntos
Animais , Artiodáctilos/lesões , Plasmocitoma/patologia , Plasmocitoma/veterinária , Imuno-Histoquímica/veterinária , Neoplasias Cutâneas/veterinária
2.
Pesqui. vet. bras ; 36(6): 516-519, June 2016. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-339554

Resumo

An extramedullary plasmacytoma case in a captive collared peccary (Pecari tajacu) is reported. The animal, a female aging three years old, had a medical history of diffusely distributed skin and mucocutaneous junction lesions, associated with swollen lymph nodes. Clinical examination and complementary exams (complete blood count, biochemical analysis, skin scraping to search mites and fungal culture) were performed. Thirty days after examination, the animal died. At necropsy, multiple consistent nodules, aseptic pustules and swollen lymph nodes were found. On histological exams of the skin and oral mucosa, we observed a large number of round cells forming masses organized in nests, sheets, and cords of cells in a well-vascularized fibrovascular tissue. Neoplastic plasma cells infiltrated between the fibers and the lamina propria of smooth muscle. Spaces among the cell masses were filled with some eosinophil and fluid. Most of the cells were well differentiated, presenting a perinuclear clear zone. In some points, the cells were pleomorphic. The plasma cells presented eccentric, basophilic and spherical nuclei, showing a dense to organized chromatin with distinct nucleoli. Binucleate cells were observed, but multinucleated giant cells were rare. Oral mucosa and lymph nodes tested by immunohistochemical analyses were positive for Mb-1, with a multifocal distribution. In regard to Bcl-2, the neoplastic cells were intermittent weakly positive. So, an extramedullary plasmacytoma was diagnosed in the collared peccary considering the location, the histopathological and immunohistochemical findings.(AU)


Um caso de plasmocitoma extramedular em cateto criado em cativeiro (Pecari tajacu) está sendo relatado. O animal, uma fêmea com três anos de idade, apresentou um histórico médico de lesões de pele, envolvendo junção mucocutânea e de aumento de linfonodos. Exame clínico e exames complementares (hemograma completo, análise bioquímica, raspado de pele para pesquisa de ácaros e cultura fúngica) foram realizados. Após 30 dias, o animal morreu. Na necropsia, verificou-se a presença de múltiplos nódulos, pústulas assépticas e aumento dos linfonodos. Na pele e mucosa oral, histologicamente as massas consistiam em ninhos, lençóis e cordões de células redondas, e um estroma fibrovascular bem vascularizado. Os plasmócitos foram observados infiltrados entre as fibras e músculo liso da lâmina própria. Espaços contendo eosinófilos, fluido e células livres estavam presentes na massa. A maioria das células estava bem diferenciada, com uma zona perinuclear clara, mas algumas células demonstraram-se pleomórficas. Os plasmócitos apresentavam núcleo excêntrico, redondo, basófilo, e pontilhado, com cromatina variando de densa a grosseiramente organizada e nucléolos distintos. O citoplasma finamente granular de anfifílico para basofílico. As células foram interpretadas como plasmócitos neoplásicos. Células binucleadas foram observadas e células gigantes multinucleadas eram raras. Na imunohistoquímica de tecidos da mucosa oral e de linfonodos observou-se positividade moderada e multifocal para Mb-1. As células tumorais revelaram positividade fraca e intermitente para Bcl-2. Com base na localização, achados histopatológicos e imuno-histoquímicos, um plasmocitoma extramedular foi diagnosticado.(AU)


Assuntos
Animais , Plasmocitoma/veterinária , Artiodáctilos/lesões , Plasmocitoma/patologia , Imuno-Histoquímica/veterinária , Neoplasias Cutâneas/veterinária
3.
Pesqui. vet. bras ; 32(9): 927-930, set. 2012. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-3679

Resumo

The aim of this study was to identify the aerobic bacteria of the auricular natural microbiota from healthy agoutis (Dasyprocta aguti Linnaeus, 1758). In the total, 48 agoutis were used in this experiment, being 32 adults and 16 puppies (both groups divided into equal parts between males and females). The animals were raised under captive conditions, in the Brazilian Semiarid. From each animal, a sample of auricular secretion was collected from each auricular pinna and processed for microbiological analyses. A total of 96 samples were collected and analyzed by colony macroscopic format, cytology and by biochemistry proofs with the objective of isolate and identify the microorganisms. The main bacteria found were Staphylococcus spp. (47.26%), Streptococcus spp. (12.80%), Bacillus spp. (22.73%) and Corynebacterium spp. (17.30%). As conclusion, the most frequent bacteria in auricular pinna of healthy agoutis are Gram-positive cocci and rods, similarly to found in some pets.(AU)


O presente trabalho teve por objetivo identificar as principais bactérias aeróbias que compõem a microbiota natural do pavilhão auricular de cutias hígidas. Para tanto, foram utilizadas 48 cutias, criadas em cativeiro sob as condições Semiáridas do Nordeste Brasileiro. Esses animais foram distribuídos nas categorias de adultos (N=32) e filhotes (N=16), e, em ambas, distribuídos igualmente entre machos e fêmeas. Através de um swab, em cada animal coletou-se de cada orelha a secreção presente na superfície do pavilhão auricular dos animais, totalizando 96 amostras. Este material foi refrigerado, e encaminhado ao laboratório para a realização das análises microbiológicas (macroscopia das colônias, citologia e provas bioquímicas), com o intuito de isolar e identificar os microrganismos. Os principais microrganismos isolados foram Staphylococcus spp. (47,26%), Streptococcus spp. (12,80%), Bacillus spp. (22,73%) e Corynebacterium spp. (17,30%). Verificou-se também que não houve diferença entre adultos e filhotes em relação aos microrganismos retrocitados. Assim, as bactérias residentes do pavilhão auricular de cutias hígidas são essencialmente cocos e bacilos gram-positivos, similarmente ao encontrado em pequenos animais domésticos.(AU)


Assuntos
Animais , Roedores/microbiologia , Pavilhão Auricular/microbiologia , Bactérias Aeróbias/isolamento & purificação , Staphylococcus/isolamento & purificação , Streptococcus/isolamento & purificação , Bacillus/isolamento & purificação , Corynebacterium/isolamento & purificação
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA