Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. ciênc. vet ; 13(3)set.-dez. 2006.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1491335

Resumo

Foram realizadas cento e cinqüenta necropsias em cinco espécies de peixes teleósteos de origem marinha comercializadosno Mercado São Pedro, Município de Niterói, Rio de Janeiro. Utilizaram-se trinta exemplares para cada espécie de Pagruspagrus, Pomatomus saltator, Priacanthus arenatus, Cynoscion sp. e Caranx latus, com o objetivo de verificar a prevalência eintensidade média de infecção de parasitas da ordem Trypanorhyncha. Com o auxílio de estereomicroscópio, os plerocercosforam liberados por meio de estiletes, colocados em placas de Petri com água e levados ao refrigerador por 24 horas. Apóseste tempo, foram processados segundo a técnica descrita por Amato et al. (1990) e identificados segundo Beveridge eCampbell (1994). As espécies Pagrus pagrus e Priacanthus arenatus estavam negativas para parasitas da ordemTrypanorhyncha. No gênero Cynoscion sp. foram observadas prevalência de 16,67% e média de intensidade de infecção de0,17 parasitas por hospedeiro para Pterobotrium crassicolle. Em Caranx latus e Pomatomus saltator verificaram-se prevalênciae intensidade média de infecção para Callitetrarhynchus gracilis de 33,33% e 0,57 parasitas por hospedeiro e, de 36,67% e0,60 parasitos por hospedeiro, respectivamente, sendo encontrado em P. saltator para C. speciosus prevalência de 3,33% eintensidade média de infecção de 0,03 parasitas por peixe. Os inspetores de pescado devem estar

2.
Ci. Rural ; 31(3)2001.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-703834

Resumo

Branchial cysts are described in eight specimens of Tilapia nilotica from the state of Rio de Janeiro, Brazil. Cysts consisted of hypertrophy of branchial epithelial cells, which dysplayed a single basophilic corpuscle. The disease reported has the microscopic hallmarks of epitheliocystis.


Cistos branquiais são descritos em oito exemplares de Tilapia nilotica, no Estado do Rio de Janeiro. Os cistos epiteliais consistiam de hipertrofia das células do epitélio branquial que mostravam um único e grande corpúsculo de inclusão basofílico. A enfermidade relatada apresenta as características peculiares da doença epiteliocística.

3.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1475597

Resumo

Branchial cysts are described in eight specimens of Tilapia nilotica from the state of Rio de Janeiro, Brazil. Cysts consisted of hypertrophy of branchial epithelial cells, which dysplayed a single basophilic corpuscle. The disease reported has the microscopic hallmarks of epitheliocystis.


Cistos branquiais são descritos em oito exemplares de Tilapia nilotica, no Estado do Rio de Janeiro. Os cistos epiteliais consistiam de hipertrofia das células do epitélio branquial que mostravam um único e grande corpúsculo de inclusão basofílico. A enfermidade relatada apresenta as características peculiares da doença epiteliocística.

4.
R. bras. Ci. Vet. ; 13(3)2006.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-712882

Resumo

Foram realizadas cento e cinqüenta necropsias em cinco espécies de peixes teleósteos de origem marinha comercializadosno Mercado São Pedro, Município de Niterói, Rio de Janeiro. Utilizaram-se trinta exemplares para cada espécie de Pagruspagrus, Pomatomus saltator, Priacanthus arenatus, Cynoscion sp. e Caranx latus, com o objetivo de verificar a prevalência eintensidade média de infecção de parasitas da ordem Trypanorhyncha. Com o auxílio de estereomicroscópio, os plerocercosforam liberados por meio de estiletes, colocados em placas de Petri com água e levados ao refrigerador por 24 horas. Apóseste tempo, foram processados segundo a técnica descrita por Amato et al. (1990) e identificados segundo Beveridge eCampbell (1994). As espécies Pagrus pagrus e Priacanthus arenatus estavam negativas para parasitas da ordemTrypanorhyncha. No gênero Cynoscion sp. foram observadas prevalência de 16,67% e média de intensidade de infecção de0,17 parasitas por hospedeiro para Pterobotrium crassicolle. Em Caranx latus e Pomatomus saltator verificaram-se prevalênciae intensidade média de infecção para Callitetrarhynchus gracilis de 33,33% e 0,57 parasitas por hospedeiro e, de 36,67% e0,60 parasitos por hospedeiro, respectivamente, sendo encontrado em P. saltator para C. speciosus prevalência de 3,33% eintensidade média de infecção de 0,03 parasitas por peixe. Os inspetores de pescado devem estar

5.
R. bras. Ci. Vet. ; 13(2)2006.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-712572

Resumo

O objetivo deste estudo foi realizar a pesquisa de formas larvares de nematóides da família Anisakidae e cestóides da ordemTrypanorhyncha em peixes teleósteos de grande comercialização no estado do Rio de Janeiro. Foram necropsiados 79espécimes que tiveram a sua cavidade geral e musculatura analisadas quanto à presença de parasitos. Do total de exemplaresde peixes, aproximadamente 20% apresentaram pelo menos uma das espécies de parasitos pesquisados. As espécies depeixes mais acometidos por cestóides da ordem Trypanorhyncha foram Lophius gastrophisus (6) e Netuma barba (6), amboscom valores de 66,7%. Os maiores percentuais de exemplares positivos para nematóides da família Anisakidae foram de60,0% para Genypterus brasiliensis (5); 47,6% para Pagrus pagrus (21), e 42,9% para Pseudopercis numida (7). As espéciesMicropogonias furnieri e Pagrus pagrus apresentaram ambos os parasitismos.

6.
R. bras. Ci. Vet. ; 15(1)2008.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-712747

Resumo

Entre outubro de 2002 e setembro de 2003 foram adquiridos 74 espécimes de Genypterus brasiliensis comercializados nosmercados dos municípios de Niterói e Rio de Janeiro. Estes foram necropsiados, filetados e seus órgãos analisados. Dos 74espécimes analisados, 18 (24,3%) estavam parasitados por plerocercóides pertencentes ao gênero Diphyllobothrium Cobbold,1858 na cavidade abdominal, serosa do intestino, intestino e musculatura, onde a intensidade média de infecção foi de 1,66parasitos por peixe, a amplitude de variação da intensidade de infecção variou de um a sete e a abundância média foi de 0,40.Este é o primeiro registro de plerocercóides de Diphyllobothrium sp. em peixes teleósteos no Brasil.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA