Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Cad. téc. vet. zootec ; (105): 135-160, jan. 2023. ilus, mapas, graf, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1435992

Resumo

A aquariofilia é uma prática responsável pelo comércio de muitos organismos aquáticos ornamentais, como peixes, invertebrados e plantas aquáticas, além de seus produtos acessórios (Evers et al., 2019). A atividade existe há mais de 3.000 anos, e os peixes ornamentais correspondem ao principal táxon comercializado. Esse comércio cresce 14% ao ano, desde a década de 70, e atualmente envolve mais de 125 países (Dey, 2016; Maceda Veiga, 2016). O comércio varejista dos peixes ornamentais apresenta um valor de aproximadamente US$7,2 bilhões, com mais de 1 bilhão de peixes comercializados anualmente (Dey, 2016; Domínguez e Botella, 2014; Penning et al., 2009). Se forem incluídos os produtos acessórios, como tanques, filtros, alimentação e medicamentos, esse valor pode variar de US$18-20 bilhões (Dey, 2016). Além disso, mais de 2 bilhões de pessoas são beneficiadas, desde o pescador/ produtor até o aquarista (Domínguez e Botella, 2014), que se ocupam com mais de 5.300 espécies de peixes de água doce e 1.802 espécies marinhas (Raghavan et al., 2013). Ademais, apenas o comércio de exportação movimenta em torno de US$338 milhões a cada ano (PNIPA, 2021). Estima-se que 90% do volume comercial total dos peixes ornamentais correspondam aos peixes tropicais de água doce. Desses, aproximadamente 90% são oriundos da aquicultura, enquanto os 10% restantes compreendem uma gama diversificada de espécies selvagens capturadas (Raghavan et al., 2013). Em relação ao conceito de peixes ornamentais, esses estão comumente associados a peixes pequenos e coloridos, com morfologia e beleza exuberante (Ribeiro et al., 2010). No entanto, basta uma pequena análise para se ter uma ideia da quantidade de peixes com características distintas das citadas acima. Portanto, a caracterização de um peixe ornamental é subjetiva, sendo a cor ou a ausência de cor um parâmetro mais objetivo e associado a esses animais.(AU)


Assuntos
Animais , Ecossistema Amazônico , Peixes/fisiologia , Comércio/tendências , Biodiversidade
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA