Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
R. cient. eletr. Med. Vet. ; 23: 1-19, jul. 2014.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-691187

Resumo

A Leucose Enzoótica dos Bovinos (LEB) é uma doença infecto-contagiosa, causada por um Deltaretrovírus, com potencial imunossupressor, caracterizado por seu curso crônico e por significativas perdas econômicas à bovinocultura. O vírus acomete principalmente bovinos, que representa a espécie mais susceptível, nestes animais a doença resulta em perdas econômicas devido à queda na produção. A doença é caracterizada por proliferação linfocitária exagerada nos órgãos hemocitopoiéticos, bem como nos órgãos ricos em tecido retículohistiocitário, e pode se desenvolver sob três formas: inaparente ou aleucêmica, linfocitose persistente, e o linfossarcoma em bovinos adultos determinando formações tumorais com proliferação e infiltração de células mononucleares. (AU)


The Enzootic Bovine Leukosis (EBL) is an infectious disease caused by a Deltaretrovirus with immunosuppressive potential, characterized by its chronic course and significant economic losses to the livestock industry. The virus primarily affects cattle, which is the species most likely, the disease in these animals results in economic losses due to the decline in production. The disease is characterized by excessive lymphocyte proliferation hemocitopoiéticos organs and tissue in organs rich in retículohistiocitário, and can develop in three forms: aleucêmica or inapparent, persistent lymphocytosis and lymphosarcoma in cattle determining adults with tumor formation and proliferation of infiltrating mononuclear cells. (AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Leucose Enzoótica Bovina/diagnóstico , Leucose Enzoótica Bovina/epidemiologia , Vírus da Leucemia Bovina , Retroviridae , Linfoma/veterinária
2.
Rev. cient. eletrônica med. vet ; 23: 1-19, jul. 2014.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1494157

Resumo

A Leucose Enzoótica dos Bovinos (LEB) é uma doença infecto-contagiosa, causada por um Deltaretrovírus, com potencial imunossupressor, caracterizado por seu curso crônico e por significativas perdas econômicas à bovinocultura. O vírus acomete principalmente bovinos, que representa a espécie mais susceptível, nestes animais a doença resulta em perdas econômicas devido à queda na produção. A doença é caracterizada por proliferação linfocitária exagerada nos órgãos hemocitopoiéticos, bem como nos órgãos ricos em tecido retículohistiocitário, e pode se desenvolver sob três formas: inaparente ou aleucêmica, linfocitose persistente, e o linfossarcoma em bovinos adultos determinando formações tumorais com proliferação e infiltração de células mononucleares.


The Enzootic Bovine Leukosis (EBL) is an infectious disease caused by a Deltaretrovirus with immunosuppressive potential, characterized by its chronic course and significant economic losses to the livestock industry. The virus primarily affects cattle, which is the species most likely, the disease in these animals results in economic losses due to the decline in production. The disease is characterized by excessive lymphocyte proliferation hemocitopoiéticos organs and tissue in organs rich in retículohistiocitário, and can develop in three forms: aleucêmica or inapparent, persistent lymphocytosis and lymphosarcoma in cattle determining adults with tumor formation and proliferation of infiltrating mononuclear cells.


Assuntos
Animais , Bovinos , Leucose Enzoótica Bovina/diagnóstico , Leucose Enzoótica Bovina/epidemiologia , Linfoma/veterinária , Retroviridae , Vírus da Leucemia Bovina
3.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 21(2): 97-100, Apr.-June 2012. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-12462

Resumo

The present study aimed to assess potential changes in acute phase proteins in sheep experimentally infected with Trypanosoma vivax. There were studied eight male sheep, four used as controls and four infected with 10(5) T. vivax trypomastigotes. Blood samples were collected at two points times before infection and then at 5,7, 9, 11, 13, 15, 20, 30, 45, 60, 75, 90, 105 and 120 days post-infection (dpi). Blood samples were centrifuged and allotted, and acute phase proteins were then separated by electrophoresis on acrylamide gel containing sodium dodecyl sulfate. Protein concentrations were determined by computer-assisted densitometry. Total protein was determined by colorimetric biuret method. Trypanosomes were counted daily using a 5 mL aliquot of blood smear on a glass slide under a 22 × 22 mm coverslip. Parasites were counted in 100 microscopic fields (40× magnification), and then multiplied by a correction factor. The results were expressed as parasites per mL of blood. For statistical analyses, we used the Wilcoxon test at 5% significance level. There was found a reduction in several acute phase proteins and increase in antitrypsin and transferrin. This finding can be used for the diagnosis of T. vivax infection, especially in chronic infection.(AU)


O objetivo do presente estudo foi verificar possíveis alterações nas proteínas de fase aguda em ovinos infectados experimentalmente com Trypanosoma vivax. Para tanto, foram utilizados oito ovinos machos, sendo quatro usados como controle e quatro infectados com 10(5) tripomastigotas de T. vivax. Colheram-se amostras de sangue em dois tempos antes da infecção e, posteriormente, aos 5, 7, 9, 11, 13, 15, 20, 30, 45, 60, 75, 90, 105 e 120 dias após a infecção (dpi); após centrifugação e aliquotização das amostras. As proteínas de fase aguda foram separadas por eletroforese em gel de acrilamida, contendo dodecil sulfato de sódio, e suas concentrações foram determinadas através de densitometria computadorizada. A dosagem de proteína total foi realizada pelo método colorimétrico do biureto. A contagem dos tripanossomas foi realizada diariamente, utilizando-se uma alíquota de 5 µL de sangue disperso em lâmina de microscopia, sob lamínula de 22 × 22 mm, contando-se os parasitos em 100 campos microscópicos, com objetiva de 40×, multiplicados pelo fator de correção do microscópio, e o resultado expresso em parasitos por mL de sangue. Para a análise estatística, empregou-se o teste de Wilcoxon a 5% de probabilidade. Foi observada a diminuição de diversas proteínas de fase aguda e aumento de antitripsina e transferrina que podem ser utilizadas para auxiliar no diagnóstico da infecção por T. vivax, principalmente na fase crônica da infecção.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Proteínas de Fase Aguda/análise , Doenças dos Ovinos/sangue , Doenças dos Ovinos/diagnóstico , Trypanosoma vivax , Tripanossomíase/veterinária , Doença Crônica , Ovinos , Tripanossomíase/sangue , Tripanossomíase/diagnóstico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA