Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 5 de 5
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ciênc. rural (Online) ; 53(8): e20220076, 2023. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1418143

Resumo

The knowledge of water consumption and the efficiency of water use by crops is extremely important in the elaboration of agronomic and hydraulic projects of hydroponic systems. Thus, the present study determined the water consumption and water use efficiency of 'Biquinho' pepper cultivated in the hydroponic system using seven levels of electrical conductivity of the nutrient solution (ECsol) of 2.70, 3.64, 4.58, 5.28, 6.09, 6.90, and 7.77 dS m-1 and six replicates in randomized blocks. The hydroponic system used was the Nutrient Film Technique (NFT). The water consumption per plant was determined at an interval of ten days in the crop cycle (120 days after transplanting). The maximum mean daily water consumption was equal to 5.88 L plant-1 during the period 111-120 DAT, for ECsol of 4.58 dS m-1. The maximum water consumption for the crop cycle (120 DAT) was 275.66 L per plant for an estimated ECsol = 4.11 dS m-1. The highest water use efficiency (WUE), based on the total production of fruit fresh mass (ripe and unripe fruits) of 'Biquinho' pepper was 10.84 kg m-3 up to an estimated ECsol of 5.18 dS m-1, with an exponential reduction thereafter. The salinity of the nutrient solution, biomass production, and evapotranspiration are factors that influence the most water consumption of 'Biquinho' pepper.


O conhecimento do consumo hídrico e eficiência do uso da água pelas culturas são extremamente importantes para o dimensionamento de sistemas agronômicos e projeto hidráulico dos sistemas hidropônicos. Neste contexto, o presente estudo determinou o consumo de água e a eficiência do uso da água da pimenta 'Biquinho' cultivada no sistema hidropônico utilizando sete níveis de condutividade elétrica da solução nutritiva (CEsol) de 2,70, 3,64, 4,58, 5,28, 6,09, 6,90 e 7,77 dS m-1 e seis repetições em blocos casualizados. O sistema hidropônico utilizado foi a técnica do fluxo laminar de nutrientes. O consumo hídrico por planta foi determinado em um intervalo de dez dias no ciclo da cultura (120 dias após o transplantio). O consumo hídrico médio diário máximo foi igual a 5,88 L planta-1 no período de 111-120 DAT, para a CEsol de 4,58 dS m-1. O consumo máximo de água para o ciclo da cultura (120 DAT) foi de 275,66 L por planta para uma estimada CEsol = 4,11 dS m-1. A maior eficiência do uso da água (EUA) observada foi de 10,84 kg m-3 (frutos maduros e não maduros) até ao CEsol estimada de 5,18 dS m-1, com posterior redução exponencial. A salinidade da solução nutritiva, a produção de biomassa e a evapotranspiração são fatores que mais influenciam o consumo de água da pimenta 'Biquinho'.


Assuntos
Capsicum , Águas Salinas , Consumo de Água (Saúde Ambiental) , Hidroponia , Uso Eficiente da Água
2.
Semina ciênc. agrar ; 43(4): 1497-1516, jul.-ago. 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1369719

Resumo

The use of marginal quality water can be a viable alternative in regions with water scarcity when associated with an adequate irrigation management strategy. The aim of this study was to evaluate the physiological and biochemical responses of 'Sugar Baby' mini watermelon as a function of irrigation management and salinity of the nutrient solution (ECsol). The experiment was carried out in a greenhouse of the Federal University of Recôncavo of Bahia, in the municipality of Cruz das Almas - BA, in a completely randomized design, with four replications. The plants were grown under two types of irrigation management (conventional drip - CD and pulse - PD) and four saline levels of the fertigation nutrient solution (2.5 - control; 4.5; 5.5; 6.5 dS m-1). At 65 days after cultivation, the following variables were evaluated: chlorophyll a and b content, chlorophyll a fluorescence, and organic and inorganic solutes content. The treatments did not influence the levels of chlorophyll a and b. Salinity decreased the quantum yield of photochemical energy conversion due to the increased quantum yield of unregulated energy loss. Irrigation management and water salinity did not affect carbohydrate content in mini watermelons leaves. However, soluble proteins were higher in the CD than in PD and decreased with increasing salinity in both managements. Salinity increased free amino acids in CD but did not change the content of these solutes in PD. Free proline was only influenced by the management system and was higher in CD than in PD. Sodium, chloride, and sodium to potassium ratio increased with ECsol, but these increases were more pronounced in PD. Salinity increased potassium content in PD and reduced in CD. The CD led to lower absorption of toxic ions, reducing the effects of salinity on the mini watermelon.(AU)


A utilização de água da qualidade marginal pode ser uma alternativa viável em regiões com escassez hídrica, quando associada a estratégias de manejo de irrigação adequadas. O objetivo deste estudo foi avaliar as respostas fisiológicas e bioquímicas da minimelancia 'Sugar Baby' em função dos manejos de irrigação e da salinidade da solução nutritiva (CEsol). O experimento foi realizado em casa de vegetação da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, no município de Cruz das Almas, BA, Brasil, em delineamento experimental inteiramente casualizados com quatro repetições. As plantas foram cultivadas sob dois tipos de manejo de irrigação (gotejamento convencional - GC e por pulsos ­ GP) e quatro níveis salinos da solução nutritiva de fertirrigação (2,5 - controle; 4,5; 5,5; 6,5 dS m-1). Aos 65 dias após semeadura, foram avaliadas as variáveis: teores de clorofilas a e b, fluorescência da clorofila a e teores de solutos orgânicos e inorgânicos. Os tratamentos não influenciaram os teores de clorofila a e b. A salinidade diminuiu o rendimento quântico da conversão de energia fotoquímica com aumento na dissipação de energia não regulada, sendo que ambos são vias competitivas de energia entre si. O tipo de manejo e a salinidade não afetaram os teores de carboidratos nas folhas de minimelancia. Entretanto, as proteínas solúveis foram maiores no GC que no GP e diminuíram com o incremento da salinidade em ambos os manejos. A salinidade aumentou os aminoácidos livres no GC, mas não alterou o conteúdo destes solutos no GP. Os teores de prolina livre só foram influenciados pelo tipo de manejo, sendo maiores no GC que no GP. Os íons sódio e cloreto e a razão sódio/potássio aumentaram com a CEsol, sendo esses aumentos mais pronunciados no GP. A salinidade aumentou os teores de potássio no GP e diminuiu no GC. O GC levou a uma menor absorção de íons tóxicos, atenuando os efeitos da salinidade sobre a minimelancia.(AU)


Assuntos
Fotoquímica , Plantas , Águas Salinas , Substâncias Tóxicas
3.
Semina ciênc. agrar ; 43(4): 1517-1540, jul.-ago. 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1369727

Resumo

This study aimed to select and classify sunflower genotypes tolerant to lead (Pb) stress and evaluate their capacity of phytoextraction based on physiological, nutritional, and biochemical responses. Two experiments were carried out under lead stress. In the first experiment, out of 21 genotypes studied three showed higher relative biomass yield and were characterized as Pb-tolerant and five showed lower relative biomass production and were considered Pb-sensitive. In the second experiment, one Pb-tolerant (BRS-G27) and two Pb-sensitive (H251 and AG963) genotypes were studied. In this experiment, Pb stress reduced the growth and contents photosynthetic pigments in all genotypes, but more pronouncedly in sensitive genotypes. There were no substantial changes in micronutrient levels in the leaves and stem, but the levels of Cu and Mn in the stressed roots of sensitive genotypes were much lower than in BRS-G27. The contents of organic solutes in the roots suggest that sensitive genotypes have higher energy costs for osmoregulation by carbohydrates and amino acids synthesis. However, the accumulation of proline may be related to a greater Pb tolerance. Considering the results of dry mass yield, transfer coefficient, translocation factor, and tolerance index, the BRS-G27 genotype can be recommended for use in phytoremediation of Pb-contaminated soils.(AU)


Este estudo teve como objetivo selecionar e classificar genótipos de girassol tolerantes ao estresse por chumbo (Pb) e avaliar sua capacidade de fitoextração com base nas respostas fisiológicas, nutricionais e bioquímicas. Dois experimentos foram realizados sob estresse de Pb. No primeiro experimento, dos 21 genótipos estudados, três apresentaram maior produção relativa de biomassa e foram caracterizados como tolerantes ao Pb e cinco apresentaram menor produção relativa de biomassa e foram considerados sensíveis ao Pb. No segundo experimento foram estudados um genótipo tolerante ao Pb (BRS-G27) e dois sensíveis ao Pb (H251 e AG963). Neste experimento, o estresse por Pb reduziu o crescimento e os teores de pigmentos fotossintéticos em todos os genótipos, porém, mais pronunciado em genótipos sensíveis. Não houve mudanças substanciais nos níveis de micronutrientes nas folhas e no caule, mas os níveis de Cu e Mn nas raízes estressadas de genótipos sensíveis foram muito mais baixos do que o BRS-G27. Os conteúdos de solutos orgânicos nas raízes sugerem que genótipos sensíveis apresentam maiores custos energéticos para osmorregulação por carboidratos e síntese de aminoácidos. No entanto, o acúmulo de prolina pode estar relacionado a uma maior tolerância ao Pb. Considerando os resultados de produção de massa seca, coeficiente de transferência, fator de translocação e índice de tolerância, o genótipo BRS-G27 pode ser recomendado para uso em fitorremediação de solos contaminados com Pb.(AU)


Assuntos
Micronutrientes , Osmorregulação , Genótipo , Helianthus , Indicadores e Reagentes , Chumbo
4.
Semina Ci. agr. ; 40(1): 17-32, Jan.-Feb. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-19415

Resumo

Information and available knowledge of the soils of the Sertanejo pediplain are relatively scarce and restricted to survey data. Researches about soil characterization and classification contributes to the knowledge of different soil orders within a region and allows information to be obtained systemically based on the physical, chemical, and mineralogical properties of the soil. This study aimed to evaluate the genesis of the Sertanejo pediplain soils, through the characterization of the chemical and mineralogical properties and classification of the soils of the sisal-growing region. Five soil profiles located in Araci, Retirolândia, St. Dominic, and Valente, cities located in the sisal-growing areas of the Bahia semiarid region, were studied, described morphologically, and analyzed for chemical (pH H2O and KCl, Ca2+, Mg2+, K+, Na+, Al3+, H+ + Al3+, P, and TOC) and mineralogical attributes. Most evaluated soil classes were formed by lithological discontinuity of material. The main processes involved in the formation of such soil classes were: cumulization, accretion, and lessivage. The mineralogy of the clay fraction observed was complex and included a variety of minerals, with a predominance of kaolinite and bayerite. In addition, we also found goethite and illite in most of the studied profiles, both in the sediment, horizons P1 C2, and in the crystalline horizon P1 Cr, P2 Bi, P3 2Cr, and P5 Bi. The soils were classified up to the fourth category level, as Entisol Eutrophic Inceptisol (RRE), Alfisols Haplic typical Eutrophic (SXE), and Inceptisols Ta Eutrophic vertissólico (CXve).(AU)


As informações e o conhecimento disponível sobre os solos presentes no Pediplano Sertanejo são relativamente escassas, restringindo-se a informações produzidas pelos levantamentos em nível exploratório ou de reconhecimento. Pesquisas pedológicas sobre caracterização, mineralogia e classificação de solos, contribuem para o conhecimento das diversas ordens de solo de uma região e permitem sistematizar informações sobre os atributos físicos, químicos e mineralógicos dos solos. Este estudo objetivou determinar as propriedades químicas e mineralógicas, bem como a classificação de solos do Pediplano Sertanejo, representativos da região sisaleira. Cinco perfis de solos localizados nos municípios de em Araci, Retirolândia, São Domingos e Valente pertencentes à região sisaleira, semiárido baiano, foram abertos, descritos morfologicamente e analisados nos seus atributos químicos (pH em água e KCl, Ca2+, Mg2+, K+, Na+, Al3+, H+ +Al3+, P e C) e mineralógicos. A maioria das classes de solos avaliadas são formadas por descontinuidade litológica. Os principais processos envolvidos na formação das classes de solos foram: cumulização, agradação e lessivagem. A mineralogia da fração argila observada é complexa e composta de uma variedade de minerais, com predomínio da caulinita e bayerita. Além destes, também foram encontrados goethita e ilita na maioria dos perfis estudados, tanto no sedimento, nos horizontes P1 C2, como no cristalino, horizontes P1 Cr, P2 Bi, P3 2Cr e P5 Bi. Os solos foram classificados, até o quarto nível categórico, como: Neossolo Regolítico Eutrófico léptico (RRe); Planossolo Háplico Eutrófico típico (SXe) e Cambissolo Háplico Ta Eutrófico vertissólico (CXve).(AU)


Assuntos
Características do Solo/análise , Características do Solo/classificação , Química do Solo/análise , Zona Semiárida , Minerais/análise , Asparagaceae
5.
Semina ciênc. agrar ; 40(1): 17-32, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1501348

Resumo

Information and available knowledge of the soils of the Sertanejo pediplain are relatively scarce and restricted to survey data. Researches about soil characterization and classification contributes to the knowledge of different soil orders within a region and allows information to be obtained systemically based on the physical, chemical, and mineralogical properties of the soil. This study aimed to evaluate the genesis of the Sertanejo pediplain soils, through the characterization of the chemical and mineralogical properties and classification of the soils of the sisal-growing region. Five soil profiles located in Araci, Retirolândia, St. Dominic, and Valente, cities located in the sisal-growing areas of the Bahia semiarid region, were studied, described morphologically, and analyzed for chemical (pH H2O and KCl, Ca2+, Mg2+, K+, Na+, Al3+, H+ + Al3+, P, and TOC) and mineralogical attributes. Most evaluated soil classes were formed by lithological discontinuity of material. The main processes involved in the formation of such soil classes were: cumulization, accretion, and lessivage. The mineralogy of the clay fraction observed was complex and included a variety of minerals, with a predominance of kaolinite and bayerite. In addition, we also found goethite and illite in most of the studied profiles, both in the sediment, horizons P1 C2, and in the crystalline horizon P1 Cr, P2 Bi, P3 2Cr, and P5 Bi. The soils were classified up to the fourth category level, as Entisol Eutrophic Inceptisol (RRE), Alfisols Haplic typical Eutrophic (SXE), and Inceptisols Ta Eutrophic vertissólico (CXve).


As informações e o conhecimento disponível sobre os solos presentes no Pediplano Sertanejo são relativamente escassas, restringindo-se a informações produzidas pelos levantamentos em nível exploratório ou de reconhecimento. Pesquisas pedológicas sobre caracterização, mineralogia e classificação de solos, contribuem para o conhecimento das diversas ordens de solo de uma região e permitem sistematizar informações sobre os atributos físicos, químicos e mineralógicos dos solos. Este estudo objetivou determinar as propriedades químicas e mineralógicas, bem como a classificação de solos do Pediplano Sertanejo, representativos da região sisaleira. Cinco perfis de solos localizados nos municípios de em Araci, Retirolândia, São Domingos e Valente pertencentes à região sisaleira, semiárido baiano, foram abertos, descritos morfologicamente e analisados nos seus atributos químicos (pH em água e KCl, Ca2+, Mg2+, K+, Na+, Al3+, H+ +Al3+, P e C) e mineralógicos. A maioria das classes de solos avaliadas são formadas por descontinuidade litológica. Os principais processos envolvidos na formação das classes de solos foram: cumulização, agradação e lessivagem. A mineralogia da fração argila observada é complexa e composta de uma variedade de minerais, com predomínio da caulinita e bayerita. Além destes, também foram encontrados goethita e ilita na maioria dos perfis estudados, tanto no sedimento, nos horizontes P1 C2, como no cristalino, horizontes P1 Cr, P2 Bi, P3 2Cr e P5 Bi. Os solos foram classificados, até o quarto nível categórico, como: Neossolo Regolítico Eutrófico léptico (RRe); Planossolo Háplico Eutrófico típico (SXe) e Cambissolo Háplico Ta Eutrófico vertissólico (CXve).


Assuntos
Características do Solo/análise , Características do Solo/classificação , Minerais/análise , Química do Solo/análise , Zona Semiárida , Asparagaceae
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA