Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
R. bras. Ci. Vet. ; 22(3-4): 176-179, 2015. graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-338092

Resumo

The stress in fish is due to the management during its development in intensive system. The causes of stress in fishes are related to environmental factors and management. Some strategies are aimed at alleviating the effects of stress in fish such as the use of anesthetic in some management practices. Among the anesthetics with potential for use in fish farming stands eugenol, due to the characteristics of effectiveness, safety and low cost. The aim of this study was to evaluating the use of eugenol as an anesthetic for betas (Bettas plendens) males. The results were analyzed in completely randomized design with six treatments (control, 12, 25, 50, 100 and 200 mg L-1 of eugenol) and ten repetitions. The use of dose of 200 mg. L-¹ had mortality of 50 of the population. The concentration of 25 mg. L-1 of eugenol was effective in promoting sedation in 120 sec and concentrations above 50 mg. L-1 revealed anesthetic induction time of less than 60 sec. The recovery of Bettas splendens has inverse correlation to time of anesthesia. Recovery time sedation did not present significant difference until the dose of 100 mg L-1 of eugenol. It is concluded that eugenol is a suitable anesthetic for Bettas splendens being the concentration considered adequate is the concentrations of 25 and 50 mg L-1 of eugenol.(AU)


O manejo de cultivo é inevitável, por razões operacionais intrínsecas a atividade que podem ocasionar estresse nos peixes. Diversas estratégias são apontadas para atenuar os efeitos do estresse em peixes como a utilização de anestésico em algumas práticas de manejo. Dentre os anestésicos com potencial para utilização na piscicultura destaca-se o eugenol, devido às características de eficácia, seguridade e de baixo custo. Este trabalho tem o objetivo de avaliar o uso do eugenol como anestésico para betas (Bettas plendens) machos. Os resultados foram analisados segundo um delineamento inteiramente casualizado com seis tratamentos (controle, 12, 25, 50, 100 e 200mg L-1 de eugenol) e dez repetições. As análises de variância (ANOVA) e as médias foram comparadas pelo teste de Tukey. A utilização de dose de 200 mg.L-¹ apresentou mortalidade de 50% da população. A concentração de 25mg.L-1 de eugenol foi eficiente em promover sedação em 120 seg e as concentrações acima de 50 mg.L-1 obtiveram tempo de indução anestésica inferiores a 60 seg. A recuperação dos Bettas apresentou correlação inversa ao tempo de anestesia. O tempo de recuperação a sedação não apresentou diferença significativa até a dose de 100mg. L-1 de eugenol. Conclui-se que o eugenol é um anestésico adequado para beta (Bettas plendens), sendo a concentração considerada adequada às concentrações de 25 e de 50mg. L-1 de eugenol.(AU)


Assuntos
Animais , Eugenol/análise , Eugenol/uso terapêutico , Anestesia/veterinária , Peixes , Anestésicos/análise
2.
Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR ; 16(2): 155-159, 2013.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-10253

Resumo

Este estudo teve como objetivo avaliar e comparar os níveis de nutrientes de dietas úmidas para cães comercializadas em Dourados MS. Para tanto, foram analisados três marcas de dietas úmidas para cães adultos, sendo duas marcas Premium (Rc1, Rc2) e uma Padrão (Rc3). As dietas foram analisadas quanto sua composição de matéria seca (MS), umidade (U), matéria mineral (MM), extrato etéreo (EE), proteína bruta (PB), carboidratos (CHO) e energia metabolizável (EM). Observou-se variação significativa entre as dietas sendo a Rc1 e Rc 3 as que apresentaram o maior teor de umidade. O teor de proteína bruta entre as rações apresentaram-se muito semelhantes, tendo média de 44, 01±1,76%, sendo que a dieta Rc1 apresentou valores inferiores a dieta Rc3. Os maiores teores de EE e MM foram observados para a Rc1, sendo abaixo dos valores observados nos rótulos e estipulado como máximo pelo MAPA. Conclui-se que houve variações entre as diferentes dietas analisadas. As comparações entre as dietas e as normativas vigentes não apresentaram diferenças que denegrissem a qualidade das dietas comercializadas, permitindo seu uso na alimentação de cães.(AU)


This study aimed to evaluate and compare the nutrient levels of moist diets for dogs marketed in Dourados- -MS. In order to do, so, three brands of moist diets for adult dogs were analyzed, being two Premium (Rc1, Rc2) and one Standard (Rc3) brands. The diets were analyzed regarding its dry matter (DM), humidity (U), mineral matter (MM), ether extract (EE), crude protein (CP), carbohydrate (CHO) and metabolizable energy (ME). Significant variation was observed among the diets, being Rc1 and Rc 3 those which presented the highest moisture content. Crude protein content among the feeds were very similar, with average of 44, 01±1.76%, being that diet Rc1presented values below diet Rc3 diet. The highest levels of EE and MM were observed for Rc1, which were below the values observed on the labels and stipulated as maximum levels by the Ministry of Agriculture (MAPA). It can be concluded that there were variations among the different diets analyzed. Comparisons between diets and current regulations did not present differences that could decrease the quality of marketed diets, allowing its use in the feeding of dogs.(AU)


Este estudio tuvo como objetivo evaluar y comparar los niveles de nutrientes en las dietas húmedas para perroscomercializadas en Dourados-MS. Para ello, se han analizado tres marcas de dietas húmedas para perros adultos, siendo dos marcas Premium (Rc1, Rc2) y un estándar (Rc3). Las dietas fueron analizadas cuanto a su composición de materia seca (MS),humedad (H), materia mineral (MM), extracto etéreo (EE), proteína cruda (PC), carbohidratos (CHO) y energía metabolizable(EM). Variación significativa se observó entre las dietas, siendo el Rc1 y Rc3 aquellos que presentaron el mayor contenido de humedad. El contenido de proteína cruda entre las raciones fueron muy similares con promedio de 44, 01±1,76%, siendoque la dieta Rc1 presentó valores inferiores a la dieta Rc3. Los mayores contenidos de EE y MM fueron observados para Rc1, siendo abajo de los valores observados en las etiquetas y estipulado como máximo por el MAPA. Se concluye que hubo variaciones entre las diferentes dietas analizadas. Las comparaciones entre las dietas y las normas vigentes no presentaron diferencias que disminuyese la calidad de las dietas comercializadas, permitiendo su uso en la alimentación de perros.(AU)


Assuntos
Animais , Ração Animal/análise , Dieta , Cães/classificação
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA