Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ci. Rural ; 40(8)2010.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-707023

Resumo

The Galea of the semi-arid northeast (Galea spixii Wagler, 1831) is a rodent belonging to the family Caviidae. Little literature is found on this species in relation to morphology, environmental and reproductive behavior. With a view to understanding the general morphology, particularly, in the innervation of the pelvic limb of this species, ponder the sciatic nerve, which is the largest of all the nerves of the body. 10 cavies were used (five males, five females) that they had died of natural causes, originating from breeders scientific, legally licensed by IBAMA, the UFRSA, Mossoró, RN. The animals were fixed after the death in an aqueous solution of formaldehyde 10% and after 48 hours of immersion in it, were dissected to expose the sciatic nerve. Thus, the data were compiled in tables and expressed in drawings and photographs. The pairs of sciatic nerves were derived from ventral roots L6L7S1 (70%) and L7S1S2 (30%) and were distributed by the deep gluteal muscles, biceps femural, semitendinosus and semimembranosus muscles.


O preá do semiárido nordestino (Galea spixii Wagler, 1831) é um roedor pertencente à família Caviidae. Pouca literatura é encontrada sobre essa espécie em relação a sua morfologia e seu comportamento ambiental e reprodutivo. Com o objetivo de entender a morfologia geral, em foco, na inervação do membro pélvico dessa espécie, neste trabalho, foi explorado o nervo isquiático, o qual é o maior de todos os nervos do organismo. Foram utilizados 10 preás (cinco machos e cinco fêmeas) que vieram a óbito por causas naturais, oriundos do Centro de Multiplicação de Animais Silvestres da Universidade Federal Rural do Semiárido (CEMAS/UFERSA). Os animais foram fixados após o óbito em solução aquosa de formaldeído 10% e, após 48 horas de imersão nessa solução, foram dissecados para exposição do nervo isquiático. Dessa forma, os dados obtidos foram compilados em tabelas e expressos em desenhos esquemáticos e fotografias. Os pares de nervos isquiáticos originaram-se de raízes ventrais de L6L7S1 (70%) e de L7S1S2 (30%) e distribuíram-se pelos músculos glúteo profundo, bíceps femural, semitendinoso e semimembranoso.

2.
Ci. Rural ; 40(8)2010.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-706738

Resumo

The Galea of the semi-arid northeast (Galea spixii Wagler, 1831) is a rodent belonging to the family Caviidae. Little literature is found on this species in relation to morphology, environmental and reproductive behavior. With a view to understanding the general morphology, particularly, in the innervation of the pelvic limb of this species, ponder the sciatic nerve, which is the largest of all the nerves of the body. 10 cavies were used (five males, five females) that they had died of natural causes, originating from breeders scientific, legally licensed by IBAMA, the UFRSA, Mossoró, RN. The animals were fixed after the death in an aqueous solution of formaldehyde 10% and after 48 hours of immersion in it, were dissected to expose the sciatic nerve. Thus, the data were compiled in tables and expressed in drawings and photographs. The pairs of sciatic nerves were derived from ventral roots L6L7S1 (70%) and L7S1S2 (30%) and were distributed by the deep gluteal muscles, biceps femural, semitendinosus and semimembranosus muscles.


O preá do semiárido nordestino (Galea spixii Wagler, 1831) é um roedor pertencente à família Caviidae. Pouca literatura é encontrada sobre essa espécie em relação a sua morfologia e seu comportamento ambiental e reprodutivo. Com o objetivo de entender a morfologia geral, em foco, na inervação do membro pélvico dessa espécie, neste trabalho, foi explorado o nervo isquiático, o qual é o maior de todos os nervos do organismo. Foram utilizados 10 preás (cinco machos e cinco fêmeas) que vieram a óbito por causas naturais, oriundos do Centro de Multiplicação de Animais Silvestres da Universidade Federal Rural do Semiárido (CEMAS/UFERSA). Os animais foram fixados após o óbito em solução aquosa de formaldeído 10% e, após 48 horas de imersão nessa solução, foram dissecados para exposição do nervo isquiático. Dessa forma, os dados obtidos foram compilados em tabelas e expressos em desenhos esquemáticos e fotografias. Os pares de nervos isquiáticos originaram-se de raízes ventrais de L6L7S1 (70%) e de L7S1S2 (30%) e distribuíram-se pelos músculos glúteo profundo, bíceps femural, semitendinoso e semimembranoso.

3.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1478281

Resumo

The Galea of the semi-arid northeast (Galea spixii Wagler, 1831) is a rodent belonging to the family Caviidae. Little literature is found on this species in relation to morphology, environmental and reproductive behavior. With a view to understanding the general morphology, particularly, in the innervation of the pelvic limb of this species, ponder the sciatic nerve, which is the largest of all the nerves of the body. 10 cavies were used (five males, five females) that they had died of natural causes, originating from breeders scientific, legally licensed by IBAMA, the UFRSA, Mossoró, RN. The animals were fixed after the death in an aqueous solution of formaldehyde 10% and after 48 hours of immersion in it, were dissected to expose the sciatic nerve. Thus, the data were compiled in tables and expressed in drawings and photographs. The pairs of sciatic nerves were derived from ventral roots L6L7S1 (70%) and L7S1S2 (30%) and were distributed by the deep gluteal muscles, biceps femural, semitendinosus and semimembranosus muscles.


O preá do semiárido nordestino (Galea spixii Wagler, 1831) é um roedor pertencente à família Caviidae. Pouca literatura é encontrada sobre essa espécie em relação a sua morfologia e seu comportamento ambiental e reprodutivo. Com o objetivo de entender a morfologia geral, em foco, na inervação do membro pélvico dessa espécie, neste trabalho, foi explorado o nervo isquiático, o qual é o maior de todos os nervos do organismo. Foram utilizados 10 preás (cinco machos e cinco fêmeas) que vieram a óbito por causas naturais, oriundos do Centro de Multiplicação de Animais Silvestres da Universidade Federal Rural do Semiárido (CEMAS/UFERSA). Os animais foram fixados após o óbito em solução aquosa de formaldeído 10% e, após 48 horas de imersão nessa solução, foram dissecados para exposição do nervo isquiático. Dessa forma, os dados obtidos foram compilados em tabelas e expressos em desenhos esquemáticos e fotografias. Os pares de nervos isquiáticos originaram-se de raízes ventrais de L6L7S1 (70%) e de L7S1S2 (30%) e distribuíram-se pelos músculos glúteo profundo, bíceps femural, semitendinoso e semimembranoso.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA