Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Acta Sci. Anim. Sci. ; 32(3): 317-321, July-Sept. 2010. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-7099

Resumo

Foram utilizadas 26 cordeiras Bergamácia desmamadas com 60 dias de idade e distribuídas em dois grupos: Aleitamento artificial: dez cordeiras foram separadas de suas mães 48h após o parto e amamentadas com leite de vaca; Aleitamento controlado: 16 cordeiras foram mantidas com suas mães na pastagem durante o dia eseparadas à noite e retornando após a ordenha matinal. Após a desmama, ambos os grupos foram mantidos confinados até atingirem o peso médio de 38,6 kg, depois foram divididas em dois tratamentos: Recria em pasto: cinco cordeiras do aleitamento artificial + oito cordeiras de aleitamento controlado; Recria confinada: cinco cordeiras aleitamento artificial + oito cordeiras aleitamento controlado. O delineamento experimental foi um fatorial 2 x 2, inteiramente casualizado. A produção média diária de leite para o aleitamento artificial (0,318 kg) foi superior ao aleitamento controlado(0,256 kg). O retorno econômico do tratamento aleitamento controlado foi 8,13% superior ao aleitamento artificial. Entre os tratamentos recria em pasto e confinada, foi verificada a ausência de estro para T1 durante o período experimental. Para a contagemovos por grama não foi verificado diferença entres os sistemas de desmama. O sistema de desmama influenciou a produção de leite de fêmeas primíparas.(AU)


This study used 26 Bergamasca ewe lambs weaned at 60 days of age andseparated into 2 groups Artificial suckling: 10 ewes separated from their dams 48 hours after delivery and fed with cows milk; Controlled suckling: 16 ewe lambs remained with their dams at pasture during the day and then separated at night, returning after morning milking. Following weaning, both groups were confined until they reached 38.6 kg averageweight, and then separated into two types of treatment: Pasture rearing: 5 ewes from artificial suckling + 8 ewes from controlled suckling; Confined rearing: 5 ewes from artificial suckling + 8 ewes from controlled suckling. The experimental design was a 2 x 2factorial, randomized. Average daily milk production for artificial suckling (0.318 kg) was higher than controlled suckling (0.256 kg). The economic return of the controlled sucklingtreatment was 8.13% higher than for artificial suckling. With regard to the pasture rearing and confined rearing treatment systems, there was no estrus for pasture rearing during experimental period. There was no difference between the weaning systems with regard to eggs per gram. The weaning system influenced the milk production of primiparous females.(AU)


Assuntos
Animais , Aumento de Peso/fisiologia , Desmame , Ovinos/crescimento & desenvolvimento , Leite/economia , Produção de Alimentos
2.
Acta sci., Anim. sci ; 32(3): 317-321, jul-set 2010. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1459283

Resumo

Foram utilizadas 26 cordeiras Bergamácia desmamadas com 60 dias de idade e distribuídas em dois grupos: Aleitamento artificial: dez cordeiras foram separadas de suas mães 48h após o parto e amamentadas com leite de vaca; Aleitamento controlado: 16 cordeiras foram mantidas com suas mães na pastagem durante o dia eseparadas à noite e retornando após a ordenha matinal. Após a desmama, ambos os grupos foram mantidos confinados até atingirem o peso médio de 38,6 kg, depois foram divididas em dois tratamentos: Recria em pasto: cinco cordeiras do aleitamento artificial + oito cordeiras de aleitamento controlado; Recria confinada: cinco cordeiras aleitamento artificial + oito cordeiras aleitamento controlado. O delineamento experimental foi um fatorial 2 x 2, inteiramente casualizado. A produção média diária de leite para o aleitamento artificial (0,318 kg) foi superior ao aleitamento controlado(0,256 kg). O retorno econômico do tratamento aleitamento controlado foi 8,13% superior ao aleitamento artificial. Entre os tratamentos recria em pasto e confinada, foi verificada a ausência de estro para T1 durante o período experimental. Para a contagemovos por grama não foi verificado diferença entres os sistemas de desmama. O sistema de desmama influenciou a produção de leite de fêmeas primíparas.


This study used 26 Bergamasca ewe lambs weaned at 60 days of age andseparated into 2 groups – Artificial suckling: 10 ewes separated from their dams 48 hours after delivery and fed with cow’s milk; Controlled suckling: 16 ewe lambs remained with their dams at pasture during the day and then separated at night, returning after morning milking. Following weaning, both groups were confined until they reached 38.6 kg averageweight, and then separated into two types of treatment: Pasture rearing: 5 ewes from artificial suckling + 8 ewes from controlled suckling; Confined rearing: 5 ewes from artificial suckling + 8 ewes from controlled suckling. The experimental design was a 2 x 2factorial, randomized. Average daily milk production for artificial suckling (0.318 kg) was higher than controlled suckling (0.256 kg). The economic return of the controlled sucklingtreatment was 8.13% higher than for artificial suckling. With regard to the pasture rearing and confined rearing treatment systems, there was no estrus for pasture rearing during experimental period. There was no difference between the weaning systems with regard to eggs per gram. The weaning system influenced the milk production of primiparous females.


Assuntos
Animais , Aumento de Peso/fisiologia , Desmame , Leite/economia , Ovinos/crescimento & desenvolvimento , Produção de Alimentos
3.
Botucatu; s.n; 16/02/2007. 95 p.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-2949

Resumo

Delineou-se o presente trabalho com o objetivo de avaliar o efeito do uso de gordura protegida na dieta d ovelhas da raça Bergamácia sobre o desempenho produtivo, dinâmica de peso e nas medidas do úbere. Utilizou-se 77 ovelhas distribuídas em 2 grupos de forma homogênea por ordem de parição idade. Para os dois tratamentos propostos, utilizou-se: dieta Controle (C): silagem de milho e concentrado; e dieta Gordura Protegida (GP): a mesma de C e adição de gordura ruminalmente protegida (35 g/ovelha/dia) ao concentrado. As dietas foram isoenergéticas e isoprotéicas, contendo 16% PB e 70% NDT com base na matéria seca. Os cordeiros permaneceram com suas mães em pasto durante o dia e separados à noite. Eles retornavam à suas mães após a ordenha matinal e foram desmamados aos 45 dias de idade. As ovelhas, após 48 horas do parto, foram ordenhadas mecanicamente uma vez ao dia, às 7h 00, com produção de leite mensurada diariamente pelo período de 60 dias. Amsotras de leite foram coletadas semanalmente para determinação de proteína e gordura. Foram medidas a circunferência, profundidade e largura do úbere e largura e comprimento das tetas, aos 30 e 60 dias. O tratmaneto GP apresentou maior produção de leite média diária após a desmama dos cordeiros (0,531 vs 0,489 kg/cab/dia), entretanto, a produção de todo o período não foi diferente entre os tratamentos (0,468 vs 0,453 kg/cab/dia, para GP e C, respectivamente). As produções de leite ajustadas para 6,5% de gordura e 6,5% de gordura e 5,8% de proteína forma semelhantes entre os tratamentos. A utilização de 3,5% de gordura protegida no concentrado de ovelhas leiteiras foi economicamente viável, proporcionando produção de leite 12,7% maior após a 7ª semana de lactação


This work aimed to evaluate the effect of use of protected fat in the diet of Bergamasca ewes on its performance and weight ranging. It was used 77 ewes allocated in 2 homogeneous groups by partutition and age. Following diets were used: control diet (C): corn silage and concentrate; and protected fat diet (GP): same of C and ruminally protected fat (35 g/ewe/d) added to concentrate. Diets were isoenergetic and isonitrogenous, containing 16% CP and 70% TDN on a dry-matter basis. lambs were kept with their mothers in pasture during daytime and were separated at night. They were returned to their mothers after the morning and were weaned at 45 days of age. After 48 hs postpartum, ewea were machine milked once a day at 7h 00, and milk production was daily measured for a period of 60 days. Milk samples were collected for protein and fat determination. Treatment GP presented higher daily average milk production after lambs weaning (0.531 vs 0.489 kg/head/d), however, average milk production of the whole period was not different (0.468 vs 0.453 kg/head/d for GP and C, respectively). Adjusted milk production for 6.5% fat and 6.5% fat and 5.8% protein were similar between treatments. After weaning, treatment C presented higher milk fat content. The use of 3.5% of protected fat on ewes concentrate was economically viable and milk production increases 12.7% after seventh lactation week

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA