Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 15 de 15
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. J. Biol. ; 66(4)2006.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-446179

Resumo

Since disturbance is an important ecological factor affecting species diversity in natural environments, the increasing human occupation rate in Brazilian Atlantic rainforest, which supports about 50% of Brazil's human population, has resulted in intense habitat degradation and fragmentation. Within this rainforest, animal and plant species have been lost at a high rate, and biological and diversity is presently vulnerable. Various animals community studies along a gradient of environmental disturbances have shown that the highest species diversities occur in habitats with intermediate levels of disturbance frequency and intensity. In the present study, which was carried out in the Atlantic forest of Ilha Grande (23° 11' S and 44° 12' W), an island located on the southern coast of Rio de Janeiro State, southeastern Brazil, we estimated species richness, diversity, and abundance of small mammals in three forest areas having different disturbance levels. This was done, in each of these areas and in an anthropic area that they surround, by establishing trails 200 m long, in which points were marked at 20 m intervals. The work involved a total effort of 4800 trap/nights. We also measured some habitat variables at each site in order to evaluated their disturbance levels. Our data showed that the two most conserved forests had the lower species richness and small mammal diversity, while in the anthropic area wild species were absent. The forest with an intermediary level of disturbance showed higher values for species richness and diversity, with the anthropic area presenting the highest disturbance level.


Os distúrbios são importantes fatores ecológicos afetando a diversidade de espécies em ambientes naturais. Na Floresta Atlântica vive cerca de 50% da população humana do Brasil. A crescente ocupação humana neste ecossistema, resultou em uma intensa degradação e fragmentação do hábitat, tornando vulnerável a sua diversidade biológica e ocasionando uma alta taxa de perda de espécies animais e vegetais. Alguns estudos de comunidades têm demonstrado que ao longo de um gradiente de perturbação ambiental, os maiores valores de diversidade de espécies são encontrados em hábitats com níveis intermediários de frequência e de intensidade de distúrbios. No presente estudo, nós estimamos a riqueza, diversidade e abundância de espécies de pequenos mamíferos em três áreas de Mata Atlântica com diferentes níveis de distúrbio. O estudo foi conduzido na Mata Atlântica da Ilha Grande (23° 11' S e 44° 12' W), uma ilha localizada no Sul do estado do Rio de Janeiro, Sudeste do Brasil. Em cada uma das três áreas de florestas e em uma área antrópica rodeada por estas florestas, nós estabelecemos 10 trilhas paralelas com 200 metros de comprimento (com pontos a cada 20 m de intervalo e pontos adicionais acima do solo), num esforço total de 4800 armadilhas/noite. Nós também medimos algumas variáveis estruturais do hábitat para avaliar o nível de distúrbio em cada área. Nossos dados mostraram que as duas florestas mais conservadas tiveram os mais baixos valores de riqueza e diversidade de espécies e que na área antrópica ocorreu uma perda quase total de espécies silvestres. A floresta com nível intermediário de distúrbio teve os maiores valores de riqueza e diversidade de espécies, considerando a área antrópica como um hábitat sob alto grau de distúrbio.

2.
Braz. J. Biol. ; 66(3)2006.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-446157

Resumo

We investigated the diet and foraging of the endemic teiid lizard Cnemidophorus littoralis in a restinga habitat in Jurubatiba, Macaé - RJ. The stomach contents were removed, analyzed and identified to the Order level. There was no relationship between C. littoralis morphological variables and number, length or volume of preys. Termites (48.7%) and larvae (35.5%) were the most important prey items which occurred in the examined lizards´ stomachs. The diet did not differ between males and females. Cnemidophorus littoralis is an active forager and predominantly consumes relatively sedentary prey or prey that is aggregated in the environment. We also found an intact and undigested hatchling of the crepuscular/nocturnal gekkonid lizard Hemidactylus mabouia in the stomach of an adult male of C. littoralis, which indicates that C. littoralis is a potential source of mortality for individuals of H. mabouia in the restinga de Jurubatiba.


Investigou-se a dieta e o forrageamento do lagarto endêmico Cnemidophorus littoralis na restinga de Jurubatiba, Macaé - RJ. Os conteúdos estomacais foram removidos, analisados e identificados no nível de Ordem. Não houve relação entre as variáveis morfológicas de C. littoralis e o número, tamanho e volume das presas. Cupins (48,7%) e larvas (35,5%) foram os itens de presas mais importantes nos estômagos dos lagartos examinados. A dieta não diferiu entre os machos e as fêmeas. Cnemidophorus. littoralis é um lagarto forrageador ativo e consome, predominantemente, presas relativamente sedentárias ou que ocorrem agregadas no ambiente. Foi encontrado também no estômago de um macho adulto de C. littoralis um jovem lagarto gekkonídeo crepuscular/noturno Hemidactylus mabouia intacto e não digerido, o que indica C. littoralis como uma fonte de mortalidade para indivíduos de H. mabouia na restinga de Jurubatiba.

3.
Braz. J. Biol. ; 65(1)2005.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-445990

Resumo

Biodiversity corridors comprise a mosaic of land uses connecting fragments of natural forest across a landscape. Two such corridors have been established along the eastern coast of Brazil: the Serra do Mar and the Central da Mata Atlântica corridors, along which most of the coastal plains are restinga areas. In this study, we analyze the present status of the endemic and endangered terrestrial vertebrates of both corridors. We sampled 10 restingas in both corridors, recording species of amphibians, reptiles, birds, and mammals. Some restingas harbor a relatively large number of endemic species, and two main regions of endemism can be identified along the restingas of both corridors: the coastal restingas from northern Espírito Santo State to southern Bahia State (between Linhares, ES, and Trancoso, BA), and the coastal region between the restingas of Maricá and Jurubatiba, Rio de Janeiro State. Six species of terrestrial vertebrates considered threatened with extinction are found in the restingas of Serra do Mar and Central da Mata Atlântica biodiversity corridors (Liolaemus lutzae, Formicivora littoralis, Mimus gilvus, Schistochlamys melanopis, and Trinomys eliasi). The region located between the restinga of Maricá and that of Jurubatiba is of special relevance for the conservation of vertebrate species of the restingas of the corridors because a considerable number of threatened species of terrestrial vertebrates are found there. We strongly recommend efforts to develop checklists of threatened faunas for the States of Espírito Santo and Bahia.


Corredores de biodiversidade compreendem um mosaico de usos do solo conectando fragmentos de vegetação natural ao longo da paisagem. Ao longo da costa leste do Brasil, dois corredores de biodiversidade foram estabelecidos: o da Serra do Mar e o Central da Mata Atlântica. A maioria das planícies costeiras ao longo desses dois corredores é constituída por restingas. Neste estudo analisamos o status atual das espécies de vertebrados terrestres endêmicas e ameaçadas nos dois corredores. Amostramos dez restingas nos dois corredores, registrando a ocorrência de espécies de anfíbios, répteis, aves e mamíferos. Algumas restingas apresentam número relativamente alto de espécies endêmicas e duas regiões principais de endemismos podem ser reconhecidas nas restingas ao longo dos corredores: as restingas costeiras do norte do Espírito Santo até o sul da Bahia (entre Linhares, ES, e Trancoso, BA) e a região costeira entre as restingas de Maricá e Jurubatiba, Estado do Rio de Janeiro. Seis espécies de vertebrados terrestres consideradas ameaçadas de extinção foram encontradas nas restingas dos corredores da Serra do Mar e Central da Mata Atlântica (Liolaemus lutzae, Formicivora littoralis, Mimus gilvus, Schistochlamys melanopis e Trinomys eliasi). A região localizada entre as restingas de Maricá e Jurubatiba é de especial relevância para a conservação de espécies de vertebrados das restingas nos corredores, pois nela foi encontrado elevado número de espécies ameaçadas. Recomendamos esforços para a elaboração de listas de fauna ameaçada para os Estados do Espírito Santo e Bahia.

4.
Braz. J. Biol. ; 64(2)2004.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-445902

Resumo

Information on the ecology of lizard species from the Brazilian Atlantic Forest is scarce and almost nothing is known about the ecology of lizards of the genus Enyalius. In this study, we provide information about some aspects of the natural history of E. brasiliensis from an area of Atlantic Forest in Ilha Grande, RJ. Enyalius brasiliensis (N = 15) feeds mainly on arthropods. The most frequent food items were insect larvae, orthopterans, and ants; in terms of volume, larvae and termites were the most important food items; ants and termites were the most numerous prey categories. Two females were reproductive (one had 10 and the other, five vitellogenic follicles); the smallest measured 92.4 mm in SVL. Seven lizards were found on forest leaf litter. The other microhabitats used were vines, fallen logs, branches, and a crevice on a slope.


Informações sobre a ecologia de espécies de lagartos da Floresta Atlântica brasileira são raras. Quase nada é conhecido sobre a ecologia de lagartos do gênero Enyalius. Com este estudo fornecemos informações sobre alguns aspectos da história natural de E. brasiliensis de uma área de Mata Atlântica da Ilha Grande, RJ. Os indivíduos de E. brasiliensis (N = 15) se alimentaram principalmente de artrópodos. As presas ingeridas com maior freqüência foram larvas de insetos, ortópteros e formigas; em termos volumétricos, larvas e cupins foram os itens mais importantes; e formigas e cupins foram as presas mais numerosas. Das 10 fêmeas encontradas, duas estavam reprodutivas (uma tinha 10 e a outra, 5 folículos vitelogênicos); a menor delas media 92,4 mm de tamanho corporal. Sete dos 15 lagartos foram encontrados sobre folhiço no chão da mata. Os outros micro-habitats utilizados foram cipós, troncos caídos, galhos e um barranco de terra dentro de uma fenda de rocha.

5.
Braz. J. Biol. ; 64(1)2004.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-445875

Resumo

We examined the stomach contents of 21 specimens of Mabuya agilis (Sauria; Scincidae) collected during February 2001 at the restinga habitat of Praia do Sul, in Ilha Grande, RJ, Brazil. Diet was composed of various types of small arthropods, with no plant material being eaten. Spiders were the most important items in the diet, followed by orthopterans. Apart from the absence of isopterans, the diet of Mabuya agilis from this insular area was similar to those of other conspecific mainland populations. This suggests that factors such as insularity and the absence of other small sympatric lizards may not have a significant effect on the feeding habits of the Praia do Sul population.


Examinamos os conteúdos dos estômagos de 21 espécimes de Mabuya agilis (Sauria; Scincidae) coletados em fevereiro de 2001 no habitat de restinga de Praia do Sul, na Ilha Grande, RJ, Brasil. A dieta estava composta de vários tipos de artrópodes pequenos, sem consumo de material vegetal. Aranhas foram os itens mais importantes na dieta, seguidos por ortópteros. Exceto pela ausência de isópteros, a dieta de Mabuya agilis dessa área insular foi semelhante à de outras populações continentais coespecíficas. Isto sugere que fatores como a insularidade e a ausência de outros pequenos lagartos simpátricos podem não ter efeito significativo nos hábitos alimentares da população de Praia do Sul.

6.
Braz. j. biol ; 64(3)2004.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1467740

Resumo

Chromosomes of Cnemidophorus littoralis, a new species of teiid lizard recently described, were studied. The animals are from a restinga area in Barra de Maricá, RJ. The karyotype presents a diploid number of 2n = 46 chromosomes and a chromosomal sex determination mechanism of the type XX:XY. Nucleolar organizer regions, Ag-NORs, are at the sixth pair of chromosomes; there is variability of size and number of the Ag-stained nucleoli on the 50 interphase nuclei for each specimen analyzed. These nucleoli are related to NOR patterns that also demonstrated variability in size and number. This paper presents the first description of the karyotype of Cnemidophorus littoralis and of a chromosomal sex determination mechanism of the XX:XY type in the genus Cnemidophorus from Southeastern Brazil.


Estudamos os cromossomos de Cnemidophorus littoralis, uma nova espécie de lagarto recentemente descrita, pertencente à família Teiidae. Os animais são oriundos de uma população de restinga na Barra de Maricá, RJ. O cariótipo apresenta número diplóide 2n = 46 cromossomos, com mecanismo cromossômico de determinação do sexo do tipo XX:XY. As regiões organizadoras do nucléolo, Ag-RONs, estão no sexto par de cromossomos. Analisamos 50 núcleos interfásicos corados pela prata para cada exemplar e observamos variação quanto ao número e ao tamanho de nucléolos; estes estão relacionados aos padrões RONs, que também apresentaram variação quanto ao tamanho e ao número. Este trabalho também descreve pela primeira vez a presença de um mecanismo de determinação cromossômica do sexo para o gênero Cnemidophorus do Sudeste do Brasil.

7.
Braz. J. Biol. ; 64(4)2004.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-445964

Resumo

Studies on anurans in restinga habitats are few and, as a result, there is little information on which methods are more efficient for sampling them in this environment. Ten methods are usually used for sampling anuran communities in tropical and sub-tropical areas. In this study we evaluate which methods are more appropriate for this purpose in the restinga environment of Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba. We analyzed six methods among those usually used for anuran samplings. For each method, we recorded the total amount of time spent (in min.), the number of researchers involved, and the number of species captured. We calculated a capture efficiency index (time necessary for a researcher to capture an individual frog) in order to make comparable the data obtained. Of the methods analyzed, the species inventory (9.7 min/searcher /ind.- MSI; richness = 6; abundance = 23) and the breeding site survey (9.5 MSI; richness = 4; abundance = 22) were the most efficient. The visual encounter inventory (45.0 MSI) and patch sampling (65.0 MSI) methods were of comparatively lower efficiency restinga, whereas the plot sampling and the pit-fall traps with drift-fence methods resulted in no frog capture. We conclude that there is a considerable difference in efficiency of methods used in the restinga environment and that the complete species inventory method is highly efficient for sampling frogs in the restinga studied and may be so in other restinga environments. Methods that are usually efficient in forested areas seem to be of little value in open restinga habitats.


São escassos os estudos sobre anuros em áreas de restinga e, conseqüentemente, há pouca informação sobre os métodos mais eficientes de amostragem nesse habitat. De forma geral, são utilizados dez métodos de amostragem em comunidades de anuros em áreas tropicais e subtropicais. Neste estudo, avaliamos quais seriam os métodos mais eficientes para amostrar a comunidade de anfíbios na restinga do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, norte do Estado do Rio de Janeiro. Analisamos seis métodos usualmente utilizados para a amostragem de anuros. Registramos, para cada método, o tempo total dispendido (em min), o número de pesquisadores envolvidos e o número de espécies e de anuros capturados. Calculamos, então, um índice de eficiência de captura (tempo necessário para um pesquisador capturar um animal), de forma a tornar comparáveis os dados obtidos, e estimamos a riqueza e a abundância totais obtidas com cada método. Dos métodos avaliados, os mais eficientes foram Inventário completo de espécies (9,7 min/amostrador/indivíduo-MAI, com riqueza = 6 e abundância = 23) e Transectos em sítios reprodutivos (9,5 MAI, com riqueza = 4 e abundância = 22). Os métodos Levantamento por encontros visuais (45,0 MAI) e Amostragem em manchas (65,0 MAI) apresentaram eficiência consideravelmente menor, enquanto Amostragem em parcelas (plots) e Armadilhas de queda com direcionadores (Pit-falls) não capturaram nenhum indivíduo. Concluímos, portanto, que há considerável diferença na eficiência dos métodos em ambiente de restinga e que os métodos Inventário completo de espécies e Transectos em sítios reprodutivos foram os mais eficientes para a amostragem de anuros na restinga estudada e, supostamente, em outros ambientes de restinga. Os dados mostram a importância da procura ativa pelos anuros nos microhabitats durante as amostragens nesse ambiente. Alguns métodos usualmente eficientes em áreas florestadas (como pit-falls e plots) apresentaram baixa eficiência no habitat estudado de restinga aberta.

8.
Braz. J. Biol. ; 64(3)2004.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-445937

Resumo

Chromosomes of Cnemidophorus littoralis, a new species of teiid lizard recently described, were studied. The animals are from a restinga area in Barra de Maricá, RJ. The karyotype presents a diploid number of 2n = 46 chromosomes and a chromosomal sex determination mechanism of the type XX:XY. Nucleolar organizer regions, Ag-NORs, are at the sixth pair of chromosomes; there is variability of size and number of the Ag-stained nucleoli on the 50 interphase nuclei for each specimen analyzed. These nucleoli are related to NOR patterns that also demonstrated variability in size and number. This paper presents the first description of the karyotype of Cnemidophorus littoralis and of a chromosomal sex determination mechanism of the XX:XY type in the genus Cnemidophorus from Southeastern Brazil.


Estudamos os cromossomos de Cnemidophorus littoralis, uma nova espécie de lagarto recentemente descrita, pertencente à família Teiidae. Os animais são oriundos de uma população de restinga na Barra de Maricá, RJ. O cariótipo apresenta número diplóide 2n = 46 cromossomos, com mecanismo cromossômico de determinação do sexo do tipo XX:XY. As regiões organizadoras do nucléolo, Ag-RONs, estão no sexto par de cromossomos. Analisamos 50 núcleos interfásicos corados pela prata para cada exemplar e observamos variação quanto ao número e ao tamanho de nucléolos; estes estão relacionados aos padrões RONs, que também apresentaram variação quanto ao tamanho e ao número. Este trabalho também descreve pela primeira vez a presença de um mecanismo de determinação cromossômica do sexo para o gênero Cnemidophorus do Sudeste do Brasil.

9.
Braz. j. biol ; 62(3)Aug. 2002.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1467629

Resumo

We studied the ectoparasite and the Amblyopinini beetle fauna associated with four small mammal species of the Atlantic Rainforest of Ilha Grande, an island located off the southern Rio de Janeiro State Coast, Southeastern Brazil, analyzing to what extent the parasites were specific to each region of the host body. During the study, a total of 90 individual rodents were captured: 61 Proechimys iheringi Thomas, 1911 (Echymyidae), 22 Sciurus aestuans (Thomas, 1901) (Sciuridae), 4 Oxymycterus sp. (Waterhouse, 1837), and 2 Nectomys squamipes (Brants, 1827) (Sigmodontinae). The data showed that the ectoparasites and Amblyopinini on some rodent hosts in Ilha Grande tend to prefer particular host body sites, and that some ectoparasite species sites may overlap owing to their inaccessibility to the host.


Estudamos a fauna de ectoparasitos e besouros Amblyopinini associada a quatro espécies de pequenos mamíferos da Mata Atlântica da Ilha Grande, localizada no sul do Estado do Rio de Janeiro, Sudeste do Brasil, analisando em que extensão os ectoparasitos seriam específicos de cada região do corpo do hospedeiro. Durante o estudo capturamos um total de 90 roedores: 61 Proechimys iheringi Thomas, 1911 (Echymyidae), 22 Sciurus aestuans (Thomas, 1901) (Sciuridae), 4 Oxymycterus sp. (Waterhouse, 1837) e 2 Nectomys squamipes (Brants, 1827) (Sigmodontinae). Os dados mostraram que os ectoparasitos e os Amblyopinini encontrados vivendo nos hospedeiros roedores da Ilha Grande apresentam preferência por algumas áreas específicas do corpo do hospedeiro. Contudo, algumas espécies de ectoparasitos podem se sobrepor em alguns sítios que utilizam, aparentemente devido à limitação de acesso a esses sítios pelos hospedeiros, reduzindo sua remoção e aumentando a chance de que ali ocorram.

10.
Braz. J. Biol. ; 62(3)2002.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-445715

Resumo

We studied the ectoparasite and the Amblyopinini beetle fauna associated with four small mammal species of the Atlantic Rainforest of Ilha Grande, an island located off the southern Rio de Janeiro State Coast, Southeastern Brazil, analyzing to what extent the parasites were specific to each region of the host body. During the study, a total of 90 individual rodents were captured: 61 Proechimys iheringi Thomas, 1911 (Echymyidae), 22 Sciurus aestuans (Thomas, 1901) (Sciuridae), 4 Oxymycterus sp. (Waterhouse, 1837), and 2 Nectomys squamipes (Brants, 1827) (Sigmodontinae). The data showed that the ectoparasites and Amblyopinini on some rodent hosts in Ilha Grande tend to prefer particular host body sites, and that some ectoparasite species sites may overlap owing to their inaccessibility to the host.


Estudamos a fauna de ectoparasitos e besouros Amblyopinini associada a quatro espécies de pequenos mamíferos da Mata Atlântica da Ilha Grande, localizada no sul do Estado do Rio de Janeiro, Sudeste do Brasil, analisando em que extensão os ectoparasitos seriam específicos de cada região do corpo do hospedeiro. Durante o estudo capturamos um total de 90 roedores: 61 Proechimys iheringi Thomas, 1911 (Echymyidae), 22 Sciurus aestuans (Thomas, 1901) (Sciuridae), 4 Oxymycterus sp. (Waterhouse, 1837) e 2 Nectomys squamipes (Brants, 1827) (Sigmodontinae). Os dados mostraram que os ectoparasitos e os Amblyopinini encontrados vivendo nos hospedeiros roedores da Ilha Grande apresentam preferência por algumas áreas específicas do corpo do hospedeiro. Contudo, algumas espécies de ectoparasitos podem se sobrepor em alguns sítios que utilizam, aparentemente devido à limitação de acesso a esses sítios pelos hospedeiros, reduzindo sua remoção e aumentando a chance de que ali ocorram.

11.
Braz. j. biol ; 62(2)May 2002.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1467614

Resumo

We have studied the terrestrial reptile fauna of the Abrolhos Archipelago (a group of five islands located ca. 70 km off the southern coast of the State of Bahia, Brazil) and analyze here some of its ecological aspects such as diet, thermal ecology, activity, and some reproductive parameters. Three lizards comprise the archipelago's terrestrial reptile fauna: Tropidurus torquatus (Tropiduridae), Mabuya agilis (Scincidae), and Hemidactylus mabouia (Gekkonidae). The first two are diurnal and the latter is crepuscular/nocturnal (initiating activity at ca. 17:30). The activity period of T. torquatus extended from 5:30 to 18:30 h. Mean field body temperatures of active T. torquatus, M. agilis, and H. mabouia were, respectively, 34.0 ± 3.7ºC (range 23.8-38.0ºC; N = 75), 34.5 ± 2.2ºC (range 30.8-37.0ºC; N = 6), and 26.3 ± 1.1ºC (range 24.8-28.0ºC; N = 8). The predominant prey items in the diet of T. torquatus were ants, coleopterans, and hemipterans. In the diet of M. agilis, coleopterans were the most frequent prey items. For H. mabouia, the most important dietary items were orthopterans. Clutch size of T. torquatus averaged 4.1 ± 1.1 (range 2-6; N = 15) and was significantly related to female size (R² = 0.618; p = 0.001; N = 15). Clutch size for H. mabouia was fixed (two) and mean litter size of the viviparous M. agilis was 3.3 ± 0.6 (range 3-4; N = 3). Tropidurus torquatus and H. mabouia deposit their eggs under rocks in the study area, with the former burying them but not the latter; in both species, more than one female often oviposit under the same rock.


Estudamos a fauna de répteis terrestre do Arquipélago de Abrolhos (um conjunto de cinco ilhas localizadas a 70 km da costa sul do Estado da Bahia, Brasil) e analisamos alguns aspectos da ecologia das espécies, como a dieta, ecologia termal, atividade e alguns parâmetros reprodutivos. A fauna de répteis do arquipélago compreende três lagartos: Tropidurus torquatus (Tropiduridae), Mabuya agilis (Scincidae) e Hemidactylus mabouia (Gekkonidae). Os dois primeiros são diurnos e o último é crepuscular/noturno (iniciando atividade às 17h30). O período de atividade de T. torquatus se estendeu de 5h30 a 18h30. As temperaturas corpóreas médias em atividade de T. torquatus, M. agilis e H. mabouia foram, respectivamente, de 34,0 ± 3.7ºC (amplitude 23,8-38,0ºC; N = 75), 34,5 ± 2,2ºC (amplitude 30,8-37,0ºC; N = 6) e 26,3 ± 1,1ºC (amplitude 24,8-28,0ºC; N = 8). Os itens alimentares predominantes na dieta de T. torquatus foram formigas, coleópteros e hemípteros. Na dieta de M. agilis, coleópteros foram os itens mais freqüentes. Para H. mabouia, os itens alimentares mais importantes na dieta foram ortópteros. O tamanho médio da ninhada de T. torquatus foi de 4,1 ± 1,1 (amplitude 2-6; N = 15) e estava significativamente relacionado com o tamanho da fêmea (R² = 0,618; p = 0,001; N = 15). O número de ovos para H. mabouia foi fixo (dois) e o tamanho médio da ninhada para a espécie vivípara M. agilis foi de 3,3 ± 0,6 (amplitude 3-4; N = 3). Tropidurus torquatus e H. mabouia depositam seus ovos sob rochas na área estudada, sendo que o primeiro enterra seus ovos e o segundo não; em ambas as espécies, mais de uma fêmea freqüentemente utiliza a mesma rocha para oviposição.

12.
Braz. J. Biol. ; 63(2)2003.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-445812

Resumo

We investigated the feeding habits of the teiid lizard Cnemidophorus littoralis in the markedly seasonal habitat of Restinga da Barra de Maricá (22º57'S, 43º50'W), Rio de Janeiro State, Brazil, to evaluate to what extent its diet is ontogenetically, sexually, and/or seasonally conservative. Lizard stomach contents were analyzed, identified, counted, estimated for volume (in mm³), and grouped in four classes (active, sedentary, and clumped preys, and plant material). The relative contribution of each food class to the total prey volume consumed by adult males and females and juveniles was compared in three ways: between juveniles and adults, sexes, and seasons (wet and dry). Sexual dimorphism in head size was tested by comparing head width and jaw length using analysis of covariance (ANCOVA). Isopterans were the most important prey item, occurring in 93% of the lizard stomachs examined and corresponding to 96.4% of total prey content and 69.7% of total prey volume. They occurred in high frequencies in the stomachs of C. littoralis throughout all study months. We found no sexual, ontogenetic, or seasonal differences in C. littoralis diet although the sexes differed significantly in head width. We concluded that isopterans are the main item in the diet of C. littoralis in Restinga da Barra de Maricá, both for juveniles and adults. The lack of seasonal, sexual, or ontogenetic variation in its diet results from the massive consumption of these insects. Isopterans are small, occur in clumps, and are available year-round, and thus are an advantageous food item for the active forager C. littoralis. We also found sexual dimorphism in the head size of C. littoralis: males have wider heads than females. This dimorphism, however, does not seem to be related with the diet of the species, and is probably a result of sexual selection.


Estudamos a dieta do lagarto teídeo Cnemidophorus littoralis no ambiente sazonal da Restinga da Barra de Maricá (22º57'S, 43º50'W), Estado do Rio de Janeiro, Brasil, analisando em que extensão a dieta do lagarto é sexual, ontogenética e/ou sazonalmente conservativa. O conteúdo do estômago dos lagartos foi analisado, identificado, contado, estimado seu volume e agrupado em quatro classes (presas ativas, sedentárias, distribuídas de forma agregada e material vegetal). A contribuição relativa de cada tipo de presa para o número e volume total consumido por adultos machos e fêmeas e para jovens foi comparada entre jovens e adultos, entre os sexos e entre as estações (seca e úmida). O dimorfismo sexual no tamanho da cabeça foi testado comparando a largura da cabeça e o comprimento da mandíbula por análise de covariância (ANCOVA). Os isópteros foram as presas mais importantes, ocorrendo nos estômagos de 93% dos lagartos e correspondendo a 96,4% do número total de presas e a 69,7% do volume total das presas, apresentando altas freqüências nos estômagos em todos os meses do ano. Não houve diferenças sexuais, ontogenéticas ou sazonais na dieta de C. littoralis, embora os sexos tenham diferido significativamente na largura da cabeça. Portanto, concluímos que isópteros constituem o principal item da dieta de C. littoralis na Restinga da Barra de Maricá, tanto para jovens quanto para adultos, e que a ausência de variação sazonal, ontogenética ou sexual na dieta da espécie resulta do elevado consumo desses insetos. Os isópteros são pequenos, ocorrem agrupados e estão disponíveis ao longo de todo o ano, constituindo item alimentar vantajoso para o forrageador ativo C. littoralis. O dimorfismo sexual no tamanho da cabeça (machos com cabeças mais largas) parece não estar relacionado à dieta da espécie, sendo provavelmente resultado da seleção sexual.

13.
Braz. J. Biol. ; 63(1)2003.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-445790

Resumo

We analysed the helminth fauna associated with the lizard Mabuya dorsivittata (Scincidae) from a high-altitude area in Itatiaia National Park, Rio de Janeiro State, Brazil. Of the 16 lizards examined, 12 (75%) were infected by at least one helminth. Only two helminth species were found: Physaloptera retusa and Skrjabinodon spinosulus (Nematoda), the former with a prevalence of 68.8% and a mean infection intensity of 3.6 ± 2.8 and the latter with a prevalence of 56.3% and a mean infection intensity of 2.6 ± 2.6. The helminth fauna of the studied population of Mabuya dorsivittata was considerably poorer than those of other previously studied populations of congeners.


Analisamos a fauna de helmintos associada ao lagarto Mabuya dorsivittata (Scincidae) de uma área de altitude no Parque Nacional do Itatiaia, Rio de Janeiro, Brasil. Dos 16 lagartos examinados, 12 (75%) estavam infectados por pelo menos um helminto. Apenas duas espécies de helminto foram encontradas: Physaloptera retusa e Skrjabinodon spinosulus (Nematoda), tendo a primeira prevalência de 68,8% e intensidade média de infecção de 3,6 ± 2,8 e a segunda prevalência de 56,3% e intensidade média de infecção de 2,6 ± 2,6. A fauna de helmintos da população de Mabuya dorsivittata estudada foi consideravelmente pobre em comparação com as de outras populações congenéricas previamente estudadas.

14.
Braz. J. Biol. ; 62(2)2002.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-445702

Resumo

We have studied the terrestrial reptile fauna of the Abrolhos Archipelago (a group of five islands located ca. 70 km off the southern coast of the State of Bahia, Brazil) and analyze here some of its ecological aspects such as diet, thermal ecology, activity, and some reproductive parameters. Three lizards comprise the archipelago's terrestrial reptile fauna: Tropidurus torquatus (Tropiduridae), Mabuya agilis (Scincidae), and Hemidactylus mabouia (Gekkonidae). The first two are diurnal and the latter is crepuscular/nocturnal (initiating activity at ca. 17:30). The activity period of T. torquatus extended from 5:30 to 18:30 h. Mean field body temperatures of active T. torquatus, M. agilis, and H. mabouia were, respectively, 34.0 ± 3.7ºC (range 23.8-38.0ºC; N = 75), 34.5 ± 2.2ºC (range 30.8-37.0ºC; N = 6), and 26.3 ± 1.1ºC (range 24.8-28.0ºC; N = 8). The predominant prey items in the diet of T. torquatus were ants, coleopterans, and hemipterans. In the diet of M. agilis, coleopterans were the most frequent prey items. For H. mabouia, the most important dietary items were orthopterans. Clutch size of T. torquatus averaged 4.1 ± 1.1 (range 2-6; N = 15) and was significantly related to female size (R² = 0.618; p = 0.001; N = 15). Clutch size for H. mabouia was fixed (two) and mean litter size of the viviparous M. agilis was 3.3 ± 0.6 (range 3-4; N = 3). Tropidurus torquatus and H. mabouia deposit their eggs under rocks in the study area, with the former burying them but not the latter; in both species, more than one female often oviposit under the same rock.


Estudamos a fauna de répteis terrestre do Arquipélago de Abrolhos (um conjunto de cinco ilhas localizadas a 70 km da costa sul do Estado da Bahia, Brasil) e analisamos alguns aspectos da ecologia das espécies, como a dieta, ecologia termal, atividade e alguns parâmetros reprodutivos. A fauna de répteis do arquipélago compreende três lagartos: Tropidurus torquatus (Tropiduridae), Mabuya agilis (Scincidae) e Hemidactylus mabouia (Gekkonidae). Os dois primeiros são diurnos e o último é crepuscular/noturno (iniciando atividade às 17h30). O período de atividade de T. torquatus se estendeu de 5h30 a 18h30. As temperaturas corpóreas médias em atividade de T. torquatus, M. agilis e H. mabouia foram, respectivamente, de 34,0 ± 3.7ºC (amplitude 23,8-38,0ºC; N = 75), 34,5 ± 2,2ºC (amplitude 30,8-37,0ºC; N = 6) e 26,3 ± 1,1ºC (amplitude 24,8-28,0ºC; N = 8). Os itens alimentares predominantes na dieta de T. torquatus foram formigas, coleópteros e hemípteros. Na dieta de M. agilis, coleópteros foram os itens mais freqüentes. Para H. mabouia, os itens alimentares mais importantes na dieta foram ortópteros. O tamanho médio da ninhada de T. torquatus foi de 4,1 ± 1,1 (amplitude 2-6; N = 15) e estava significativamente relacionado com o tamanho da fêmea (R² = 0,618; p = 0,001; N = 15). O número de ovos para H. mabouia foi fixo (dois) e o tamanho médio da ninhada para a espécie vivípara M. agilis foi de 3,3 ± 0,6 (amplitude 3-4; N = 3). Tropidurus torquatus e H. mabouia depositam seus ovos sob rochas na área estudada, sendo que o primeiro enterra seus ovos e o segundo não; em ambas as espécies, mais de uma fêmea freqüentemente utiliza a mesma rocha para oviposição.

15.
Braz. J. Biol. ; 63(3)2003.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-445822

Resumo

We studied the parasitism by larvae of the chigger mite Eutrombicula alfreddugesi on the lizard community of Restinga de Jurubatiba, Rio de Janeiro State, Southeastern Brazil. We investigated the patterns of infestation (prevalence and intensity) of chigger mites in four sympatric lizards: Tropidurus torquatus, Mabuya agilis, M. macrorhyncha and Cnemidophorus littoralis. All lizards collected were checked for the presence of mites, which were counted under stereomicroscope. We tested the relationship between intensity of infestation and lizard body size for each species using regression analysis. The prevalences and mean intensities (+ one standard deviation) of infestation on each host species were, respectively: 100%; 86.4 + 94.6 in T. torquatus (n = 62); 100%; 20.9 + 9.3 in M. agilis (n = 7); 100%; 11.1 + 13.1 in M. macrorhyncha (n = 12); and 95.2%; 19.1 + 16.8 in C. littoralis (n = 21). Only for C. littoralis did body size significantly affect the intensity of infestation (r = 0.27, p = 0.02). For all lizard species, the body parts where chiggers occurred with the highest intensity were those of skin folds and joint regions.


Nós estudamos o parasitismo por larvas do ácaro Eutrombicula alfreddugesi na comunidade de lagartos da Restinga de Jurubatiba, no Estado do Rio de Janeiro, Sudeste do Brasil. Nós investigamos os padrões de infestação (prevalência e intensidade) desse ácaro em quatro lagartos simpátricos: Tropidurus torquatus, Mabuya agilis, M. macrorhyncha e Cnemidophorus littoralis. Todos os lagartos coletados foram examinados para verificar a presença de ácaros, os quais foram contados sob microscópio estereoscópico. Nós testamos a relação entre a intensidade de infestação e o tamanho do corpo para cada espécie de lagarto, usando análise de regressão. As prevalências e intensidades médias de infestação (+ 1 desvio-padrão) por espécie hospedeira foram, respectivamente: 100%; 86,4 + 94,6 em T. torquatus (n = 62); 100%; 20,9 + 9,3 em M. agilis (n = 7); 100%; 11,1 + 13,1 em M. macrorhyncha (n = 12); e 95,2%; 20,1 + 16,7 em C. littoralis (n = 21). Somente em C. littoralis o tamanho corpóreo influenciou significativamente a intensidade de infestação (r = 0,27, p = 0,02). Para todas as espécies de lagarto, as partes do corpo onde os ácaros ocorreram com maior intensidade foram as áreas de dobras de pele e regiões axilares.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA